Adaptação: Harry Potter e a Câmara Secreta

Ontem a Lany fez uma introdução incrível da série de filmes com a resenha de Harry Potter e a Pedra Filosofal (se não leu ainda, leia!). Diferente dela, eu acompanhei toda a seleção de elenco, as primeiras fotos, os primeiros trailers e lembro com nostalgia de tudo isso. Eu já falei há algum tempo de Harry Potter e a Câmara Secreta – o livro – aqui. Como eu disse naquela resenha, esse é um dos meus títulos preferidos; nada mais justo que eu fosse bastante exigente com o filme da história. Ah, sim, e eu fui. Porém, apesar de alguns problemas, para mim a adaptação de A Câmara Secreta é um dos melhores filmes de toda série.

Câmara Secreta_Filme“Carros voadores, árvores que lutam e um misterioso elfo, com um aviso ainda mais misterioso…

Harry Potter está pronto para dar início ao segundo ano de sua maravilhosa jornada no mundo da bruxaria. Em Hogwarts nesse ano, aranhas falam, cartas dão bronca e a habilidade de Harry para falar com cobras se voltará contra ele. De clubes de duelo a jogadores de quadribol desonestos, esse será um ano de aventura e perigo para todos. Quando a mensagem sangrenta na parede anuncia que a Câmara Secreta foi aberta, Harry, Rony e Hermione percebem que para salvar Hogwarts será preciso muita mágica e coragem. Confira essa enfeitiçante adaptação do segundo livro da obra da escritora J.K. Rowling e prepare-se para ficar petrificado quando Harry Potter demonstrar que, mais do que um bruxo, é um verdadeiro herói.”

Nossa, gente, eu juro que apesar de ter assistido a esse filme mais vezes do que posso contar, eu jamais li a contracapa do DVD. Essa sinopse é simplesmente horrível! Putz!

Bem, ignorando esse fato, esse é o segundo e o último filme sob a direção de Chris Columbus. Eu gosto bastante do Columbus: ele me conquistou muitos anos atrás quando dirigiu Hook – A Volta do Capitão Gancho (corrigindo, o diretor era o Spielberg, eu confundi com os filmes do Robin Williams que o Columbus dirigiu, como Uma babá quase perfeitaO homem bicentenário – é, eu sou muito fã do Robin e sei que ele gosta de trabalhar com o Columbus, então eu confundi TUDO, sorry, mas IMDB é vida, pessoal), com Robin Williams e Dustin Hoffman; aliás, eu sempre tive esperanças que um dos dois atores aparecessem em Harry Potter, afinal, Maggie Smith está no filme e ela foi Wendy no filme do Pan. Porém, Maggie é inglesa, enquanto os demais atores não são e, por esse motivo, foram vetados. Foi uma boa decisão, apesar de ter furado meu balãozinho de sonhos.

Em A Pedra Filosofal a tarefa de Columbus foi nos introduzir ao mundo da magia e reinventá-lo para as telonas. Em A Câmara Secreta ele dá continuidade ao trabalho do filme anterior e pode se preocupar mais com a história do que com explicações sobre o mundo mágico. Ele mantém o clima ainda ingênuo e infantil da primeira película, porém já traz alguns elementos – também presentes no livro – que iniciariam o tom sombrio que dá a cara da série nos filmes posteriores. Aliás, vale a pena observar que as cores nos pôsteres vão escurecendo à medida que os filmes avançam. Porém, a Câmara Secreta ainda é um filme de tom mais infantil.

harry_ron_camaraEm A Câmara Secreta o primeiro choque que temos – e eu me lembro muito bem disso quando assisti ao primeiro teaser trailer – é quanto às vozes e ao crescimento dos atores. A diferença deles para o primeiro filme é assombrosa; quando você ouve Rupert Grint dizendo sua primeira fala do filme “Hello, Harry!”, você praticamente não o reconhece. Infelizmente, o cabelo do Harry continua arrumadinho nesse filme. E outra coisa muito chata é que o cabelo da Hermione de um ninho de rato se transformou na maravilha dos cachinhos perfeitos do comercial de xampu. Não se enganem: ela só vai ficar mais arrumadinha nos próximos filmes. Bem out-of-caracter, mas no fundo a gente até entende: um filme tem que ser visual e todo mundo precisa ser lindo. (argh!)

As atuações das crianças melhoraram sensivelmente, porém continuam forçadas em alguns momentos. Normal, já que todos estão na faixa de 12-13 anos, alguns até mesmo apenas no segundo filme de suas carreiras. Emma Watson começa a ter seus tiques com a sobrancelha, Rupert Grint se mostra brilhante quando o deixam falar – e nesse filme o deixam falar mais, o que foi ótimo, já que A Câmara Secreta é o livro que o Ron tem a maior parte, principalmente no final, quando Hermione fica incapacitada. Daniel Radcliffe ainda não é o Harry que eu esperava, mas se torna muito, muito melhor, principalmente no final quando tem seu confronto com Tom Riddle – aliás, eu gosto bastante do ator que fez o Riddle adolescente.

Nesse filme já temos alguns vislumbres da importância exagerada que vão dar a Hermione futuramente: algumas falas de outroshermione_camara personagens já são colocadas em sua boca, até mesmo do Dumbledore, mas na maioria das vezes, do Ron. Eu não sei porque eles não gostam de colocar o Ron falando as coisas, nunca entendi porque sempre diminuem o personagem para aumentar o de Hermione. Isso é algo extremamente irritante nos filmes – e só vai ficar pior. Porém, nada disso ainda diminui o brilho do filme; há algumas adaptações aqui e ali, algumas falas trocadas, alguns erros de continuidade ou de trama de acordo com o livro, mas nada que salte demais aos olhos.

É claro que as atuações dos atores mais experientes são um deleite: Alan Rickman é perfeito e sombrio como sempre – só de ouvir sua voz a gente já se arrepia, para mim ele é o Snape perfeito. A Câmara Secreta infelizmente é o último filme com o saudoso Richard Harris, o melhor Dumbledore na minha humilde opinião. Maggie Smith é brilhante como McGonnagall, como sempre. Robbie Coltrane está lá, adorável como Hagrid, enquanto Jason Isaacs foi uma ótima escolha para Lucius Malfoy. Agora, ao menos para mim, uma das escolhas mais brilhantes foi mesmo Kenneth Branagh como Gilderoy Lockart. No livro, Lockart só conseguia me dar raiva; porém, no filme, ele também dá um pouco de raiva, mas é muito mais engraçado e espalhafatosamente patético. Branagh é tão brilhante que conseguiu me fazer simpatizar com o personagem – coisa que no livro não consigo. Sempre que penso nele como Lockart, penso no vídeo abaixo.

dobby_camaraNão posso falar de A Câmara Secreta sem falar de Dobby, o elfo doméstico. Aqui os produtores encontraram uma grande dificuldade: Dobby é quase completamente digital, exceto que ele é dublado – e a dublagem dele é sensacional. Para ajudar os atores, algumas vezes colocavam um boneco, porém muitas vezes Daniel Radcliffe, principalmente, conversava com o vácuo. Ele se esforçou bastante e as partes com o elfo são bastante críveis. E eu acho sinceramente que o efeito final de Dobby foi fantástico.

Também não tem como não falar dos efeitos do final do filme – ok, todo mundo já viu, né? Se você não viu, corra e assista!  Eu gosteiharry_ginny_camara muito mesmo também das outras criaturas criadas graficamente no filme: Aragogue, Fawkes, a fênix e, claro, o basilisco. O basilisco é meu preferido: a cena de perseguição dele ao Harry é emocionante, apesar de não existir no livro exatamente como aparece no filme. A Câmara Secreta ficou ótima também, apesar de não retratar o livro com toda a fidelidade, mas até que entendo porque eles não colocaram uma estátua gigante dos pés à cabeça de Salazar Slytherin. A espada de Godric Gryffindor é meio sem graça. Mas toda a batalha final, desde que Harry entra na Câmara, o confronto com o basilisco e com Tom pré-Voldemort Riddle e o resgate de Ginny é muito bacana.

A Câmara Secreta pode não ser um filme perfeito, mas é um filme bastante fiel, talvez um dos mais fiéis de toda a série. Ele mantém a história do livro, com alguns poucos erros, e tem efeitos e atuações maravilhosas. Na minha opinião, ele também explica bastante coisa, então uma pessoa que nunca leu o livro consegue entendê-lo. Como filme talvez não seja brilhante, mas como adaptação é incrível e, afinal, uma boa adaptação é tudo o que os fãs realmente desejam no final das contas. Vale a pena ser assistido várias e várias vezes.

Ficha Técnica

Título: Harry Potter e a Câmara Secreta
Direção: Chris Colombus
Roteiro: Steven Kloves
Duração: 161 minutos
Ano: 2002
Distribuidora: Warner Bros
Avaliação: 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


  • Satine disse:

    Eu nunca me importei com o cabelo da Hermione talvez porque meu cabelo seja parecido com o dela e quanto mais crescia, mais procurava tratamentos pra domar a fera – mas a JK não fez isso nos livros, era como se a Hermione não ligasse pro cabelo difícil de controlar e se a autora queria assim, deviam ter respeitado – nunca alisei, mas sempre quis que ele ficasse… lindo.

    Desse filme eu não gostei da Murta Que Geme. A voz dela era irritante, o jeito dela também, quando jogaram o livro nela, eu fiquei feliz – mas nos livros eu não tenho nada contra ela.
    ..
    O Tom Riddle daí fez sucesso com as meninas mas eu não o acho bonito e sua atuação – apesar do esforço do ator – foi indiferente
    ..
    Só que mais uma vez a produção me agrada escolhendo o Kenneth e o Jason como Gilderoy e o senhor Malfoy. Bom, eu adoro os dois atores então fiquei feliz quando os vi ali.
    Honestamente não posso falar com certeza da minha reação na primeira vez que vi o filme porque simplesmente não me lembro de quando vi esse filme. Minha relação com HP é complexa e dividida em duas partes: Parte 1 – quando eu lia por ler sem fanatismo e me apegar por detalhes e Parte 2 – quando eu virei uma potterhead e memorizava cada palavra dos livros.
    ..
    Voltando, nesse filme temos a presença da Gina (argh) personagem que achei indiferente mas que depois que foi se tornando mais e mais presente na vida do Harry, foi me irritando. Não gosto dela, pra mim, deveria ter sido apenas a irmã do Rony, com certeza ajudado assim como Neville e Luna mas nada mais do que isso.
    Por mim, é uma pena que Columbus tenha desistido de dirigir os outros filmes – uma vez li um grupo lamentando que o Kenneth não tenha dirigido os demais filmes e concordo, ele seguiria a linha do Columbus e provavelmente respeitaria mais toda a história.

  • Karen disse:

    Pois é, Satine, é exatamente por eles não terem respeitado o que disse a autora que a gente implica com o cabelo da Hermione. Arrumar o cabelo todo ano não era do feitio da personagem, sai da personalidade dela. Além disso, foi um choque e um momento brilhante no 4.º livro quando ela finalmente fez isso e apareceu linda no Baile de Inverno: foi um impacto para o Ron e para os leitores. Aí esse impacto diminuiu quando tivemos o 4.º filme porque, oras, ela sempre esteve bonita.
    Que pena que você não gosta da Ginny! 🙁 Eu a acho brilhante e perfeita para o Harry. A Cho é legal, mas simplesmente não era arrojada e petulante o suficiente para ele – sem contar que, bem, ao menos eu acho que as cenas dos dois eram muito maçantes; já a Ginny o enfrenta e o desafia, e era exatamente isso que o Harry precisava, na minha opinião. Há cenas memoráveis com os dois, mas infelizmente quase todas elas estão no livro, nos filmes o romance dele foi muito jogado para escanteio.
    É mesmo, poderia ter sido bem legal o Kenneth como diretor, eu tinha esquecido que teve esse papo dele e tals.

  • Renata disse:

    Eu assisti esse filme no cinema duas vezes de tão bom que eu achei, eu tinha 12 anos quando lançou. Sempre gostei muito do fato de EU ter crescido junto com os personagens e atores do filme, afinal sou apenas alguns meses mais nova do que a Emma.

    Esse filme é um dos meus favoritos porque a Gina ganha destaque, ela é a minha personagem favorita. E quando eu descobri que ela tinha uma tímida paixão pelo Harry, foi nesse época que eu adivinhei que futuramente ela ficaria com ele. *__*
    A escolha do Kenneth Branagh para interpretar o Gilderoy Lockart não poderia ter sido melhor, ele é simplesmente demais! Conseguiu dar vida ao personagem direitinho.

    Beijos,
    Resenhando Books

  • Karen disse:

    Ah, eu também gosto muito disso, Renata, mas no meu caso eu cresci junto com os livros, os filmes eu era um pouquinho acima da idade dos atores. =) Mas é uma delícia né… foi… ah, que nostálgico!
    Eeeeeeeeeeeehh eu também amo a Ginny! Ela é perfeita para o Harry. Eles são lindos juntos!!! *_* A Ginny tem personalidade e não se dobra para ele. Adoro, adoro, adoro isso! Pena que nos filmes eles a diminuem…
    O Kenneth é incrível! Adoro ele. I’mmm too sexy huhuhuhuhu!

  • Vania disse:

    Aeeee Parceiraaaaaa!!! Esse filme eu vi já depois de ter lido os livros, e eu sei que você não vai gostar disso mas eu fiquei MUITO decepcionada por terem cortado a cena do Valentine’s Day. Ela é simplesmente tão ridícula e dá uma vergonha alheia da Ginny tão grande que teria sido maravilhoso ver isso nas telas! Eu concordo com sua colocação sobre o Dumbledore do Richards, o Gambon é um ator maravilhoso, mas ele não é o Dumbledore. E o Kenneth como Gilderoy foi uma escolha de GÊNIO, o cara é simplesmente demais!!! Na minha cabeça quando eu leio, eu o imagino mais novo mas a voz dele é a do Kenneth. E você usou o vídeo do I’m too Sexy hahaha não acredito! Eu também gostei muito do Dobby, e queria que tivessem utilizado ele nos outros filmes também, especialmente no quarto… Uma coisa que eu acho interessante é que uma das frases mais citadas desse filme é exatamente uma que foi modificada do livro, que é a do Ron falando sobre seguir as aranhas “why couldn’t it have been follow the butterflies” ou algo assim; se eu não me engano, não tem isso no livro, só o Ron falando sobre seguir as aranhas e se aprofundando na personalidade do Hagrid. Mas a frase ficou demais porque combinou com o momento e combinou com o personagem, não ficou ooc, tanto que é super lembrada de uma maneira positiva (e não do mesmo jeito que “is that really what my hair looks like from the back?”).

    Mas acho que justamente por causa dessas malditas aranhas eu não consigo ver esse filme muitas vezes. Pensa nos gritos quando o Aragog pula em cima de você no brinquedo do WWoHP… não consigo nem olhar pra ele!!

  • Karen disse:

    Aaaaaaaaaahhh nãaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaao Parceiraaaaaaaaaaaa, não não não não (se descabela loucamente), ainda bem que eles não colocaram essa cena senão eu juro que cavaria um buraco no chão do cinema e me enterraria lá, é muita vergonha alheia pra mim! O_o Nãaaaaaaaaaaao!!! hahahahaha
    Sim, eu coloquei o vídeo do I’m too sexy! HÁ! Se eu não fizesse isso não conseguiria viver comigo mesma. MAS EU NÃO ACREDITO QUE ESQUECI DO FOLLOW THE BUTTERFLIES!!! Pqp, burra, burra, burra! Blé. DROOOOGA! Realmente, essa cena é bem in caracter, foi uma ótima adição ao Ron… =)
    Richards é o Dumbledore. Nós sentimentos saudades de você, Richards… =/
    Hahahahh eu quero sentir isso das aranhas em mim no WWoHP! Aiiiiiiiiii contando os dias aqui. Cadê outubro?

  • Sherry Dyer disse:

    É pura magia! Aranhas gigantes, cobras que matam só com o olhar, varinhas mágicas com defeito… Muitas histórias contribuem para que o leitor se encante com Harry Potter e a câmara secreta, onde ele vai reencontrar todos os pequenos heróis e amigos do livro anterior. Mas isto não será para sempre. J. K. Rowling, a autora da saga de Harry Potter, já avisou que até o sétimo livro da série, que promete ser o último, alguns personagens do bem vão morrer.

  • Melissa de Sá disse:

    Eu concordo com a Ily: é triste terem cortado a cena do Valentine’s Day. Ela é simplesmente brilhante de tão patética.

    Eu confesso que rola uma preguicinha de ver esse filme por causa da cena final, em que Harry tira a fang (esqueci a palavra) de basilisco do braço. O efeito especial é tão ridículo que eu não consigo não ter uma síncope quando vejo. Tá na cara que tem um braço falso dentro da roupa do Radcliffe e esse braço falso é tipo um quarto maior que o braço normal do menino. Paia, Warner.

    Mas esse filme tem um super climão de sessão da tarde. No fundo, eu gosto bastante dele até.

  • Karen disse:

    Ai gente, não não nãaaaaaaaaaaaao, fui eu que mandei uma carta ameaça para Warner pedindo para cortarem essa cena. Essa cena é patética. Essa cena me dá vergonha alheia sem fim toda vez que eu leio!!! Nieeeeeeeeeeeehhh!!!
    Mel, não acredito, tu é muito detalhista, mulher! Eu nunca notei nisso da presa do basilisco. Caramba, acho que eu fico hipnotizada pelo meu Harry lindão sendo heróico e PIMBA não consigo prestar atenção em mais nada.
    HARRY LINDO COM SUA ESPADA! hoohohohohohoh *sem segundas intenções… né? né? né? claro que sim! HOHOHOHOHO*

  • Lany disse:

    Eu vou ter que concordar aqui com as meninas: eu queria a parte do cartão de Dia dos Namorados! É muita vergonha alheia, mas por isso que a cena é TÃO LEGAL! Eu adoro como o Harry fica todo sem graça hahaha!
    Eu agora só consigo imaginar o Lockhart como o dos filmes. Ele ficou TÃO PERFEITO!
    E como os atores cresceram nesse filme né *-* E realmente, o processo de transformação da Hermione começou aí, e depois foi ficando cada vez pior! Eu acho que eles começaram a dar uma parte maior ainda pra Emma depois do segundo filme, para o Rupert não ofuscar o Daniel…
    E eu adoro o final desse filme, para mim é um dos melhores! o/

  • Karen disse:

    Só eu não consigo ler aquela cena e querer pular de tão vergonha alheia que eu fico?!
    O Lockart é muito perfeito! Muuuuuuuuito! Detesto ele no livro, mas no filme ele é ótimo!
    Pois é, a suspeita é essa mesma, que o Rupert ofuscaria o Daniel… Mas poutz, não precisava rebaixá-lo tanto no papel. Uma droga.
    Câmara Secreta ainda é uma ótima adaptação, ela não dá raiva (o que já é um ótimo começo), só uns “ah, eu gostaria e tals”.

  • Top Ten Tuesday: As dez melhores/piores adaptações « Por Essas Páginas disse:

    […] já babei bastante o ovo desse filme nessa resenha do Especial Harry Potter, mas não podia deixar de falar nele nessa lista. Apesar de não ser o […]

  • Adaptação: Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 1 « Por Essas Páginas disse:

    […] a sinopse do DVD é legal. Não é ridícula como a sinopse de Harry Potter e a Câmara Secreta. Mas vamos ao que interessa. E já aviso que essa resenha foi impossível de fazer sem […]

  • Especial Harry Potter: (Filme) Harry Potter e a Câmara Secreta - Livros de Fantasia disse:

    […] Publicado originalmente em: http://poressaspaginas.com/resenha-especial-harry-potter-e-a-camara-secreta-filme […]

  • Sorteio Especial Harry Potter « Por Essas Páginas disse:

    […] Adaptação: Harry Potter e a Câmara Secreta […]

  • ana paula ramos disse:

    Desse filme, de quem mais gosto é do Dobby, ohhhhhhhhh
    Não inha visto ainda o video que vc colocou do Lockart e ri horrores aqui.. hahaha muito bom!!!!
    Nesses dois primeiros filmes, tbem achei bem mais infantil, gosto mais dos próximos… 😀

  • Karen disse:

    O Dobby foi muito bem feito, e na época nem tinha a tecnologia de agora, apesar de já ter bastante coisa…
    Apesar do tom infantil, eu gosto muito desse filme! 😉

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem