Resenha: Duas Doses de Amor

DUAS_DOSES_DE_AMORSinopse: New York, 1930. Santos, 2014. Uma pista de dança cheia de energia, um orelhão anônimo e orelhudo. O que tudo isso tem em comum? Eles serão testemunhas do começo de dois romances apaixonantes. Fique à vontade e sirva-se dessas Duas Doses de Amor! Fonte


Quem está acostumado às minhas resenhas deve saber que eu pouco resenho livros de contos. Por algum motivo, eu não me ligo muito aos contos, talvez por eles serem curtos demais e eu exigir um desenvolvimento maior da história, ou mesmo querer uma continuação, ou então simplesmente porque… Tenho preguiça de ler histórias mais curtas. (em outras palavras, frescura minha – que feio!).

Quando veio a Maratona Brasuca, um dos requisitos era ler um e-book de um autor nacional, então eu optei por ler esse e-book que a nossa Cuca Karen Alvares fez em parceria com a Melissa de Sá, do Livros de Fantasia. São dois contos pequenos (e não são de terror! YAY!), então eu joguei a preguiça de lado e resolvi ler.

Vou falar um pouquinho de cada conto para vocês:

Era para ser você – Melissa de Sá: Esse conto se passa nos anos 30, em Nova York. Para quem conhece a Melissa, logo percebe de onde ela tirou a inspiração para o conto – e como amante de dança (embora eu seja completamente leiga no estilo Charleston), achei uma delícia. A protagonista de Nova Orleans, em uma visita à sua prima em NY, se vê convidada para dançar em um baile por um jovem um tanto desengonçado.

Eu gostei muito do conto, já conheço os textos da Melissa de tempos de fandom potteriano, mas eu achei que precisava de uma continuação ali para chegar à conclusão do final. Viram meu problema com contos? Embora estivesse subentendido o que aconteceu depois, adoraria saber como ocorreu e quando. Quem sabe ela conte para nós em um novo conto?

Em todo o caso, adorei a forma como os personagens foram apresentados e também a ambientação. Se um dia a Mel se aventurar novamente em romances (ou qualquer outro gênero) e quiser explorar os anos 30, acho que ela daria um show.

duasdoses

O Orelhão – Karen Alvares: Já esse conto se passa nos tempos atuais, em Santos. Um dia chuvoso típico, um orelhão para salvar a pátria de um rapaz que está sem guarda-chuva. O que acontece então quando uma jovem devidamente protegida da chuva precisa usar justamente AQUELE orelhão? Aqui, a Karen trabalhou com uma situação um tanto inusitada para criar uma história com conflitos e flerte.

Eu achei esse conto maior do que o primeiro e confesso que tenho tendência a gostar de histórias com um tom mais cômico. De fato, a situação do rapaz não era fácil, a jovem era tão determinada quanto ele e nenhum dos dois queria ceder. A conclusão desse embate ficou ótima, a expectativa a partir da conclusão desse conto foi diferente do primeiro, onde eu achei que teve uma conclusão mais completa.

Super recomendo a leitura, especialmente para aqueles mais preguiçosos para contos (como eu) e fãs de romance daqueles que a gente suspira e tem ataques de fofura no meio da leitura (como eu).

Ficha técnica:

Nome: Duas Doses de Amor
Autoras: Karen Alvares, Melissa de Sá
Páginas: 20
Onde comprar: Amazon
Minha avaliação:

Essa postagem está participando do Top Comentarista de Outubro. Por favor, preencha o formulário abaixo após postar seu comentário. Basta clicar na imagem para abri-lo em nova página!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Gustavo disse:

    Também não sou um fã assíduo de contos, mas gosto de le-los quando só tenho livros grandes demais e fico com preguiça de ler umahhistória longa e “ininterrupta”. Adorei a resenha e quero muito ler esse ebook, o meu problema é o ebook propriamente dito kkk tenho um problema com ele que é impressionante kkk mas vou me esforçar pra superar essa minha preguiça e ler esse especificamente *-*

  • Lucy disse:

    Oi, Gustavo!
    Eu acho que na verdade seu problema é ler no computador! rsrs Se você tiver um e-reader, você vai acabar se apaixonando por e-books! hahaha Eu sei disso por experiência própria!
    Tenho esse mesmo sentimento quanto aos contos que você falou, às vezes é bom para quebrar o clima pesado de outra leitura.
    Bjos!

  • Patrini Viero disse:

    Confesso que não sou uma leitora assídua de contos, geralmente por receio de amar demais as personagens e acabar ficando querendo mais história. Mas achei a ideia desses dois hilárias, principalmente o orelhão, muito inusitado e diferente, com certeza daria espaço para boas risadas.

  • Lucy disse:

    Oi, Patrini! Eu também acho que às vezes me apego muito facilmente aos personagens, aí começo a imaginar fanfics sobre eles. hahahaha
    Espero que você dê uma chance aos contos, são muito divertidos!
    Bjos!

  • Suelen Mendes disse:

    Sinto a mesma coisa em relação a contos kkkk
    Como pode preguiça de uma história curta né?!Mas eu tenho kkk
    Gosto que tudo se encaixe que tudo aconteça sem mta pressa e tal,acho que por isso sou tão invocada com os contos.Tenho que dar uma chance msm.
    Pelo que vc disse eu tbm ia gostar mais do segundo conto,não sei bem o motivo,acho que achei a história mais bacana.
    Bjus

  • Lucy disse:

    Oi, Suelen! Pois é, contos parecem muito compactos, às vezes, mas é possível contar uma história ou situação em poucas páginas. Espero que dê uma chance à leitura!
    Bjos

  • Patricia Moreira disse:

    Não sou muito fã de contos também principalmente porque sempre acho que são curtos demais e que não tiveram o desenvolvimento que precisavam. Fiquei curiosa com esse do orelhão. Colocarei na listinha infinita.

  • Lucy disse:

    Oi, Patricia! Às vezes também penso assim dos contos, mas esses com certeza não são assim! São curtos, então acrescente à sua lista e já leia de uma vez! rsrs
    bjos!

  • Nathalia Simião disse:

    Também tenho um problema com contos Lucy, eles são muito curtos, eu necessito de maaaais! kkkk Mas esses dois parecem ser muito bons, o da Karen até me chamou mais a atenção pela situação inusitada e eu, pessoa prática que sou, até pensei numa solução pro caso kk

  • Lucy disse:

    Hahaha! Para algumas coisas, a gente precisa mais do que poucas páginas! hahaha
    Imagino qual seria a sua solução para o caso do orelhão! Se por acaso você ler, volta aqui e conta qual foi! :)
    Bjos!

  • Douglas Fernandes disse:

    Muito dificil eu ler contos, tenho que dar uma chance né…rsrs
    mas eu achei bem legal, vou ver se depois leio esses, um problema tbm é o e-book, tenho que “aprender” a ler e-books.

  • Lucy disse:

    Oi, Douglas! Dê uma chace aos e-books! rsrs
    Não é complicado, é como ler o livro, mas é em uma tela! ;)
    Eu acho que você precisa é ter um e-reader nas mãos para ver que não é um bicho de sete cabeças. rsrs
    Bjos!

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem