Resenha: O Oráculo Oculto

apolo“Como você pune um deus imortal? Transformando-o em humano, claro! Depois de despertar a fúria de Zeus por causa da guerra com Gaia, Apolo é expulso do Olimpo e vai parar na Terra, mais precisamente em uma caçamba de lixo em um beco sujo de Nova York. Fraco e desorientado, ele agora é Lester Papadopoulos, um adolescente mortal com cabelo encaracolado, espinhas e sem abdome tanquinho. Sem seus poderes, a divindade de quatro mil anos terá que descobrir como sobreviver no mundo moderno e o que fazer para cair novamente nas graças de Zeus.
O problema é que isso não vai ser tão fácil. Apolo tem inimigos para todos os gostos: deuses, monstros e até mortais. Com a ajuda de Meg McCaffrey, uma semideusa sem-teto e maltrapilha, e Percy Jackson, ele chega ao Acampamento Meio-Sangue em busca de ajuda, mas acaba se deparando com ainda mais problemas. Vários semideuses estão desaparecidos e o Oráculo de Delfos, a fonte de profecias, está na mais completa escuridão.
Agora, o ex-deus terá que solucionar esses mistérios, recuperar o oráculo e, mais importante, voltar a ser o imortal belo e gracioso que todos amam.”

O Oráculo Oculto é o primeiro livro da série As provações de Apolo, que é um spin-off de… Okay, eu já estou confusa com tantos livros que se passam no universo do Percy Jackson. Será que ele é um spin-off? Uma continuação? Mas enfim, Rick Riordan decidiu que não queria dar tchau para os semideuses e por isso voilà… Mais uma série foi criada. Eu vou ser bem sincera: eu fiquei na dúvida cruel se eu lia esse livro ou não. Sim, eu amo os personagens demais e o Apolo é um dos meus deuses favoritos mas… Em alguns momentos eu me pego refletindo se o Riordan já não deveria ter acabado a série, porque eu fico com a impressão que ela nunca vai acabar. Mas é aquela coisa: cada parte da série tem o seu final fechado e o leitor continua lendo se quiser. Eu tinha que decidir… E é claro que eu escolhi ler, se não essa resenha nem teria sido escrita! O primeiro aviso que eu dou é que, não, vocês não precisam ter lido os livros anteriores para poder ler O Oráculo Oculto. É claro que vocês vão perder muitas referências dos livros anteriores, mas o enredo é completamente compreensível. E nesta resenha eu não vou colocar spoilers dos outros livros (tirando é claro nome de personagens).

Bom, vamos a sinopse, que é bem simples. Zeus, que é aquele amor de pessoa, resolve como punição para Apolo, jogá-lo na Terra como um mortal. O seu novo nome é Lester Papadopoulos, e tudo seria um pouco melhor se ele pelo menos não tivesse espinhas e tivesse o seu abdome tanquinho. Mas pffft, sim, ele é um adolescente normal e aparentemente sem os seus poderes divinos. Como sempre acontece nessas situações, Apolo (não consigo chamá-lo de Lester) tem que passar por provações para ser perdoado por Zeus. É assim que ele acaba se ligando a Meg McCaffrey, uma das melhores personagens desse livro. Meg é como se fosse a “mestra” de Apolo, ou seja, ele tem que seguir tudo o que ela o manda fazer. A única ideia que eles conseguem ter é de irem ao Acampamento Meio-Sangue, e eles pedem ajuda de um personagem bastante conhecido da gente: Percy Jackson. Lá eles descobrem que várias coisas estranhas estão acontecendo, e a principal delas é que o Oráculo não está funcionando e ninguém sabe o motivo.

A leitura de O Oráculo oculto é muito envolvente. Ela é rápida e fácil e o Apolo é MUITO engraçado. Eu chorei de rir em alguns momentos porque não existe nenhum outro personagem como ele. É claro que no início ele continua com todas as convicções de quando ele era um deus mas aos poucos, ele vai entendendo mais o lado dos semideuses e tudo isso foi muito interessante. Porém, algo que eu venho notando nos livros anteriores e que nesse ficou muito claro, foi que Rick Riordan segue sempre “a mesma receita de bolo”. Ele fica ali, na sua zona de conforto, no que ele sabe escrever. Ele não muda. Como esse livro tem toda aquela história de “temos que chegar ao Acampamento Meio-Sangue” e depois várias dinâmicas acontecem lá, em vários momentos parecia que eu estava lendo “O Ladrão de Raios”. Riordan tem uma escrita maravilhosa, por que ele não pode ousar mais? Ele poderia fazer isso mesmo utilizando o universo já criado.

O enredo como um todo é muito bem trabalhado. Como já percebemos pela sinopse, personagens da série antiga aparecem, como o Percy Jackson. Alguns são citados, outros aparecem e muito provavelmente outros personagens que não tiveram o seu espaço vão ter um papel nos livros seguintes. Inclusive tem um casal (que eu não vou dar spoilers, mas uma das pessoas é filho de Apolo) que aparece nesse livro que eu quase fiz dancinha quando comecei a ler, porque eles são fofos DEMAIS! Ponto para você, Riordan! O final foi bem interessante e o gancho para o próximo livro me deixou bastante curiosa. É claro que agora que eu comecei a ler, eu quero saber o que Apolo vai ter que fazer para voltar a ser um deus – e quais são os próximos personagens que passarão no seu caminho.

Livro gentilmente cedido para leitura e resenha pela Editora Intrínseca!

Ficha Técnica

Título: O Oráculo oculto
Autor: Rick Riordan
Editora: Intrínseca
Páginas: 320
Onde comprar: Amazon / Livraria CulturaSubmarinoSaraiva
Avaliação: 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem