Resenha: De repente, Ana

Ana“Ana decidiu viver permanentemente na Krósvia, e tudo está às mil maravilhas. Além do namoro cada vez mais sério com Alexander, ela tem um emprego fixo na embaixada brasileira e dedica parte de seu tempo às meninas do Lar Irmã Celeste. Mesmo cumprindo tantos compromissos sociais como princesa, Ana nunca foi tão feliz. Porém, de uma hora para outra, tudo muda. Seu pai, o rei Andrej Markov, sofre um grave acidente e vai parar na UTI. Não resta alternativa: Ana vai ter que assumir o trono da Krósvia e governar a nação. Pouco – ou quase nada – familiarizada com a função, ela vai precisar de ajuda não só para reger o seu país, mas também para manter perto de si aqueles que ama. Muita gente está interessada no seu fracasso…”

Desde que eu li Simplesmente Ana, estava esperando ansiosamente pela continuação da série (com direito a ficar mandando mensagens escritas “MARINA MARINA MARINA” para as meninas quando o livro saiu na lista dos lançamentos). Como os livros da Novo Conceito chegam na casa da Karen, combinei de pegar o meu exemplar na Bienal de São Paulo – e aproveitei é claro para pegar um autógrafo da super fofa Marina Carvalho. Voltei para casa o  lendo (li mais ou menos a metade – eita viagem longa!) e logo depois terminei o livro. Eu sei, eu demorei para fazer a resenha mas é que… Como colocar em palavras um livro tão bom como esse???

Atenção: Essa resenha contém spoilers do primeiro livro da série, Simplesmente Ana. Leia por sua conta e risco!

Em primeiro lugar, a história de Simplesmente Ana tem um final fechado e convincente. Tanto é que se alguém não quiser ler a continuação, ele não vai sentir que tem algo faltando. Por isso, De repente, Ana tinha tudo para ser aquele livro sem quase nenhum propósito, a não ser o de encher uma série. Mas não, ele não foi isso. Os temas trabalhados nesse livro foram as continuações naturais do primeiro livro da série. Por isso que ele tem sim um propósito e complementa tão bem o enredo inicial.

De repente, Ana responde as perguntas de todo mundo que leu o primeiro livro da série e se apaixonou pela personagem. Mas e o relacionamento dela e Alex? E as suas tarefas como princesa? Como ela está realmente se adaptando a tudo isso? Bem, Ana está vivendo em Krósvia em um completo conto de fadas. Tudo ia bem com seu príncipe Alex, ela tem um emprego e está rodeada de pessoas que ama. Porém tudo muda quando o seu pai sofre um acidente de avião e fica internado no hospital. Segundo as leis de Krósvia, Ana teria que assumir o trono enquanto seu pai não se recuperasse (se é que ele iria se recuperar..). Para complicar ainda mais a situação, por conhecer o país há pouco tempo, Ana não está familiarizada com todas as leis e regras. E nem sempre as pessoas estão dispostas a ajudar…

De todos os livros da Marina Carvalho que eu já li, esse foi o mais… Bem, completo. Se vocês leram a minhas resenhas anteriores, apesar de AMAR os livros, eu sempre tenho alguma reclamação sobre o andamento do enredo. Essa foi a primeira vez que a leitura fluiu durante todo o livro. No primeiro capítulo, você já fica na ponta da cadeira, porque ele começa com a Ana narrando um pesadelo que ela teve com o pai. Você já fica “Oh não, tenho que me preparar para o sofrimento!!!”. E realmente: todas as cenas da Ana com o Andrej foram tão reais que não tinha como não se emocionar.

Além disso, esse livro trouxe uma surpresa muito boa: alguns capítulos são narrados pelo Alex! Dá para identificar facilmente no livro porque as folhas são mais escuras… Mas nem precisava disse, porque a voz de Ana e Alex são tão diferentes que você só precisa de um trecho para poder conseguir diferenciá-los.  E eu não sei quais recursos que a autora usa, mas a forma de narrar da Ana é muito diferente e caracteriza muito a personagem. Logo quando eu comecei a minha leitura, eu fui transportava para quando eu li Simplesmente Ana. É uma voz muito diferente de qualquer outro livro parecido. Ana e Alex são únicos, e isso é o que faz essa série ser tão querida para mim.

“Mais do que nunca, desejei que fôssemos um casal comum. Tudo seria bem mais simples no conforto do anonimato. Mas isso era querer demais. – Página 117

É claro que eles cometem vários erros e você fica se perguntando “Por quêêê?”. Mas quem nunca errou, que atire a primeira pedra! O interessante é que os personagens crescem nesse livro, tanto no sentido romântico quanto no pessoal. Ana descobre como realmente é difícil governar uma população principalmente quando não se tem nenhuma experiência. Na verdade, o meu único questionamento sobre o livro é que talvez a autora tivesse trabalho um pouco mais a função de princesa, que ficou um pouco esquecida em certos pontos por causa do romance.

Enfim, não tem como eu descrever muito mais sem dar spoilers (e acreditem em mim,vocês não vão querer ler De Repente, Ana já sabendo o que acontece) então o que eu posso dizer é LEIAM essa série linda da Marina Carvalho. E é com muita felicidade que, pela primeira vez, eu dou cinco estrelas para a autora. Isso mostra que, com certeza com a prática um autor aprimora o seu talento – e esse é um ótimo conselho para quem quiser começar nessa área!

Livro gentilmente cedido em parceria para resenha pela Editora Novo Conceito.

 Ficha Técnica

Título: De repente, Ana
Autor: Marina Carvalho
Editora: Novo Conceito
Páginas: 320
Onde comprar: Livraria Cultura / Livraria Cultura (e-book) / Amazon
Avaliação: 

Essa postagem está participando do Top Comentarista de Outubro. Por favor, preencha o formulário abaixo após postar seu comentário. Basta clicar na imagem para abri-lo em nova página!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  • 4
  •  
  •  
  •  


  • Bianca Martins disse:

    O primeiro livro n me chamou mto a atenção, porém este segundo me interessou mais…
    Ainda n pretendo ler a série, mas qm sabe um dia neah…

  • Val (Valéria M. Coura Teixeira) disse:

    Eu amo! Li ele todo na minha viagem de volta Timóteo -BH.

  • Patrini Viero disse:

    Eu fico bem curiosa com essa série, e ao mesmo tempo com um pé atrás, por ela se parecer tanto com Diário da Princesa, que eu comecei a ler e infelizmente não concluí a leitura. Mas depois do que tu descreveu, vi que eles diferem em muitos pontos, o que já seria um começo positivo para Simplesmente, Ana. Gostei do fato de o livro não ser apenas para encher série, como tu disse, acho que qualquer livro de uma série deve complementar o outro, senão não há razão para ser uma série.

  • Gustavo disse:

    Eu não li o primeiro livro, então não queto ler essa resenha completa, só li até a parte do aviso de spoilers kkk a sinopse me lembrou o livro da Meg Cabot (embora eu não tenha lido o livro, vi os dois filmes kkkk). É um livro que eu gostaria de ler porque gosto dessas coisas de realeza e talz. Quando era criança viajava me imaginando um príncipe kkk (quem nunca? Kkkk) =P quem sabe eu não leia quando a série acabar? Estou com mais de 70 livros na frente de qualquer outro kkkk T-T

  • Suelen Mendes disse:

    Aaaaah eu estou doida pra ler esse dois livrinhos,preciso conhecer a autora e a história de Ana!
    Sempre ouço tão bem que cada vez mais minha vontade aumenta!
    Bjus

  • Karoline Neves disse:

    Li ate a parte do aviso, a partir dai eu parei e pulei pra ultima linhaa kkk nao querooo spoileeer ç.ç
    Eu ainda não tive a oportunidade de ler o primeiro mas já li resenhas que tanto falam bem quanto mal, eu me interessei pouco, confesso, mas ainda quero ler e tirar minhas próprias conclusões hehe

  • Douglas Fernandes disse:

    Eu tenho aqui o Simplesmente Ana, só que ainda não li, ja vi algumas resenhas que me chamaram a atenção, mas ainda nao tive oportunidade de conhecer a história, por isso li assim essa resenha sabe, com medo de ter algum spoiler que me prejudique, mas vi que deu 5 estrelas, agora fiquei mais curioso ainda, ja vai entrar pra minha meta de leitura de 2015.

  • Nathalia Simião disse:

    Ainda não li esses livros nem nada da autora infelizmente mas todo mundo fala muito bem da história da Ana. E deve ser bem legal descobrir que é princesa e tal. Que bom que os personagens amadureceram nesse livro e que os fãs puderam ter uma visão dos pensamento do Alex.

  • Marília Sena disse:

    Eu li Simplesmente Ana por recomendação de uma amiga e amei! Ainda não li outro livro da Marina e estou super ansiosa para ler De Repente, Ana. Por sorte, eu ganhei um sorteio e escolhi o livro como prêmio hahaha acredito que vou demorar um pouquinho para lê-lo, devido ao tempo e estudos e fila-enorme-de-outros-livros-que-estão-na-frente, mas tenho certeza que voou amar!
    Beijos!

  • Sara C. disse:

    Oi Lany! Tenho expectativas Boas sobre esse livro, mas infelizmente não pude ler sua resenha. Eu ainda não li Simplesmente Ana, mas acabei de ler sua resenha dele agora, achei legal o que você disse, realmente há vários livros sobre vampiros, mas eles são diferentes, cabe a autor acrescentar peculiaridades à história, e vejo que a autora fez isso. Eu amo romances, sempre digo isso, e estou ansiosa para conhecer as diferenças de culturas e ver como Ana enfrentará sua nova realidade. Beijos

  • Patricia Moreira disse:

    Sou super curiosa pra ler Simplesmente Ana porque todos falam muito bem da escrita da Marina. E embora ame muito os livros lá de fora sempre fico feliz quando um nacional faz tanto sucesso assim! Ansiosíssima pra ler 🙂

    Bjs

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem