Resenha: Lendo de cabeça para baixo

Ficha Técnica:

Título: Lendo de cabeça para baixo

Autor: Jo Platt

Tradutor: Angela Pessôa

Páginas: 288

Editora: Fábrica231

A felicidade parecia estar batendo à porta de Rosalind Shaw naquele que deveria ser o dia mais feliz da vida dela. Abandonada no altar, sem qualquer explicação ou justificativa, a jovem mergulha numa depressão sem fim, daquelas de passar dias e dias largada à frente da TV, sem força para sair do sofá. Até que um dia seu amigo Tom propõe que ela se torne coproprietária de uma loja de livros antigos, numa cidade do interior. Ro aceita a proposta e se torna sócia de Andrew, o reservado amigo de Tom, e conhece novos amigos, capazes de mudar a vida dela para sempre. Uma história leve e divertida sobre sentimentos feridos e mal-entendidos, equívocos e perdões. Fonte

Às vezes eu leio uma indicação de leitura e fico imaginando se ela não foi feita diretamente para mim. Esse foi o caso com Lendo de Cabeça para baixo. Eu li a resenha dele e achei que era a minha cara, fui lá logo após ler e comprei (sou dessas). Também sou dessas que compra e deixa o livro (no caso, e-book), de molho por algum tempo até pegar pra ler.

O que temos aqui: o livro fala de Rosalind, que está com depressão por conta de ter sido abandonada no altar. O livro é narrado em primeira pessoa e Ro está realmente na pior; os primeiros capítulos contam como ela conseguiu sobreviver, porque ela simplesmente se deixou levar pela tristeza e amargura.

Então, aconteceu que o fato de Ro estar tão deprimida meio que me atingiu de um jeito, que fiquei deprimida por ela e por isso tive que recorrer a outra leitura mais light para conciliar o sentimento. Pois é, teve esse efeito comigo, mas não quer dizer que será assim com todo mundo. Essa fase mega deprimida dela acabou arrastando um pouco a leitura, mas a história foi ganhando mais forma e então passou a fluir muito bem.

Quando está realmente no fundo do poço, Ro recebe a proposta de seu amigo Tom para trabalhar em uma livraria como coproprietária. Lá, ela trabalha com Andrew, um homem reservado e um tanto tímido, Joan, uma senhora de uns 60 anos meio desbocada e de bem com a vida e George, esposa de Tom. Ela consegue se dar muito bem com os três e as interações entre eles é ótima. George é um verdadeiro raio de sol, eu gostei muito dela e torci muito por ela na trama.

Essa não é uma história em que a personagem melhora de uma hora para outra, inclusive, faz parte do crescimento tanto da personagem quanto da progressão da história que o processo de cura de Rosalind seja lento e gradual – como realmente é todo o tipo de processo de cura, seja físico quanto psicológico.

Exatamente por isso a história melhora no decorrer da leitura. Claro que ainda existem os altos e baixos de Ro, como começar com o pé esquerdo uma nova “amizade”, por assim dizer, com seu vizinho Daniel que, sem querer, mata seu porquinho da índia, único consolo que ela  encontrava recentemente… Mas eis que Daniel também começa interagir com Rosalind e seus amigos e as coisas começam a ficar cada vez mais interessantes. rsrs

É um livro sobre superação e  crescimento, afinal, Ro começa a entender um pouco melhor a si mesma e também a tentar superar seus problemas e melhorar como pessoa. Claro que não deixa de ser um romance, e muito fofo, por sinal.

No fim das contas, valeu muito a pena ler! Apesar das minhas dificuldades no começo, a escrita da autora é fluida e simples, não tem erro para quem gosta de um romance bem escrito. Recomendo a leitura! ♥

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


  • Debyh disse:

    Olá,
    Gosto de livros sobre superação, claro eu que o drama precisa estar na dose certa se não a história fica lenta, mas este parece ter ficado bom.

  • Shadai disse:

    Não sou o público-alvo, todavia parece ser um livro interessante para quem quer superar algum relacionamento com um bom romance contemporâneo não fantasioso.

  • Greice Negrini disse:

    Adoro livros que tenham a livraria como pano de fundo e entendo que tenha ficado deprimida, até porque depende como a personagem é construída realmente pode acontecer. Ainda bem que as coisas aconteceram devagar porque acho estranho estes livros em que a personagem melhora milagrosamente

  • Aline Martins de Oliveira disse:

    Oi! Eu nem posso imaginar ser abandonada no altar, por aquele que deveria ser meu grande amor. Que horror! Dá pra entender perfeitamente a depressão que ela encontra depois disso. Mas é bom saber que ela consegue aos poucos, retomar sua vida e encontrar razão de novo, em viver e ser feliz!

    Bjoxx ~ Aline ~ http://www.stalker-literaria.com

  • Vitória Zavattieri de Andrade disse:

    Ooi,
    Ultimamente tenho fugido de livros mais pesados e com dramas muito profundos. Tenho escolhido livros mais leves e histórias mais felizes, então vou deixar a dica passar por enquanto. Mas gostei demais da sua resenha e achei a capa do livro linda!

    Beijos

  • Vitória Zavattieri de Andrade disse:

    Ooi,
    Ultimamente tenho fugido de livros mais pesados e com dramas muito profundos. Tenho escolhido livros mais leves e histórias mais felizes, então vou deixar a dica passar por enquanto. Mas gostei demais da sua resenha e achei a capa do livro linda!

    Beijos

  • Luna disse:

    Eu já ouvi falar deste livro, mas lembro onde. Deve ter sido em algum blog e não faz tanto tempo.

    Gosto do fato da história abordar a depressão da protagonista e que a melhora não acontecerá de um momento para o outro. Depressão é coisa séria e entendo que essa fase dela tenha mexido com você. Certamente mexeria demais comigo, pois costumo me envolver muito com os personagens e sentir a angústia deles.

    Fico feliz por saber que ela vai conseguir superar e acho muito interessante que ela vá se mudar e trabalhar com livros (melhores amigos que esses não há), bem como que vá fazer amizades importantes. É uma história que eu gostaria de ler.

  • Thayza disse:

    Olá!

    Gostei bastante da sua resenha e de fato a história me chamou a atenção, mas infelizmente temas como esse tendem a ter um efeito negativo em mim e procuro ler um do tema por ano e no momento estou no meio de uma leitura assim, por isso vou anotar a dica para conferir mais na frente, espero gostar tanto quanto você.

    Beijos

  • Andressa Ledesma disse:

    Eu gosto muito de livros de superação e crescimento. É a primeira vez que vejo falar dessa obra e já fiquei louca para ler. Vou anotar a dica!
    beijos

  • Ivi Campos disse:

    Achei a capa bem fofa e que bom que mesmo com sua dificuldade inicial, a leitura foi prazerosa pra você. Já quero ler também.
    beijos

  • Maria Luíza Lelis disse:

    Olá, tudo bem?
    Confesso que eu nunca tinha ouvido falar sobre esse livro. Não é muito o estilo de leitura que ando buscando, acho que não estou no clima para esse tipo de história. Porém, achei legal saber que a personagem não tem uma transformação rápida e fácil. Nenhum processo de cura é linear e muito menos rápido; é sempre um caminho difícil e cheio de altos e baixos. Nesse sentido, parece que a autora se saiu bem e soube desenvolver a personagem de uma maneira natural.
    Que bom que, apesar da sua dificuldade inicial com o livro, você acabou aproveitando a leitura. Adorei a resenha e poder conhecer sua opinião sobre a obra.
    Beijos!

  • Milena Soares disse:

    Olá! Tenho esse livro porem ainda não, curto muito uma história de superação, essa é a primeira resenha que leio dele e me deixou ainda mais curiosa em conferi essa história.
    Bjs

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem