Resenha: O beijo traiçoeiro

“Com sua língua afiada e seu temperamento rebelde, Sage Fowler está longe de ser considerada uma dama — e não dá a mínima para isso. Depois de ser julgada inapta para o casamento, Sage acaba se tornando aprendiz de casamenteira e logo recebe uma tarefa importante: acompanhar a comitiva de jovens damas da nobreza a caminho do Concordium, um evento na capital do reino, onde uniões entre grandes famílias são firmadas. Para formar bons pares, Sage anota em um livro tudo o que consegue descobrir sobre as garotas e seus pretendentes — inclusive os oficiais de alta patente encarregados de proteger o grupo durante essa longa jornada. Conforme a escolta militar percebe uma conspiração se formando, Sage é recrutada por um belo soldado para conseguir informações. Quanto mais descobre em sua espionagem, mais ela se envolve numa teia de disfarces, intrigas e identidades secretas. E, com o destino do reino em jogo, a última coisa que esperava era viver um romance de tirar o fôlego.”

Logo quando eu fiquei sabendo sobre “O beijo traiçoeiro”, eu fiquei muito curiosa. Jane Austen com espionagem? Oh, isso muito me interessa! Só que, infelizmente, o livro não correspondeu a todas as minhas expectativas, principalmente quanto ao enredo…

A protagonista de “O beijo traiçoeiro” é Sage Fowler, uma rebelde para a sua época (adoro livros com protagonistas que quebram paradigmas). A última coisa que ela quer é se casar – e quando ela vai conhecer a casamenteira mais famosa da região, não consegue ficar de boca fechada e é julgada inapta para o casamento. Só que em uma grande reviravolta, ela acaba sendo convidada para ser uma aprendiz de casamenteira e sentindo que aquela oportunidade era a sua única chance de tentar algo diferente, ela aceita. Com a sua grande capacidade de observação, Sage é ótima no papel, porque ela consegue informações tanta das damas quanto dos prováveis maridos e assim pode ajudar na hora de formar os casais. Logo ela consegue uma tarefa muito importante: acompanhar as damas a caminho do Concordium, um evento onde as uniões são formadas. Só que elas não vão sozinhas, uma escolta militar acompanham as damas e é assim que a protagonista conhece um belo soldado que acaba chamando a sua atenção. Só que pode existir bem mais em volta dessas damas e do soldado…

Erin Beaty se propôs a desenvolver muitos pontos do seu enredo, porém quase nenhum deles foi muito bem executado. Ela criou todo esse reino porém eu fiquei com várias perguntas após terminada a leitura. Não adianta só colocar um mapa no início do livro, porque não são só as questões de deslocamento. E quanto a estrutura dessa comunidade? Qual é a principal função do Concordium? Por que tanto poder nas mãos de UMA casamenteira? Existem outras? Quem são elas? A parte militar foi muito bem descrita (é um dos grandes pontos positivos) mas a parte social… Ficou faltando. Além disso, ela não conseguiu desenvolver tão bem nem a parte do romance nem a primeira parte do mistério.

Eu entendo que a parte principal do enredo não era o romance, porém o mistério também não consegue se sustentar. Não é difícil conseguir descobrir o que estava acontecendo – eu já tinha certeza logo no início. Isso fez com que uma grande parte da leitura, e eu diria até a metade, ficasse muito arrastada. Sem contar que no final não teve nenhuma surpresa sobre o mistério do soldado o que fez com que não justificasse toda a demora no início do livro. Depois, a parte de espionagem ficou muito interessante porque o enredo conseguiu ser desenvolvido com uma maior fluidez. Foram bem interessantes as táticas que o exército resolveu utilizar e todo o envolvimento de Sage nisso, o que a tornou uma presença feminina cada vez mais forte.

Talvez se o romance tivesse sido melhor desenvolvido na parte inicial do livro, ela não parecesse tão arrastada. O romance, que tem um impacto muito grande em várias decisões, foi desenvolvido de uma forma muito simples. O que aconteceu foi que demorou muito tempo para algo realmente acontecer e depois foi tudo muito rápido. Eu não consegui me conectar com os personagens e nem sentir os sentimentos dele – talvez não até chegar na parte do final. Vocês podem me dizer que o romance não era o ponto central do livro. Sim, não era, mas ele poderia ser o algo a mais que faria com a leitura ficasse mais envolvente. Será que todo mundo consegue esperar tanto tempo para o enredo caminhar? O livro é bem grande (tem 440 páginas) e se eu fosse fazer um resumo vocês provavelmente iriam me perguntar “Por que ele não é menor?”.

É engraçado como parece que existem épocas nas minhas leituras. Teve uma época que era a dos triângulos amorosos que não eram desenvolvidos e agora eu estou pegando alguns com problemas no enredo. Eu acho que isso era algo que poderia ser resolvido com uma boa revisão, porque existem várias cenas muito bem escritas, porém o que falta é a ligação entre elas. A Erin Beaty tem as ferramentas para escrever livros fantásticos, só falta conseguir utilizá-las. Como esse é o primeiro livro dela, isso pode ser lapidado no futuro.

Enfim, “O beijo traiçoeiro” tem uma ótima avaliação no geral (ele tem 4.3 estrelas no Skoob) então talvez tenha sido um problema comigo. Mas estamos aqui para ser sinceros, não é mesmo? Não adianta ter uma parte militar bem desenvolvida se o livro não me fez sentir, o que para mim é o mais importante durante uma leitura.

Livro gentilmente cedido para resenha pela Companhia das Letras.

Ficha Técnica:

Título: O beijo traiçoeiro
Autor: Erin Beaty
Editora: Seguinte
Páginas: 440
Onde comprar: Livraria Cultura / Amazon / Saraiva / Livraria da Folha / Livraria da Travessa /  Americanas
Avaliação:

 

 

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Francisca Elizabete Bezerra dos Santos disse:

    Gosto de livros que me surpreendem pelo final!! Também penso que os personagens são bem construídos, cada um com suas peculiaridades! E com certeza essa mistura de aventura, espionagem e romance são bem vindas!! Sage é o tipo de personagem que me agrada muito. Forte, com senso de justiça, mas não muito certinha. Gostei!!

  • rudynalva disse:

    Lany!
    Gostei muito de ver que além do romance, há todo um enredo de espionagem, traições, aventura e todo um enredo por traz, além de trazer uma protagonista forte, romântica e que ainda é suspeita de ser espiã, fiquei muito fascinada e quero poder ler.
    Desejo uma semana abençoada e Um Novo Ano repleto de realizações!!
    “O objetivo de um ano novo não é que nós deveríamos ter um ano novo. É que nós deveríamos ter uma alma nova.”(G. K. Chesterton)
    cheirinhos
    Rudy

  • Lany disse:

    Feliz Ano Novo para você também! :D

  • Aline M. Oliveira disse:

    Oi Lany! Que coisa, mulher! Li tantas resenhas boas sobre este livro que fiquei encantada com a história antes mesmo de ler! Sabe quando bate aquela vontade doida de ler? Pois comigo foi assim!
    Talvez a leitura não tenha fluido pra você, as vezes acontece de a gente não conseguir se conectar com o enredo de jeito nenhum, já me aconteceu muitas vezes com muitos livros!
    Vou ler, com certeza, mas vou com menos sede ao pote! Hahahahah
    Bjoxx <3

  • Lany disse:

    Eu também li tantas resenhas boas sobre ele que eu até falei com as outras meninas do blog “O beijo traiçoeiro é meu, ninguém pega” hahaha! Mas não adianta: se a pessoa não se conecta com o enredo, não vai…

  • Milena Soares disse:

    Olá! Esse livro já está na minha lista de leitura e cada resenha que vejo dele me deixa ainda mais curiosa em conferi isso tudo que estão falando dele, que pena que ele não correspondeu a todas as suas expectativas, eu espero gosta muito.
    Bjs

  • Paula Souza disse:

    Olha esse livro é uma polêmica na minha vida já entro e saiu da minha estante duas vezes, eu gosto da premissa da história mas não sei se o enredo em si me envolve muito talvez mais pra frente eu leia só pra fazer uma resenha a respeito do que eu achei desse livro. Sua resenha foi ótima bjs Gatona !!

  • Lany disse:

    Leia sim!!! É aquela coisa: a gente usa as resenhas para se guiar, mas nada melhor do que a nossa própria opinião!

  • Ana Caroline disse:

    Olá, tudo bem?
    Nossa o enredo me parece ser bem diferente, uma pena quando o autor tem uma boa ideia, mas não consegue desenvolver a história. Fiquei mais curiosa ainda sobre a parte da Jane, ahahaha.
    Mesmo que você não tenha gostado, irei anotar a dica, quem sabe eu não goste da leitura?!

  • Cris disse:

    Oi tudo bem? Ainda não li esse livro, mas todos falam que é muito bom!
    Eu te entendo, pois as pessoas falam tao bem de um livro que criamos uma certa expectativa, mas quando lemos não é tudo aquilo que falam kkkk, adorei sua resenha, pretendo ler esse livro sim, mas vou esperar mais um pouco. Obrigado pela dica, bjs!

  • Ana Carolina Domingues Almeida disse:

    Olá!!!

    Não sei por que mas já tinha visto esse livro no skoob e face, e não gostei de cara…não sei se foi a capa, mas até acho bonita, não sei, só sei que não rolou…doidera né;;; Mas a gente tem épocas literárias mesmo…eu, estou querendo ler, só romances e livros mais leves sabe…mas tem épocas que é suspense atras de suspense…

    Acontece mas melhores familias,e agradeço a sinceridade da sua resenha!!

    Bjs

  • Marijleite disse:

    Olá, acho a premissa desse livro bem interessante, com essa mocinha que não quer casar mas vira aprendiz da casamenteira. Uma pena que para você o enredo não tenha superado suas expectativas.

  • Bianca disse:

    Olá ♥
    Estava muito curiosa sobre esse livro, pela capa eu jurava que tinha algum toque sobrenatural, mas vi que me enganei. Fico triste que de modo geral a obra não lhe agradou tanto, por isso ano evitando criar expectativas em cima dos livros antes de ler.Tenho que confessar que para mim a premissa da história ainda é bem interessante, pena que algumas partes não foram tão bem desenvolvidas como mereciam, mas mesmo assim ainda levo em consideração tudo que você falou antes de iniciar a leitura. Parabéns, a resenha está maravilhosa!

  • Diane Ramos disse:

    Olá…
    Adorei sua resenha!
    Desde que a editora lançou essa obra eu estou bastante ansiosa para realizar essa leitura. A premissa é muito interessante, traz elementos interessantíssimos e é exatamente o tipo de leitura que curto. Sua resenha me animou ainda mais a ler <3
    Bjo

  • Helyssa disse:

    Oi, essa é a primeira resenha que não está lotada de elogios para esse livro e adorei! Comprei esse livro e após a sua resenha sei o que esperar e não ficar tão desapontada quanto você, pois tambem considero o romance como uma forma de enriquecer o livro, mesmo que não seja o foco. Irei ler com menos expectativas, obrigada! Bjs, nTell me a Book

  • ANELISE BESSON DE ALMEIDA disse:

    Olá!

    Parabéns pela resenha, sério, muito bem escrita. É uma pena que o enredo não ajudou muito, porque sério, é um saco quando o autor enrola e depois corre para consertar e fechar a história. Eu fiquei bem decepcionada, porque só tinha lido coisas boas sobre esse livro. Mas enfim, quem sabe um dia eu leia.

    beijos!

  • Camila de Moraes disse:

    Olá!
    Esse livro está na minha lista de leituras e gostei de poder conferir suas impressões, sobretudo porque não é um gênero que leio a todo momento então tenho um pouco de receio quanto o desenrolar da trama.
    Espero conseguir ler até o final e que me simpatize com os personagens.
    Beijos!

  • Jessica Santos disse:

    Oie, tudo bom?
    Eu adorei a sua sinceridade! Queria muito ler, mas com as suas observações realmente fiquei com o pé atrás, pois gosto daqueles livros onde tudo é explicadinho e fica bem claro para o leitor. Então ele continua na minha lista, mas já não tenho tanta expectativa.

  • Maria Luíza Lelis disse:

    Olá, tudo bem?
    Acho que a sua é a primeira resenha mais negativa sobre esse livro, todas as outras elogiaram bastante. Mas gostei da sua sinceridade.
    Uma pena você ter se decepcionado com a leitura, mas espero que nos próximos livros a autora desenvolva melhor a história, sem tanta enrolação.
    De qualquer forma, ainda estou muito curiosa para ler esse livro, pois achei a premissa bastante original.
    Beijos

  • Ivi Campos disse:

    Eu li muitas resenhas elogiosas para com este livro e acho que a sua é a menos empolgada, mas entendi os seus argumentos e a questão do romance talvez me incomodasse também. Mas ainda assim, quero ler.

  • Renata Cezimbra disse:

    Oi Lucivânia, como está?
    Já ouvi muito desse livro, mas confesso que resenhas mesmo, li pouquíssimas e elas foram até bem positivas com relação a ele. Bem, no teu caso, foi uma pena que não funcionou contigo a leitura. Adorei o teu texto. Ainda, o blog continua tão maravilhoso quanto me lembro.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky…
    http://www.galaxiadeideias.com/
    http://osvampirosportenhos.blogspot.com

  • Bruna Costabeber disse:

    Olá, tudo bem?
    Eu estou com esse livro em casa para ler e bastante curiosa, pois, até ler sua resenha, só tinha lido elogios sobre ele. Confesso que fiquei bastante decepcionada por saber que o livro não se sustentou no quesito romance e mistério. Acho que faltou alguma coisa nessa trama para agradar, sabe?
    De toda forma, vou anotar a dica e ler, preciso tirar a prova.
    Beijos

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem