Resenha: Orgulho & Preconceito & Zumbis

“É uma verdade universalmente conhecida que um zumbi, uma vez na posse de um cérebro, necessita de mais cérebros.”

pride_and_prejudice_and_zombies_book_cover_01

E é assim entramos no mundo de Orgulho & Preconceito & Zumbis, um dos livros pioneiros do gênero mash up,detestado por grande parte dos fãs de Austen, Durante essa semana, quando comemoramos o aniversário de 200 anos de Orgulho & Preconceito, ele não poderia ser deixado para trás, e coube a mim a não tão honrada façanha de tentar fazer uma resenha de tão engenhosa obra aqui no Por Essas Páginas.
É provável que um leitor mais atento tenha percebido a similaridade desse meu primeiro parágrafo com o primeiro parágrafo da bela resenha feita pela Vânia sobre Orgulho & Preconceito. Foi minha infantil tentativa de criar um mash up entre a minha resenha e a dela. Até que não ficou de todo mau, mas melhor partir para o que interessa.

pride-and-prejudice-and-zombies

Primeiramente acho que seria interessante contextualizar o que é um mash up (e lembrar que Orgulho & Preconceito é uma das obras que mais rendeu mash ups): o termo era usado para designar a remixagem de músicas ou videos e passou a ser adotado na literatura para designar o tipo de obra onde pega-se um texto clássico (cujos direitos autorais já caducaram e, portanto, não corre-se risco de processo) e, a partir desse texto, cria-se um segundo texto, híbrido com alguma história de gênero fantástico (como zumbis, ETs, monstros marinhos, etc). E é basicamente isso que Seth Grahame-Smith faz ao introduzir zumbis em uma novela inglesa de 200 anos.
A história gira em torno dos Bennets, um casal com cinco filhas treinadas arduamente para tornarem-se guerreiras matadoras de zumbis, uma vez que a praga surgiu há certo tempo. Todas são grandes guerreiras mas apenas Jane e Elizabeth tem bom senso. As irmãs e a mãe são todas umas malucas. Enquanto tudo que o Sr. Bennet deseja é treinar filhas capazes de sobreviverem ao apocalipse zumbi, tudo que a sra. Bennet quer é ver suas filhas bem casadas.

21110691973751556_W27hlFzF_b

Quando a sra. Bennet descobre que o Sr. Bingley é o novo inquilino de Netherfield, ela vê a oportunidade perfeita de desencalhar uma das filhas e insiste que o marido enfrente quantos zumbis forem necessários para visitar o novo vizinho, coisa que ele finge que não vai fazer e acaba fazendo. Depois disso o Sr. Bingley oferece um baile em Netherfield, mesmo sabendo que o último foi invadido por zumbis e todos os convidados, devorados.
É nesse fatídico baile que Elizabeth conhece o desagradável Sr. Darcy, exímio matador de tais criaturas. No entanto ele a humilha, chamando-a de feia e só não tem a garganta cortada pela donzela, que já estava de punhal na mão, por que uma horda de zumbis invade o baile.
Obviamente as cinco filhas do Sr. Bennet massacram os zumbis e tal. E eu não vou contar mais por que a partir daqui é spoiler. =D

tumblr_lst9rvLCNb1r2a8w4o1_500

Claro, é igual a Orgulho & Preconceito. Claro, é completamente diferente de Orgulho & Preconceito. Eu mesma não tenho opinião formada sobre o livro. Não sei se gosto ou desgosto. Só posso dizer que é divertido. Tem cenas impagáveis, como Elizabeth pensando em deixar o recato de lado para dar um chute na cabeça de um zumbi e coisas do gênero. Tem coisas absurdas. E zumbis. E tudo fica melhor com zumbis. E Elizabeth Bennet de Orgulho & Preconceito & Zumbis é tão fodona quanto Daryl Dixon.
De qualquer forma, tudo que isso nos mostra é que mesmo 200 anos após sua publicação, Orgulho e Preconceito ainda toca nos pontos essenciais que nós, seres humanos, achamos atraentes. Afinal, amor, família, amizades e zumbis nunca saem de moda na literatura.

pride-prejudice-zombies

OBS: A Vânia é co-autora desse texto, uma vez que usei boa parte da resenha dela para fazer um mash up com a minha. =D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  • 11
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Vania disse:

    Hahahaha adorei seu mash-up Mi!!! Eu tenho fortes sentimentos com relação à essa obra, e confesso que meu lado purista não me deixa sequer pegá-la em minhas mãos. Da mesma forma que sempre quis ler aqueles livros que abordam a vida dos Darcy após o final de P&P mas nunca pego. Esses dias eu quase comprei Death Comes to Pemberley, minha mão coçou mas me lembrei que tenho tanta coisa pra ler/reler que seria melhor deixar pra lá hahaha

  • Lucy disse:

    Eu não resisti qdo vi esse livro lançado em português. Eu lembro de vc me mostrando os booktrailers não apenas desse mas de Razão e sensibilidade e Monstros marinhos! hahaha
    Eu achei o livro bem engraçado. Ainda não sei porque resolveram colocar um apocalipse zumbi justamente em Orgulho e Preconceito, mas confesso que pra mim deu certo.
    E lembra que tem a continuação, né? Ainda não li (não sei se vão lançar no Brasil, mas tudo bem), nem sei se vou ler, mas fiquei curiosa, confesso!

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem