Resenha: Kiro e Emily

Kiro e Emily Ficha técnica:

 Nome: Kiro e Emily

 Autor: Abbi Glines

Tradutor: Cássia Zanon

 Páginas: 114

 Editora: Arqueiro

 Adquira aqui

 Sinopse: A história de Kiro Manning e o amor de sua vida. Em Take A Chance descobrimos que a mãe de Harlow foi a única mulher que mudou a vida de Kiro. A única mulher que ele amaria para sempre. Esta é sua história.

O ano é 1992, e ninguém na cena da música rock é mais quente do que Kiro Manning, o vocalista do Slacker Demon. Com um recorde de multi-platina, participação total das paradas da Billboard, concertos esgotados, e os valores pecaminosos do dinheiro, Kiro pode ter qualquer coisa e qualquer pessoa, que ele quiser.

Assim, quando, uma beleza conservadora de cabelos escuros o repele, em um concerto after-party, seu primeiro pensamento é: “Quem ela pensa que é?” Seu segundo pensamento: “Como faço para fazê-la minha?” Kiro sempre amou um bom desafio, mas nem toda garota quer se envolver com um deus do rock. Especialmente essa garota.

Ele a deixou ir naquela noite, mas ele nunca se esqueceu dela. E quando eles se encontraram novamente, ele prometeu não desistir tão facilmente de novo.

À medida que o mundo adorou Kiro, ele veio para adorar a garota, que se tornou tudo o que ele nunca soube que precisava. A única garota que ele iria amar. Sua Emily. Fonte

Lá vou eu retomando algumas séries que deixei pela metade. Esse livro, porém, eu curti bastante a leitura por saber que era de um personagem tão controverso quanto Kiro. Ele foi disponibilizado gratuitamente em formato eletrônico. Acredito que é possível ler sem ter lido os demais livros da série, mas acho recomendável que você leia a duologia Chances para entender melhor do que se trata.

Para quem não conhece a série Rosemary Beach, trata-se de uma série com histórias de vários personagens divididas em subséries, temos inicialmente uma trilogia, mas algumas histórias são duologias, outras são livros únicos, e todas elas acontecem nessa cidade. Esse livro é um prequel da série e tem a ver com a duologia Chances, cujos protagonistas são Grant e Harlow, filha de Kiro e Emily.

Vou tentar não colocar spoilers aqui, caso alguém não tenha lido a série.

Nos anos 90 a banda Slacker Demon era um grande sucesso e tinham muitas e muitas fãs. Como toda banda de rock (estereotipada) que se preze, após os shows sempre tem aquela festa regada a sexo e drogas. Nesse caso, muito mais regada a sexo. E é nesse cenário de caos que se encontra Emily, que foi até lá acompanhando sua prima, uma daquelas fãs transloucadas que faria qualquer coisa para dormir com um dos integrantes da banda. Também é nesse cenário que Kiro encontra Emily.

A princípio, realmente pareceu a Kiro que Emily fosse mais uma fã, apenas mais tímida do que as outras e que precisava se soltar. No entanto, quando percebeu que Emily não era nada parecida com aquelas outras mulheres, Kiro estabeleceu que não ia tratá-la como uma fã atrás de seus 15 minutos de cama, ops, fama, e os dois engataram em uma amizade pra lá de incomum.

Passa-se um tempo e eis que em um novo encontro, Kiro decide que não quer mais ficar longe de Emily. E os dois engatam um relacionamento pra lá de quente. É interessante e bem bacana ver como Kiro, um baita garanhão do mundo do rock, acostumado a ter todas as mulheres que quisesse, se entregar a um relacionamento monogâmico e uma paixão avassaladora.

Por outro lado, vemos Emily, uma jovem pura bem no estilo “Pollyanna”, que consegue cativar um homem como Kiro e que arrisca tudo para que esse relacionamento dê certo.

O estilo de escrita da autora não mudou dos demais livros, o que muito me incomoda em seus romances é o uso abusivo de palavrões (não que eu não fale vários, mas sei lá, acaba incomodando) e as cenas de sexo longas e em demasia. Eu não sei se é pelo contexto da história (roqueiros famosos cercados por mulheres e realizando suas orgias), mas achei isso também bastante estereotipado e clichê. Mas no final, todo o relacionamento deles fez sentido, então a situação em torno da construção desse relacionamento não foi forçada.

Em todo o caso, o desfecho da história, apesar de eu achar corrido e até “resumido” demais, é bastante emocionante e de partir o coração. Como já conheço a história, eu sei o que aconteceu após o desfecho desse conto, mas eu esperava um pouco mais de detalhes referentes ao que levou ao final do livro.

Para quem curte a série, recomendo a leitura. Se você caiu de paraquedas até aqui, recomendo que leia pelo menos a duologia Chances.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  • 2
  •  
  •  
  •  
  •  


  • jis rocha disse:

    Ola
    Gostei muito desse conto, explica muito as ações do Kiro, eu na época achei que faltava algo…..que descobri no livro do Mase e fiquei aflita.
    não costumo acompanhar séries tão longas, mas como os tres primeiros livros são impostantes pra mim (comprei com meu primeiro dinheiro suado após ler uma prévia ), então quis saber o que essa cidade ainda tinha a oferecer.
    Bjus

  • Milena Soares disse:

    Olá! Amo essa série, já li todos os livros, gostei muito desse conto, a história do controverso Kiro é super emocionante.
    Bjs

  • Karini disse:

    Tudo bem? Não acompanho essa série. Não faz bem meu estilo de leitura. Curto mais distopia, thrillers, terrier, fantasia. Mas as vezes me aventura em coisas novas.
    Sua resenha está bem escrita. E vejo muitas pessoas falando dessa série. Quem sabe um dia eu dê uma chance.

    Beijos.

    http://www.alempaginas.com

  • Clayci Oliveira disse:

    Gostei da resenha mesmo não me interessando pela série.
    Já possui um enredo que não me atrai e com excessos de palavrões.. não vai mesmo rs..

  • Fabiana Scola de Azevedo disse:

    Nunca li nada da autora ainda, até por não ser um gênero que me atraia. Embora eles sejam super queridos por muitos leitores, se for ler algo hot tem que ter algo a mais que um romance quente. Enfim, para mim não fecha.

  • Larissa Dutra disse:

    Olá, tudo bem? Vejo falarem super bem dos livros da autora, porém ainda não tive a oportunidade de ler nenhum. Gostei muito da tua resenha do conto e fiquei bem curiosa para ler a série.

    Beijos,
    Duas Livreiras

  • Fran Ferreira disse:

    Oi Lucy.
    Eu tenho vontade de ler essa serie, mas confesso q são tantos livros q nao faço ideia por onde começar (ja esqueci a ‘ordem” e por ser varios, fico cansada só de pensar na quantidade e como vai demorar pra eu terminar de ler todos. Acho q essa serie se realmente um dia for ler, vai ser em um momento mais tranquilo. Gosto de todas as resenhas que ja li sobre todos, mas como disse, fico cansada so de pensar na quantidade. Bom, quanto a esse livro, espero realmente q a construção de kiro tenha sido muito boa e q mostre a evolução como ser humano, e nao só por que era necessario q ele amadurecesse, roqueiros forçados a isso nao me convencem, e Emily, espero q nao se ja aquela protagonista chata, cheias de nao me rele nao me toque, por pra essas nao tenho paciencia.

    Bjss

  • Carolina Durães de Castro disse:

    Oi Lucy, tudo bem com você?
    Eu amei esse livro e provavelmente foi um dos que mais me emocionaram da série. Achei que o enredo foi muito bem construído e não consegui largar até finalizar.
    Bjkas

  • Nina Spim disse:

    Oi, tudo bem? Não conheço nada da autora e confesso que não me interessa. Tenho fugido do clichê, especialmente romântico. O fato de ter sexo não me incomoda, mas talvez eu me cansasse se fossem muitas cenas e longas. A estereotipagem das personagens, por outro lado, me incomoda bastante. Acho que tem tanta coisa reciclada no mercado, uma pena :/
    Mas que bom que você gostou, mesmo que tenham coisas negativas.

    Love, Nina.
    http://www.ninaeuma.blogspot.com

  • Beatriz Andrade disse:

    Eu não me interesso muito pelos livros dessa série, um ou outro me deixam curiosa, mas a maioria não. Esse não me interessou nada, não curti a capa e não curti a premissa. Mas achei bem bacana poder conferir a sua opinião sobre a leitura.

  • Catrine Vieira dos Santos disse:

    OOi!
    Amoooo Rosemary Beach, mas ainda nem li o conto. Meio que não me atrai muito, apesar de ter certa curiosidade em saber mais sobre a Emilly. Confesso que não e incomodo com os palavrões. sabe o que me incomoda… O fato de todos os personagens serem meio semelhantes. kkkk Maas não deixo de amar! haha

  • Ritchelly disse:

    Olá, fico feliz que apesar dos pontos que citou a leitura foi satisfatória.. confesso que não me interessei pelo enredo e ficar sabendo sobre o excesso de palavrões e cenas de sexo me deixou bem desinteressada! Mas acredito que para quem curte a série e o enredo, irão gostar muito da indicação!
    Beijos

  • Fabrica dos convites disse:

    Eu gosto da série é li este conto logo que foi lançado. Achei a história do casal muito bonita e me.supreendi com ela.
    Bjs Rose

  • Debyh disse:

    Olá,
    Ainda não consegui me empolgar em ler nada da autora, não sei se é por conta deste no caso, ter roqueiros o qual não fazem muito meu estilo ou porque realmente já vi tantos livros com esta temática.

  • Wesley Ítalo disse:

    Sempre vejo as pessoas falarem sobre essa série (Rosemary) da Abbi, mas eu tenho muito interesse em ler. Sua resenha serviu para que eu entendesse um pouco melhor o esquema dos livros (duologias, trilogias, livros únicos) dentro da série. Gosto muito quando os autores lançam contos que retomam o ambiente da série, isso é muito legal! Que bom que foi uma leitura que você gostou!
    Beijos do Wes ^^

  • Juliana Xavier disse:

    Nem sabia do uso abusivo de palavrões, isso também me incomoda em livros. Mas tem dois outros motivos mais fortes que me fazem não querer ler os livros da autora: a série ser imensa, mesmo que tenha subdivisões, e essas cenas de sexo longas e em demasia, não sou nada fã.

  • Jéssica Melo disse:

    Olá, apesar dessa série não ser o meu estilo de leitura eu tenho bastante curiosidade de ler pelos vários comentários positivos sobre ela que vejo *-* Adoro quando os autores criam esse contos parece trazer partes da historia que não aparecem nos livros, uma pena que o final tenha ficado corrido e resumido.

  • Ana Caroline C. dos Santos disse:

    Olá, tudo bem? Realmente cai de paraquedas, pois ainda preciso iniciar a série heheheh tenho vontade de ler, mas confesso que o tamanho enorme sempre me faz adiar a leitura. Mas uma hora sai haha Ótima e sincera resenha!
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

  • Tânia Bueno disse:

    Acredita que o único livro que não li da série, foi esse acho que ele é um spin-off e preciso ler para conhecer a história do eterno marido amante de Emily, vivenciei o sofrimento dele nos outros livros e realmente ele tem minha empatia total. Amei a sua resenha.

    Bjo
    Tânia Bueno

  • Bruna Costabeber disse:

    Olá, tudo bem?
    Eu já li alguns livros dessa série/autora e, infelizmente, não consegui gostar das suas histórias, pois achei elas bastante repetitivas. O fato de o livro ser clichê não é algo que me incomode, mas a forma como a autora faz uso do sexo me incomoda bastante, sabe?
    Vou passar a dica, dessa vez.
    Beijos

  • Evandro disse:

    Eu não conhecia a série e achei interessante a forma como são divididos os volumes em relação a suas personagens. Às vezes dou um tempo em sequências, mas logo retorno também. Gosto de enredos que retratam décadas passadas, a de 90 é bem legal. Também não gosto do exagero em cenas mais hots, principalmente quando parecem preencher grande parte do enredo.

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem