Resenha: O Ladrão de Raios

Ficha técnica:

Nome: O Ladrão de Raios (Percy Jackson e os Olimpianos I)

Autor: Rick Riordan

Páginas: 387

Editora: Intrínseca

Primeiro volume da saga Percy Jackson e os olimpianos, O ladrão de raios esteve entre os primeiros lugares na lista das séries mais vendidas do The New York Times. O autor conjuga lendas da mitologia grega com aventuras no século XXI. Nelas, os deuses do Olimpo continuam vivos, ainda se apaixonam por mortais e geram filhos metade deuses, metade humanos, como os heróis da Grécia antiga. Marcados pelo destino, eles dificilmente passam da adolescência. Poucos conseguem descobrir sua identidade.

O garoto-problema Percy Jackson é um deles. Tem experiências estranhas em que deuses e monstros mitológicos parecem saltar das páginas dos livros direto para a sua vida. Pior que isso: algumas dessas criaturas estão bastante irritadas. Um artefato precioso foi roubado do Monte Olimpo e Percy é o principal suspeito. Para restaurar a paz, ele e seus amigos – jovens heróis modernos – terão de fazer mais do que capturar o verdadeiro ladrão: precisam elucidar uma traição mais ameaçadora que a fúria dos deuses. Fonte

Faz um tempo em que eu percebi que, apesar de já termos lido a série Os Heróis do Olimpo e As Provações de Apolo, não havíamos postado a resenha da série que deu origem a tudo isso! Então, aproveitando a Semana Especial Clássicos Intrínseca, resolvi finalmente começar com essa resenha.

Como o processo é meio de releitura, provavelmente vai demorar um pouco até eu colocar todas as resenhas, mas tudo bem! Consegui reler rapidinho esse primeiro livro, então cá estamos com a resenha!

Ah! Tem post também lá no nosso Insta!

Se existe uma palavra para definir O Ladrão de Raios, ela é aventura.

Percy é um jovem que tem problemas de aprendizagem. Ele é disléxico e já mudou de escola mais vezes do que consegue lembrar. Depois de muito tempo, parece que ele finalmente encontra um amigo, Grover. E tem um professor favorito, o Sr. Brummer. Mas mesmo se esforçando para não arrumar problemas, mas parece que os problemas é que vão atrás dele.

Após ser perseguido por seres mitológicos, ele consegue chegar ao Acampamento Meio-Sangue. Lá, descobre que é um semi-deus, Grover é um sátiro e o Sr. Brummer é ninguém menos que Quíron, o centauro. Ele também conhece Anabeth, filha de Atena, uma jovem extremamente inteligente e perspicaz. Embora tenha ainda muitas perguntas, mais especificamente sobre seu pai, Percy descobre que está sendo acusado injustamente de ter roubado um artefato poderoso – o raio de Zeus – e deve partir em missão para encontrar o verdadeiro ladrão e ainda impedir uma guerra entre os olimpianos.

Como eu disse, é aventura do começo ao fim. Temos muitas perguntas, comum para um primeiro livro, já com algumas respostas, não tão claras. A história tem começo, meio e fim, com um final com gostinho de quero mais.

Os personagens são carismáticos e gostei muito deles. Percy com sua ironia e língua ferina, também é muito corajoso. Anabeth é estrategista e tenta colocar a razão à frente de tudo, mas já percebemos algumas nuances que serão exploradas em livros posteriores e Grover, que é atrapalhado, mas muito fiel aos seus amigos.

Sobre narrativa, ela é fluida, de forma muito simples e rápida. Sem segredos. Se você começar a ler, nem vai perceber o tempo passar, porque é uma leitura que captura você do começo ao fim.

Embora muitas pessoas antigamente tenham associado a história a Harry Potter (trio de amigos, em vez de uma escola, tem um acampamento, um inimigo para combater), eu penso que foram elementos comuns que são usados em várias histórias (lembrem-se que Harry Potter também associado a Livros da Magia, de Neil Gaiman), e acho que Riordan se deu muito bem com essa fórmula, criando um universo diferente e bastante original para seus personagens.

É uma das minhas séries favoritas, recomendo muito a leitura!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


  • Vanessa disse:

    Olá! Confesso que não curti muito a capa do livro mas, gostei da premissa da história. Acho que talvez no futuro eu arrisque a leitura. Não li Harry mas, assisti todos os filmes e gostei demais.
    Beijocas.

    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

  • Michelle disse:

    Preciso criar vergonha e conhecer as obras do autor, nunca li nada dele, adorei seu post, dica anotada!

  • Larissa Dutra disse:

    Olá, tudo bem? Menina, eu nunca senti interesse por ler livros de mitologia, mas vejo falarem tão bem desse autor que vou ter que ler essa série, hahaha. Adorei a resenha, parece ser uma obra incrível mesmo!

    Beijos,
    Duas Livreiras

  • Bianca Ribeiro disse:

    Eu nunca senti vontade de ler os livros do Rick, mas isso se deve ao fato de que eu nunca fui a pessoa mais chegada na mitologia que ele aborda. Mas isso não faz com que eu perca o respeito por ele. No twitter ele se mostra uma pessoa muito sensata e eu gosto muito dos posicionamentos dele.
    Adorei a sua resenha, uma dia quem sabe eu leia algo dele!

  • Lívia Neves disse:

    Faz tanto tempo que li Percy Jackson que lendo sua resenha me deu até uma sensação de nostalgia e saudade da minha adolescência. Infelizmente a saga não teve uma adaptação decente para os cinemas (no meu ponto de vista), mas os livros são ótimos.

  • Ana Caroline Santos disse:

    Olá, tudo bem? Por incrível que pareça, eu li a série tem poucos anos, afinal não consegui acompanhar o boom de Percy Jackson (na adolescência era mais voltada para Instrumentos Mortais). Apesar de gostar, acho que seria mais proveitoso ler na época certa, o que não aconteceu. Realmente ele é cheio de aventuras, e Rick Riordan acerta em trazer um enredo misturado com mitologias. Adorei a resenha, e concordo que ele faz parte dos clássicos da Intrínseca! Ótima postagem!
    Beijos

  • Lilian de Souza Farias disse:

    Oi. Conheço o livro, já li, é ótimo para entretenimento, não compreendi o motivo de ser um clássico… de qualquer forma, um excelente livro infanto juvenil.

  • Beatriz Andrade disse:

    Eu amo os livros do Rick Riordan, mas acredita que não li esse ainda? Eu morro de vontade, amei o primeiro filme e todo munda fala que o livro é mil vezes melhor. Quero ler esse ano ainda

  • Debyh disse:

    Ah queria reler hahahaha. Amo muito essa primeira série do Percy, desde entender mais o universos, os personagens e minha coisa favorita dos livro do tio Rick: o humor. Dei muita risada em alguns trechos e sempre recomendo lógico!

  • Renata Cezimbra (Lady Trotsky) disse:

    Oi Lucy, tudo bem?
    Eu li (na verdade o meu ex leu todos os livros para mim) a série e simplesmente adoro o humor ferino do Percy, o jeitão de líder da Annabeth e as trapalhadas do Grover. Pensa numa pessoa que se escangalhava de rir com alguns comentários e imaginava os lugares onde todo mundo se aventurava. Adoro até hoje!
    Um beijo de fogo e gelo da Lady Trotsky…
    http://www.osvampirosportenhos.com.br

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem