Resenha: O Leão Ferido

Semana passada eu contei para vocês o que eu não gostei em O Coração do Leão. Então agora é a vez de ficarmos sabendo o que aconteceu em Leão Ferido e vocês saberem porque eu também não gostei muito dele.

O Leão FeridoCada livro da coleção Signos do Amor é inspirado nas características de um signo do Zodíaco. Esta história se baseia na mitologia de Leão e fala sobre as segundas chances que a vida nos dá.
Leo se apaixonou por Evie quando os dois ainda eram crianças, no lar adotivo temporário em que viviam. No futuro difícil que parecia guardado para ele, a única certeza de seu coração era que nada jamais o afastaria daquela garota.
Mas, na adolescência, ele foi adotado e teve que se mudar para outra cidade. Durante oito anos eles ficaram afastados contra a vontade e, nesse tempo, Leo precisou superar muitos obstáculos – sobretudo os problemas criados pela mãe adotiva – para se tornar o homem que merecesse Evie e pudesse finalmente buscá-la.
O reencontro, porém, não foi fácil e Leo teve que se esforçar para se reaproximar de Evie, reconquistar seu amor e, com sua ajuda, deixar para trás toda a tristeza de uma infância de abandono.
Em O Coração do Leão, Evie narrou seu lado desse romance. Agora, em O Leão Ferido, é a vez de Leo contar tudo o que lhe aconteceu e revelar o desfecho dessa história de amor. Fonte

Este resenha contém spoilers de O Coração do Leão, mas como a sinopse do livro também tem, eu não acho que vá prejudicar a leitura de ninguém.

O spoiler maior a sinopse já entregou, mas eu vou reiterar aqui: Leo sumiu da vida de Evie depois de ser adotado e voltou a vê-la apenas oito anos depois. Uma vez que Evie não tinha como reconhecê-lo, ele forjou uma nova identidade e acabou se envolvendo com ela sem revelar quem era e o que havia acontecido nesses anos longe, só sendo esclarecido no final do livro (esse spoiler não vou contar hehehe).

Na verdade, esse livro é a versão da história do ponto de vista de Leo, com detalhes do que tinha acontecido com ele. Então, temos um Leo inicialmente mais fragilizado, por ter sofrido um trauma muito grande, e temos Leo tentando se reerguer e reconquistar Eve, em uma narrativa que intercala passado e presente.

Até aí tudo bem, se não fosse os pensamentos bem obsessivos que Leo tinha a respeito de Evie. Se essa fixação já era nítida no livro anterior, neste livro então ela foi absurda. De certo modo, tudo foi muito exagerado (ou será que sou pouco romântica? rs) e muito voltado para o apetite sexual de Leo e seu desejo insaciável por Evie.

Além disso, havia os clichês. A própria Evie é o clichê da mocinha boazinha e incorruptível, que se guardou para seu grande amor. Sim, ela é um amor de pessoa, daquelas que você quer ser melhor amiga, mas que irrita muitas vezes por ser boazinha demais. E Leo virou um clichê no momento que chega se apresentando como outra pessoa para tentar reconquistar Evie. Convenhamos, sofreu no passado com sua mãe adotiva, virou um rebelde sem causa que não se achava merecedor do amor de Evie e, ainda achando que não era merecedor, resolveu correr atrás do prejuízo. Mas claro que a forma como isso aconteceu não foi das melhores.

No mais, a leitura não foi de todo ruim. A história flui bem e quando você vê o ponto de vista de Leo, você acaba se solidarizando mais com ele (acho que não tem como ser diferente). Mesmo com os exageros que falei acima, não é uma leitura perdida, muito pelo contrário. Tem bastante amor ali, um laço muito forte que une os dois, além de realmente mostrar que todos tem uma segunda chance. Mas achei algumas passagens longas demais e um tanto desnecessárias. Um livro para essa história, intercalando a narrativa dos dois, talvez fosse o suficiente.

Se eu recomendo a leitura? Sim, recomendo. Mas com todas essas ressalvas.

Ficha técnica:

Nome: O Leão Ferido
Autor: Mia Sheridan
Páginas: 240
Editora: Arqueiro
Onde comprar: Livraria Cultura / Kobo / Saraiva / Lev
Minha avaliação: 

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Elidiane Lima disse:

    Oi, Lucy!
    Esse é outro livro que eu quero ler mas que não estou muito empolgada, mas fiquei contente por terem lançado essa versão do Leo pois detesto narração em promeira pessoa  pois sempre fico me perguntando o que se passa na mente dos outros personagens, essa minha curiosidade rsrs.
    Ps: Hum, será que eu vou gostar desse mocinho?! Não sei se eu vou simpatizar com esses pensamentos obsessivos do Leo pela Evie, gosto de mocinhos apaixonados e possessivos, mas com controle…

    [Reply]

    Lucy Reply:

    Oi, Elidiane! Pois é, esse mocinho tá muito stalker pro meu gosto. rsrs
    É legal ter uma segunda versão, mas o problema foi o enredo da história dos dois. Não foi convincente, sabe?
    Depois que ler, dá uma passada aqui e comenta o que achou!
    Bjs

    [Reply]

  • Thais Lima disse:

    Oi!
    Eu sou louca por essa autora então sou suspeita pra falar. Amo essa duologia, mas diferente de você prefiro o primeiro livro. Espero que você se empolgue com os próximos lançamentos.
    PS: Já leu o livro dela A Voz do Arqueiro? Se sim, o que achou?

    [Reply]

    Lucy Reply:

    Oi, Thais! Realmente, essa duologia dentro da série não me animou muito.
    Li A Voz do Arqueiro e amei! Confere depois a resenha!
    Bjos

    [Reply]

  • Aline Santos disse:

    Oii Lucy!
    Ainda não li nenhum da série, estou bastante curiosa pra conhecer, já que tenho lido mta coisa boa sobre ela…
    Adorei a resenha!
    Bjs!

    [Reply]

    Lucy Reply:

    Oi, Aline!
    Da autora, no momento, recomendo A Voz do Arqueiro, foi o melhor até agora.
    Bjs!

    [Reply]

  • Francisca Elizabete disse:

    O livro parece conter uma estória muito linda e comovente!! Os personagens são bem construídos, cada um com suas características peculiares. Apesar dos duros momentos e perdas por que passaram, Jake e Evie são fortes e muito cativantes!! Já está minha lista de leituras!!

    [Reply]

    Lucy Reply:

    Oi, Francisca! Espero que goste da leitura!
    Bjs

    [Reply]

  • Top Ten Tuesday: Dez lançamentos de 2016 que não li (mas lerei!) « Por Essas Páginas disse:

    […] Veneno, Mia Sheridan: Depois de ter lido O Leão Ferido, eu meio que desapeguei da série Os Signos do Amor, mas mesmo assim comprei Veneno. Tem boas […]

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem