Resenha: Mistério no Museu Imperial

mistério museu“Um grupo de meninos e meninas em busca de desafios – os Invencíveis. Assim eles se autodenominam para enfrentar outros grupos em jogos e disputas na internet. A aventura começa numa visita com a escola ao museu imperial de Petrópolis, onde compraram um quebra cabeças de três mil peças. Na tentativa de montá-lo o mais rápido possível. Os invencíveis percebem que estão diante de um mistério que poderá levá-los a um desafio maior uma investigação que é um verdadeiro quebra-cabeças. a curiosidade os faz voltar a Petrópolis e ao Museu Imperial. antiga residência de verão de D.Pedro II e procurar as informações do presente e também do passado – que ajudem a desvendar o mistério.”

Mistério no Museu Imperial é um livro um pouco diferente dos que nós costumamos resenhar aqui no Por Essas Páginas. A Editora Biruta e Gaivota possuem diversos livros infantis e juvenis. Através dessa parceria iremos trazer sugestões de livros para essa faixa etária – seja para quem ainda guarda um pouco de criança em si mesmo ou até mesmo para presentear.

Mistério no Museu Imperial, escrito pela carioca Ana Cristina Massa é um livro da série Os Incríveis. Esse é o primeiro livro  – mas pelo o que eu entendi, eles não precisam ser lidos na ordem, porque são aventuras independentes. O que eles têm em comum são os personagens protagonistas. Eugênio, também conhecido como “Gênio” é o líder do grupo; Marco (ou Goma), como o apelido já diz, é viciado em chicletes e tem uma imaginação que vai muito longe; Isadora é aquela menina meio mimada e metida e que quer se tornar líder do grupo;  Sofia é a irmã do Goma e amiga de Isadora e Jonas já faz o tipo mais atlético, e apesar de ter boas notas, o seu comportamento não é tão bom assim. Aliás, a pequena biografia presente atrás do livro foi de muita ajuda para o início da leitura. As apresentações são feitas muito rapidamente no primeiro capítulo – e por isso eu me perdi várias vezes durante a leitura. São muitos personagens para poucas páginas e por isso eu até pensei que esse não fosse o primeiro livro da série e eu precisasse de informações anteriores. Além disso, em alguns diálogos ficava muito difícil perceber quais personagens estavam participando daquela conversa. O início foi um pouco confuso, mas conforme o enredo foi se desenvolvendo a narrativa fica muito mais fluida.

Nesta aventura, o grupo faz um passeio da escola para o Museu Imperial,  casa de verão do imperador Dom Pedro II e da família real, presente em Petrópolis no Rio de Janeiro. A professora Rosa ia explicando sobre cada sala e a sala de música foi eleita pelos alunos a mais bonita de todo o museu. Goma começou a sonhar acordado, imaginando tirar a princesa Isabel para dançar e sobre o que ele iria conversar com o Imperador. Quando ele acorda, a turma já estava no final do corredor… E Goma sente alguém atrás dele mas quando vira, já não tinha mais ninguém. Na sala do trono do Imperador, Jonas teve uma experiência semelhante. Nenhum dos dois comenta nada com o restante da turma. Na loja de suvenir, Eugênio resolve comprar quatro quebra-cabeças iguais. Esse seria o desafio para eles decidirem quem seria o novo comandante do grupo. Mas mal eles sabiam que essa pequena brincadeira iriam levá-los a um mistério muito maior…

museu
Mistério no Museu Imperial me lembra muito os livros que eu lia quando eu estava no Ensino Fundamental. Não aqueles livros que eu terminava de ler porque era obrigada, mas sim aqueles que eu terminava porque não conseguia parar de ler. O enredo é bem simples mas a autora consegue fechar muito bem o mistério que ela propôs. Essa série Os Incríveis tem como um dos objetivos despertar o interesse dos jovens sobre determinadas época da história do Brasil. E o que eu achei muito interessante foi que a autora conseguiu colocar os pontos sobre o Período Imperial sem ficar parecendo um trecho de um livro didático. As informações estavam diluídas no meio do mistério – e quando você percebe você teve uma pequena aula de história. Mas não são só fatos históricos que esse livro ensina, porque ele também nos mostra o grande poder que é ter amigos.

Um dos motivos que eu escolhi esse livro foi porque eu conheço o Museu Imperial e eu adorei como a autora conseguiu o descrever muito bem. Eu me peguei sorrindo logo na primeira cena, quando alguns alunos tem dificuldades com as famosas pantufas que os visitantes tem que usar para poder não danificar o piso do Museu. Mas se você não conhece o local, não se desespere: o livro conta com imagens lindas do Museu e inclusive uma planta dele! Eu gostaria muito de ter lido esse livro antes de ter feito a minha primeira visita ao Museu Imperial, que adivinhem só, foi com o meu colégio (assim como no livro).

museu 2
 Em algumas outras resenhas, eu já comentei sobre a utilização de linguagem de internet e como isso às vezes atrapalha. Nesse livro, os personagens também trocam mensagens dessa forma mas a autora, além de usar a forma abreviada, colocou embaixo o que cada frase significa. Achei isso muito importante, principalmente porque esse livro pode ser usado sim na sala de aula. E ninguém quer que os alunos comecem a escrever “vc” e ” naum” na hora da prova, certo? (Além  é claro de ajudar os leitores mais novinhos que podem não entender… Apesar que essas crianças hoje em dia estão mais espertas do que muitos adultos!).

Enfim, Mistério no Museu Imperial não é só é uma ótima aventura para a faixa etária para qual ele foi proposto mas também é uma leitura divertida para o público adulto! Se vocês quiserem conhecer mais sobre a obra ou autora, é só entrarem na página do livro no site da Editora Biruta.

Livro gentilmente cedido para resenha pela Editora Biruta.

 Obs: Eu tenho que comentar sobre a fofura que foi abrir o pacote com esse livro, porque teve até cartinha! Me senti importante hahaha!

gaivota

Ficha Técnica

Título: Mistério no Museu Imperial
Autor: Ana Cristina Massa
Editora: Biruta
Páginas: 155
Onde comprar: Livraria Cultura
Avaliação: 

Essa postagem está participando do Top Comentarista de Junho. Por favor, preencha o formulário abaixo após postar seu comentário. Basta clicar na imagem para abri-lo em nova página!

top-comentarista_junho 
 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


  • Fabiana Strehlow disse:

    Estes livros juvenis são muito legais!
    E, se me permite, Lany, esta coleção chama-se “Os Invencíveis”. São quatro livros e todos escritos pela Ana Cristina Massa.
    Eu já li O Segredo do Colecionador e amei!!

  • Gustavo disse:

    Parece um livro interessante, gosto de mistérios e tal, até os “bobinhos” mais infantis, me lembram muito da época que estava me aventurando nos meus primeiros livros (que por incrível que pareça, não gostava tanto assim Kkk demorei tanto pra começar a gostar de ler, hoje em dia sou tão viciado que deixo algumas pessoas com raiva kkkk *-*). Não sei se leria o livro, mas com certeza penso em dar uma chance, já que me lembrou um pouco “a droga da obediência”, e não me incomoda nenhum pouco ser algo mais infantil ^^

  • Douglas Fernandes disse:

    Adoro livros assim, muito gostoso de ler, esses livros cheio de imagens é bem legal, lembrei dos livros da séire como treinar seu dragão, é cheio de imagens e é lindo demais *-*
    Mesmo sabendo que os livros podem ser lidos em ordem diferentes se eu for pegar pra ler eu vou querer ler na ordem, mania kkkkkk

  • Nayara disse:

    Oi Lany!
    Gostaria de ter lido quando estava no colégio! Com certeza iria gostar um pouco mais de história (ainda mais do Brasil).
    O livro parece ser daqueles que te prende e você não consegue largar. Às vezes, para essa faixa etária, é dificil ter livros assim…
    Beijos

  • Érika Rufo disse:

    Eu adoro livros juvenis!! Fiquei encantada com esse livro e com as belas imagens dele. Também me lembrei dos livros que eu adorava ler na escola, tipo os da série vaga-lume. Vou recomendar essa leitura para os meus alunos.

    Beijos!!

  • Ana disse:

    Livros juvenis são tudo de bom, eu gosto e sempre me rendo, mesmo já estando um pouco velha pra isso. Mistérios leves assim me agradam, gostei do livro.

  • Gabriele Almeida disse:

    Olá!!
    Já li esse livro e estou louquinha pelos outros da série (sabe como é… falta $ rsrs). Nos primeiros capítulos também senti dificuldades e fiz uma grande confusão para entender de qual personagem se tratava, mas até que achei isso legal, me fez voltar e reler alguns trechos, relembrando algumas passagens importantes…

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem