Resenha: Procura-se um Marido

Eu adquiri Procura-se um Marido como encomenda que fiz pela Lany na Bienal do Livro do Rio de Janeiro. Pois é, o livro chegou e ele acabou indo para a minha pilha de livros infindável!

Mas aí aproveitei duas coisas: Uma foi o Desafio realmente Desafiante 2014, promovido pela Clícia do blog Silêncio que eu to lendo. O item é o item 11. Ler um livro nacional. Outra foi a Maratona Brasuca, promovida pelo Por essas Páginas + blogs amigos.

Bem, não consegui atingir minha meta na Maratona, mas ela me incentivou a tirar esse livro da pilha e me ajudar na minha meta de leitura anual e com o desafio. O que eu achei do livro vocês vão ler agora.

Procura-se um maridoSinopse: Alicia sabe curtir a vida. Já viajou o mundo, é inconsequente, adora uma balada e é louca pelo avô, um rico empresário, dono de um patrimônio incalculável e sua única família. Após a morte do avô, ela vê sua vida ruir com a abertura do testamento. Vô Narciso a excluiu da herança, alegando que a neta não tem maturidade suficiente para assumir seu império – a não ser, é claro, que esteja devidamente casada. Alicia se recusa a casar, está muito bem solteira e assim pretende permanecer. Então, decide burlar o testamento com um plano maluco e audacioso, colocando um anúncio no jornal em busca de um marido de aluguel. Diversos candidatos respondem ao anúncio, mas apenas um deles será capaz de fazer o coração de Alicia bater mais rápido, transformando sua vida de maneiras que ela jamais imaginou. Cheio de humor, aventura, paixão e emoções intensas, Procura-se um marido vai fisgar você até a última linha. Fonte

Apesar de ter adquirido Perdida primeiro, esse é o primeiro livro da Carina Rissi que eu leio, muito bem recomendado e com razão.

Alicia é uma jovem que leva a vida de uma forma bem… irresponsável, sendo motivo de muitas preocupações para seu avô Narciso, um empresário muito bem sucedido no ramo de cosméticos. Após a morte precoce de vô Narciso, Alicia descobre que foi deserdada e que seus bens ficarão sob a responsabilidade de Clóvis, o advogado da família, até que Alicia se casasse. Para piorar a situação, Alícia é obrigada a trabalhar na própria empresa do avô, em um cargo mais baixo do que ela acreditou que fosse, para se sustentar e aprender a lidar com a empresa do avô (bem aos poucos).

Diante de tanta humilhação – mesmo porque ninguém facilitou para ela quando começou a trabalhar, Alicia tem a brilhante ideia de colocar um anúncio no jornal, procurando um “marido temporário”. Diante de tantas opções, hm… “atraentes”, para não dizer “inviáveis”, ela concorda em se casar com Max, um rapaz que trabalha na empresa de vô Narciso, mas cuja primeira impressão que tiveram um do outro não foi lá muito boa (em outras palavras, eles meio que se odiavam, ou era o que parecia).

Agora vocês vão dizer pra mim: Lucy, é clichê! Vai acontecer [insira o clichê que você acha que vai acontecer aqui], não é? Ah, bem. Provavelmente, sim. Mas lembrem-se: Clichê bem usado, história bem feita. E é exatamente isso que acontece aqui.

Pode parecer contraditório mas, mesmo quando temos um clichê, se a história é bem trabalhada, ela passa a ser original. Tem luz própria o suficiente para atrair leitores, sem se tornar “mais uma história sobre casamento de conveniência que vira amor”. Muito pelo contrário, mesmo porque, o buraco é mais embaixo e não se resume ao envolvimento de Max e Alicia.

A história é dinâmica e fluida. Embora eu tivesse certa “pressa” de ver algumas coisas acontecendo, no decorrer da leitura eu entendi porque a Carina levou o tempo que levou para tudo acontecer (eu não posso falar mais claramente, seria spoiler), fazendo com que eu passasse a apreciar mais a leitura. Apesar de mostrar que Alicia mora no Brasil, não foi especificado em qual cidade ela mora, mas eu gostei muito da ambientação porque, mesmo não se comprometendo com nomes de cidade e bairros, a Carina soube trabalhar nas características locais que ela criou, incluindo descrição de alguns lugares e as dificuldades que se tem com o transporte público (a visão do inferno de Alicia).

Os personagens são ótimos! Adorei a Alicia, cabeça-dura e determinada, que tem medo de trovão, mas que quando quer uma coisa ninguém segura. O Max é uma pessoa íntegra e de caráter. Sua força de vontade é capaz de resistir a quase tudo nessa vida – e gente, ele é o típico mocinho, tudo de bom. Quero um Max pra mim. Até vô Narciso tem sua participação mais que especial. Alicia ainda tem sua melhor amiga Mari, as duas aprontam todas. A família do Max também é um amor, com destaque para seu irmão mais novo, Marcus.

Aliás, ouvi dizer que teremos notícias de Marcus em breve. É isso mesmo, produção? Se alguém souber mais a respeito, comentem aqui informando, ok?

Leitura mais que recomendada para todos os fãs do gênero. Sinceramente – e voando alto – eu acho que esse livro daria uma boa adaptação, seja para o cinema, ou mesmo uma série. Seria muito bacana ver as confusões em que a Alicia se mete para conseguir não apenas sua herança, mas o amor de seu próprio marido.

Ficha Técnica:

Nome: Procura-se um Marido
Autor: Carina Rissi
Páginas: 476
Editora: Verus
Onde Comprar: Livraria Cultura / Livraria Cultura (e-book) / Amazon
Minha avaliação:

 

Essa postagem está participando do Top Comentarista de Outubro. Por favor, preencha o formulário abaixo após postar seu comentário. Basta clicar na imagem para abri-lo em nova página!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Daniella Alves Vale disse:

    Coincidentemente irei começar a ler esse livro hoje! A sua resenha só reforçou a minha vontade de começar logo esse livro!

  • Lucy disse:

    Oi, Daneilla! Depois volta aqui e conta o que achou do livro! :D
    Bjos!

  • Suelen Mendes disse:

    Eu sou louca pra ler esse livro!
    Realmente é bme previsível o que vai acontecer no livro,mas eu não me importo,até gosto de clichês,se forem bem trabalhados é claro,mas como vc disse que esse é desse nével,eu fiquei com mais vontade ainda de ler!
    Bjs

  • Lucy disse:

    Oi, Suelen! Aproveita que o Natal está próximo e pede ele de presente! hahaha
    Com certeza você não vai se arrepender!
    bjos

  • Patrini Viero disse:

    Concordo contigo quando diz que clichê bem trabalhado dá uma boa história. Afinal, para ser clichê e tantos autores usarem, então deve ser bom. Eu achei a sinopse interessante, e adorei a capa do livro. Não li nenhum livro da Carina ainda, mas ouvi muita coisa boa sobre ela e acho que seria interessante conferir.

  • Lucy disse:

    Oi, Patrini! A Lany que me recomendou a leitura! hehehe
    E, realmente, se o clichê é bem feito, não tem como a história não ficar atraente!
    Espero que leia logo e que goste da leitura!
    Bjos

  • Gustavo disse:

    Eu vi esse livro a uns cinco dias atrás (só que em ebook, porque to tentando acabar com esse meu preconceito bobo kk) e adorei o nome e a sinopse, e agora, pela sua resenha, só me firmou mais ainda a vontade de comprar esse livro (coisa que vou fazer o mais rápido possível *-*)

  • Lucy disse:

    Oi, Gustavo! Compare os preços e se jogue! Acredito que você não vai se arrepender! ;)
    Bjos!

  • Patricia Moreira disse:

    Estou com esse livro há algum tempo, mas ainda não tive oportunidade de lê-lo. Eu adoro a escrita da Carina pelo que li em Perdida, e esse ainda sendo um chick lit me faz ficar mais ansiosa!

    Bjs

  • Lucy disse:

    Oi, Patrícia! Ainda não li Perdida, mas está na minha lista (já até tenho ele aqui!).
    Mas se você gosta de chick-lit, então é um prato cheio!
    Bjos

  • Simonir Rodrigues disse:

    Acho, aliás tenho certeza que você começou pelo melhor dela, Carina Rissi, apesar de tooooodoooo mundo amar Perdida, e blá blá blá todo que temos por aí sobre ele, eu até gosto dele, mas pra mim sem sombra de dúvida: procura-se um marido é melhor, mas calma, não me bata, rsrs, é preferência mesmo, não tô dizendo que não gosto de Perdida, gosto sim, só achei desnecessário ter uma continuação, aliás odeio quando as editoras fazem uma coisa assim! =/

  • Lucy disse:

    Oi, Simonir! Ainda não li Perdida, mas pela resenha de Encontrada que a Lany postou aqui no blog, acho que vou acabar lendo somente o primeiro livro. rsrs Pelo menos comecei com o pé direito, né?
    Bjos!

  • Nathalia Simião disse:

    Nunca li nada da autora mas todo mundo diz que ela escreve muito bem. Esse livro parece ser bem divertido de ler, um clichê típico ma que encanta a agente. Gostaria muito de saber como a Alicia enfrenta a vida de uma pessoa normal, trabalhando e enfrentando os desafios do dia a dia.

  • Lucy disse:

    Oi, Nathalia! Não posso contar spoilers, mas já adianto que a Alicia não se adaptou muito bem… hahaha
    Espero que consiga ler e que goste da leitura!
    Bjos

  • Douglas Fernandes disse:

    Ainda não li nada da Carina Rissi , mas tenho muita vontade, pq vejo muita gente falando bem dos livros e fiquei curioso pra conhecer, o problema é que nao tenho nenhum livro dela aqui, mas assim que consegui, qualquer um eu vou ler… *-*

  • Lucy disse:

    Oi, Douglas! O livro é bem legal, realmente com esse aqui não vai ter jeito de não gostar! rsrs
    Bjos

  • Top Ten Tuesday: Dez Livros que Espero Ansiosa para 2015 « Por Essas Páginas disse:

    […] mundo da Luna, Carina Rissi: Eu gostei muito de Procura-se um Marido e ainda tenho Perdida aqui comigo para ler, mas posso ler enquanto No mundo da Luna não é […]

  • Top Ten Tuesday: Dez autores favoritos de todos os tempos « Por Essas Páginas disse:

    […] Carina Rissi: Comecei a ler Carina Rissi ano passado, com Procura-se um Marido. A escrita dela é muito leve e bem humorada, sendo um ótimo chick-lit nacional! Em breve eu […]

  • Resenha: Casamento de Conveniência « Por Essas Páginas disse:

    […] é clichê, mas já li tramas com esse mesmo tema que foram mais “originais” (como em Procura-se um Marido) e em Casamento por Conveniência isso não […]

  • Top Ten Tuesday: Dez Livros da minha Lista do Outono « Por Essas Páginas disse:

    […] livros, mas nem por isso vou perder alguns lançamentos mais interessantes! E gostei muito de Procura-se um Marido, claro que vou querer ler Mentira Perfeita! Só estou esperando a oportunidade certa, porque os […]

  • Top Ten Tuesday: Dez sugestões de livros para presentear a família « Por Essas Páginas disse:

    […] Procura-se um Marido, Carina Rissi: Já esse é um romance mais adulto que uma irmã ou mesmo sua mãe pode gostar. Também é nacional e recomendo muito! A escrita é leve e bem divertida. Resenha […]

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem