Resenha: Metamorfose?

Atenção: Essa resenha contém spoilers do primeiro livro da série, Alma?!

metamorfose“Alexia Maccon, a esposa do Conde de Woolsey, é arrancada do sono cedo demais, no meio da tarde, porque o marido, que deveria estar dormindo como qualquer lobisomem normal, está aos berros. Dali a pouco, ele desaparece – deixando a cargo dela um regimento de soldados sobrenaturais acampados no jardim, vários fantasmas exorcizados e uma Rainha Vitória indignada. Mas Lady Maccon conta com sua fiel sombrinha, seus artigos da última moda e seu arsenal de respostas mordazes. Mesmo quando suas investigações a levam à Escócia, o cafundó do Judas onde abundam abomináveis coletes, ela está preparada e acaba provocando uma verdadeira reviravolta na dinâmica da alcateia, como só uma preternatural é capaz de fazer. Talvez até encontre tempo para procurar seu imprevisível marido. Mas apenas se… lhe der vontade.”

Quando a Editora Valentina disse que poderíamos pedir na parceria o livro “Metamorfose?” eu quase saí dançando pela casa, porque eu adorei Alma? e estava muito curiosa para saber como que seria a continuação das aventuras da Alexia. É claro que por causa de na maioria das séries o segundo livro ser o que eu menos gosto, eu fiquei com um pouco de medo… Mas Metamorfose? conseguiu manter o ritmo e ainda por cima superou Alma?!

No final de Alma?, Alexia Tarabotti rende aos encantos de Lord Maccon (que além de conde de Woolsey trabalha no Departamento de Arquivos Sobrenaturais) e se casa com ele. Mas essa não foi só a grande mudança: ela foi chamada, pela própria Rainha Vitória, para fazer parte do Conselho Paralelo. O potentado atua como consultor oficial em relação aos vampiros e o primeiro-ministro regional faz o mesmo com relação aos lobisomens. O terceiro membro é um preternatural, o muhjah. Ninguém estava ocupando o cargo e é claro que ela aceita.

O casamento da Lady Maccon estava indo muito bem até que um belo dia, ela acaba acordando com os berros do seu marido. Ele não explica muito o que está acontecendo, só que ele vai ter que ir ao DAS resolver um problema que apareceu inesperadamente. Mais tarde, quando ela sai de casa, se depara com várias barracas no seu jardim. O restante da Alcatéia e do regimento haviam voltado. Lady Maccon mal sabia que os seus problemas só estavam começando…

No Conselho Paralelo, Lady Maccon descobre que todos os vampiros e lobisomens no centro de Londres  estavam se tornando mortais. O motivo? Ninguém sabia! Mas é claro que isso lembrava os poderes de preternatural da Lady Maccon. Mas para isso ela precisava tocar na pessoa… O que ou quem estaria causando esse fenômeno tão incomum?

Em primeiro lugar, foi difícil me acostumar com a Alexia sendo chamada de Lady Maccon. Estava tão acostumada com Srta. Tarabotti que no início eu tive que voltar algumas vezes a leitura. Mas em nada isso atrapalhou, porque Metarmofose? tem um ritmo maravilhoso pois o leitor já conhece o mundo que Gail criou. Ela não precisa dar explicações nem da mitologia e nem dos personagens. Desde os primeiros capítulos nós já temos a personalidade forte da Lady Maccon em ação. Ela continua sendo aquela Alexia que nós adoramos desde o primeiro livro: destemida, irônica e por que não, teimosa! O Lorde Maccon… Ah o Lorde Maccon! Continua sendo aquele lobisomem rude mas que faz tudo para proteger as pessoas que ele ama. Eu só gostaria que ele tivesse aparecido mais no livro. Confesso que não me incomodaria se a autora tivesse colocado mais algumas cenas de romance…

“Na última vez que o zangão levara um mensagem do mestre ao Castelo de Woolsey, ele e a preternatural passaram horas tagarelando sobre os penteados da última moda em Paris. Alexia tinha uma queda por cavalheiros frívolos. Lorde Maccon ficou imaginando o que aquilo dizia de sua própria personalidade.” Página 37

Uma personagem que me surpreendeu bastante foi a amiga de Lady Maccon, Ivy Hisselpenny. As cenas com ela eram sempre as mais engraçadas! Ela consegue ser o oposto da Alexia e mesmo assim as duas se dão tão bem que acabam gerando cenas inesquecíveis. Mas tem uma personagem (que eu não posso dizer quem é) que eu achei um pouco deslocada. Quer dizer, eu entendi a função dela no enredo, mas eu achei que ela poderia ter sido melhor trabalhada…

Metamorfose? continua com a mesma originalidade de Alma? e é claro que tem cenas steampunks. Como diz na capa, esse é um “romance sobre vampiros, lobisomens e dirigíveis”. Tem uma cena no dirigível que foi a que eu mais gostei durante todo o livro! E o final… Ah, o final! Tem uma coisa que eu sabia que iria acontecer, porque o leitor tinha todas as dicas durante a leitura. Fiquei esperando na ponta da cadeira e bem… Nem tudo aconteceu da forma que eu esperava! E agora, o que eu posso dizer? Editora Valentina, por favor, publique logo o terceiro livro da série, porque eu preciso dessa continuação!

Livro cedido em parceria com a Editora Valentina!

 

Ficha técnica

Nome: Metamorfose
Autor: Gail Carriger
Editora: Valentina
Páginas: 320
Onde comprar: Livraria Cultura
Avaliação:  

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  • 2
  •  
  •  
  •  


PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem