Resenha: O Azarão

Olá gafanhotos! Felipe de volta com nosso autor favorito Markus Zusak! Yay! Ele é o nosso autor favorito não é? NÃO É? Mas não se sintam pressionados, mesmo nosso autor favorito tem seus momentos mais fracos. Vamos dar uma olhada no que O Azarão oferece?

 

O_AZARAO__1352397686BAntes de tornar-se mundialmente conhecido, Markus Zusak escreveu uma trilogia de sucesso que somente agora está sendo publicada no Brasil. O primeiro título chama-se O Azarão. Fãs de A menina que roubava livros não podem deixar de ler os romances que inciaram a carreira estelar desse autor. Narrado em primeira pessoa, o livro apresenta a história de Cameron Wolfe, um garoto de 15 anos, perdido na vida e que vive às turras com a família. Trabalha com o pai encanador e sua mãe está sempre brigando com os filhos, na pequena casa onde todos moram juntos. Steve é o mais velho e mais bem-sucedido. Sarah é a segunda, e está sempre dando uns amassos com o namorado. Rube é o terceiro e o mais próximo de Cameron. Os dois, além de boxeadores amadores, vivem armando esquemas para roubar lojas e outros locais do tipo. Contudo, os planos nunca saem do papel. Uma história sobre a vida e sobre as lições que dela podem ser tiradas. Um romance de formação que exibe um jovem incorrigível, infeliz consigo mesmo e com sua vida. – “Tento ser humano em minha escrita. Comecei a escrever porque era o caminho natural. Durante o ensino médio eu era muito introvertido. Sempre tinha histórias na cabeça. Então comecei a escrevê-las.” Fonte: Skoob

Por algum motivo sempre pensei nos três livros de Markus Zusak como um livro para cada irmão Wolfe. Apesar de Bom de Briga e A Garota que eu Quero seguirem essa lógica, O Azarão serve como introdução ao Cameron e no final você percebe que todos os três são sobre o ele.

O Azarão conta um momento da vida de Cameron no qual ele se apaixona pela primeira vez, começa a trabalhar com seu pai e bem basicamente começa a viver. A sair e se aventurar com Ruben, roubando placas de trânsito e brincando de “Um-Soco”, amando e odiando as refeições simples de sua mãe, apreciando a sabedoria e a distância do irmão mais velho Steve. Se pudermos resumir O Azarão – ele é um livro sobre pessoas. Suas falhas, seus desejos e o que as motivam.

Para quem foi “esperto” como eu e leu A Garota que eu Quero e Bom de Briga antes de O Azarão informo que não há muito de novo aqui. A escrita de Zusak é ótima e envolvente mas é mais uma história de jovens quasi-delinquentes tentando descobrir suas identidades, sobreviver ao mundo cão e encontrar uma garota. Principalmente para Cameron.

wallpaper-boy-walking-in-city

Você já fez isso? Só andar. Só andar, sem ideia de aonde vai chegar? (pag. 104)

Comparando o Cameron dos três livros em Azarão temos o Cameron perdido e carente. Em Bom de Briga vemos Cameron mais decidido e revoltado e finalmente em A Garota que eu Quero vemos um Cameron um pouco mais śabio, calmo porém novamente sofrendo por amor. Parece que nosso amigo amadurece em outros setores, mas quando se trata de romance o garoto não aprende.

Uma boa introdução para quem nunca leu Zusak ou os irmãos Wolfe, porém – para quem já acompanha, fica um Zusak rápido e uma leitura gostosa, mas não espere novidades.

Ficha Técnica

Título: O Azarão
Autor: Markus Zusak
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 175
Onde comprar: Amazon/ SubmarinoFNAC
Avaliação: 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem