Resenha: Mapa dos Dias

Ficha técnica:

Nome: Mapa dos Dias

Autor: Ransom Riggs

Tradutor: Giu Alonso e Ulisses Teixeira

Páginas: 448

Editora: Intrínseca

Compre aqui

Sinopse: 

Mapa dos Dias é a aguardada continuação de uma das séries de maior sucesso dos últimos anos. Para os leitores que estavam com saudades do universo mágico criado por Ransom Riggs, esta sequência vai além do prometido e descortina um cenário ainda mais rico, com novas criaturas, mistérios que envolvem todo o mundo peculiar e uma infinidade de aventuras a serem exploradas. Fascinante e imperdível para os amantes da série e para os novos fãs que certamente virão.

Jacob voltou para sua casa nos Estados Unidos após vencer os etéreos no Recanto do Demônio, mas ainda não sabe como conciliar a vida normal e tudo o que viveu. Agora que Emma, a srta. Peregrine e seus outros amigos vivem com ele no presente, em sua casa na Flórida, vamos acompanhá-los no processo de reconstrução do mundo peculiar.

Mas essa ideia cai para segundo plano quando eles descobrem um bunker subterrâneo na casa onde seu avô morou. A partir daí, surgem pistas de uma organização secreta que caçava etéreos e ajudava peculiares por todos os Estados Unidos, e isso os inspira a sair em uma missão tão perigosa quanto significativa por esse território desconhecido. Um mundo novo, sem regras nem ymbrynes; um país em que clãs vivem em conflito e em que cada fenda temporal esconde criaturas nunca antes vistas.

A série de Ransom Riggs é sucesso absoluto no Brasil e no mundo, tendo conquistado milhões de leitores graças a uma encantadora combinação de mistério, romance, aventura, viagem no tempo e à sombria seleção de fotografias antigas, da coleção pessoal do autor – desta vez, muitas delas coloridas.

Estranhei quando vi o lançamento de Mapa dos Dias. Ao finalizar a leitura de Biblioteca de Almas (resenha aqui), o terceiro volume da série O Lar da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares, acreditava que a história estava finalizada. O que mais haveria para contar? Bem, até que Ransom Riggs conseguiu extrair alguma coisa neste quarto volume, mas será que foi o suficiente?

No começo do livro, não. Devo dizer que a leitura se iniciar morosa e com poucas esperanças. Jacob é quase levado para uma instituição psiquiátrica pela própria família, que acredita que ele está louco, mas é salvo pela Srta. Peregrine, Emma e todos os seus amigos, que aparecem do nada. Eles contam ao garoto que, após a batalha do Recanto do Diabo e a destruição de uma fenda temporal, seu relógio biológico foi reiniciado e agora eles podem transitar entre fendas e o melhor: viver no presente sem se preocupar com o envelhecimento acelerado. Uma boa notícia, mas o trabalho não terminou: o mundo peculiar precisa ser reconstruído e organizado, e há muito o que fazer: só que parece que tudo é trabalho burocrático e as aventuras de verdade terminaram.

A ymbryne quer apenas que Jacob – que se tornou uma celebridade no mundo peculiar – dê aulas de normalidade aos seus amigos, e a monotonia não é muito diferente para os outros peculiares do grupo. Há uma mudança interessante de dinâmica aqui: enquanto antes os pupilos da Srta. Peregrine se viam como crianças que precisavam de orientação, agora, que estão crescendo e amadurecendo, eles querem mais: querem independência, querem que suas opiniões sejam levadas em conta, querem fazer as coisas por si mesmo, sem obedecer a tantas ordens rígidas como criancinhas. E, se antes víamos a diretora como uma guia dura, mas necessária, e alguém pela qual nutríamos carinho, agora o próprio leitor se rebela, cansando-se de seus sermões intermináveis, de seus segredos de adulta e de suas ordens. Ela se torna uma espécie de adversária.

Ao mesmo tempo, o grupo encontra um bunker secreto de Abe. Lá, eles descobrem que o avô de Jacob tinha um trabalho secreto, com companheiros, localizando e levando peculiares em perigo para fendas temporais seguras pelos Estados Unidos. Ele deixou pistas para o neto e, contatando um antigo amigo do avô, Jacob se envolve em uma missão secreta para resgatar uma peculiar levando junto alguns de seus amigos, fugindo de uma raivosa Srta. Peregrine em uma road trip em um território perigoso e com regras muito diferentes do que estavam acostumados na Europa. E é então, finalmente, que o livro engrena.

Essa é definitivamente a melhor parte do livro. Encontramos novos personagens e temos um maior desenvolvimento daqueles que já nos são conhecidos; descobrimos mais sobre os peculiares nos Estados Unidos e seu modo de vida e, claro, há reviravoltas e perigos por toda a parte. É quando o livro se torna realmente emocionante, com a descoberta de peculiares com poderes novos e mais sobre a história de Abe. O autor inclusive é corajoso ao tocar em temas espinhosos e no passado triste e vergonhoso dos Estados Unidos, um país que, nas palavras de uma personagem brilhante do livro, “foi construído através do trabalho escravo dos negros e da invasão de terras indígenas” – uma vergonha que nós brasileiros compartilhamos, afinal também o Brasil se ergueu desta maneira, mesmo que muita gente míope e maligna negue isso e continuem varrendo o racismo e o preconceito, tão pungentes por aqui, para debaixo do tapete. Se a primeira parte do livro – necessária, porém cansativa – tivesse sido encurtada, a obra inteira seria muito melhor; ela traz aventura, emoção e debates importantes.

Mas então vem o final e… ele foi compreensível, porém frustrante. Dá a sensação de tempo perdido, de que enfrentamos tudo para nada. E eu realmente fiquei com muita raiva de vários personagens que antes amava. Foi uma espécie de rompimento, o que me fez fechar o livro com certa melancolia e confusão. Como continuar a ler agora? Sim, fiquei curiosa pelo que vai acontecer, mas o desenvolvimento falho e a conclusão decepcionante de algumas tramas – e especialmente a direção que tomaram alguns personagens – foi difícil de engolir. Ainda bem que temos aí um bom caminho pela frente até o lançamento do próximo livro da série (e quantos mais livros ainda teremos?); preciso de um distanciamento desses personagens para refletir.

Sobre a edição, ela segue o capricho dos outros livros da série editados pela Intrínseca: capa dura com uma linda jacket, fotos que enriquecem a experiência da obra (algumas coloridas) e uma edição e diagramação de tirar o chapéu. Há uma pequena diferença entre esta edição e as dos livros anteriores (mas que acredito ser proposital): as outras capas duras são coloridas, enquanto esta é preta, e as demais jackets são mais escuras, enquanto esta é dourada, mais brilhante. Talvez seja para separar a “antiga” saga da nova. De qualquer maneira, é um livro lindo para se ter na estante e confortável para ler. Vale a pena? Vale sim, para os fãs da série. Poderia ter terminado no terceiro livro? Talvez. O saldo final permanece equilibrado. Vou ler os próximos livros? Sim, mas preciso dar um tempo desse pessoal agora – especialmente da Srta. Peregrine.

Este livro foi gentilmente cedido para resenha pela editora Intrínseca

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  • 2
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Kah Fernandes disse:

    olha. Confesso que em nada me atrai essa história. Eu já tentei ler algumas vezes o primeiro masbo filme por si só já me foi insuportável. Mas de qualquer forma eu gostei bastante da sua opinião. Obrigada pela sinceridade.

    Beijos.

  • Outros Papos disse:

    Massa, sua resenha! Até fiquei com vontade de ler as primeiras obras. Confesso que fantasia não é meu gênero favorito, mas…

  • Cibele disse:

    Eu não sinto muita vontade de ler esses livros, já li tantos comentários negativos e realmente não é uma história que pareça que vai me envolver.
    Entretanto, gostei bastante da sua resenha e conhecer um pouco mais sobre sua opinião. As fotos estão lindas, parabéns!
    Beijos

  • Karin disse:

    Tudo bem? Estou bem ansiosa para ler esse livro.livro achei a série com uma pegada bem diferente.
    Ansiedade. Mas devo demorar um cadinho ainda para ler.
    Beijos.

  • No Conforto dos Livros disse:

    Olá!! 🙂

    Eu confesso que nao conhecia este livro ainda, mas a verdade e que quero ler algo do autor há já algum tempo…

    Enfim, que otimo que gostaste e que o autor aproveita o tema da historia dos EUA… So e pena esse final desilusivo!

    Boas leituras!! 😉
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

  • Marijleite disse:

    Eu fiquei surpresa quando vi que mais um livro da série seria lançado, pensei que já tinha terminado. Que bom que, apesar do início não tão cativante, há uma parte mais envolvente na trama e que aborda assuntos importantes. Ficarei na torcida para que o próximo volume seja melhor.

  • jaque reis disse:

    Realmente, e mais quantos livros teremos? Confesso que apesar de ter lido diversas criticas positivas, e dos pontos realmente interessantes e reflexivos da história, como você citou, eu estou bem desanimada para ler este livro. Para mim só os três bastavam

  • Dayhara disse:

    Acho que nao há nada pior que a sensação de frustração logo ao final da história, né? Entendo seu sentimento e sinto muito por isso, de verdade. Essa nao é uma história que sinto vontade de ler, acho bastante confusa e também nao vi a necessidade desse livro em questão, ainda assim, quem é leitor fiel da história deve ter gostado bastante.

  • ANINHA Saraiva disse:

    Aaaaah, eu ainda não tive a oportunidade de ler esse livro, espero poder lê-lo agora em 2019. Estou muito ansiosa e cheia de expectativas. Adorei sua resenha, está incrível.

    Bjs

  • Mayara Milesi disse:

    Ola!!

    Assim como vc estranhei e muito o lançamento desse livro. A sua resenha é a primeira que eu leio sobre a obra e pelo que me parece, entre trancos e barrancos, o autor acertou em cheio nesse livro!
    Eu queria muito ler essas obras, porem, estou um pouco afastada da fantasia, mas esses livros permanecem na minha listinha de desejados

    beijos

  • Saga Literária disse:

    Olá, tudo bem?

    Eu nao sabia da existência de um terceiro volume nessa série, achei interessante a resenha e gostei da sua impressão, uma pena que o livro não te conquistou totalmente.
    Abraço!

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem