Resenha: No Mundo da Luna


Adivinhem quem não se aguentou e comprou um livro logo no lançamento? Pois é, eu comprei, eu li e só agora posto a resenha porque sou dessas mais relapsas. rs

NO_MUNDO_DA_LUNAA vida de Luna está uma bagunça! O namorado a traiu com a vizinha, seu carro passa mais tempo na oficina do que com ela e seu chefe vive trocando seu nome.
Recém-formada em jornalismo, ela trabalha como recepcionista na renomada Fatos&Furos. Mas, em tempos de internet e notícias instantâneas, a revista enfrenta problemas e o quadro de jornalistas diminuiu drasticamente. É assim que a coluna do horóscopo semanal cai no colo dela. Embora não tenha a menor ideia de como fazer um mapa astral e não acredite em nenhum tipo de magia, Luna aceita o desafio sem pestanejar. Afinal, quão complicado pode ser criar um texto em que ninguém presta atenção?
Mas a garota nem desconfia dos perigos que a aguardam e, entre muitas confusões, surge uma indesejada, porém irresistível paixão que vai abalar o seu mundo. O romance perfeito — não fosse com o homem errado. Sem saída, Luna terá que lutar com todas as forças contra a magia mais poderosa de todas, que até então ela desconhecia: o amor.
Com seu estilo ágil e fluido, Carina Rissi criou em No mundo da Luna uma leitura viciante, permeada de humor, magia e paixão, que vai conquistar você do início ao fim. Fonte

Umas das características que mais gosto do chick-lit é a narrativa em primeira pessoa. Narrativas em terceira pessoa também agradam nesse tipo de livro, mas é muito mais interessante quando estamos dentro da cabeça da personagem, vivendo todas as suas neuras. E é isso o que acontece em O Mundo da Luna: Carina Rissi consegue fazer uma personagem tão transloucada que parece mesmo que somos nós ali no lugar de Luna vivenciando tudo o que se passa com ela.

Luna é recém-formada, mas o mais próximo que chegou em um emprego de uma revista foi o cargo de recepcionista. E seu chefe, Dante, ainda por cima erra o nome dela o tempo todo. Porém, ela vê uma chance de mudar de cargo quando um dos jornalistas pede demissão e ela fica responsável pela coluna de Horóscopo. Mesmo sem entender nada de signos, ela aceita sem hesitar.

Coincidência ou não, Luna tem sangue cigano nas veias e como não se dá bem com mapas astrais, resolve usar cartas de tarô. Qual não foi sua surpresa quando as pessoas começavam a mandar e-mails falando sobre suas previsões certeiras! Não era bem isso que Luna esperava, ou sequer queria, mas ela continuava sua rotina, ao mesmo tempo que se envolvia com alguém que nunca pensou se envolver – e nem queria! Não ficou claro se por questões éticas ou mesmo porque ela ainda estava baqueada com o fim desastroso de seu último relacionamento.

Tendo lido apenas Encontra-se um Marido da mesma autora, eu percebi uma característica no desenvolvimento de suas histórias: a Carina está escrevendo quase como uma receita de bolo. Mesmo esquema de protagonista e mocinho que se bicam, mas acabam se apaixonando gradativamente, brigam e se reconciliam, mocinha que faz besteira por ser imatura, família bacana que fica no pé, melhor amiga … Outra coisa padrão é a capa: A modelo está usando (mais um) vestido de noiva. Tudo bem em Procura-se um marido e acho que em Perdida nem é para ser um vestido de noiva, mas 1) é branco, 2) é longo. Ou é vestido de formatura, ou de noiva.

Enfim, eu sei que chick-lit geralmente tem vários elementos clichês, mas é sempre bom diversificar no recheio do bolo. Não estou dizendo que não gostei da história. Ela é muito bem escrita, tem passagens bem-humoradas, tem muitas atitudes da Luna que são simplesmente um pé no saco, inclusive essa paranoia de “gosto-não-gosto” que ela tem. Mas em determinados aspectos, a leitura se assemelhou muito ao livro anterior e isso incomoda um pouco, porque são personagens diferentes (deveriam ser) e são histórias diferentes.

De qualquer forma, recomendo a leitura mesmo assim. Acho que a autora ainda pode amadurecer no desenvolvimento de suas histórias e acho que ela está no caminho certo em escrever chick-lits leves e bacanas, mas um cuidado nesses pontos que falei deve ser levado em consideração.

Ficha técnica:

Nome: No Mundo da Luna
Autor: Carina Rissi
Páginas: 476
Editora: Verus
Onde comprar: Livraria Cultura / Saraiva / Amazon
Minha avaliação: 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Juliana Salles disse:

    Você falou em fórmulas e logo veio Nicholas Sparks na minha cabeça. Muitos dos livros dele são mais do mesmo.

    Dela não li nada ainda, quem sabe seja meu próximo da fila Procura-se um Marido, esse tenho e ainda não li hehehe

    Depois q eu ler opino sobre a escrita dela.

    Bjos

  • Milena Soares disse:

    Estou doida pra ler esse livro, curto muito um chick-lit e gosto muito da escrita da Carina Rissi, cada resenha que leio desse livro me deixa ainda mais curiosa em conferi essa história.

  • Gustavo disse:

    Nunca li nada da autora, mas devo admitir que tenho muito interesse nela. Mas não me interessou nem um pouco esse livro. Não sei se é pelo aspecto de horóscopo, ou da traição, ou do chefe errando o nome dela, acho que já vi tanto isso em filmes/livros, que já sei para onde tudo vai dar e meu interesse míngua. Prefiro ler os outros dela (principalmente Perdida que já tenho rs)

  • Top Ten Tuesday: Top 10 livros lidos até agora em 2015 « Por Essas Páginas disse:

    […] 10. No Mundo da Luna, Carina Rissi: Conforme eu disse na resenha, a eu achei esse livro um tanto repetitivo em relação a alguns fatores existentes em Procura-se um Marido. Mas não quer dizer que eu não tenha me encantado com a história. Para quem gosta de chick-lit, não tem erro. Resenha […]

  • Top Ten Tuesday: Dez lançamentos de 2015 que eu queria ler, mas não li « Por Essas Páginas disse:

    […] Destinado – Carina Rissi: Ano passado a Carina lançou dois livros, No mundo da Luna e Destinado. O primeiro eu comprei e li logo (milagre!). O segundo eu nem comprei, porque… ainda […]

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem