Resenha: Mini Becky Bloom – tal mãe, tal filha

MINI_BECKY_BLOOMSinopse: Becky Bloom está casada com o homem de seus sonhos, Luke, e tem uma filha de dois anos, Minnie, que parece seguir desde já o gosto da mãe por compras e pela moda.
Mas criar a filha é muito mais complicado do que parecia ser, pois a garotinha cria confusões por onde passa. E quando Becky decide dar uma festa surpresa para Luke, não será uma tarefa fácil manter os preparativos em segredo do marido.


Essa resenha pode conter spoilers dos livros anteriores, mas nada que prejudique sua leitura. Leia e relaxe.

Época de Natal, época feliz. Não para Becky e Luke, que tem que cuidar para que sua filhinha de dois anos, Minie Brandon, não exagere com os presentes. A palavra favorita dela é MEU (em inglês dá pra perceber melhor o trocadilho: “mine” é parecido com Minie) e ela é muito temperamental.

Além de ter de lidar com a filha temperamental, Becky e Luke ainda estão procurando uma casa para a família – ou seja, ainda estão morando na casa dos pais de Becky.

Mesmo com tudo isso, Becky ainda percebe que Luke está muito estressado com todo o problema que teve com o grupo Acordas, mesmo agora que não trabalha mais com eles. Então, ela decide armar uma festa surpresa para Luke. Claro que, apesar de ser surpresa e segredo, ela acaba tendo que contar seu segredo para… Muitas pessoas e ainda por cima, tem que gastar um pouco mais do que o necessário. É como se ela quisesse abraçar o mundo com as mãos tendo que lidar com a filha, a compra da casa e a festa e acaba brigando tanto com sua mãe, quanto com Suze.

Esse livro é bastante divertido. As tentativas de Becky de manter tudo em segredo para Luke são muito engraçadas, ainda mais as tentativas de conseguir uma casa e ter que procurar ajuda profissional para saber se Minie é hiperativa e o que pode ser feito para melhorar seu comportamento. Sim, meus queridos… Temos aqui a participação de uma Super Nanny!

Aliás, uma coisa muito interessante foi a Super Nanny apontar o problema de compulsão por compras de Becky e, acredito e espero que o próximo livro trate um pouco mais disso. Como eu disse na última resenha, Becky está se tornando superficial demais, perdeu aquela característica que tinha nos primeiros livros, e isso não é legal. Eu ainda gosto da Becky, mas tem coisas que ela faz atualmente que me dá vontade de querer esmurrá-la. Meio que ela está criando um padrão de comportamento que não condiz aos primeiros livros e fico pensando se já não está na hora da Sophie aposentar as histórias de Becky (bem, ainda temos o próximo livro). Mas não pensem que isso estraga completamente a personagem, Becky continua divertida e tendo suas tiradas brilhantes, mesmo com seu pequeno problema de cartão de crédito.

Ficha técnica:

Nome: Mini Becky Bloom – Tal Mãe, Tal Filha
Autor: Sophie Kinsella
Páginas: 544
Editora: Record
Onde comprar:Livraria Cultura / Livraria Cultura (e-book) / Amazon / Saraiva / Saraiva (e-book)
Minha avaliação:

 

Essa postagem está participando do Top Comentarista de Abril. Por favor, preencha o formulário abaixo após postar seu comentário. Basta clicar na imagem para abri-lo em nova página!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Douglas Fernandes disse:

    Ainda não li nenhum livro com a Becky, mas pelo que vi é muito divertido, quantos livros até agora já tem sobre essa série? Adorei a capa, a menininha cheia de presentes… kkkkkkkk

  • Lucy disse:

    Oi, Douglas! Ao todo até agora foram lançados 7 livros, 6 aqui no Brasil, com previsão do lançamento do próximo na Bienal (*__*) As capas são bem legais também, adoro o estilo delas e espero que a editora mantenha assim. rsrs
    Bjos!

  • Milena Soares disse:

    Curto muito um Chick-Lit especialmente os da Sophie Kinsella, essa série é ótima, história super divertida.

  • Lucy disse:

    Oi, Milena!
    Também curto bastante, tenho todos os lançados aqui no Brasil da Sophie! Dê uma olhadinha nas resenhas! ;)
    Bjos

  • Top Ten Tuesday: Dez personagens infantis que quero rever daqui a 10 anos « Por Essas Páginas disse:

    […] 9. Minnie Brandon (Mini-Becky-Bloom, Sophie Kinsella) – A filha da nossa querida shopaholic Becky! Que medo de ela virar uma daquelas crianças precoces no que diz respeito à maquiagem e moda! (Maquiagem talvez não, mas moda, com uma mãe como a Becky não é difícil rsrs). Claro que também existe a esperança de que ela se torne totalmente o oposto da mãe, para felicidade de Luke! Resenha […]

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem