Resenha: Príncipe da Noite

Devo confessar que não botava muita fé neste livro de Germano Pereira. Pela sinopse deduzi ser apenas mais um romance erótico, talvez com um pouco de suspense, mais um em um mar de muitos. Mas fui deliciosamente surpreendido, o Príncipe da Noite envolve e surpreende, mas como todo ser humano tem suas falhas também.

“Toda manhã, o psicanalista Gabriel se surpreende ao acordar: sempre encontra uma mulher diferente dormindo ao seu lado. Ele nunca se lembra do seu nome, nem da maneira como a conheceu. A única coisa que resta de suas aventuras noturnas é um lapso de memória. Mas esta noite tudo se repetirá: quando cruzar com uma bela mulher, na noite seguinte, perderá o controle de quem é, porque o seu outro “eu” é capaz de tudo para satisfazer seus desejos mais primitivos. Mantendo esse segredo somente para si, Gabriel leva uma vida aparentemente normal na grande Londres, ouvindo diariamente os problemas de seus pacientes, enquanto tenta fugir das loucuras de sua ex-namorada. Mas nada é verdadeiramente normal para um homem que pode ser controlado pelo Príncipe da Noite…” (Fonte: Skoob)

Acompanhamos a história de Gabriel, atormentado pelo Príncipe da Noite, um distúrbio de personalidade que, inicialmente, desconfiamos se não se trata de uma desculpa conveniente criada por um psicanalista mulherengo. No entanto, conforme a história progride, percebemos que não nada é tão simples assim.

Além de lidar com as desventuras amorosas do príncipe, Gabriel tem de lidar com os pecados de seu passado que estão atormentando seu presente (pecados esses não de todo culpa do seu alter ego), um psicopata que o persegue, lapsos constantes e cada vez maiores de memória e sua impotência em controlar o príncipe e os rumos de sua vida amorosa.

Apesar de termos muitas mulheres nesse livro, as que merecem maior destaque são Rachel, um ex-caso de Gabriel que volta a atormentá-lo com os erros de seu passado, Chloé, amiga dele e a namorada ideal que gostaria de ter, Sophie uma companheira de trabalho e curiosíssima pelo Príncipe da Noite e Hillary a psicanalista de Gabriel. Antes que você pergunte: sim ele fica com todas elas. Mas é muito interessante acompanhar cada conquista por não sabermos se quem conquistará ou conquistou é Gabriel ou o Príncipe, o autor soube se renovar a cada nova mulher na vida do personagem.

A trama segue um círculo essencialmente composto de:

  • Gabriel/Príncipe encontra garota;
  • Príncipe conquista a garota;
  • Gabriel quer ter um relacionamento;
  • Príncipe conquista outra garota;
  • Gabriel perde suas chances e entra em depressão (onde depressão = divagações do personagem);
  • Rachel volta a atormentá-lo;

Por vezes esse círculo é cansativo e quando finalmente saímos dele e temos um sopro de evolução na trama, como quando Gabriel tenta lutar contra seu alter ego ou quando é perseguido pelo psicopata, somos puxados para esse rodamoinho novamente. É frustrante e muitas dessas partes poderiam ser resumidas para que o livro não se tornasse tão repetitivo. Apesar disso quando temos a evolução da trama o livro muda completamente e envolve muito. Entendo essas repetições mais como falha de edição do que do autor em si.

Outro item que pode ser um caso de amor e ódio para muitos leitores é o fato de Gabriel ser um psicanalista. “Mas o que isso importa?” você me pergunta pequeno gafanhoto, é o fato de ele ser muito, mas muito pensativo e vir com teorias malucas sobre a vida, mulheres, sexo entre outras divagações infinitas. Algumas me agradaram (talvez por estar assistindo Hannibal atualmente), outras poderiam ser totalmente excluídas.

Leitura recomendada para quem curte um bom suspense, mas principalmente, para os homens. Creio que as mulheres vão ficar enjoadas rapidamente das escapadas do Príncipe, por que apesar de ele ser bom em números, falta sensualidade.

Livro gentilmente cedido em parceria para resenha pela Editora Novo Conceito.

Ficha Técnica

Título: Príncipe da Noite
Autor: Germano Pereira
Editora: Novo Conceito
Páginas: 368
Onde comprar: Livraria CulturaAmazon
Avaliação:

Essa postagem está participando do Top Comentarista de Setembro. Por favor, preencha o formulário abaixo após postar seu comentário. Basta clicar na imagem para abri-lo em nova página!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


  • Nathalia Simião disse:

    Pequeno gafanhoto kkkkkkkk a sei lá Felipe, me pareceu interessante e ao mesmo tempo não. Não gosto muito quando a história fica repetitiva, mesmo que mude a personagem, a ação é a mesma, isso enche o saco. O fato dele ficar divagando também não me agrada, já basta minha próprias viagens não preciso das dos outros kk Mas por outro lado fiquei curiosa em saber como tudo acontece.

  • Felipe disse:

    É tem que gostar de psicologia/filosofia pra curtir/aguentar as divagações do bonitão. Eu estou numa vibe filosófica então foi tranquilo. Que bom que ficou curiosa, o livro vale a pena de matar essa curiosidade.

  • Patrini Viero Ferreira disse:

    Eu achei a proposta do livro muito interessante, a premissa daria uma ótima história. Mas quando li que o alter ego dele conquistava mulheres confesso que fiquei um pouco decepcionada. Poxa, dava para aproveitar isso de tantos outros jeitos mais envolventes, pelo menos a meu ver. Não sou fã de romances eróticos, na verdade não gosto muito nem de romances, por isso acho que apesar de o tema ser muito curioso, o livro acaba sendo previsível, como muitos que vemos por aí.

  • Felipe disse:

    Bom, pra spoilar assim de leve, posso te dizer que o alterego dele é melhor aproveitado sim, não ficamos somente nas conquistas não. Mas não vou entregar a cereja do bolo.

  • Amanda Freitas disse:

    Nossa! Eu já tinha visto a capa deste livro, mas não cheguei a ler nem a sinopse, apesar de ter gostado da capa! Mas, não sei se eu vou ler, porque odeio esse negócio de homem galinha, e eu tenho certeza que eu vou querer matar ele.kkkk
    Então, eu vou deixar pra ver se vou ler mais pra frente, quando eu não tiver tantas opções de leitura como tenho agora.

  • Suelen Mendes disse:

    Pelo que li na resenha me pareceu um thriller psicológico.Gosto bastante do gênero,mas não sei se ia gostar desse livro.Não sei o motivo,acho que deve ter alguma coisa falatndo aí pra me cativar rssss
    Bjus

  • Milena Soares disse:

    O livro parece ser ótimo, mas concordo com você que nos mulheres não iremos curtir muito essa história, talvez eu leia mesmo assim.

  • Michele Lopez disse:

    Oie…
    Adoro quando fala Pequeno Gafanhoto rsrsrs muito legal!
    Fico feliz que o livro tenha surpreendido vc e ele parece ser muito bom e realmente envolvente!
    Desconhecia o livro e fico feliz por poder saber um pouco mais sobre ele!!
    Não sei se curtiria essas viajadas de pensamentos sobre mulheres e tudo mais!

  • Bianca Martins disse:

    Não me senti interessada pela sinopse e a resenha só confirmou o meu desenteresse..
    =/
    Achei cansativo esse cilclo…n é algo q me agrade…
    Possa ser q lendo o livro eu mude de opnião, mas prefiro nem lê-lo…

  • Cecília Martins disse:

    Esse é um livro que sinceramente eu não sei se vou ler… achei interessante a trama, o problema é que se o Gabriel fica só nesse ciclo sem fim, eu não sei se gostaria de ler. O que me chamaria mais atenção se o Gabriel luta-se contra o Príncipe da noite que seria a situação mais interessante, ele volta para o ciclo… resumindo não sei se teria paciência.
    Esse é um livro que me deixa em duvida se leio ou não.
    Obrigada pela resenha.

  • Douglas Fernandes disse:

    Eu nao fiquei com muita vontade de ler o livro nao, ainda mais que fala que é repetitivo, mas quando eu vi que tinha um suspense ja pensei melhor, gosto de suspense e ja me bateu uma curiosidade, acho que leria sim.

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem