Resenha: Dumplin’

“Especialmente para os fãs de John Green e Rainbow Rowell, apresentamos uma destemida heroína e sua inesquecível história sobre empoderamento feminino, bullying, relação mãe e filha, e a busca da autoaceitação. Sob um céu estrelado e ao som de Dolly Parton, questões como o primeiro beijo, a melhor amiga, a perda de alguém que amamos demais e “estou acima do peso e ninguém tem nada com isso” fazem de Dumplin’ um sucesso que mexerá com o seu coração. Para sempre. Gorda assumida, Willowdean Dickson (apelidada de Dumplin’ pela mãe, uma ex-miss) convive bem com o próprio corpo. Na companhia da melhor amiga, Ellen, uma beldade tipicamente americana, as coisas sempre deram certo… até Will arrumar um emprego numa lanchonete de fast-food. Lá, ela conhece Bo, o Garoto da Escola Particular… e ele é tudo de bom. Will não fica surpresa quando se sente atraída por Bo. Mas leva um tremendo susto quando descobre que a atração é recíproca. Ao contrário do que se imaginava – a relação com Bo aumentaria ainda mais a sua autoestima –, Will começa a duvidar de si mesma e temer a reação dos colegas da escola. É então que decide recuperar a autoconfiança fazendo a coisa mais surreal que consegue imaginar: inscreve-se no Concurso Miss Jovem Flor do Texas – junto com três amigas totalmente fora do padrão –, para mostrar ao mundo que merece pisar naquele palco tanto quanto qualquer magricela.”


Quando eu li a sinopse de “Dumplin'” eu logo pensei “Eu tenho que ler esse livro. Agora”. Quantas protagonistas gordas (bem, vamos usar aqui a mesma palavra que a protagonista usa para se definir) vocês conhecem? Eu me lembro da Mônica (sim a nossa Dona da Rua preferida), mas tirando isso… Não consigo ir muito além. Tem a Heather Wells da série “Tamanho 42 não é gorda” da Meg Cabot mas no caso dela ela está mais no quesito de “fora dos padrões quase inalcançáveis da mídia”. Esse ano eu estou sendo muito feliz na minha escolha de leituras, porque estou lendo vários que estão quebrando os paradigmas e incluindo protagonistas bem diferente dos padrões. Isso é maravilhoso porque a representatividade importa sim – e nós devemos ter mais livros como esse.

Se eu contar muito sobre o enredo, eu vou acabar tendo que contar spoilers porque a trama central é bem o que está na sinopse. Willowdean (chamada de Dumplin’ pela mãe, porque nada mais constrangedor do que um apelido fofinho dado pela mãe não é mesmo) é filha de uma ex-Miss Jovem Flor do Texas. Ela é uma das organizadores atuais do concurso e por isso quando chega nessa época Will praticamente encontra paetês em cada canto da casa. Mas ela não tem nenhum interesse no concurso e a sua reviravolta acontece quando conhece Bo no seu novo emprego. E é nesse ponto que o livro começa a ficar realmente interessante.

Will era sempre aquela garota autoconfiante do tipo “Podem falar mal de mim, eu não ligo, eu sou assim e vocês tem que me aceitar”. Mas quando os sentimentos dela por Bo parecem ser recíprocos, ela simplesmente começa a se julgar de uma forma diferente. Quando ele a toca ela não consegue parar de imaginar o que ele iria pensar se sentisse todas as gordurinhas dela, se ele iria compará-la com outras namoradas… Ela se sente completamente insegura na sua pele, o que era um sentimento até então novo. Além disso, era claro que ele seria alvo de piadas quando alguém soubesse que eles estavam juntos. Ela não conseguia imaginar como alguém como ele poderia gostar de alguém como ela… Movida também por outros acontecimentos, Bo resolve reconquistar a sua confiança fazendo algo que ela nunca imaginaria: se inscreve no concurso de Miss. Mas ela não vai sozinha: algumas meninas também “fora do padrão” do concurso se inscrevem… Mesmo sem terem o mínimo de noção no que realmente estavam se inscrevendo.

“Dumplin'” não é aquele livro perfeito, eu acho que ele é uma joia que ainda não está no seu estado final: ele poderia ser muito melhor lapidado. Eu gostei muito do conteúdo que o livro traz e que é algo muito importante para ser discutido. Os sentimentos que a Will sente sobre o fato de estar acima do peso são muito reais. Isso é muito bom para que as pessoas que estão na mesma situação possam se identificar e também para as pessoas que nunca sofreram com isso possam entender um pouco como é estar nessa situação. O mundo é muito cruel e as pessoas precisam mais de compaixão, de entender os problemas dos outros. E um ponto muito interessante nesse livro é que ele não é o clássico “a pessoa que está querendo emagrecer”, muito pelo contrário, a Will quer se aceitar como ela é. E isso é o mais importante: porque a pessoa tem que seguir os padrões da sociedade? Por que ela tem que ser como todas aquelas modelos de revista? Se você se sente bem consigo mesma… Por que as outras pessoas tem que te julgar? A Will faz exatamente isso: uma jornada para se conhecer de verdade.

Apesar de eu ter adorado o enredo geral do livro , eu não gostei muito da divisão dele. A história não ficou muito proporcional e por isso o início da leitura pode ser um pouco arrastada. Se nós analisarmos, o grande ponto da sinopse é o concurso de beleza, e ele realmente só vai aparecer lá no final. A primeira (e maior) parte do livro é exatamente o desenvolvimento do relacionamento de Will com os outros personagens, dando um background para cada um deles. Aliás, todos os personagens são excelentes. principalmente porque são muito reais. Eles tem qualidades e defeitos e isso faz com que o livro se aproxime mais ainda do leitor. Mas eu acho que o concurso tinha que ter tido um predominância maior na história, porque ele é um dos grandes influenciadores na mudança de vários aspectos da vida de Will. Ficou muito corrido principalmente porque o livro acaba muito bruscamente, eu fiquei me perguntando se estavam faltando páginas quando cheguei nos agradecimentos. Talvez se a autora tivesse usado o recurso de flashbacks… Eu acho que isso poderia tornar a leitura um pouco mais fluida. Eu fiquei sentindo falta do clímax porque a leitura foi toda muito linear.

“Acho que, às vezes, a perfeição que vemos nos outros é feita de mil pequenas imperfeições, porque tem dias que a porcaria do zíper do vestido não sobre de jeito nenhum”.

Enfim, a minha mensagem final é LEIAM DUMPLIN’. Leiam Dumplin’ porque você pode ser quem você quiser – e Will vai te mostrar com todas as letras o motivo disso ser verdade.

Livro gentilmente cedido para resenha pela Editora Valentina.

Ficha técnica:

Nome: Dumplin’
Autor: Julie Murphy
Páginas: 336
Editora: Valentina
Onde comprar: Livraria Cultura / Kobo / Saraiva / Amazon
Minha avaliação: 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Milena Soares disse:

    Nossa, estou doida pra ler esse livro, lembrei aqui que só já li um livro em que a protagonista era gorda e foi um nacional, essa resenha me deixou ainda mais curiosa em conferi essa história que parece ser maravilhosa.

  • Larissa Dutra disse:

    Olá, tudo bem? Estou vendo os leitores falarem super bem desse livro, o que me deixa cada vez mais curiosa. Adorei sua resenha, com certeza vou ler!

    Beijos,
    Duas Livreiras

  • Franciele Débora disse:

    Olá, acho muito legal ver livros com protagonistas que mostram que ninguém precisa estar dentro dos padrões impostos pela sociedade para se sentir bem e feliz. Pretendo ler e descobrir o que vai acontecer entre ela e Bo. Confesso que a capa não chamou muita atenção e em minha opinião um pouco feinha. Mas tirando esse pequeno detalhe, entrou pra minha lista de desejos (que cresce cada vez mais haha), Beijos.

  • Lany disse:

    Quando você pega o livro em mãos a capa chama mais atenção por causa do contraste de cores. Mas realmente, ela é bem simples!

  • Cabine de Leitura disse:

    Não dava nada por este livro, até um dia destes ver uma resenha e descobrir que quero muito ler. Ainda mais sabendo dessa proximidade da escrita com o leitor.

    Beijos
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

  • Jennifer Silva disse:

    Amei a sua resenha! A história parece ter um enredo muito envolvente, divertido e interessante. Também gostei muito das lições que a personagem dar aos leitores, sobre amar a si mesma. Obrigada pela dica, bjss!

  • Kamila Villarreal disse:

    Olá!

    Morro de vontade de ler esse livro, é o tipo de obra que veio pra nos conscientizar. Tem tudo pra ser uma leitura e tanto!

  • No Conforto Dos Livros disse:

    Olá!! :)

    Eu confesso que não conhecia este livro mas ainda bem que gostaste de fazer a leitura! Mesmo que com algumas reservas…

    Enfim, é uma pena que a divisão e organização do livro esteja assim tao desproporcional.. Mas reconheço os pontos positivos também!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

  • Mari disse:

    Eu morro de vontade de ler esse livro, li poucos que tenham uma protagonista gorda e essa sinopse me chamou muito a atenção.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

  • Tais Burigo disse:

    Oi tudo bem?
    Vai aí uma dica maravilhosa de livro com protagonistas gordas: As Grandes aventuras de Danielle sério é maravilhoso! Vejo muita gente falando bem desse livro e estou bem curiosa para fazer a leitura.

    Beijos

  • Lany disse:

    Epa, eu não li esse livro. Coloquei aqui na minha lista! Obrigada pela dica ;)

  • Nina Spim disse:

    Oi, tudo bem? Já li outras resenhas desse livro, mas achei a sua muito mais completa, especialmente pela crítica que você escreveu no final, sobre a divisão dos capítulos, da narrativa lenta e tudo mais. Não sabia dessas coisas. Gostei muito dos seus pontos. Eu ainda quero muito ler, especialmente pela temática, mas vou ficar de olho nessas coisas que você mencionou, adorei saber! Parabéns pela resenha! :)

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

  • Lany disse:

    Leia sim! Os assuntos que o livro aborda são ótimos! :D

  • Camila de Moraes disse:

    Olá!
    Ahh que resenha mais maravilhosa!
    Comprei esse livro recentemente e não vejo a hora de pegar para ler.
    Certamente vou amar essa leitura.
    Beijos!

  • Vivianne Sophie disse:

    Olá,

    Desde que vi a sinopse desse livro, também fiquei curiosa como você. Sua resenha me deixou aqui vidrada e ansiosa para ter o meu exemplar. A história parece ser incrível, cheia de lições e significados. Com certeza irei ler!

    Abraços,
    Cá Entre Nós

  • Marcia disse:

    Olá! Eu já li alguma coisa pela net sobre esse livro e pensei igual a você, preciso ler! Falar sobre obesidade e até parece ser divertido pela sinopse, pela capa. Mas já me desanimei, gosto de leitura fluída senão passo um ano lendo.
    Mas adorei sua resenha, parabéns!
    Bjs

  • Gabriela disse:

    Heeey!

    Pela capa não daria nada nesse livro, ainda bem que li sua resenha.
    Realmente me parece ser um ótimo livro, uma pena a divisão não ter agradado tanto, mas faz parte né?

    Beijos

  • Lany disse:

    A capa é muito discreta, né?

  • Larissa Oliveira disse:

    Oi!
    Há ultimamente um alvoroço enorme em volta desse livro, principalmente pelo assunto que ele coloca em pauta, e com isso já li algumas resenhas dele mas nenhuma tão detalhada quanto a sua, parabéns! Apesar da leitura ser muito linear, o que me desanimou um pouco pois mesmo sem ter lido senti pesar a demora do clímax, a trama parece ser bem envolvente e cheia de ensinamentos e personagens interessantes. Com certeza merece uma chance.
    Beijos!

  • Fabrica Dos Convites disse:

    Eu conheço o livro,mas não o li ainda Você foi a primeira que falou sobre o detalhe do concurso está mais para o final. Eu mesma achava que ele era o centro da narrativa.
    Bjs, Rose

  • Luana Alves disse:

    Olá! Taí um livro que está na minha lista. Desde a capa à sinopse, tudo me agradou. Só vi você salientando uma falha na construção da história, e ainda assim, recomendando muito a leitura do livro. Amei sua honestidade e considerações.
    Bjs

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem