Resenha: Na Minha Onda

Na Minha OndaVitória é uma cantora talentosa que esteve no topo do sucesso há cinco anos. Mas agora ela está arrasada: ficou desempregada, voltou a morar com os pais e ainda tem que aceitar o triunfo de Carol Laine, sua amiga de infância e antiga companheira musical, que seguiu em carreira solo e está se tornando uma das mais comentadas artistas da Bahia. Porém, mesmo Vitória tentando se esconder a todo custo, Carol Laine a procura com um convite: ela quer que as duas voltem a trabalhar juntas e que ela participe de um reality show sobre sua vida. Isso significa, também, estar mais próxima de Lucas, o primo e assessor de Carol, por quem Vitória mantém uma paixão secreta há anos. Mesmo parecendo uma proposta irrecusável, é difícil engolir a mágoa, ficar à sombra de Carol Laine e ainda encarar os reveses da fama: a exigência de estar sempre linda e em forma, as fofocas da imprensa de celebridades, a perseguição de um fã maníaco e misterioso e a dúvida sobre as amizades serem apenas por interesse. Em meio a tantos sentimentos conflitantes, Vitória terá que responder: vale a pena voltar a esse mundo onde o ego das pessoas parece controlar tudo? Fonte

Encontrei esse livro ano passado por acaso, enquanto explorava uma livraria de um shopping. Gostei bastante da sinopse e li rapidinho. Mas não resenhei, porque sou dessas pessoas atrasadas com resenhas rs. Então vou apresentar a vocês essa história de muito axé!

Vitória e Carol Laine eram amigas de infância e se tornaram um sucesso nas paradas musicais. Mas o tempo passou e cada uma decidiu tomar um rumo na carreira. Cinco anos depois, Vitória volta para Salvador frustrada e falida por não ter conseguido alavancar sua carreira solo. Diferente de Carol Laine, que continuou com uma pegada mais pop do axé e está no topo das paradas. Se sentindo pra baixo e sem muita expectativa,  Vitória acaba aceitando o convite para participar de um reality sobre Carol Laine e, de quebra, voltar a parceria nos palcos com sua amiga com a dupla As Elétricas.

Apesar de ver essa volta para parceria como uma luz no fim do túnel e na dívida do cartão, Vitória vive também as consequências desse mundo do show business – e uma oportunidade de aproximação de Lucas, primo e agente de Carol, paixonite eterna de Vitória. Ela descobre, inclusive, que Carol estava com síndrome do pânico, além de ter alguém chamado EGO fazendo ameaças a ela. O problema é que, com a volta da dupla, a própria Vitória também se viu ameaçada por esse EGO.

Vocês repararam ali em cima que o tal maníaco se chama EGO? Pois é. Digamos que ele não é o único inimigo de Vitória. Encontramos aqui uma personagem com baixa autoestima e com uma mega insegurança por já ter falhado uma vez. Fora isso, no mundo artístico é muito fácil ser julgada e assim que retoma a carreira com a dupla, Vitória passa a sofrer isso na pele, além das comparações com Carol Laine. Claro que ela tenta dar a volta por cima no que pode e se destacando aos pouquinhos, sem mais ficar em segundo plano.

No decorrer da história, vemos a transformação de Vitória, que antes era cabisbaixa, correr atrás do que ela quer, por vezes colocando de lado uma preferência aqui e outra ali de acervo musical e reaprendendo a cativar seu público, além de reaprender a gostar de si mesma – tudo bem, algumas atitudes que ela tomou, principalmente em relação à saúde, eu não achei legal, mas aparentemente ela sabia seus limites. O duro era lidar com o ego ferido às vezes, já que Carol Laine era considerada a verdadeira estrela da dupla e Vitória era muitas vezes relegada ao segundo plano.

Eu gostei da leitura, mostrou um desenvolvimento muito grande das personagens, tem romance na dose certa e uma história de amizade bem bacana. Sabemos que nem tudo são flores quando se trata de amizade, afinal, são pessoas diferentes e pensamentos diferentes, mas o importante é você estar lá para ajudar seu amigo para o que der e vier.

E o toque final com uma dose de magia foi muito bacana! Laura Conrado está de parabéns! Recomendo muito essa leitura, aproveitem que é um livro nacional – e dos bons!

Ficha técnica:

Nome: Na Minha Onda
Autor: Laura Conrado
Páginas: 288
Editora: Globo Alt
Onde comprar: Amazon
Minha avaliação:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Karini disse:

    Tudo bem?
    Já vi essa capa por aí e alguns comentários sobre o livro. Gosto livros com essa pegada de drama que envolve romance leve, amizade e sentimentos comuns do nosso cotidiano.. E esse toque de magia que mencionou me deixou bem curiosa.

    Beijos.

    http://www.alempaginas.com

  • Blog Dois Pernods disse:

    Ah, que maravilha saber que um livro nacional provocou em você tamanho entusiasmo! Fiquei curioso! Certamente vou comprar para conferir em breve!

    Grande Abraço!

  • Evandro disse:

    Eu não conhecia o livro, mas adorei essa capa e o enredo parece ser bem gostoso de acompanhar. Os temas que a autora usou para desenvolver a estória são interessantes e ela agregou bons ingredientes para deixar o livro bem movimentado. Gostei da dica.

  • Viviane Dutra disse:

    Oi Lucy, gostei muito da tua resenha, acho que nunca li nada que se passe na Bahia, deve ser gostoso ler o sotaque baiano. Me identifiquei com uma das protagonistas pela síndrome do pânico, tive um princípio a um tempo atrás e não é nada legal, nos priva de muitas coisas devido ao medo, mas enfim, uma amizade que resiste a tudo, com certeza é uma ótima pedida. Dica anotada.
    Bjos
    Vivi
    http://duaslivreiras.blogspot.com.br/

  • Clayci Oliveira disse:

    Achei essa capa linda e a proposta do livro tbm.
    Não conheço a autora, mas vc ficou tão empolgada resenhada que me deixou animada para iniciar a leitura rs

    Beijos

  • Beatriz Andrade disse:

    Eu não conhecia o livro e pela capa eu não me interessaria, embora esteja bonita não é algo que me atrairia de cara. Achei a premissa diferente e fiquei curiosa.

  • Fernanda Santos Barroso disse:

    Olá!
    Parece ser um livro bem divertido, mesmo com os temas mais intensos também abordados. Não sei se eu leria agora, porque não é algo que procuro, mas não descartei ainda, porque futuramente, pode ser que eu consiga ler. Adorei a resenha e seus apontamentos.
    Abraços

  • Alice Lacerda Montiel disse:

    Oiieee

    Eu amei saber que não é uma leitura basiquinha, mas que trata temas vários, além disso saber que há essa evolução dos personagens demonstra um cuidado do autor com a história e acho isso um sinal ótimo. Gostei da dica.

    Beijos

    http://www.derepentenoultimolivro.com

  • Sofia disse:

    Oi, tudo bem?
    Não conhecia o livro, mas por ser nacional daria uma chance sim. Adorei a dica e a sua resenha! Anotado e espero ler ainda este ano, a lista está imensa!
    http://colecionandoromances.blogspot.com.br/

  • Cabine de leitura disse:

    Menina, tem uns dez livros que li e preciso resenhar, mas quem disse paro para fazer isso, acumulo tudo rsrs.
    Não conhecia o livro, mas gostei da proposta dele, acho que deve ser bem enriquecedor conhecer a jornada de Vitória. Vamos anotar a dica de mais um nacional.

    Abraços.

  • Camila de Moraes disse:

    Olá!
    Que capa mais linda. E que achado hein!
    Achei a trama bem interessante, com elementos que deixam a leitura bem reflexiva também sobre o ser humano.
    Vou anotar a dica pra conhecer em algum momento.
    Beijos!

  • Ana Caroline dos Santos disse:

    Olá, tudo bem? Essa capa não me é estranha, mas nunca procurei saber muito da história, por isso fiquei feliz em gostar quando li sua resenha. Parece ser uma história que te prende. Dica anotada <3 Ótima resenha aliás!
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

  • Juliana Xavier disse:

    Adoro o que já li da Laura Conrado, mas confesso que não me lembro de ter visto o lançamento desse livro! Curti a premissa e com certeza quero ler, acho a escrita dela maravilhosa e é sempre legal a gente ter histórias que fluem rapidinho pra conhecer. Fiquei super curiosa para saber onde entra essa dose de magia… Rs…

  • Jessica Santos disse:

    Oie, tudo bom?
    Que capa LIN-DA. Adorei a idéia!
    AMO livros nacionais que são assim, incríveis e trazem um pouquinho da gente nas páginas. Já quero conhecer!!

  • Lilian de Souza Farias disse:

    não conhecia o livro e certamente se visse numa livraria, pararia para folear. eu também sou uma pessoa atrasada em resenha, estou com resenha de janeiro para postar. realmente, quando se trata de amizades, nem tudo são flores, gostei da proposta e de sua resenha

  • Carolina Durães de Castro disse:

    Oi Lucy, tudo bem com você?
    Eu não conhecia o livro, mas fiquei muito feliz em ler sua resenha e perceber que é uma leitura gostosa. Estou anotando a dica, obrigada.
    Bjkas

  • Shadai disse:

    não é meu tipo de livro, mas acho que quem gosta de axé e/ou reality show musicais deve se interessar mais.
    fui ver qual era a editora, pois pensei que se trataria de uma pequena, já que autores nacionais poucos conseguem publicar em editoras grandes, mas se trata da Globo, então confirma o público-alvo no qual imaginei que possa alcançar.

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem