Resenha: Aprendendo a seduzir

Apesar de já ter lido vários livros da Meg Cabot, ainda não tinha lido nenhum livro dela como Patricia Cabot. A Lucy fez a resenha de Pode Beijar a Noiva (vocês podem conferir aqui) e como ela não gostou muito, resolvi começar por outro!

Aprendendo a seduzir é um romance histórico. O ultimo romance histórico que eu li da Meg foi Liberte o meu coração, que como eu falei na resenha, é super brega (afinal, foi a Mia quem escreveu né?). É sério, a Meg consegue mudar tanto a sua escrita, que tiveram alguns momentos que eu achei que tinha aberto o livro errado e estava lendo Nora Roberts…

Lady Caroline Linford teve uma surpresa em um dos bailes que ela tanto frequenta: ela flagra o seu noivo, o marquês de Wilchester, nos braços de outra mulher. Arrasada e querendo cancelar o casamento (mesmo com todos os convites já entregues), ela comenta o acontecimento com a sua mãe. Mas, para a sociedade do século XIX, era normal um homem ter uma amante. Por isso a mãe de Caroline não concorda com a filha e quer que o casamento aconteça. E ela dá uma dica para a filha: quer ser feliz no casamento? Aprenda a seduzir um homem, porque assim o marido não vai procurar um relacionamento fora do lar!

Só que quem poderia dar essas aulas? A mãe, apesar desse conselho, não gosta de falar sobre o assunto. O irmão, além de ser uma situação constragedora, tem tanta experiência quanto ela… A salvação vem na forma de Braden Granville, o mais notório libertino de Londres. Caroline resolve então tomar lições (teóricas, a princípio) com ele sobre a arte do amor…

A leitura é leve e bem humorada, que são características clássicas da Meg Cabot.  Outra coisa que eu adoro é a troca de narradores, porque assim ficamos sabendo a opinião do Braden e da Caroline! Aliás, eu gostei muito dos dois personagens. Caroline é ingênua (mas até um certo ponto) e dá para entender os  motivos de ela ser assim. Apesar de todo o preconceito na época, Caroline é uma mocinha decidida e que corre atrás do que quer. Afinal, não é qualquer pessoa que chega para quase um desconhecido e fala que quer ter aulas sobre a arte do amor! A reação do Braden foi engraçadíssima nessa cena.  Ele é o personagem que traz o humor ao livro. Apesar de tentar ser racional, muitas vezes ele acaba agindo por impulso… E essas cenas são as melhores!

Meg conseguiu fechar muito bem todos os pontos do mistério e ela conseguiu interligar muito bem os personagens. O único personagem que me irritou foi a mãe da Caroline. Eu entendo que é o pensamento da época, mas mesmo assim, fiquei muito revoltada quando ela não apóia a filha no cancelamento do casamento, dentre outras coisas que eu não posso comentar porque são spoilers.

Até os personagens secundários são muito legais. Eu adorei o Tommy, irmão da Caroline e Emmy, a melhor amiga dela. É uma pena que eles quase não apareçam no livro…

Enfim, gostei bastante de Aprendendo a Seduzir. Não é o meu romance histórico favorito escrito por ela, mas mesmo assim valeu muito a leitura!

Ficha técnica:
Título: Aprendendo a Seduzir
Título original: Educating Caroline
Autor: Patrícia Cabot
Editora: Planeta (Selo Essência)
Páginas: 368
Onde comprar: Livraria Cultura

Minha avaliação:

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


  • Melissa disse:

    Ai, eu confesso que tenho uma preguicinha de Meg Cabot e romance histórico então… me lembra demais Nora Roberts. Mas eu acho que tenho que deixar esse preconceito de lado e dar uma chance à autora. Só não sei por qual livo começar… Sugestões?

  • Lany disse:

    @Melissa, Assim, chick-lit é aquela coisa né: a pessoa tem que gostar do “estilo”. Não te aconselho a começar pelos romances historicos, porque como voce falou, pode lembrar demais “romances de banca”. Os livros “infanto-juvenis” da Meg, eu adoro “Diario da Princesa”, mas eu sei que nem todo mundo gosta. Eu li essa série quando tinha 14 anos e eu tenho todo um fundo todo emocional com ele… E por exemplo, eu não gostei de “Idolo Teen” mas a Lucy adorou!
    Então, o meu conselho é: comece por alguma coleção adulta dela. Eu adoro a série da Heather Wells (que começa com Tamanho 42 não é gorda) e a série Garoto (que começa com O Garoto da casa ao Lado, que é super interessante porque o livro todo é na base de e-mails!).

  • Carolina disse:

    Oi Lany, tudo bem? Ainda não li nenhum livro da Meg como Patricia.. não porque eu tenha algo contra, simplesmente vão surgindo outros livros e acabo nem reparando nesses (maldade né? mas é a verdade)… a história parece ser bonitinha, não me senti atraída após ler a sinopse e resenha..
    Beijos

  • Lany disse:

    @Carolina, Isso também sempre acontece comigo! Vão surgindo outros livros e tem alguns que acabam ficando para tras rs!

  • Marcelle disse:

    Estou começando a ler alguns livros da Meg , assim que tiver tempo vou ler esse ,ele parece se bem legal.

  • Lany disse:

    @Marcelle, Leia sim! Se voce gosta dos livros da Meg, acredito que vai adorar esse!

  • Luara Cardoso disse:

    Eu ainda não tive nenhuma oportunidade de ler nada da Meg como Praticia. Mas essa não é a primeira resenha positiva que leio desse! Acho que vou começar a partir dele…

    Um beijo,
    Luara – Estante Vertical

  • Lany disse:

    @Luara Cardoso, eu gostei mesmo bastante desse! Mas também ja li varias criticas positivas de “A Rosa do Inverno”, que eu quero ler!

  • Raíssa Lins disse:

    Acredita que nunca li um romance histórico? Triste, mas verdade. Adoro a Meg e tudo o que ela escreve, então acho que são grandes as chances de gostar, também, dos seus livros escritos como Patricia. Parece ser uma história bem interessante e romântica.
    Beijos

  • Lany disse:

    @Raíssa Lins, Como você gosta da Meg, tenho certeza que vai gostar de “Aprendendo a Seduzir”!
    Você ja leu “Liberte meu Coração”? Ele é um romance histórico da Meg (na verdade, foi a Mia Thermopolis de “O Diário da Princesa” que escreveu rs) e é muito legal.

  • Lucy disse:

    Vixi, tive uma impressão bem chatinha quando li Pode beijar a noiva… Mas fico curiosa qdo vejo suas resenhas, Lany! hahaha Quem sabe um dia eu tire o complexo e leia esse livro! =D
    Bjos bjos

  • Lany disse:

    @Lucy, é o que eu descobri lendo Sarah Dessen: nunca julgue um autor por um livro so hahaha! Adorei o primeiro livro dela que eu li, mas o segundo…

  • Vania disse:

    Hahaha a mesma coisa aconteceu comigo com relação à Sarah Dessen!

    Enfim, eu acho que estou prestes a entrar numa fase romances históricos – talvez por conta de todas as leituras pesadas que vou ter que fazer pra faculdade. Está anotado, Lanyta!!

  • Lany disse:

    Gostei tanto de Just Listen e não consegui terminar de ler That Summer! Agora estou com medo de pegar outro livro da Sarah Dessen hahaha!

  • Caren disse:

    Comecei a ler com Meg Cabot sou fã mesmo, tenho todos os livros. Li este livro gostei, no entanto não amei. rsssss

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem