Resenha: A Viúva de Safira

Ficha técnica:

Nome: A Viúva de Safira

Autor: Dinah Jefferies

Tradutor: André Fontenelle

Páginas: 376

Editora: Paralela

 

Dinah Jefferies volta a retratar o Ceilão inglês do começo do século XX em mais um romance histórico de tirar o fôlego, com a participação especial de Gwendolyn, Laurence e outros personagens amados de O perfume da folha de chá.

O ano é 1935. No Ceilão, uma rica colônia britânica do sul da Ásia, Louisa e Elliot vivem um casamento feliz. Ela, filha de um importante comerciante da região; ele, um charmoso homem de negócios. Juntos, eles aparentam ser um casal que tem tudo. Exceto aquilo que mais desejam: um filho.

Durante as diversas tentativas de Louisa de engravidar, seu marido parece cada vez mais distante, passando a maior parte do tempo em uma fazenda de canela das redondezas. Mas a morte repentina de Elliot ― tão trágica quanto misteriosa ― é seguida de revelações chocantes, atirando a jovem numa espiral de incertezas. Quem era, de fato, aquele homem? Por que ele tinha tantos inimigos? Como foi capaz de cometer uma traição tão terrível?

Em busca de respostas, Louisa embarca em uma jornada devastadora. Quando finalmente descobre o terrível segredo por trás de seu casamento, seu mundo vira de cabeça para baixo. Será que ela encontrará forças para seguir em frente? Ou sofrerá, para sempre, as consequências do que parece imperdoável? (Fonte)

Louisa acredita que ela e Elliot vivem um casamento feliz… mesmo com as longas ausências de Elliot, que passa tempos fora a negócios, ou com amigos… mesmo com os jogos de pôquer, que muitas vezes o deixam endividado… mesmo com a relutância do pai de Louisa em relação ao genro.

Mas, para ela, é um casamento feliz. Só falta um filho. Infelizmente, ela sofreu alguns abortos e eles ainda não conseguiram ter um filho.

Um dia, Elliot sai para velejar com um amigo e Louisa recebe a trágica notícia que Elliot morreu em um acidente de carro, bem longe de onde deveria estar. Em meio ao luto, Louisa começa a se questionar sobre o quanto ela realmente conhecia o marido. Quanto mais ela investiga e tenta saber mais, mais mistérios aparecem. Quando as coisas finalmente começam a se desenrolar, ela descobre que seu marido era cheio de mentiras e segredos. Prefiro não entrar em muitos detalhes pra não dar spoiler (vocês sabem que sou contra!!! hahaha), mas entre os segredos de Elliot estão possíveis dívidas e uma provável amante (???). Agora, ela tem que lidar com um turbilhão de sentimentos: o luto, a saudade, o amor, a raiva, a decepção.

Ao investigar os segredos de Elliot, Louisa conhece Leo McNairn, dono de uma fazenda de canela, que estava indiretamente ligado a Elliot e vai ter um papel importante na vida de Louisa.

O título do livro se refere ao trabalho de Elliot, que era negociador de pedras preciosas e trabalhava para o pai de Louisa, que trabalhava com a extração de pedras preciosas.
Para lidar com o turbilhão de emoções, Louisa se dedica ao trabalho. Ela e Elliot estavam trabalhando em um projeto para abrir um loja luxuosa onde venderiam as pedras preciosas e artigos de artesãos locais.

Diferente da maioria dos livros nos quais a gente chora lá no fim, às vezes até no meio, este eu já comecei chorando. Apesar de Elliot pisar na bola às vezes, fica muito claro que eles se amam muito. E sei lá, de repente eu estava em um momento emotivo, mas fiquei imaginando “e se fosse comigo?”.

Toda a coisa das mentiras e do mistério que envolvem Elliot funcionam bem para a trama e a gente fica preso pela história, querendo descobrir junto com Louisa quem realmente era Elliot.

O ritmo da história é bom e as personagens são envolventes. Até a sogra terrível de Louisa me causou uma raiva profunda. Acho essa capacidade de desenvolver personagens uma qualidade louvável nos autores que leio.

Talvez eu leia demais (se é que isso é possível! hehe), mas mais de uma vez algumas coisas foram previsíveis e algumas coisas que poderiam ser uma revelação bombástica, têm “pistas” em capítulos anteriores.

Este é o segundo livro de Dinah Jefferies que leio. O primeiro foi O Perfume da Folha de Chá, que resenhei aqui .  Ela é uma autora consistente, que desenvolve bem suas personagens e traz ricas descrições das paisagens locais do Ceilão, das cidades de Galle e de Colombo, do mar, das chuvas de monções muito características da região. Se você é daqueles leitores que mergulham no livro, você vai até “sentir” a água do mar, o cheiro da chuva, o calor úmido.

Apesar deste livro não ser uma sequência de O Perfume da Folha de Chá, e dos livros não serem uma série (pelo menos não foi apresentado dessa forma em nenhum momento), Gwen e Laurence, os protagonistas de O Perfume da Folha de Chá, fazem uma “participação especial” em A Viúva de Safira, quando Gwen e Louisa se aproximam ao falar sobre filhos e perdas. Se você não leu O Perfume da Folha de Chá, não tem problema. Em A Viúva de Safira a autora mostra claramente o que aproxima as duas personagens. Se você leu, ver essa “participação especial” é bem legal, já que o livro não é uma sequência. Achei que a abordagem do primeiro livro em relação às condições de trabalho nas fazendas e as disputas entre 2 grupos étnicos distintos o tornaram um pouco mais profundo se comparado a este segundo livro. Entendo que por se passar no mesmo lugar, não faria sentido ficar se repetindo. Mas achei essa história um pouco mais fraquinha. Mas nem por isso deixa de ser uma boa leitura!

Ah, e achei super legal que, nos agradecimentos, a autora agradece aos blogueiros “pela gentileza de ler e resenhar o livro. Eles são heróis não reconhecidos.” Obrigada, Dinah Jefferies!

Que tal acompanhar a trajetória de Louisa e descobrir os segredos de Elliot?

Este livro foi gentilmente cedido pela editora para resenha.

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


  • Nathalia Silva disse:

    Nunca li nada da autora e sua resenha me despertou a curiosidade, acho que o que mais me chamou atenção foi essa coisa da esposa ir descobrindo as coisas aos pouquinhos. Isso deve tornar a trama bem interessante de acompanhar. Não se preocupe com o choro, um livro é bom quando desperta emoções e em você ele fez isso. E isso é o que importa. Enfim, amei os agradecimentos da autora, o enredo, tudo. Acho que vou gostar desse livro.

    Beijos

  • Tammy (Livreando) disse:

    Fiquei bem curiosa em conhecer mais sobre Louisa e Elliot. Ainda não conhecia o livro e também não li o outro citado, mas pretendo começar por esse, a sua opinião me prendeu bastante e não vejo a hora de descobrir todos os segredos e saber quais são as mentiras. Adorei saber mais.
    Bjim!

  • Diane Ramos disse:

    Olá..
    Adorei a sua resenha!
    Ainda não conhecia a obra em questão, mas, já li outros livros da autora que gostei bastante!!! Pelos seus comentários pude perceber que com certeza é um livro que me agradaria. A premissa é bem legal e, é claro, já anotei a sua dica!
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

  • Yvens Castrro disse:

    Olá, tudo bem?

    Eu adorei a sua resenha e mesmo com o ponto negativo da leitura, parece ser um livro legal. Fiquei curioso para saber um pouco mais sobre Louisa e Elliot, bem como todos os segredos. Gostei da premissa.
    Abraço!

  • Ana Caroline Santos disse:

    Olá, tudo bem? Ainda não tive oportunidade de ler nada da autora, porém tenho muita vontade com O Perfume da Folha da Chá. Que pena que acho ele mais fraquinho que o primeiro, mas realmente a autora não poderia repetir a dose hehe Fiquei curiosa, e acredito que lerei na ordem para pegar as referências. Ótima resenha!
    Beijos

  • Antonia Isadora de Araújo Rodrigues disse:

    Olá Drika!!!
    Eu já ouvi falar do livro anterior já lido, mas essa é a primeira resenha que leio desse livro e sim fiquei intrigada com os segredos do marido da personagem pois o que será mesmo que ele esconderia tanto??
    Achei a capa bonita e que bom que o título é referência há algo da história.
    Adorei a resenha!!!

    lereliterario.blogspot.com

  • Pollyanna Campos disse:

    Olá, tudo bom?
    Eu tenho muita vontade de conhecer algo da autora desde o lançamento de O perfume da folha de chá. Apesar da previsibilidade em alguns pontos, eu fiquei muito curiosa para conferir esta trama que já começa emocionando. Anotei a dica e espero poder ler em breve. Adorei sua resenha!
    Beijos!

  • Pensamento Literário disse:

    Oi! Tudo bem?

    Li recentemente a resenha desse livro em outro blog e a menina teve a mesma percepção que a sua. COnfesso que não conheço a autora e o fato de ter um “Q” de mistério só contribui mais ainda para a curiosidade e querer ler. Enfim, a estória da protagonista parece ser permeada de descobertas. Obrigada pela dica. Beijos!

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem