Resenha: A Lua de Mel

Não sei se já perceberam, mas eu AMO os livros da Sophie Kinsella. Não canso de ler e reler suas histórias, todas cheias de romantismo e comédia. Então eu meio que implorei para a Lany me passar o livro para ler e fiquei tão, tão feliz! *___*

A_LUA_DE_MELSinopse: Ao se dar conta de que o namorado nunca vai pedir sua mão em casamento, Lottie toma uma decisão. Termina o compromisso com ele e diz o tão sonhado sim a Ben, uma antiga paixão, com quem ela havia prometido se casar se ambos ainda estivessem solteiros aos 30 anos. Os dois então resolvem pular o namoro e ir direto para uma cerimônia simples e seguir para a lua de mel em Ikonos, a ilha grega onde eles se conheceram. Mas Fliss, a irmã mais velha da noiva, acha que Lottie enlouqueceu. Já Lorcan, que trabalha na empresa de Ben, teme que o casamento destrua a carreira do amigo. Fliss e Lorcan então elaboram um plano para sabotar a noite de núpcias do casal e impedir que os noivos cometam o maior erro de suas vidas. Fonte

Esse é o primeiro livro da Sophie Kinsella que temos os pontos de vista divididos entre duas protagonistas. Sempre narrado em primeira pessoa, os capítulos são intercalados entre Lottie e Fliss, duas irmãs muito unidas, mas ao mesmo tempo muito distintas uma da outra. Lottie é movida pela impulsividade, toma decisões precipitadas sempre que tem uma desilusão. Inclusive, sua irmã Fliss chama essas decisões de “Escollhas infelizes”. E todas as vezes que Lottie tem essas “Escolhas infelizes”, demora mais ou menos uma semana para que ela se arrependa e corra para Fliss, para que ela possa ajudá-la a consertar as coisas. Fliss, por sua vez, é aquela irmã superprotetora, assumindo praticamente o papel de mãe de Lottie (principalmente depois que a mãe delas ficou traumatizada com um divórcio). Fliss também é divorciada e tudo o que ela quer é que sua irmã não tenha a mesma sorte.

Quando Lottie se casa prematuramente com Ben, um ex-namorado de 15 anos atrás, Fliss corre contra o tempo, para evitar o pior, como Lottie engravidar. Como eu disse antes, Fliss é divorciada e passa poucas e boas com Daniel, seu ex-marido e pai de seu filho, Noah. Embora ela não se arrependa de ter tido Noah, ela conhece as dificuldades e amarguras de um processo de divórcio e todo o tipo de decepção e estresse provocados por ele. E, conhecendo Lottie como conhece, Fliss sabia quando ela se arrependesse – porque Lottie se arrependeria do casamento, com toda certeza – ela sofreria ainda mais do que Fliss com o divórcio.

Após o casamento, Fliss também tem que lidar com Lorcan, amigo de Ben que trabalha em sua empresa desde que o pai de Ben o contratou. Ben não gosta de se sentir pressionado e por isso acaba sempre fugindo de suas responsabilidades, deixando tudo nas costas de Lorcan. Agora, Lorcan também está atrás de Ben para fazer com que ele assuma seus compromissos.

Enfim, a única solução que Fliss encontrou para salvar Lottie foi atrapalhar a Lua de Mel. E quando eu digo atrapalhar, estou dizendo impedir a consumação do casamento sob quaisquer circunstâncias. Assim, em vez de um processo de divórcio, seria possível acabar com o casamento com uma mera anulação.

Como Fliss faz isso eu vou deixar para vocês descobrirem durante a leitura. Mesmo porque essa é a parte divertida do livro. Muitas coisas acontecem em lugares distintos e a Sophie Kinsella fez um trabalho muito bem feito intercalando as narrativas entre as irmãs.

Lottie e Fliss são ótimas protagonistas. Cada uma com sua excentricidade, uma movida mais pela emoção e outra pela razão – ou pela desilusão que teve com o casamento. As duas também são divertidas e sempre tentam apoiar uma à outra. Meio que as duas me lembram as irmãs Elinor e Marianne Dashwood de Razão e Sensibilidade, mas de um jeito bem mais século XXI (já que na obra de Jane Austen, as duas eram solteiras e ainda tinham mais uma irmã mais nova e não temos um Coronel Brandon para alegrar o dia).

Lorcan é um daqueles personagens masculinos de Sophie Kinsella que são bem distintos e elegantes. Embora ele seja discreto, sua presença é marcante – e Fliss passa muitos momentos “vergonha alheia” com ele. Ben é… um idiota superficial e mimado, daqueles que só sabe olhar para o próprio umbigo. Richard, o ex-namorado de Lottie, é bem mais romântico e leva em consideração suas opiniões. Noah, o filho de Fliss, dá um show à parte. Fiquei com muita dó quando Fliss se dá conta de que seu ex-marido será um pai ausente para seu filho, das várias decepções que ele terá no futuro…

Embora eu admita que esse não será meu romance favorito da diva Sophie Kinsella, eu recomendo muito a leitura para quem gosta de chick-lit e comédia romântica.

Esse livro foi gentilmente cedido para resenha pelo Grupo Editorial Record!

 

Ficha técnica:

Nome: A Lua de Mel
Autor: Sophie Kinsella
Páginas: 496
Editora: Record
Onde comprar: Livraria Cultura / Livraria Cultura / Amazon
Minha avaliação:

Essa postagem está participando do Top Comentarista de Outubro. Por favor, preencha o formulário abaixo após postar seu comentário. Basta clicar na imagem para abri-lo em nova página!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


  • Daniella Alves Vale disse:

    Muito me interessa esse livro. Nunca li livros dessa autora, porém depois de todos esses elogios irei providenciar algum.

  • Lucy disse:

    Oi, Daniella! Eu sou fã da autora, recomendaria todos dela! rsrs
    Bjos

  • Suelen Mendes disse:

    A Sophie é demais!O livro que eu estou lendo no momento é dela e eu tô morrendo de riri com as trapalhadas da personagem.Estou lendo Samantha Sweet executiva do lar,já leu esse?
    A lua de mel eu até tenho aqui mas não li ainda,mas é bom saber que são narrados de pontos de vista de dois personagens,adoro quando isso acontece,me dá uma visão mais panoramica da história.

    Bjus

  • Lucy disse:

    Suelen! Eu AMO Samantha Sweet! *___* NATHANIEL!!!! hahahaha
    Tem resenha dele aqui no blog, inclusive!
    Realmente, eu achei bem legal a narrativa ser em primeira pessoa, mas com duas protagonistas! Não sei se ela vai pensar em fazer isso com outros livros, mas com esse foi uma tirada de mestre!
    Bjos

  • Suelen Mendes disse:

    Desconsidere o primeiro comentário,postei com nome errado e não sei como apagar.Se puderem apagar pra mim o com o nome de Suele Mendes.
    O que está valendo é o segundo!Obrigada
    Bjus

  • Lucy disse:

    Feito! 😉

  • Patricia Moreira disse:

    Eu simplesmente amo a Sophie e ela é minha autora favorita de chick lit. Fiquei curiosa pra ler esse novo dela por ser na visão de duas protagonistas. Só de ler a resenha aposto que devo rir muito haha.

    Bjs

  • Lucy disse:

    Oi, Patrícia! Se prepare para ler e tente se aguentar se você ler em público! Porque é difícil segurar as risadas! rsrs
    Bjos!

  • Patrini Viero disse:

    Já ouvi falar muito bem da autora, e li resenhas super positivas dos livros. Mas ainda não tive a oportunidade de conferir nenhum obra, talvez porque eu tenha um certo receio quando o gênero é chick-list. Mas esse livro em especial me chamou bastante atenção pela trama engenhosa, e parece ser bastante divertido, quem sabe não seja um bom começo?

  • Lucy disse:

    Oi, Patrini! Eu já recomendaria que você lesse outro livro da autora para sua “estreia”. rsrs Eu sugiro Os segredos de Emma Corrigan, ou Menina de 20! Ou ainda, Delírios de consumo de Becky Bloom! 😉
    Bjos!

  • Gustavo disse:

    Eu nunca li nada dessa autora, mas os seus livros quase sempre me chamam a atenção, porque adoro uma comédia romântica, mas sei la, sempre que vou comprar algo dela um que tenha mais meu estilo fica em promoção ou algo parecido e eu sempre acabo adiando a autora kkkk quem sabe esse quebre essa rotina *-* já esta na listona kkk

  • Lucy disse:

    Oi, Gustavo! Recomendo muito essa autora, as comédias românticas dela são hilárias e acho que você ia adorar!
    Dá uma chance! rsrs
    Bjos

  • Nathalia Simião disse:

    Sempre ouvi falar da Sophie Kinsella mas nunca li um livro dela, tenho muita vontade. Esse livro parece ser bem divertido, fiquei bem curiosa pra saber como a Fliss atrapalhou a lua de mel da irmã.

  • Lucy disse:

    Oi, Nathalia! Menina, não posso revelar spoilers, mas foi muito engraçado… hahaha
    Se tiver oportunidade para ler, recomendo!
    Bjos

  • Douglas Fernandes disse:

    Nunca li nada da autora, fiquei com muita vontade de ler pra conhecer, tbm gosto de uma comedia romantica, é bom pra rir um pouco e dar aquela relaxada né, e no momento to precisando disso… =/

  • Lucy disse:

    Eita, Douglas! Então se joga na comédia romântica que é um remédio para quem precisa relaxar, viu?
    Bjos!

  • Top Ten Tuesday: Dez livros que acho que são ótimas leituras na praia « Por Essas Páginas disse:

    […] 7. A Lua de Mel, Sophie Kinsella: Claro que tinha que ter um chick-lit na minha lista e da minha diva favorita! Ainda mais quando boa parte dele se passa na Grécia! Como disse na resenha, ele pode não ser o melhor romance de Sophie Kinsella, mas com certeza vai fazer você rir e chorar. Claro, para chick-lits da Sophie Kinsella, há outras opções. (Resenha) […]

  • Top Ten Tuesday: Dez Livros para Ler Primavera « Por Essas Páginas disse:

    […] A Lua de Mel, Sophie Kinsella – Um livro que se passa em dois lugares, com duas protagonistas. Esse foi o primeiro livro da Sophie Kinsella nesse estilo e gostei bastante. O clima da primavera combina com os lugares visitados, além de ser uma comédia romântica bem bacana. Resenha […]

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem