Resenha: Amaldiçoadas

amaldiçoadas“Cate Cahill tomou a decisão mais difícil de sua vida e resolveu largar tudo para proteger aqueles a quem amava, mas não poderia imaginar os obstáculos que ainda teria pela frente. Agora, vivendo disfarçada entre as outras moças da Irmandade, ela precisa se manter a salvo dos implacáveis caçadores de bruxas e lidar com grandes dilemas pessoais, como a distância de seu grande amor e os conflitos que envolvem suas irmãs Tess, uma menina doce e ingênua que guarda um grande segredo, e Maura, a jovem bela e ambiciosa que pretende fazer de tudo para se tornar o centro das atenções. Será que Cate está pronta para liderar as bruxas de sua geração e ganhar o respeito de uma sociedade que condena a feitiçaria? E seria ela a bruxa da profecia, a mulher mais poderosa já nascida em muitos séculos e capaz de revolucionar a história do mundo? Envolva-se ainda mais na história de Cate e de todas as mulheres fortes que a cercam e segure seu coração para torcer pelo amor de Cate e Finn neste volume que traz revelações imperdíveis antes da conclusão da saga das irmãs Cahill.”

Atenção: Essa resenha contém spoilers do primeiro livro da série, Enfeitiçadas.

Amaldiçoadas é o segundo livro da série As Crônicas das Irmãs Bruxas. Ele começa bem como o livro anterior terminou: Cate Cahill havia deixado tudo para trás, inclusive o seu grande amor, para poder servir à Irmandade e proteger todas as pessoas que ela amava. Mas a Irmandade não é formada por freiras, e sim por bruxas, que aguardam o momento de se erguer novamente e acabar com toda a opressão feminina. Mas os Irmãos da Fraternidade estão tentando arrumar novos meios de controlar a sociedade. Além de ficar ainda mais à procura de qualquer ato de “bruxaria”, eles criaram planos para acabar com a autonomia de todas as mulheres. A primeira medida foi que as mulheres não poderiam mais trabalhar fora. A segunda era que as meninas não poderiam mais serem ensinadas a ler. As meninas teriam que depender do conhecimento dos pais ou dos maridos. E, além disso…

“- Haverá uma fogueira na praça Richmond na sexta-feira à noite, assim como em cada cidade nos próximos dias. Pedimos aos fiéis  que tragam os livros de suas bibliotecas particulares… ficção, conto de fadas, esse tipo de coisa… para serem queimados.” – página 36.

Vocês não tem noção da minha revoltada enquanto eu lia essa parte. Proibir as meninas de lerem? Queimar os livros? Isso era absolutamente HORRÍVEL! A autora Jessica Spotswood conseguiu criar muito bem uma sociedade onde a opressão às mulheres é o ponto alto. E é interessante porque isso nos leva a pensar em fatos que acontecem na nossa sociedade atual, mesmo sendo um pouco mais discretos, mas que são semelhantes aos descritos por Jessica.

Se não bastassem esses problemas, os Irmãos haviam encontrado um oráculo no Hospício de Harwood. E ela disse que um outro oráculo estava se erguendo, uma bruxa poderosa, amaldiçoada com a magia mental. O novo oráculo também era a bruxa da profecia (que nós conhecemos no primeiro livro) e é claro que eles estão agora, mais do que nunca, procurando essa pessoa. Cate fica profundamente perturbada, porque apesar de ela não ter tido nenhuma premonição, as Irmãs achavam que ela era a bruxa da profecia.

Amaldiçoadas sofre bastante da maldição (HÁ) do segundo livro: o início dele é bastante parado. Na verdade, ele é como se fosse um jogo do xadrez, com todas as peças sendo colocadas nas suas posições até chegar no cheque-mate, que é o grande final. Porém, como pouca coisa realmente acontece no início, chega um momento em que você não aguenta mais a Cate reclamando de se ela é ou não a bruxa da profecia. Aliás, ela nunca acredita no seu próprio potencial, e isso incomoda um pouco. Eu queria que ela tomasse um pouco mais de decisões ou que pelo menos ela tivesse uma premonição para que pelo menos todo e esse drama acabasse de uma vez.

Quando Sachi, amiga de Cate, é levada para o Hospício de Harwood, o cerco começa a se fechar em torno da Irmandade. Mais do que nunca, Cate sabe que precisa proteger as suas irmãs, Tess e Maura,  e por isso as duas vão morar com ela em Nova Londres. Mas a pressão para que ela manifeste os poderes, e assim comprove que ela realmente é a bruxa da profecia e o oráculo, só faz com que toda a situação se torne mais complicada…  E é exatamente nesse ponto, quando as irmãs de Cate aparecem, que o livro começa a andar um pouco mais.

Tess continua a mesma de Enfeitiçadas, porém até mesmo um pouco mais decidida, e por isso ela é a irmã mais interessante das três. Agora já a Maura… Ah, a Maura! Eu sei que eu não deveria ter ficado feliz por ela ser assim, mas foi um alívio ter alguém que finalmente movimentasse o enredo. Ela só quer uma coisa: chamar atenção e ser o centro do universo. Tudo isso por causa da raiva (e inveja) que ela sente de Cate. E se para isso ela tem que ser a bruxa da profecia… Então, é isso o que ela quer ser. Mas a minha felicidade foi apenas no início, porque Maura realmente se tornou uma pessoa completamente irritante!

Além dos problemas com as suas irmãs, Cate tem que lidar com mais uma pessoa: Finn. Ele está na cidade para mais um encontro dos Irmãos, e é claro que Cate não consegue deixar os seus sentimentos de lado. Eu gostei bastante de como o romance foi desenvolvido no enredo, principalmente porque ele não se tornou o centro principal do livro e o lado político continuou com a sua importância.

O final… Ah, o final! Valeu a pena totalmente ter lido Amaldiçoadas só pelos últimos capítulos! Como que a Jessica teve coragem de terminar daquela forma? Quero a continuação logo, por favor! Enfim, Amaldiçoadas é aquele segundo livro padrão, mas ao que tudo indica, é no terceiro livro onde realmente o enredo vai ficar interessante…

Livro gentilmente cedido para resenha pela Editora Arqueiro!

Ficha Técnica

Título: Amaldiçoadas
Autor: Jessica Spotswood
Editora: Arqueiro
Páginas: 288
Onde comprar: :Livraria Cultura / Amazon
Avaliação:  

Essa postagem está participando do Top Comentarista de Janeiro. Por favor, preencha o formulário abaixo após postar seu comentário. Basta clicar na imagem para abri-lo em nova página!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


  • Gustavo disse:

    Mesmo sendo uma série em andamento eu li uma parte da resenha que não me pareceu muitos spoilers kkk gostei que a autora trabalhou bem o aspecto histórico de opressão, e eu também tenho muita agonia quando leio essas coisas e coisas de queima de livros kkkk me da gastura imaginar os livros queimando kkk.
    Pena que sofre da maldição do segundo livro, mas ainda sim tenho muita vontade de ler essa série.

  • Douglas Fernandes disse:

    Essa parece ser uma série boa, ainda não li o primeiro, mas tenho muita vontade, eu nao gosto de spoiler, ainda mais depois que fui ler uma resenha de Convergente em um blog e soltaram o pior dos spoiler e eu tinha acabado de pegar o livro pra ler, tava se nao me engado no terceiro capitulo, enfim dei umas “olhadas” nas resenha, mas tomara que o terceiro nao demore ne… rsrs

  • Brenda Carolina disse:

    Não li a resenha para não pegar spoiler do primeiro livro. Mas estou louca para ler e parece ser muito bom!
    Beijos.

  • Marília Sena disse:

    As Crônicas das Irmãs Bruxas não é uma série “forte”, por assim dizer. Porém, o enredo até que é interessante… Eu li o primeiro livro e pretendo ler o segundo, mesmo que a maldição o tenha atingido.

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem