Resenha Dupla: Deixe a Neve Cair

Eu mencionei esse livro recentemente em um Top Ten Tuesday sobre lançamentos que estava louca pra ler. Como ele era sobre o Natal, decidi que o leria esse mês, apesar da lista infindável de livros na fila.  Também para entrar no clima de Natal, apesar de que o livro todo envolve neve e… aqui não temos neve nessa época. A Lany também aproveitou e leu na mesma época, então resolvemos fazer essa resenha dupla como presente de Natal para vocês, espero que curtam! Meus comentários estão em vermelho e os da Lany em verde.

DEIXE_A_NEVE_CAIRSinopse: Na noite de natal, uma inesperada tempestade de neve transforma uma pequena cidade num inusitado refúgio para insuspeitos encontros românticos. Em Deixe a neve cair, bem-sucedida parceria entre três autores de grande sucesso entre os jovens, John Green, Maureen Johnson e Lauren Myracle escrevem três hilários e encantadores contos de amor, com direito a surpreendentes armadilhas do destino e beijos de tirar o fôlego. Comédia romântica com a assinatura de um dos maiores bestsellers da atualidade, o livro é o presente de Natal perfeito para os fãs de John Green e de histórias de amor e aventura. Fonte

Como a sinopse explica, são três contos distintos, ao mesmo tempo, as histórias começam a se intercalar umas com as outras. Eu adorei a forma como houve essa interação, bem sutil e importante para o desfecho do livro. É como se três contos existissem apenas para criar uma única história. Esse foi um dos pontos que eu mais gostei nesse livro! Mesmo com autores que possuem estilos bem diferentes, eles se uniram e planejaram uma história única que liga todos os personagens. Ficou muito diferente dos outros livros de contos. 

O Expresso Jubileu (Maureen Jonhson) fala sobre Jubileu, uma jovem de 16 anos que não gosta do seu nome e é obrigada a fazer uma viagem de trem até os avós na Flórida, porque seus pais foram presos em um tumulto por causa de compras de Natal, fazendo com que ela fique longe de seu namorado mega-perfeito. Para piorar, o trem em que estava teve que parar por causa da neve e ela foi obrigada a procurar abrigo em uma Waffle House local. Lá, ela encontra Stuart, um jovem que a faz refletir sobre seu namoro e sua vida.

Confesso que esse conto foi o mais cansativo. As explicações de Jubileu sobre seu nome, o fato de não gostar do nome, porque seus pais saíram para as compras de Natal naquele dia e seu namorado super-mega-perfeito foi um pouco desgastante, mas depois que ela salta do trem a leitura engata e você não consegue parar de ler. Gostei muito do Stuart e o modo como ele abre os olhos de Jubileu sobre seu namorado (que me pareceu um tédio). Aliás, mesmo tendo sido cansativo no começo, eu pude perceber que Maureen Johnson escreve muito bem (não li outras obras da autora). O desfecho do conto foi lindo!

Eu já li “13 envelopes azuis” da Maureen Johnson. Apesar de adorar a autora no twitter (você nunca irá encontrar uma outra pessoal igual a ela), algo na escrita dela me incomoda. E eu tive o mesmo sentimento com esse conto. O problema é que eu não consigo explicar exatamente o que é. Eu adorei as ideias que ela teve (principalmente a do motivo dos pais da Jubileu terem sido presos), porém a forma que ela escreve é um pouco cansativa. Ela não consegue te prender muito na história. Mas como a Lucy disse, chega em um certo momento que a história começa a evoluir e então o conto fica interessante. Mas Maureen escolheu escrever sobre um romance entre dois personagens que não se conheciam. Em um conto isso sempre é muito complicado! Além disso, como esse é um livro sobre Natal, uma das características que eu procuro é exatamente sentir que eu estou nessa época – e isso não aconteceu nesse conto.

O Milagre da Torcida de Natal (John Green) fala de Toby, JP e Duke (na verdade o nome dela é Angie, os detalhes vocês ficam sabendo durante a leitura :P) que recebem a ligação de um amigo falando que líderes de torcida invadiram sua Waffle House (a mesma que Jubileu foi!) e que eles tinham que ir até lá com um jogo de twister (ai ai, garotos…) antes que outros garotos convidados por terceiros chegassem. Toby e JP então convencem Duke a ir com eles, mas em uma nevasca tudo pode acontecer…

Eu gostei muito desse conto, porque deu um toque mais cômico à história. JP é hilário e seus apelos por líderes de torcida me fizeram rir. Toby é uma graça, mas foi bastante insensível no começo com Duke. Tive vontade de bater nele, sério. Duke é a garota descolada que não se intimida por não ser igual às outras garotas, mas que está cansada de ter seus sentimentos ignorados. Enfim, achei esse conto bem divertido (ainda com alguns pontos mais salgados típicos do John Green).

Eu adorei esse conto porque ele é muito engraçado! Vários momentos eu tive que parar de ler simplesmente para poder rir. Adorei os três personagens, cada um tem uma personalidade única e eles encaram os desafios que eles encontram no caminho de uma forma totalmente diferente.

O Santo Padroeiro dos Porcos (Lauren Myracle) conta a história de Addie, uma jovem que está na fosse pelo término do namoro – tudo culpa dela! Mesmo assim, Addie procura por perdão, mas acaba levando um bolo, o que faz com que ela tome atitudes drásticas (como cortar o cabelo e pintá-lo de rosa). Envolta em seu mundo de tristeza, uma de suas melhores amiga ainda a acusa de ser egoísta e achar que o mundo deve girar ao seu redor. Para provar que a amiga está errada, Addie promete buscar uma encomenda para sua outra amiga, mas a confusão rola solta no dia seguinte na Starbucks em que trabalha.

Simplesmente encerra a história com chave de ouro. Esse é o conto mais longo, mas eu achei o melhor. Apesar de também mostrar Addie contando sua vida e sua tristeza, não achei tão cansativo quanto o primeiro conto. E as trapalhadas de Addie eram hilárias! Além disso, o conto também mostrou o que aconteceu com os outros personagens das demais histórias pouco depois do término de seus respectivos contos. Então temos a presença de Jubileu e Stuart, Toby e Duke… Além do homem de alumínio, que aparece nos três contos (que figura, aliás!).

Meu conto favorito do livro! Ele conseguiu passar exatamente o sentimento do Natal que eu procurava durante a leitura. Addie acabou aprendendo um pouco mais sobre ela mesma de uma forma totalmente inusitada! O conto também é engraçado (e fofo) e fechou o livro muito bem. Como a Lucy disse, adorei a forma como os personagens dos outros contos apareceram. 

Os contos foram todos em primeira pessoa, talvez por isso o caráter narrativo dos pensamentos seja maior. Em nenhum momento a leitura foi prejudicada por causa dessa característica, nem no primeiro conto.

Recomendo para quem quer ler algo relacionado ao Natal ou neve e que seja, no mínimo, engraçado (e muito bonitinho! rs). De preferência, leiam no Natal – vai fazer toda a diferença (mesmo que aqui não tenha neve)!

Ficha técnica:

Nome: Deixe a Neve Cair
Autores: Maureen Jonhson, John Green, Lauren Myracle
Páginas: 336
Editora: Rocco Jovens Leitores
Onde comprar: Livraria Cultura
Avaliação da Lucy: 
Avaliação da Lany: 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Bruu Gonçalves disse:

    Amei! Acho que vou tirar da estante para ler!!! Parabéns pela resenha!

  • Lucy disse:

    Oi, Bruu! Leia mesmo, não vai se arrepender.
    Bjos!

  • Shadai disse:

    Adoro livros de contos, e esse parece muito bom (para ler no Natal) mesmo!
    Mas, agora vou acabar deixando para o ano que vem!

    Feliz Natal para todas do blog!

  • Lucy disse:

    Oi, Shadai! Nunca se sabe, vai que vc está numa vibe de Natal fora de época. hahahah Ainda dá tempo! ;)
    Recomendo mesmo!
    Feliz Natal pra vc tb!
    Bjos

  • Hannah disse:

    Adorei a resenha! Também tinha feito uma no meu blog http://toalhamecanica.wordpress.com/2013/12/25/resenha-deixe-a-neve-cair/, tudo a ver com o clima natalino, né? Não ficou tão boa quanto a de vocês, mas eu acabei de começar. Parabéns pelo blog e feliz natal!

  • Lucy disse:

    Oi, Hannah! Eu li sua resenha e comentei, gostei bastante!
    Sim, são contos bem leves para o Natal (mas ainda vou experimentar uns contos mais de terror, como os da Karen e da Melissa hahah)
    Bjs

  • Gabriela S. disse:

    Amei a resenha! Parece que os contos são bem legais né?
    Achei o do John meio fraco :/

  • Lucy disse:

    Oi, Gabriela! Obrigada!
    Os contos são bem legais mesmo, eu gostei do conto do John Green, mas já vi comentários de várias pessoas falando que estava muito aquém da qualidade de seus textos. Eu, por outro lado, achei bem divertido e dinâmico.
    Bjos

  • Mayara Mendonça disse:

    Esse livro é muito legal por os contos se conectarem! Pretendo ler a versão em português em breve, mas acho que vou acabar deixando pro Natal do ano que vem! Livros de Natal no Natal são amor. =) Adorei a resenha de vocês!

  • Lucy disse:

    Oi, Maya! Obrigada!
    Eu li mesmo a edição em português, espero que você goste da tradução! rsrs
    Bjos

  • Jullyane Prado disse:

    Poxa eu estou louca por esse livro!! O que mais me deixa fascinada é o fato de serem três contos de três autores diferentes que vão ter um desfecho junto!!! EU amei a capa desse livro!!!
    Uma coisa que me deixou meia cismada foi o fato de ser um pouco descritivo no inicio, serio não gosto de nada muito descritivo!!
    E gente para tudo, Jubileu????? isso é nome de gente? de Mulher ainda?! kkkkkkkkkkkkkkk Serio tem tantos outros nomes bonitos!! hahaha

    Beijinhos!!

  • Lucy disse:

    Oi, Ju!
    Realmente, Jubileu é um nome no mínimo curioso. rsrs Mas lembro que no X-men também tinha uma Jubileu. Tem a explicação do nome no conto e é bem engraçada, espero que goste! rsrs
    Bjos!

  • Marília Sena disse:

    O principal motivo para eu querer ler esse livro é o Green. Mas, como já vi muitos comentários a respeito, o conto dele não é precisamente o melhor, o que, mesmo assim, não diminui a minha vontade de lê-lo. ;)

  • Lucy disse:

    Oi, Marília! Bem, nós gostamos do conto do Green, então existem chances de você gostar também. rsrs
    Boa leitura!
    Bjos

  • Stephani disse:

    Quero muito esse livro. Mas agora que o Natal já passou sinto que é um pouco fora de epoca hahahaha. Vou ter que deixar pra ano que vem.

  • Lucy disse:

    Oi, Stephani! Pois é, quando Natal passa, é estranho ler algo a respeito fora de época. rsrs Mas nunca se sabe, vai que dá certo. :D
    Bjos!

  • Melissa de Sá disse:

    Dei esse livro de presente de Natal pra minha irmã. Ela disse que gostou bastante do primeiro conto mas que o segundo é bacaninha, nada demais. Ela tá lendo o terceiro. Vamos ver. Quem sabe depois do mestrado eu não pego o livro pra ler, né?

  • Lucy disse:

    Oi, Mel! O primeiro conto é mesmo muito bom, mas eu achei que se alongou em muitas explicações (e paranoias) da Jubileu. Eu gostei mais do segundo do que o primeiro por ser mais divertido e ter uma veia cômica mais forte. rsrs Eu acho que você consegue ler o livro mesmo durante o seu mestrado. hehehe
    Bjos!

  • Sandy Mayara disse:

    Adoooooooooro os livros do John Green *–*’ esse com certeza é otimamente perfeito como todos os outros trabalhos dele! sz

  • Sandy Mayara disse:

    Eu me interecei pelo livro confiando nos augumentos de voces! kkkk
    Mas pra falar a verdade tenho um é atraz com livro de contos, prinicpalmente esses que se interligam em certo ponto da historia e quando tem muitos personagens, por cada um ter uma caracteristica acaba dando uma confusão de nomes, caracteristicas etc.. me fazem voltar no começo da historia pra relembrar ¬¬ mas também o fato de o livro ja nao começar com uma historia que te sugue para o resto da historia ja me deixa com medo de como isso vai ter um fim, por que é muito-super-chato ter que empurrar uma leitura chata e cansativa logo no começo, então isso acaba me fazendo nao esperar muita coisa dos outros… mas tem aquela também, são autores diferentes, ainda bem ! se nao eu seria de capaz de parar no primeiro conto kkk

  • Lucy disse:

    Oi, Sandy!
    Nesse caso, eu também fiquei encucada, porque cada autor vai dar uma característica para o personagem que criar e corre o risco dessa característica ser perdida no conto seguinte. Mas isso não aconteceu nesse livro (acredito que todos eles revisaram os contos um do outro) e foi por isso que deu muito certo. Li muitas resenhas de pessoas que preferiram o conto da Maureen do que o do John, ao contrário do que eu achei, mas vai que você curte mais também? É um risco. hehehe
    Eu tenho a impressão de que você não se decepcionaria com esse livro. ^^
    Bjos!

  • Ana Paula Candido da Silva disse:

    Eu quero muito esse livro e lendo essa resenha, meu deu um gosto de quero e quero ja

  • TTT: Dez livros com temas Natalinos « Por Essas Páginas disse:

    […] Deixe a neve cair, John Green, Maureen Johnson, Lauren Myracle [Resenha] – Esse é um livro que na verdade é formado por três contos (cada um escrito por um dos […]

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem