Resenha: À Procura do Par Perfeito

À Procura do Par PerfeitoLinda, talentosa e apaixonada por seu trabalho, Kennedy é sempre estilosa, e sua imagem transmite feminilidade, confiança e profissionalismo. Quem a vê nem imagina sua adolescência difícil e uma vida inteira de luta contra o peso. Coach e consultora da famosa agência de relacionamentos Kinnection, Kennedy cria dates incríveis, encoraja solteiros a brilharem, e nunca recusa um desafio – nem mesmo Nate Ellison Raymon Dunkle, cujas iniciais são N.E.R.D! Ele é engenheiro aeroespacial, um gênio, e o mais novo cliente de Kennedy, que vai trabalhar sua mágica para transformá-lo de desajeitado e mal vestido no mais desejado gato de Verily. Quando ela se dá conta de que ela e Nate são muito parecidos e podem ser perfeitos juntos, será que ela vai permitir que seu coração entre no caminho certo? Ou seus próprios medos e inseguranças vão condená-la a uma vida de solteira enquanto ajuda Nate a encontrar outra pessoa? Fonte

Esse é o segundo livro da série “Searching for”, o primeiro foi À procura de Alguém.

Pensem em uma pessoa sem filtro, sem traquejo social e que não liga em causar boa impressão. Agora pensa que essa pessoa quer encontrar uma pessoa especial para ser sua esposa.  Pois é.

Calma, deixa eu explicar aqui: Sabe quando uma pessoa é… “sincera” demais que chega a ser grossa, ou mal educada, mesmo sem ser intencional? Então, Nate é uma dessas pessoas. Aliás, Nate é o estereótipo de nerd perfeito: cabelo desgrenhado, óculos de grau com aro grosso, jaleco sujo com café e caneta no bolso. Ele ainda por cima é péssimo em relacionamentos e falha em conseguir um encontro sempre que tenta seguir os conselhos bizarros do irmão (que nunca funcionam com Nate), que sofreu tanto com o abandono da mãe que não quer ter um relacionamento sério.

No entanto, Nate quer estabelecer laços e ter uma família. Então, ele tenta driblar sua dificuldade respondendo aos testes de revistas femininas e resolveu participar de um “speed date” promovido pela Kinnection. E aí que entra Kennedy, que percebe o fiasco que está sendo a noite de Nate. Como Coach, ela é responsável por “moldar” Nate de forma que ele se torne mais apresentável, tanto física quanto psicologicamente.

De fato, Kennedy sofre um pouco para tentar fazer Nate abrir a mente para alguns assuntos, mas ela não contava que ele também tivesse um charme natural e que ela se encantasse com ele. Apesar de ter uma auto-estima não confiável, Nate sente que rola uma química entre os dois e tenta convencer Kennedy de que ela poderia ser a pessoa que ele estava procurando. Porém, Kennedy tem seus próprios problemas para lidar, principalmente em relação a fantasmas do passado.

Eu gostei bastante do desenvolvimento e interação dos personagens. Nate é um achado e tanto; ele tem bom coração, mas não sabe lidar com algumas questões: ou ele é direto demais que chega a ser grosseiro, ou polido demais, que faz as pessoas pensarem que ele não tem atitude. Em meio a todo esse caos, Kennedy tenta ajudar, ao mesmo tempo que começa a se apaixonar sem querer.

Eu sei que a princípio, para quem não leu, vai parecer uma coisa bem superficial, como uma história de Cinderela voltada para um homem já perto dos 30, em que o mocinho tira os óculos e toma um banho de loja e de repente aprende como lidar com as mulheres em um passe de mágica. Mas tem mais história aí, com bastante cenas engraçadas e outras muito românticas.

Uma leitura agradável e engraçada para quem curtir ler em uma tarde. Recomendo bastante a leitura.

Este livro foi gentilmente cedido para resenha pela Editora Paralela, selo da Companhia das Letras.

Ficha técnica:

Nome: À procura de alguém
Autor: Jennifer Probst
Páginas: 272
Editora: Paralela
Onde comprar: Amazon
Minha avaliação: 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Fernanda Barroso disse:

    Ah, eu espero que não precise ler o primeiro livro para entender esse. Apesar de eu sempre gostar de ter todos, fiquei com muita vontade de conhecer essa história. Mesmo que seja clichê, eu amo clichês e quando bem desenvolvidos, é impossível não adorar, né? Sem dúvidas já entrou na minha lista!
    Adorei a resenha e a dica!

    Abraço,

  • Clayci disse:

    Estou sentindo falta de ler histórias clichês assim rs. Sèrio, ainda mais com vc deixando claro que a caracterização do personagem é bem desenvolvida. Anotei a dica <3

  • Morgana Brunner disse:

    Poxa realmente parece ser uma ótima de cara, gosto de romances e achei o máximo os personagens, assim que eu puder irei ler também, a edição parece ser incrível e fico feliz que tu sejas parceira da editora, sucesso <3
    Abraços

  • Larissa Dutra disse:

    Olá, tudo bem? Nossa, parece ser aquele tipo de livro perfeito para lermos pra passar o tempo e ainda assim se apaixonar pela estória. Adorei tua dica!!

    Beijos,
    http://duaslivreiras.blogspot.com.br/

  • Júlia disse:

    Olá, tudo bem? Dei de presente esse livro para uma amiga e desde então sou curiosa quanto a leitura e por isso já está na listinha tem um tempo. Parece ser um clichê bem gostoso e rápido de ler. Espero poder ler em breve, pois sua resenha me deixou ainda mais curiosa. Beijos!

  • Cabine de Leitura disse:

    Achei Nate divertido, apesar de toda sua sinceridade, isso faz a estória fluir bem e eu adoro isso. Não conhecia o livro, mas se tiver a oportunidade quero ler.

    Beijos.

  • Nina Spim disse:

    Oi, tudo bem? Realmente, a história me pareceu bastante caricata de Cinderella. Eu tenho muita dificuldade em gostar de narrativas que promovem essas makeovers (especialmente visuais), porque me parece totalmente superficial. Não tem a ver com a minha realidade, também. Tudo bem você mudar algo, se vai te fazer mais confiante (que mulher nunca mudou o corte de cabelo, né?), mas o propósito esses makeovers nas narrativas ficcionais são sempre voltados por causa do romance e acho tão pouco criativo.
    Pela capa, eu imaginei que a história girasse em torno de uma mulher, mas achei divertido essa subversão de gênero, sendo o homem o elemento principal da mudança.

    Love, Nina.
    http://www.ninaeuma.blogspot.com

  • Fabrica Dos Convites disse:

    Não conhecia o livro e confesso que não fiquei com esta impressão simplista de um banho de loja ou coisa e tal. É preciso ler o anterior?
    Bjs, Rose

  • Angélica disse:

    Oi, tudo bem?
    A premissa do livro é bem legal e gosto da capa, só não sei se leria no momento por ter outras prioridades.
    Bjs

  • Bia (Paixões Literárias) disse:

    Oii
    Confesso que nunca tinha ouvido falar nesse livro, mas adorei a capa e sinopse, então á quero ler. Sua resenha me deixou bem curiosa e espero gostar da leitura também.
    Bjos, Bya! 💋

  • Marijleite disse:

    Olá, eu estou com muita vontade de ler esse livro e os demais da autora. Quero ver como será o romance desse personagem meio desajeitado. Muito boa sua resenha.

  • Por amor aos livros disse:

    Olá! Adorei a premissa desse livro, amo romances assim, leves e divertidos! Vou anotar aqui ele e também o primeiro. Adorei a dica e sua resenha ficou ótima!

    Um beijo, Por Amor aos Livros

  • Janiele Silva disse:

    Oiee, ainda não conhecia a série, e de cara achei bem superficial mesmo, mas lendo sua resenha vi que seria uma leitura gostosa e fiquei morrendo de vontade de ler!

    bjs

  • Jéssica Melo disse:

    Olá, apesar dos comentários positivos não consegui ficar curiosa para lê-lo, mesmo você falando que ele tem mais historia atrás dessa revia do enredo, enfim vou deixar passar sua dica.

  • Camila de Moraes disse:

    Olá!
    Ah adoro esse tipo de leituras com personagens problemáticos e cheios de questionamentos mas de forma leve e descontraído.
    Fiquei com vontade de ler.
    Beijos!.

  • Ana Lícia disse:

    Ainda não conhecia a série, mas parece divertida, apesar que você resumiu bem no final o que estava achando pelo enredo.Haha. É bom quando uma série nos pega, e se torna uma boa leitura.

  • Kamila Villarreal disse:

    Olá!

    Esse tipo de livro não me chama muito a atenção, então não sei se arriscaria a leitura, mesmo assim obrigada pela dica!

  • Consuelo disse:

    Gostei da temática do livro. Se tratando de um tema complicado para muitas mulheres acho que terá um ótimo público. Já anotei.

  • Jennifer Silva disse:

    Vish, parece ser um trabalho e tanto para a Kennedy haha. Adorei a história e eu leria com certeza. Parece ser um romance bem fofo e divertido de se ler. A sua resenha está ótima e vou adicionar esse livro na minha lista, bjss!

  • Bruna Costabeber disse:

    Olá, tudo bem?
    Eu ainda não li nenhum livro dessa autora, mas eles tem premissas leves e gostosas. Achei a personalidade do Nate minha cara, apesar de não agir igual a ele. Meu filtro é um pouco melhor. Imagino todos os dramas que ele enfrentou para tentar aplicar esse filtro e vou super anotar a dica.
    Beijos

  • Tatiany Salazar disse:

    Não tinha ouvido falar no livro até agora. Achei a premissa interessante, mas acho que estou um pouco cheia de personagens sinceros ao ponto de serem grossos, sabe? Li vários um seguidos de outro com personagens assim, embora eu goste, pois foge um pouco do que estamos acostumados, mas em altas doses é chato kkkkkkkkk.
    Eu curti o enredo e vou adicionar na minha lista.

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem