Resenha: Areia Movediça

Ficha técnica:

Nome: Areia Movediça

Autor: Malin Persson Giolito

Tradutor: Alexandre Raposo

Páginas: 352

Editora: Intrínseca

Toda história tem mais de um lado. Em qual deles você vai acreditar?

A vida de Maja Norberg parecia incrível: ela era jovem, bonita, inteligente e popular. Nada iria dar errado. Até que houve o tiroteio na escola: seu namorado e sua melhor amiga estão mortos e ela é a única acusada dos crimes. Maja não consegue refazer mentalmente os caminhos que a colocaram nessa situação, mas uma coisa é certa: ela é a adolescente mais odiada da Suécia.

Após nove meses na prisão, é hora do julgamento. Os advogados estão usando todos os recursos possíveis para provar sua inocência, mas a promotoria, a mídia e os olhares de todos à sua volta nitidamente desejam o oposto.

Narrado do ponto de vista de Maja, que trata o leitor como um confidente, Areia movediça entrelaça as memórias da garota a um cenário de tensão racial e econômica que, aos poucos, ajuda a revelar as peças de um surpreendente quebra-cabeças. Panorama perspicaz de uma juventude desmoronando, o livro toca em temas como imigração, conflito de classes e o isolamento adolescente, embalados por uma ótima narrativa de crime e tribunal. Fonte

Eu me interessei por essa história porque vi o anúncio da série na Netflix. Não me arrependo da leitura, de forma alguma!

A história é do ponto de vista de Maja, uma jovem com boas notas na escola, bonita e rica. O início já a mostra na cadeia após um tiroteio que ocorreu em sua escola e ela é suspeita de ter ajudado o namorado a arquitetar o ataque e ainda de matar o próprio namorado e sua melhor amiga. O namorado dela, Sebastian, fazia parte do time de garotos populares e que curte uma vida badalada e vive à custa do pai milionário, porém negligente e muito tirânico.

O livro conta o passado e presente, mostrando como era o relacionamento de Maja e Sebastian, além de sua família e amigos, intercalando com a expectativa para o julgamento da jovem. Narrado em primeira pessoa, Maja simplesmente conversa com o leitor. Talvez por isso a história tenha me envolvido, gosto quando o autor/narrador tem uma relação com o leitor, a ponto de querer contar a sua história (ou sua versão dos fatos). Na primeira parte, ela meio que se apresenta e nos mostra todos os acontecimentos que culminaram para o massacre. Eu considero essa primeira parte crucial para entender tudo.

Já na segunda parte, temos todo o processo judicial e sua conclusão, as provas, os depoimentos, tudo isso é bem detalhado, o que para mim acabou tornando a leitura mais lenta, mas é um ponto necessário da história. Esse não é o primeiro livro sueco que leio, sei que eles são bem detalhistas no que diz respeito à investigação, mas isso não prejudica a leitura de modo geral.

Recomendo a leitura de Areia Movediça. Ainda não assisti a série, mas já fica na minha lista e espero compartilhar a opinião sobre ela aqui no blog também rs. É uma trama com vários assuntos abordados que se entrelaçam para formar uma única história. Leitura bastante perturbadora.

Este livro foi gentilmente cedido para resenha pela editora Intrínseca.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


  • Milena Soares disse:

    Olá! doida pra ler esse livro, curto muito esse gênero, ainda não assisti a série de TV, essa resenha me deixou ainda mais curiosa em conferi tudo que foi dito aqui

  • Karini disse:

    Tudo bem? Não li o LIVRO ainda,as assisti a série e amei a adaptação!
    Aborda temas interessantes e foi muito bem produzida!

  • Amanda Novais disse:

    Não tinha ouvido falar nem no livro nem na série ainda, mas achei o plot bem intrigante. Imagina ser acusada de algo que você não fez? Bem, eu não sei se esse é o caso, pelo jeito sim, já que se conta do ponto de vista da acusada. E, bem, acontece todos os dias, mas dificilmente com uma pessoa rica e “bonita”. Fiquei curiosa! Aproveitei e vi o trailer da série também, mas o livro costuma ser sempre mais interessante.

  • viviane disse:

    Oi Lucy, eu assisti a série e ainda não li o livro, me parece que a série está bem fiel ao livro, pelo que tu disse. Na série só vamos saber nos últimos segundos o que realmente aconteceu, já que a Maja não se lembra e desde os assassinatos está em isolamento na prisão. Quero muito ler o livro. Ótima resenha.
    Bjos
    Vivi
    http://duaslivreiras.blogspot.com/

  • Michelle Russo disse:

    Olá ainda não li a obra e nem vi a série, confesso que dei uma desanimada depois do que aconteceu recentemente aqui no Brasil, sei lá a impressão que tenho é que os jovens estão se baseando de forma equivocada em histórias como esta, enfim ótima resenha.

  • KARLA SAMIRA VIEIRA ZOLINI disse:

    Uau! Deve ser um livro bem interessante, pois o tema, com tiroteio e morte de inocentes, além da acusação da namorada do suposto atirador, é forte e muito sofrido. A série, então, deve ser de se assistir de maratona! Me interesso muito por esse tipo de leitura e vou colocar em minha lista para ler. Beijos!

  • Douglas Fernandes disse:

    Primeira vez que vejo sobre o livro e nem sabia que tinha série, mas eu gosto desse gênero, quando tiver um tempo vou procurar a série pra assisitr e se gostar vou querer ler o livro.

  • Marijleite disse:

    Oi, eu sou bem curiosa para ler o livro e ver a série, me lembrou A Lista Negra/A lista do ódio, um dos meus livros favoritos.

  • PS Amo Leitura disse:

    Eu ia comentar “não tem uma série com esse nome?”, mas sua resenha já mostrou que sim haha. Ainda não tive oportunidade de assistir e também não li o livro, mas gostei da premissa. É bem diferente e interessante.

    Beijos,

  • Fernanda Santos Barroso disse:

    Olá! Tudo bem?
    Menina, eu não tinha ouvido falar nem da série, nem do livro. Normalmente eu não costumo ver e ler livros assim, mas ultimamente tenho tentado abrir mais meus horizontes e adorei a dica, já anotando aqui pra poder conferir!

  • Ana Caroline Santos disse:

    Olá, tudo bem? Adoro quando vários assuntos se entrelaçam para formar um único, e pelo jeito essa história é boa. Não conhecia, apesar de ter me recordado de ouvir sobre a série, e agora fiquei super curiosa. Dica anotada!
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem