Resenha: Os números do amor

Ficha técnica:

Nome: Os números do amor

Autor: Helen Hoang

Tradutor: Alexandre Boide

Páginas: 280

Editora: Paralela

Compre aqui

Já passou da hora de Stella se casar e constituir família — pelo menos é isso que sua mãe acha. Mas se relacionar com o sexo oposto não é nada fácil para ela: talentosa e bem-sucedida, a econometrista é portadora de Asperger, um transtorno do espectro autista caracterizado por dificuldades nas relações sociais. Se para ela a análise de dados é uma tarefa simples, lidar com os embaraços que uma interação cara a cara podem trazer parece uma missão impossível. Diante desse impasse, Stella bola um plano bem inusitado: contratar um acompanhante para ensiná-la a ser uma boa namorada.

Enfrentando uma pilha cada vez maior de contas, Michael Phan usa seu charme e sua aparência para conseguir um dinheiro extra. O acompanhante de luxo tem uma regra que segue à risca: nada de clientes reincidentes. Mas ele se rende à tentação de quebrá-la quando Stella entra em sua vida com uma proposta nada convencional.

Quanto mais tempo passam juntos, mais Michael se encanta com a mente brilhante de Stella. E ela, pela primeira vez, vai se sentir impelida a sair de sua zona de conforto para descobrir a equação do amor. Fonte

Esse foi o melhor lido de 2018 e simplesmente não consegui fazer resenha dele quando terminei a leitura porque… gente, é um livro tão bacana, que você não acaba não tendo palavras para descrever. Então eu esperei, digeri um pouco, reli alguns trechos e pronto.

Nessa história, vamos acompanhar Stella, uma jovem de mente brilhante, porém de traquejo social péssimo que tem muita dificuldade com sua vida sexual, já que nunca conseguiu se sentir à vontade com o ato em si. Acontece que ela tem Asperger, e essa síndrome faz com que ela tenha vários TOCs (transtornos obsessivos compulsivos), além de ter uma dificuldade muito grande em se relacionar com as pessoas – e os caras que ela conheceu terem sido bem escrotos com ela.

Como a mãe dela estava cobrando netos (e isso dá muita raiva), ela meio que se sente na obrigação de ter que aprender a lidar com o sexo oposto, então decide ter algumas aulas de como se relacionar com uma pessoa. Para isso, ela contrata Michael, um acompanhante de luxo. Claro que no início ele achava que seria apenas uma noite, mas depois que Stella fez uma proposta que ele não conseguiu recusar, não simplesmente pelo dinheiro, mas Stella acabou cativando Michael de alguma forma, aceitando ajudá-la.

Michael tentou ajudar Stella da melhor forma possível, até que os dois começam a se aproximar mais. Porém, Michael tem alguns problemas e ainda não se acha merecedor de alguém como Stella. Ele teve que largar a carreira que queria seguir para ajudar a família depois que o pai o abandonou e a mãe adoeceu. Além disso, ele já teve problemas com clientes anteriores e queria evitar isso com Stella. A questão é que ele não queria romper com ela.

Já Stella, tenta não ter tornar obcecada com Michael, mas ela acaba se apaixonando mesmo. Com Michael, ela tenta a todo o custo ser flexível para tentar fazer o relacionamento de mentira se tornar de verdade, inclusive, ela não conta a ele que tem Asperger, principalmente porque teme que ele a trate diferente e com pena.

Eu já tinha lido antes um livro com um personagem com Asperger, o Projeto Rosie. Naquele livro eu nem me tocava que o protagonista tinha essa síndrome, só o achei excêntrico – e adorável. Stella é basicamente da mesma forma, só que já sabemos que ela tem essa síndrome. Eu fiquei muito triste por ela se vir obrigada a se adequar em uma situação (no caso, sexo) para conseguir agradar a mãe, que queria vê-la em um relacionamento. Mas ela foi muito forte também em suas convicções.

Já Michael, eu queria muito abraçá-lo, porque ele foi um fofo do começo ao fim, tirando algumas situações em que a gente tem vontade de dar um tapão para ver se ele acorda.

Em todo o caso, a leitura desse livro foi deliciosa, as cenas hots não foram forçadas e foi tudo muito bem encaixado na história. Acho difícil alguém não gostar desse livro. Aliás, vi que esse é o primeiro de uma série. Ainda não temos informações de um possível segundo volume por aqui, mas ainda tem um ano inteiro pela frente! Então, leiam assim que possível!

Este livro foi gentilmente cedido para resenha pela editora Paralela, selo do grupo Companhia das Letras.

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  • 4
  •  
  •  
  •  


  • Mirelly disse:

    Oii, tudo bem?

    Acho que seria uma leitura complicada para mim, pois essa forçada de barra pela parte da mãe da Stella me deixaria louca de raiva.
    É bem incrível o Michael ser um fofo com ela do início ao fim, e a Stella ser forte em suas convicções é um ponto bem positivo. Mas infelizmente eu não me senti muito atraida pela história.

    Beijinhos!!

  • Ivi Campos disse:

    Estou muito curiosa para ler este livor em função da protagonista ter Aspenger. Acho que nunca li nenhum livro em que a mulher tivesse essa condição, sempre homens, como em O Projeto Rosie, que você mencionou na resenha. Espero gostar.
    Beijos

  • Ana Paula Medeiros da Cunha disse:

    O mais próximo que cheguei de um livro com um personagem com Síndrome de Asperger foi Isla e o Final Feliz, mas há bem poucas informações, então foi o suficiente para querer conhecer mais histórias assim. O livro parece adorável, e a capa é maravilhosa. Só acho que iria me irritar muito com a mãe da Stella, pois uma mãe assim não merece ter uma filha autista… Enfim, adorei a dica! Vou anotar aqui 🙂

  • Leitura Enigmática disse:

    Que livro fantástico!!! sua resenha aguçou demais minha curiosidade e ainda mais com essa temática que me comove demais. Anotada a dica na minha lista de desejados.

  • Antonia Isadora de Araújo Rodrigues disse:

    Olá Lucy!!!
    Eu ainda não li nada com essa síndrome e já ouvi falar do outro livro que você falou que é “O Projeto Rosie”, mas também não cheguei a cogitar em lê-lo.
    Adorei que esse livro soube trabalhar com a síndrome e a forma com que a personagem tem de se relacionar e gostei que ele não apelou pela parte hot.
    Adorei a resenha!!!

    lereliterario.blogspot.com

  • Cláudia Trigo disse:

    Olá, Lucy!
    Já tinha ouvido falar do “Projeto Rosie”, mas esse não conhecia. Na verdade, não é muito o estilo de livro que gosto, mas o fato do livro ter abordado a síndrome de Asperger e trabalho nisso é bem legal e útil.
    Que bom que você gostou tanto!
    Abraço,

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com/

  • CLAUDIA ALESSANDRA DO ESPIRITO SANTO TRIGO disse:

    Olá, Lucy!
    Já tinha ouvido falar do “Projeto Rosie”, mas esse não conhecia. Na verdade, não é muito o estilo de livro que gosto, mas o fato do livro ter abordado a síndrome de Asperger e trabalho nisso é bem legal e útil.
    Que bom que você gostou tanto!
    Abraço,

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com/

  • Camila de Moraes disse:

    Olá!
    Estou ansiosa com a leitura desse livro justamente por abordar a Síndrome de Asperger que acho bem interessante e como trabalho com pacientes assim, é sempre legal poder comparar com as histórias e tirar algumas dicas.
    Acho que vou gostar!
    Beijos!

  • Gaby Marques disse:

    Oláa, tudo bem? Gostei muito da sua resenha! Esse livro vem fazendo um enorme sucesso lá fora, e agora por aqui também. Eu acabei lendo no original, não conferi a tradução ainda. Gostei muito da leitura, me diverti com os dilemas dos personagens e aproveitei a experiência; não tanto quanto gostaria, pois algumas coisinhas não me agradaram, mas ainda assim gostei do livro e também recomendo. Estou pensando em reler nessa edição linda.

    Beijos!!

  • Luna disse:

    Eu já tinha lido resenhas deste livro antes e confesso que a única coisa que tinha despertado o meu interesse era o fato da mocinha ter Asperger e eu nunca ter lido uma trama que abordasse essa síndrome. Todavia, lendo sua resenha percebi que o livro tem outros elementos que me interessam também e isso é mais um motivo para apostar na leitura.

    Espero que este livro cruze meu caminho o mais rápido possível, para que possa mergulhar na história. 🙂

  • Ana Caroline disse:

    Olá!
    Cada vez mais homens como acompanhante de luxo nos livros estão mais presentes, e eu acho essa ideia bastante interessante.
    Bem triste saber que a personagem é pressionado a gostar de sexo por causa de sua mãe, ranço de pessoas assim.
    Sua resenha me deixou bastante interessada para realizar a leitura!

  • Bianca Silva disse:

    Olá
    esse livro está na minha meta de leituras para esse ano e já não vejo a hora de poder fazer a leitura. A premissa é maravilhosa e tem aquele toque de clichê que nós amantes do romance adoramos. Até hoje não vi nenhuma resenha negativa sobre esse livro e assim como na sua resenha muitas pessoas falam que é dificil não se apaixonar pela trama. Amei sua resenha e me deixou com vontade de já dar inicio a leitura desse livro Beijos

  • Rafaelle Vieira disse:

    Oi, tudo bem?
    Já tinha visto o livro, mas não sabia que ele abordava esse tema que não é tão comum na literatura. Fiquei bem curiosa e assim que puder vou ler com certeza.

    Beijos!

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem