Resenha: A Caçadora de Dragões

Gente, eu sou muito fã de fantasia e vou confessar aqui: se eu pudesse ter um bicho de estimação de fantasia, seria um dragão. Na verdade, eu nem sei se seria possível ter o dragão como “bicho de estimação”, porque parece um título de posse, acho que ia querer ele como “amigo” mesmo. Enfim, por isso pedi esse livro para a Cia das Letras só pelo título (tudo bem que ele não me parece muito promissor para quem é fã de dragões rsrs, mas tinha esperanças).

Ficha técnica:

Nome: A caçadora de Dragões

Autor: Kristen Ciccarelli

Tradutor: Eric Novello

Páginas: 398

Editora: Seguinte

Compre aqui

Quando era criança, Asha, a filha do rei de Firgaard, era atormentada por sucessivos pesadelos. Para ajudá-la, a única solução que sua mãe encontrou foi lhe contar histórias antigas, que muitos temiam ser capazes de atrair dragões, os maiores inimigos do reino. Envolvida pelos contos, a pequena Asha acabou despertando Kozu, o mais feroz de todos os dragões, que queimou a cidade e matou milhares de pessoas — um peso que a garota ainda carrega nas costas. Agora, aos dezessete anos, ela se tornou uma caçadora de dragões temida por todos. Quando recebe de seu pai a missão de matar Kozu, Asha vê uma oportunidade de se redimir frente a seu povo. Mas a garota não vai conseguir concluir a tarefa sem antes descobrir a verdade sobre si mesma — e perceber que mesmo as pessoas destinadas à maldade podem mudar o próprio destino.

Dessa vez a sinopse não entrega muito da história, ufa! Vou tentar não passar nenhum spoiler, mas quero que vocês entendam porque eu dei só quatro estrelas para este livro.

Em primeiro lugar, dou os parabéns à autora! Caramba, ela criou uma história em que ela conta pequenas histórias dentro dela e com personagens marcantes, que não são totalmente santos ou demônios, mas são humanos cheio de defeitos, inseguranças e honra.

Agora, com tudo isso, já informo que o começo da leitura se arrastou um pouco para mim. A história envolve, mas não estava fluindo da forma que eu queria. Não sei se foi pela primeira impressão sobre Asha. Ela parecia carregar o mundo nas costas, pois sentia culpa de ter atraído Kozu com suas histórias e, ainda por cima, ter causado o incêndio que arrasou sua cidade, matando várias pessoas. As pessoas a temem e muitos a odeiam. A chamam de Iskari, a deusa letal, “aquela que leva destruição e morte”, como diz a lenda.

Todos esses sentimentos pesaram, e talvez até tenham se agravado pelo fato de Asha se ver sempre intimidada por seu pai e por seu noivo, Jarek. Ele gosta de ser temido e demonstra com satisfação que pode dominar Asha a qualquer custo, e ela suporta o tratamento dele, por achar que deve alguma coisa a ele.

Além da história de Asha (e Kozu), temos Torwin, um escravo que tem sua própria história e que merece destaque. Ele é o mais sensato da trama, pelo menos na maioria das vezes, e ele que coloca algum juízo em Asha, ou pelo menos tenta, já que ela carrega vários preconceitos a respeito dela própria. Adorei as cenas com ele, muitas delas foram as cenas mais tensas da história.

Sim, e agora, cadê os dragões? Eu ficava com o coração na mão quando nas primeiras cenas Asha tinha que levar um dragão abatido para o pai. Fala sério! Mas então, veio Kozu e quando a verdade veio à tona, até eu fiquei sem chão. O que você faz quando descobre que parte de sua vida foi construída com base em uma mentira? E ainda uma mentira relacionada à vida de vários seres inocentes?

O que mais posso dizer desse livro? Leiam, leiam mesmo! A leitura pode ser arrastada no começo, mas vale muito a pena persistir e aguardar a continuação (oremos para que seja em breve! rs).

Aliás, achei o final tão bem amarrado, estou aqui imaginando se o segundo volume será uma continuação ou uma história paralela de outros personagens apresentados nesse primeiro livro… Vamos aguardar cenas do próximo volume!

Este livro foi gentilmente cedido para resenha pela Editora Seguinte, parceira do grupo Companhia das Letras.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Larissa Dutra disse:

    Olá, tudo bem? Não costumo ler muitos livros de fantasia (sou mais de romances clichês) e confesso que nunca li nada com dragões. Não conhecia esse livro ainda, mas parece ser bem interessante, acho que vou gostar. Adorei a resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

  • Florescendo Livros disse:

    Olá
    Sou uma amante de fantasia confesso, mas não entendi exatamente onde entra os dragões nessa história todas, apenas para ser capturados? Parece que a história focou mais no relacionamento dos personagens. Não me chamou atenção a leitura por esse fator. Mas ainda bem que você apreciou a leitura.
    Beijos

  • Fábrica dos convites disse:

    Não conhecia o livro, e apesar do começo arrastado, parece um livro muito bom mesmo. Vou anotar sua dica
    Bjs Rose

  • jaque reis disse:

    Eita não sabia que tinha continuação, mas ainda não li o livro (porém ta na listinha de desejados) É uma pena quando a leitura não flui no inicio, mas já que a história prende mesmo assim e com um final bem elaborado, irei dar uma chance!

  • cila-leitora voraz disse:

    Olá, tudo bem?
    Eu adoro dragões, por isso quando vi o lançamento desse livro, corri e o coloquei na minha lista. Fiquei de coração apertado na resenha , pelo o que estão fazendo com eles. Pena que o início foi arrastado, mas que bom que o restante compensa, não vejo a hora de ler. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.

  • Beatriz Andrade disse:

    Olá, tudo bem?
    Eu não conhecia muito sobre o livro e adorei a sua resenha, deu para ver um pouco mais sobre a trama e fiquei morrendo de curiosidade para ler também, adoro quando os finais são assim tão fechadinhos e o segundo volume vem como uma surpresa.

  • Marijleite disse:

    Depois dessa resenha já fiquei com vontade de ir correndo pegar o meu exemplar para ler; terei em mente que o início é um pouco arrastado mas que vale a pena persistir na leitura. Eu também amo histórias com dragões.

  • Saga Literária disse:

    Olá, tudo bem?

    Eu já conhecia esse livro por meio de publicações da Seguinte e também de outros blogs e confesso que tenho muita vontade de realizar essa leitura. Gostei da sua resenha e fico contente que gostou!
    Abraço!

  • Mayara Milesi disse:

    Ola!!

    Nossa diferente de você, eu não sou uma pessoa muito apegada a fantasia e também acredito que nunca li nenhuma historia que envolvesse dragões, com exceção de HP

    Achei a sua resenha bem interessante e confesso que estou bem curiosa a respeito dessa mentira que voce comentou.

    Dica anotada!

    beijos
    http://www.livrosetalgroup.blogspot.com.br

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem