Resenha: Os Garotos Corvos

Assim que a Vânia postou a resenha de The Raven Boys, eu coloquei esse livro na minha lista de leitura. Quando a Verus disponibilizou para resenha, eu não hesitei em pedir esse livro. Infelizmente ele demorou mais do que o esperado e quando ele chegou, eu estava com outras leituras pendentes. Agora que consegui lê-lo, trago a minha opinião sobre ele.

Eu não ia colocar, mas ele faz parte do Desafio Realmente Desafiante elaborado pela Clícia do blog Silêncio que eu to lendo. Item 5. Com um animal na capa..

OS_GAROTOS_CORVOSSinopse: Todo ano, na véspera do Dia de São Marcos,­ Blue Sargent vai com sua mãe clarividente até uma igreja abandonada para ver os espíritos daqueles que vão morrer em breve. Blue nunca consegue vê-los — até este ano, quando um garoto emerge da escuridão e fala diretamente com ela.

Seu nome é Gansey, e ela logo descobre que ele é um estudante rico da Academia Aglionby, a escola particular da cidade. Mas Blue se impôs uma regra: ficar longe dos garotos da Aglionby. Conhecidos como garotos corvos, eles só podem significar encrenca.

Gansey tem tudo — dinheiro, boa aparência, amigos leais —, mas deseja muito mais. Ele está em uma missão com outros três garotos corvos: Adam, o aluno pobre que se ressente de toda a riqueza ao seu redor; Ronan, a alma perturbada que varia da raiva ao desespero; e Noah, o observador taciturno, que percebe muitas coisas, mas fala pouco.

 Desde que se entende por gente, as médiuns da família dizem a Blue que, se ela beijar seu verdadeiro amor, ele morrerá. Mas ela não acredita no amor, por isso nunca pensou que isso seria um problema. Agora, conforme sua vida se torna cada vez mais ligada ao estranho mundo dos garotos corvos, ela não tem mais tanta certeza. (…)  Fonte

Não vou falar muito da história, porque acho que o que é necessário já está descrito ali na sinopse (e vocês podem conferir um pouco também na resenha da Vânia). Apenas digo que esse livro me surpreendeu bastante com seu enredo inusitado. Embora o livro comece com Blue, achei que o início foi mais voltado para Gansey, suas pesquisas e seus amigos. Aos poucos, quando finalmente a vida dos dois se intercala, temos aí uma história recheada de mistério.

Em um primeiro plano, podemos pensar que a história é um sobrenatural “banal”. Certo, Blue vai encontrar de cara seu amor verdadeiro (que parece óbvio quem será), vai destiná-lo à morte e blá-blá, os personagens secundários serão postos de lado e a busca de Gansey será uma descoberta boba.

Agora para, porque tá tudo errado.

Primeiro: Não se enganem, mas Blue não vai com a cara de Gansey quando se conhecem, ela simplesmente dá um esculacho nele, quando ele sem querer dá um fora (aliás, umas das características do Gansey é falar sem pensar e às vezes dá vontade de abraçar ele quando ele se envergonha do que faz), ela simpatiza mais com Adam, em seu jeito discreto de ser. Os personagens secundários também tem vez dentro do livro, alguns mais detalhadamente do que outros, mas sabendo que é uma série, sei que aparecerão mais no segundo livro. A busca de Gansey por um rei adormecido pode levar a sérias consequências e temos uma grande amostra disso no decorrer da leitura.

Acho que não teve um personagem de quem eu não gostasse. Mesmo Ronan, com seu jeito fechado e cínico, me conquistou. No começo, eu achei que as cenas com Noah eram pequenas demais, mas depois ele mostra a que veio (e uau! me deu arrepios). Talvez Adam tenha sido justamente o personagem com quem eu menos fiquei à vontade com a leitura, porque de certo modo, o ressentimento que ele tinha em relação ao seu status em comparação ao de Gansey me pareceu um pouco de inveja e fiquei com medo do rumo que a história seguiria por conta disso. Mesmo no final, uma de suas atitudes me surpreendeu bastante – mas não posso dizer se foi coisa boa ou ruim, vocês devem ler para saber.

Blue tem um temperamento forte e não se ressente pelo fato de não ter visões, pelo menos não o tempo todo. Quando a vida dela se cruza com os garotos corvos de forma inevitável, ela decide ajudá-los em sua busca mesmo sabendo ser arriscado. Afinal de contas, ela não se metia com garotos. Com o tempo, ficou tão natural ver Blue com o grupo de amigos, que foi como se eles sempre se conhecessem.

Foi meu primeiro contato com a escrita de Maggie Stiefvater e eu gostei muito. É uma leitura rápida, mesmo as partes mais explicativas você consegue tirar de letra, mesmo porque os acontecimentos e mistérios são tantos, que não vemos a hora de chegar ao final, mas quando chegamos, ficamos decepcionados porque queremos mais.

A boa notícia é que o segundo livro será lançado em breve aqui no Brasil!

Esse livro foi gentilmente cedido para resenha pelo Grupo Editorial Record.

 

Ficha técnica:

Nome: Os Garotos Corvos
Autor: Maggie Stiefvater
Páginas: 376
Editora: Verus
Onde comprar: Livraria Cultura / Livraria Cultura (e-book) /Amazon
Minha avaliação: 

Essa postagem está participando do Top Comentarista de Julho. Por favor, preencha o formulário abaixo após postar seu comentário. Basta clicar na imagem para abri-lo em nova página!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


  • Franciely Bortoski disse:

    Eu tenho esse livro mas fiquei procrastinando a leitura por saber que é uma série/trilogia e não terem sido lançados todos os livros ainda. Mas só li elogios nas resenhas, assim como na sua =) (menos sobre o Adam hehehehe) e assim que tomar coragem pra ler algo sem a continuação eu lerei.

  • Lucy disse:

    Oi, Franciely!
    Bem, a continuação desse primeiro está no forno e chega ainda esse ano. rsrs Só não sei como vai ser depois que ler o segundo, porque não temos previsão do lançamento do terceiro livro aqui no Brasil. hehehe
    Bjos!

  • Giovanna territsen disse:

    Pela leitura da sinopse achei que fosse ser uma leitura rebuscada e dificil de ler, não sei porque me passou essa impressão. Mas como vc disse que é uma leitura rápida me interessei. Não é meu tipo de livro favorito, mas por que não tentar?

  • Lucy disse:

    Oi, Giovanna! Realmente, não é nada rebuscado, acho até que tem uma linguagem mais acessível, ainda por ser YA. Não vai se arrepender. 😉
    bjos

  • Nayara disse:

    Oi Lucy!!
    Adorei o tema do livro! E ainda bem que ela não cai de amores por ele logo no começo! Estragaria o livro… hahahaha.
    Adorei o livro!
    Já vou colocá-lo na minha pequena grande lista ;DD haha
    Beijos

  • Lucy disse:

    Oi, Nayara! Não é aquele romance tão óbvio assim, por mais que o prólogo faça parecer! rsrs
    Espero que consiga ler em breve, em meio a sua lista de livros. heheh
    bjos!

  • Douglas Fernandes disse:

    Eu já tinha muita vontade de ler, pq adorei a capa e a sinopse me atraiu muito, gosto de historias assim, agora depois dessa resenha minha vontade só aumentou, espero lê-lo em breve *-*

  • Lucy disse:

    Oi, Douglas! Vc já viu a capa ao vivo? É linda e com efeito no corvo, eu sou louca por capas assim. *___*
    Espero que consiga ler sim, não vai se arrepender!
    Bjos

  • Fabiana Strehlow disse:

    Ainda não tinha lido nada sobre Os Garotos Corvos.
    Parece ser mesmo uma história bem inusitada.
    Mas, no momento, não me senti atraida pela leitura deste livro.

  • Lucy disse:

    Oi, Fabiana! É realmente uma história bem inusitada, mas se você não gostar muito de sobrenatural com uma pegada mais YA, realmente é bom esperar pra ler. rsrs Mas nunca se sabe, né?
    Bjos!

  • Michele Lopez disse:

    Oie!
    Também concordo que a trama é bem inusitada e gostei bastante por isso. Gosto bastante de livros que tragam histórias sobrenaturais. Não conhecia o livro e gostei bastante de tomar conhecimento sobre ele. Fiquei curiosa para ler e ver se gosto.

  • Resenha: Ladrões de Sonhos « Por Essas Páginas disse:

    […] resenha pode conter spoilers de Os Garotos Corvos, mas eu geralmente aviso antes de soltar alguma bomba, então pode ler sem […]

  • Top Ten Tuesday: Dez Capas com Bichinhos « Por Essas Páginas disse:

    […] 10. Os Garotos Corvos, Maggie Stiefvater – Essa capa condiz bem com o clima da história, cheio de magia e mistério (pelo menos foi o que pensei quando a vi rsrs). Resenha […]

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem