Resenha: O caso da mansão Deboën

Ficha técnica:

Nome: O Caso da mansão Deboën

Autor: Edgar Cantero

Tradutor: Giu Alonso

Páginas: 352

Editora: Intrínseca

Compre aqui

Eles se conheceram na infância, nas férias em Blyton Hills – a cidade debruçada no lago mais enigmático que uma criança poderia imaginar. Anos depois, Andy é uma mulher extremamente solitária e sente que não se encaixa em lugar algum; Kerri busca consolo para seus medos e complexos na bebida; Nate se interna voluntariamente em hospitais psiquiátricos e tem a constante companhia do fantasma de Peter, o amigo que se tornara um astro de Hollywood mas morreu de overdose. Nenhum dos quatro podia imaginar que seu futuro seria fadado ao fracasso por conta de uma aventura adolescente envolvendo a Mansão Deboën.

Mais de uma década antes, em 1977, eles eram apenas quatro jovens inquietos, acompanhados de um simpático cachorro, quando foram até o lago da cidade de Blyton Hills para desvendar um mistério. Em vez de monstros assustadores e espíritos vingativos, o Clube dos Detetives de Blyton, como eles se intitulavam, descobriu que tudo não passava da tramoia de um criminoso fantasiado. Mas o que eles viram e ouviram naquele dia jamais deixa de aterrorizá-los.

Com a vida estagnada e imersa em um caos insuportável, Andy se convence de que é preciso enfrentar o passado que não os permite seguir em frente. O grupo então se reúne para tentar entender o que realmente aconteceu naquele fatídico verão e, desta vez, terão certeza de que a resposta é muito mais macabra e perigosa do que imaginavam.

Uma narrativa que celebra a nostalgia dos anos 1990, a amizade e os fantasmas (reais ou não) que precisamos enfrentar para superar maldições e maus agouros, O Caso da Mansão Deboën une doses do terror consagrado por H.P. Lovecraft ao humor sagaz das clássicas histórias de detetives juvenis, popularizadas por produções como Scooby-Doo.

Eu recebi o kit da Intrínsecos, que é o clube de leitura da Intrínseca, de janeiro e logo comecei a leitura. Porém, eu tive alguns problemas ao ler, que não foram necessariamente relacionadas à história em si e que não vem ao caso. Claro que isso me atrasou muito, não apenas com esse livro, mas com outros, então por isso estou postando a resenha só agora.

O kit do Intrínsecos veio completinho, inclusive com um encarte de jornal falando da notícia do último caso do Clube de Detetives, em que eles desvendam o mistério da mansão Deboën. Este caso em questão foi o último e o livro começa mostrando essa reportagem.

Anos mais tarde, nos deparamos com Andy querendo reunir a turma toda, porque ela sente que depois daquele caso, nenhum deles foi mais o mesmo – e ela estava certa. Afinal, um dos integrantes da turma, Peter, acaba se suicidando, enquanto Nate segue tentando controlar suas visões com remédios para transtornos mentais (mas ele consegue ver o amigo morto mesmo assim), enquanto Kerry, embora continue com uma mente brilhante, desconta suas mágoas na bebida e se conforma com um emprego medíocre e também tem um cachorro, Tim.

A partir do reencontro, um tanto atribulado, entre os integrantes, eles partem para a investigação e o que eles descobrem vai muito além do que seus casos de detetives e pessoas fantasiadas de fantasmas.

O que temos nesse livro vai um pouco além do famoso quadro de Scooby-Doo, mas é impossível não fazer um paralelo: Temos cinco protagonistas e um cachorro. A diferença é que um deles passa a maior parte do livro assombrando o outro e o cachorro, além de definitivamente não ser a veia cômica da história, age como um cachorro normal – e sua dona é a mistura de Velma e Dafne.

A história lembra muito um filme dos anos 80, achei bem ambientada, mas achei que seria mais divertido do que foi. Talvez porque quando me lembrou Scooby-Doo, eu estivesse esperando algo como a dupla Salsicha e  Scooby e isso vocês não vão encontrar aqui. A superfície da história parece com algo que vocês já viram, mas vai muito além, com direito a dramas familiares e sequelas do que aconteceu no passado. 

Apesar disso, não deixa de ser um livro bom. É uma aventura sobrenatural que vale muito a pena ser lida, dá até a entender que terá uma continuação, pelo modo que terminou, mas talvez o autor devesse se empenhar em novas aventuras com novos personagens. 

Como recebi o livro da Intrínsecos, a  capa não é a mesma do post, eu só pude colocar essa porque a Intrínseca lançou recentemente esse livro e agora todos terão oportunidade para ler – como eu disse, ele vai muito além do que uma aventura de “um bando de garotos e um cachorro”.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Clayci Oliveira disse:

    Eu tenho curiosidade por essa caixa, mas admito que todas lançadas até agora. Apenas duas me deixaram interessada pelo conteúdo. Esse livro não me atraiu tanto, mas lendo a sua resenha (que foi a primeira) até fiquei curiosa para saber do desfecho rs

  • Bianca Ribeiro disse:

    Confesso que eu assinei a intrinsecos mas não li nem metade dos livros que chegaram, mas tenho vontade de terminar de ler todos, levando em conta que assino desde a primeira caixa.
    Eu não li esse livro, acabei deixando ela de lado por conta de outras leituras que eu precisava fazer, mas gostei, acho que vou tirar ele da estante logo logo! Adorei sua resenha!

  • Paac Rodrigues disse:

    engraçado que lendo sua resenha o livro parece muito com uma serie de livros nacionais que amo, que é droga da obediência. fiquei curiosa com a capa dele quando vi e lendo sa resenha fiquei ainda mais.

  • Lana Silva disse:

    Realmente e impossível não fazer assimilação com Scoob Doo, até porque como você mesma citou a história possui cinco pessoas e um cachorro, e a história e totalmente divertida. Apesar de ter ficado curiosa, e com vontade de embarcar na leitura, o fato de se tratar de uma aventura sobrenatural, me deixou com certo receio de ler a obra, pois se trata de um gênero que não costumo ler. Porém quem sabe futuramente resolvo dar uma chance.

  • Camila de Moraes disse:

    Olá!
    Eu vi sobre esse livro e fiquei interessada em conhecer. Resolvi comprar o ebook e espero gostar do arco da trama. Gosto de sobrenatural e aventura, por isso estou animada em iniciar a leitura e conhecer mais os personagens.

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem