Resenha + Promoção: A menina que semeava

Logo que chegaram os kits de junho/julho da Novo Conceito não consegui resistir e, mesmo sem ter finalizado minha leitura atual, iniciei imediatamente a leitura de A menina que semeava. Desde que o livro foi apresentado fiquei interessada por ele: primeiro, a capa é linda (e ainda mais bonita quando se pega o livro na mão); segundo e mais importante, a sinopse realmente chama a atenção. O livro se trata da história de um pai e uma filha que criaram um mundo de fantasia para fugir da triste realidade do câncer. Minhas expectativas, portanto, estavam altíssimas, e o livro realmente correspondeu a elas. Sensível e comovente, A menina que semeava é uma leitura tão fantástica quando o reino azul de Tamarisk.

“Chris Astor é um homem de seus quarenta e poucos anos que está passando pelo mais difícil trecho de sua vida. Ele tem uma filha, Becky, de 14 anos, que já passou imensas dificuldades até chegar a se tornar uma moça vibrante e alegre, mas que parece que terá que enfrentar mais um grande problema em sua vida. Quando Becky era pequena e teve câncer, Chris e ela inventaram um conto de fadas, uma fantasia infantil que adquiriu vida e tornou-se um terrível, provavelmente fatal, problema. Agora, Chris, Becky e Miea (a jovem rainha da fantasia criada por pai e filha) terão que desvendar um segredo: o segredo de por que seus mundos de fantasia e realidade se juntaram neste momento. O segredo para o propósito disso tudo. O segredo para o futuro. É um segredo que, se descoberto, irá redefinir a mente de todos eles.A menina que semeava é um romance de esforço e esperança, invenção e redescoberta. Ele pode muito bem levá-lo a algum lugar que você nunca imaginou que existisse. Uma fantasia que trabalha assuntos densos como a separação dos pais, oncologia infantil, separação de filha e pai, adolescência. A menina que semeava não é um livro sobre adolescentes comuns. É sobre uma que se deparou prematuramente com a ameaça do fim e teve de tentar aprender a lidar com ele.” Fonte

A menina que semeava já me cativou logo nas primeiras páginas. A escrita do autor, Lou Aronica, é leve, fluida e envolvente. Apesar de tratar de assuntos complicados e densos, o autor lida com tudo isso com naturalidade, tornando a leitura extremamente prazerosa para o leitor. É o tipo de livro que você lê por horas e horas sem perceber isso e, quando percebe, já passou da metade do livro ou está quase chegando ao final dele.

Becky é uma adolescente de 14 anos, com seus problemas, dúvidas e sonhos de uma garota da sua idade, porém com muito mais peso nos ombros do que a maioria dos adolescentes. Quando criança, ela foi acometida por uma leucemia e, mesmo após tantos anos, ainda está em remissão do câncer, o que significa que a doença ainda é um fantasma presente ao seu redor. Além disso, Becky tem problemas com os pais: eles se separaram quando ela tinha 10 anos e não dão a abertura necessária para que a garota exponha seus sentimentos e o descontentamento com a tensão palpável entre Chris e Polly. Chris, que sempre fora um pai zeloso e amigo da filha, acabou se afastando dela após a separação. Becky ficou tão abalada que jamais quis contar novamente as histórias sobre Tamarisk com o pai.

menina_semeava_lombada

Tamarisk, por sua vez, é um reino de fantasia criado por Becky e Chris para escapar do câncer e trazer um pouco mais de alegria e esperança para a vida da menina. Achei essa ideia simplesmente incrível! Pai e filha construindo todo um mundo de imaginação para acalmarem seu coração em meio a essa situação horrível que é um câncer na família. Uma atitude delicada e comovente, como é todo o livro. E o mais legal é que o autor trabalhou essas duas histórias simultaneamente – a história de Becky, Chris e todos desse lado, e a história de Tamarisk, narrada principalmente pela jovem rainha Miea. No começo isso parece um pouco confuso, mas após uns dois ou três capítulos, o leitor logo se ambienta e percebe que o mundo de Becky e o mundo de Tamarisk convivem lado a lado, até que, inevitavelmente, os dois mundos se encontram.

A maneira como Becky “viajou” para Tamarisk pela primeira vez e o seu encontro com Miea foi um ponto que poderia ser melhor explorado pelo autor. Ficou aquela sensação de pressa, como se ele quisesse muito chegar a essa cena e, por isso, quis facilitar o encontro. A amizade entre Becky e Miea é instantânea e, quando se encontraram, tudo foi muito fácil, Becky logo acreditou que aquilo era real, o que ficou um tanto quanto inverosímel, afinal, qual seria a reação de qualquer um ao viajar para um reino criado dentro da sua cabeça? Certamente não vai ser rapidinho que você vai acreditar que tudo aquilo é real. O mesmo vale para Miea, que também acreditou com muita facilidade que Becky era real, vinha de outro mundo e era a criadora daquela história. No entanto, essa não é uma falha que comprometa o livro, apenas causa um certo estranhamento. Outros personagens, além de Becky, porém, já são bem mais reticentes até finalmente acreditarem que Tamarisk é real.

menina_semeava_interno

Enquanto acompanhamos os problemas e os dramas de Becky no mundo real, Tamarisk está passando por uma enorme dificuldade. Uma praga assola as plantas do lugar, e o reino, essencialmente agrícola, está seriamente ameaçado. Nós sabemos tudo isso pelos olhos de Miea, que também nos conta sua história e tem seus próprios dramas. O livro todo é narrado por vários pontos de vista, desde o de Becky, até o de Chris, Polly (mãe de Becky) e o da própria Miea. Isso nos dá uma visão mais ampla dos acontecimentos que foi muito benéfica para a trama e o que é melhor: cada personagem tem sua própria voz. Se tem uma coisa que eu detesto é quando há várias narrações, mas todas parecem a mesma pessoa. Isso definitivamente não ocorre aqui.

Não há muito romance, apenas o suficiente para dar um colorido a mais na trama, mas acredito que o livro se trata em primeiro lugar da relação entre pai e filha, o que foi um tema muito sensível, diferente e emocionante. E por falar em colorido, Tamarisk é um reino cheio de azul. Na verdade o título do livro em inglês faz muito mais sentido (de fato, eu não encontrei sentido algum no título em português, e olha que eu fiquei procurando, mas não, o título não tem muito a ver com a história não, nenhum significado). Em inglês o livro se chama Blue, palavra que, ao mesmo tempo, mostra a cor do reino criado por Becky e Chris e também significa triste, porque sim, há muitas partes de arrancar lágrimas nesse livro.

menina_semeava_caixa

Devido ao problema que me causou estranhamento e descrevi ali em cima e também algumas cenas aqui e ali que me pareceram monótonas e desnecessárias, eu estava com vontade de dar 4 estrelas para o livro. Porém, faltando umas 150 páginas para o final, acabei me envolvendo tanto com a leitura e, chegando mais para o fim, chorei e me emocionei de tal maneira, que minha nota foi ao mesmo tempo crítica e completamente emocional. Não tem como não dar nota máxima para um livro tão comovente, tão sensível e tão bonito como A menina que semeava. Ele se tornou um dos meus favoritos, ou melhor, não, um dos meus livros mais queridinhos! Você termina a leitura feliz e dilacerado ao mesmo tempo, com um sentimento de enorme carinho pelos personagens que se tornaram tão íntimos, tão seus amigos. Se gosta de se emocionar, leia!

Pesquisando por aí encontrei o e-book Until Again, que na verdade é uma história anterior à trama de A menina que semeava. Em cerca de 90 páginas, o autor revela como foi o final do casamento de Chris e Polly e a definitiva separação que afetou tanto Becky. O e-book também conta com uma história paralela a essa, de Miea, em Tamarisk. Espero e muito que a Novo Conceito traga esse e-book pra gente, caso contrário terei que colocar a preguiça de lado e ler em inglês mesmo. Para quem ficou curioso, o e-book pode ser adquirido nesse link.

Livro gentilmente cedido em parceria para resenha pela Editora Novo Conceito.

Ficha Técnica

Título: A menina que semeava
Autor: Lou Aronica
Editora: Novo Conceito
Páginas: 416
Onde comprar: Livraria Cultura / Livraria Cultura (e-book) / Amazon (e-book)
Avaliação: 

Ah, no final o autor deixou uma notinha e o seu e-mail, dizendo que vários leitores fizeram interpretações diferentes do livro e que ele ficaria muito feliz de saber qual foi a interpretação do leitor. Portanto direi aqui a minha, mas aviso que tem um pouquinho de spoiler nela. Vou colocar em letras bem pequenininhas.

*Spoiler*

Acredito que o reino de Tamarisk e passagem de Becky para o mesmo seja uma metáfora muito sensível da morte e do que acontece depois dela. A praga de Tamarisk também é uma representação para o câncer de Becky. Tudo isso é a forma de o autor nos dizer que há algo além desse mundo e, para os que têm esperança, esse lugar é real e é povoado por todos os nossos sonhos e fantasias. Qualquer um pode sonhar com Tamarisk e se mudar para lá um dia. Ou, talvez, cada um tenha seu próprio mundo para onde ir após sua partida.

*Spoiler*

banner_menina_semeava

E para quem leu até aqui, temos promoção! Sim, sim, sorteio de um kit lindo de A menina que semeva, incluindo o livro + marcador + caixa + essência de Tamarisk. E devo acrescentar que Tamarisk cheira a framboesa e chocolate! *_* Portanto, o cheirinho é muito gostoso. Prontos?! Então leiam as regras e participem! A promoção vai até 07/09!

a Rafflecopter giveaway

– O sorteio começa hoje, dia 07/08/2013 e cai até 07/09/2013;menina_semeava_kit – O envio do prêmio será feito em até 30 dias, via correios; – Caso o ganhador não responda ao nosso contato em 48 horas, o sorteio será refeito; – É preciso ter um endereço de entrega no Brasil; – Não serão aceitos perfis fakes/criados somente para promoções; – Não serão aceitos comentários no post que não sejam com conteúdo pertinente à resenha; – A promoção é válida em todo território nacional, exceto para a equipe do blog Por Essas Páginas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


  • Daniella A. Nascimento disse:

    Apesar de já ter lido outras resenhas com opiniões divergentes gostei da história, acho que vale a pena arriscar, estou precisando de um livro que me emocione sabe? rs. Beijos

  • Jullyane Prado disse:

    Desde que eu vi a divulgação desse livro, já fiquei morrendo de curiosidade e vontade para ler. É muito lindo mesmo essa reação pai e filha e ainda mais um reino encantado para ajudar Becky a esquecer os problemas. Acredito que seja realmente um livro emocionante. Também achei interessante a interpretação que se pode ter do livro, eu não li a sua pq tinha spoleirs, rrsrs. Ótima resenha!! SImlesmente amei e é claro estou participando do sorteio. Sorte pra mim!!!

  • Cristiane Silva disse:

    Adorei essa trama e pelo jeito vale a pena. A história é boa não é? Gostei da ideia e os personagens parecem ser bem feitos e desenvolvidos. A história bem trabalhada e interessante. Consigo imaginar esse reino, o que trás para a personagem essas experiencias e tudo mais. Faz pensar, acho. Espero que seja bom mesmo.

  • Sabrina disse:

    Ainda não tinha ouvido falar do livro, mas gostei da resenha, e agora quero ler… Sem falar que a capa é linda, o que acaba influenciando um pouquinho 😉

  • Alex Mendes disse:

    Assim como muito, também ainda nao tinha conhecimento deste livro. Pela resenha notei algo bem interessante: a ligação entre duas realidades. A ideia de dois mundo, um no qual vc vive e outro no qual vivem seus sonhos sempre me intriga. Fico curioso com a capacidade dos autores de usarem essa característica. Outra ideia interessante é o fato de nosso mundo imaginario sofrer consequencias de situações no mundo real. Isso me lembrou um pouco o mundo de Nárnia (n sei pq). Eu quero este livro.

  • Franciely Bortoski disse:

    Achei interessante o livro só fico com receio de a protagonista ter 14 anos e ser um livrozinho adolescente u.u Eles tem sido quase sempre iguais ultimamente.

  • Vanessa Moreira disse:

    Gostei da história do livro e por uma leitura leve e envolvente…..quero muito ler!!! E concordo com vc a capa realmente é linda!!! Antes mesmo de ler a resenha já tinha me apaixonado pela capa.
    Parabéns pela resenha!!

  • Taty disse:

    Bem acabei de ler o livro e concordo com seu spoiler. A estoria é linda e o titulo original ia ficar melhor pro livro, espero ler o e-book mas a NC tem que disponibilizar ele em português pois mesmo que eu tentasse não ia conseguir ler em inglês rsrs, foi uma bela resenha parabéns

    bjos

  • Juliana disse:

    Adorei a resenha, você escreveu bem que me deixou com muita vontade de ler o livro. E preciso de um livro pra ler atualmente! Minha paixão é a leitura…
    Espero ganhar, pois gostei bastante da sua resenha sobre o livro e a sipnose.
    Acho que vale a pena ler esse livro!

  • Vanilda Procopio disse:

    Linda a sua resenha. Consegui sentir sua emoção enquanto lia e a resenha ficou assim, imagino o livro. Achei um enredo bem interessante como tem fantasia já me ganha de cara. Fiquei um pouco preocupada com a falta de ritmo e a monotonia que você comentou, mas pelo jeito o desfecho compensa tudo.

  • Tâmara Moya disse:

    Primeiramente gostaria de mencionar a bela capa do livro. A narrativa nos apresenta os personagens principais em cenas distintas, nos permite conhecer a rotina de cada um deles, seus desejos e problemas, e nos faz imaginar como essas vidas irão se cruzar e interagir durante a história.
    Mundo real, mundo imaginário… para o leitor esses dois mundos serão igualmente verdadeiros, pois os personagens nos dois planos são intensos e lutam por suas vidas. A autora soube retratar muito bem os dois universos inseridos na história. No mundo real o foco foram os relacionamentos familiares e entre amigos. No mundo imaginário ponto alto foram as peculiaridades da flora e fauna local, as diferentes paisagens e alguns hábitos. Ao ler a resenha tive a sensação de existir uma balança estável entre o drama e a fantasia deixando fluir tanto a reflexão quanto a imaginação.
    Acredito que a leitura é repleta de esperança, encantamento e amor.
    Own!
    Bjus

  • Cris Aragão disse:

    Uma boa Fantasia sempre vale a pena, parece ser uma história bem construída. Não entendi a escolha do título em português, parece não ter mesmo muito a ver com a história.

  • Ana Carolina Lopes disse:

    Bem , esse livro é novo , e ainda não tinha visto nenhuma resenha, até agora.
    Gostei bastante e quero conhecer essa história , o booktrailer é lindo , e a sinopse me encantou também 😉

  • Ana Paula Barreto disse:

    Estou muito encantada com A Menina que Semeava, apesar de não ter lido ainda.
    Apesar de tratar de um tema pesado (pelo menos pra mim), a autora teve a habilidade de fazer isto de forma extremamente sensível e tocante. Gosto da forma como a personagem é elaborada e como encara as situações.
    E o mais bacana é a mistura de estilos literários que deu super certo. Deixou tudo na medida!
    Espero ter a oportunidade de ler este livro, sinceramente.
    bjs

  • Carol Cristina disse:

    Também acho a capa linda demais! *—-*
    O livro parece ser interessante e emocionante, a proposta me chamou a atenção é bem diferente dos romances comuns…
    HAHA, alguns livros fazem isso mesmo, só pelo final, 5 estrelas! XD
    Parabéns pela sua resenha, gostei mesmo =D
    Beijos!

  • Liége disse:

    Só de imaginar a situação de uma criança com câncer já fiquei emocionada (sou uma manteiga derretida!). Tratar de situações terríveis por meio da fantasia me lembrou um pouco o filme “A Vida é Bela”.

    Sinceramente, eu acho que muitas crianças se refugiam em seus próprios mundos para esquecer problemas, ou para lidar com eles. É, ao mesmo tempo, algo bonito e de cortar o coração.

  • Manu Hitz disse:

    Com certeza vou me emocionar, me envolver e chorar. A relação pai e filha é abordada com tanto amor e sentimento, permeada pela dor do medo da perda, que até me permito essa viagem surreal… mesmo não gostando de fantasia, às vezes ela entra de maneira encantadora na história, aqui é um desses casos. Vou adorar o livro!

  • Shadai Vieira disse:

    Capa e título que me chamaram a atenção, lindas! Gosto muito de dramas, mas por mais emocionantes que sejam difícil eu ficar emotivo, mas apenas sensibilizado. Só não sou muito chegado em histórias fantasiosas, então acho que metade do livro eu acabaria não gostando muito.

  • Mey disse:

    Essa historia lembrou minha infancia, graças a Deus, sem doenças, mas eu tb tinha fuga de mundos, pode-se se dizer assim, e sim eu acreditava piamente que estava em outro lugar, tinha o que 9, 10 anos, durante a turbulenta separação de meus pais, então não vi isso como uma falha, inclusive eu consigia me esconder por horas dentro desse mundo para nao ver a realidade do mundo que me cercava. Gostaria muito de ler o livro…fiquei até meio emocionada. Bjksss

    Meyre Christina

    nangy@ig.com.br

    @Meyre_christina

  • Andressa Nunes disse:

    Resenha com excelente conteúdo, descrevendo alguns pontos importantes do livro, ambientando o leitor com o enredo

  • ELIZABETH MACHADO SALLES disse:

    Bem, ainda não tive o prazer de ler este livro, mais gostaria muito. Na sua resenha tive a oportunidade de conhecer um pouco a história e nela me deixei envolver. Fiquei curiosa e muito interessada. E vou adorar ler.

  • Willian disse:

    Resenha muito boa, resumindo muito bem a história, despertando o interesse dos leitores

  • Thays disse:

    Me interessei muito por esse livro.Com certeza deve ser uma historia tocante e que emociona ao falar de algo como o câncer e como a família se sente em relação a isso.

  • Wesley Silva disse:

    Nunca ouvi falar desse livro. Me interessei. A capa é simplesmente maravilhosa. E a história deve ser melhor ainda. Resenha muito boa.
    Fica com Deus.

  • Dani disse:

    Esse livro me ganhou pela capa!
    Coisa mais linda em vida!
    A sinopse também me instigou em querê-lo, então estou com expectativas bem altas sobre ele.
    Adorei como escreveu a resenha sem soltar spoilers e deixando o leitor a vontade para depois dar a sua própria opinião.
    Parabéns!

  • Dani disse:

    Quero muito, MUITO este livro!
    Comentei na resenha e estou bem curiosa para tirar minhas próprias conclusões, todos tem se derretido pela história e acho que comigo será o mesmo, rs.

  • David Galan disse:

    Já ouvi falar muito desse livro e li resenhas ótimas a respeito dele, por isso quero ganha-lo e tirar minhas próprias conclusões!

  • Ariana Gomes disse:

    Ai, quero e preciso muito ler este livro, capa linda, sinopse instigante e sua resenha me motivou mais ainda. Que bom que as 150 páginas fez você dá 5 estrelas para o livro. Lerei muito em breve e volto aqui para dá minha interpretação do livro e lerei a sua, pois quem se arrisca a ler agora e pegar spoiler, né? kkkkkk…

  • Nicole Faiguenblum Nudelman disse:

    Fiquei muito ansiosa para ler esse livro, parece ser muito bom e a capa é maravilhosa!!!

  • Mariana Baptista disse:

    Nao sabia quase nada sobre essa estória mas gostei bastante da proposta do livro. Fico triste em saber que alguns pontos foram pouco explorados pelo autor, porém gosto do fato de o livro não ter muito romance.
    Beijos

  • Cristiane de oliveira disse:

    Eu já tinha gostado do livro só pela capa e agora lendo sua resenha estou apaixonada pela história e quero ler logo que pegar nesse livro tão lindo.
    Eu quero me emocionar com o livro como você, amo livros emotivos e que me fazem chorar, acho que vai se tornar um livro muito querido também.

  • Giselle de Oliveira disse:

    Também achei a capa bonita ( sei que não devemos julgar um livro pela capa, mas fazer o que é a primeira coisa que vemos). Lendo a resenha fiquei com vontade de ler apesar de não gostar muito da protagonistas ter 14 anos, não sou muito fã de livro adolescente, mais tirando isso o livro parecer ser realmente bom.

  • Nicole Longhi disse:

    Já tinha me apaixonado muuito pela capa, ai li a resenha e agora quero mais ainda ler o livro , amei *-*

  • Bruna Costenaro disse:

    Esse livro trabalha com temas espinhosos pra mim que sou hipocondriaca, mas tb trabalha com fantasia, que me faz encarar td com mais leveza. Logo vou encarar o livro sem medo, sabendo que vai mexer comigo.

    Não sabia desse ebook anterior, foi bom saber.

    Miquilis

  • Resultado: Promoção O livro do Amanhã « Por Essas Páginas disse:

    […] Promoção A menina que semeava – até 7 de setembro […]

  • Luisa Cabrini disse:

    O que me atraiu no primeiro momento foi a capa do livro. Depois, a sinopse, mas as resenhas me deixaram com uma expectativa talvez um pouco acima do que deveria ter para ler o livro. Mas fiquei bem interessada, gostei muito da resenha!

  • Ro Angarten disse:

    A capa do livro é linda e me chamou muita atenção, mas lendo sua resenha me pareceu uma versão de “A vida é bela” para a literatura. Não gosto de histórias que giram em torno de doenças (principalmente porque já vivenciei isso), Entretanto a parte do mundo imaginário me pareceu bem interessante. Acho que só lendo para tirar minhas conclusões.

  • Só mais um disse:

    Inicialmente o livro não me interessava pois me foi vendido como sick-lit, e eu não curto o gênero. Então, alguns dias atrás, li uma resenha sobre ele e não pude deixar de ficar intrigada. Esse mundo criado por pai e filha, toda a questão envolvida por trás disso, a separação, as dúvidas sobre acreditar ou não acreditar, é tudo tão mais profundo do que pode parecer em um primeiro momento que eu me peguei pensando que não posso deixar de ler este livro, seria um sacrilégio.

    Att.,
    Eduarda Henker
    http://www.blogsomaisum.blogspot.com.br

  • Karen Senoo disse:

    Ainda não conhecia bem o livro mas fiquei com vontade de ler depois dessa resenha! Adoro histórias de fantasia e essa trama parece ser bem densa, abordando assuntos delicados. Acho que agradará a leitores de vários gêneros =) Pretendo ler, com certeza!

    Bjs
    @tibiux

  • Nardonio disse:

    Confesso que não imaginava que esse livro tinha esse tipo de história. Pensava em algo completamente diferente. O bom é que mesmo ele mostrando alguns probleminhas, você ainda deu nota máxima, pois isso me passa a impressão de que as partes boas são absurdas de ótimas. Estou bastante curioso pra ler.

    @_Dom_Dom

  • Resultado: Promoção Não posso me apaixonar « Por Essas Páginas disse:

    […] Promoção A menina que semeava […]

  • karlene maoli disse:

    Não tinha lido nenhuma resenha sobre o livro, mais fiquei empolgada pra ler agora. Eu gosto de fantasia e faz um tempinho que não leio esse genero.

  • Lucas Grima disse:

    Um dos aspectos que me chamaram a atenção além da história, foi a capa. É uma das mais lindas que já vi. Embora seja uma fantasia, tem um “quê” de realidade, pelo fato da protagonista ter câncer. Tenho curiosidade de saber como o autor une essas duas coisas. Parabéns pela resenha. 🙂

  • Gabriella Alvim disse:

    Estou de olho nesse livro há um tempo.
    Acho que a capa chama mais atenção que a própria sinopse, mesmo se tratando de um enredo interessante.
    Estou bastante curiosa
    Gostei da resenha, parabéns.

  • Mariana disse:

    Quero ler!

  • Douglas Fernandes disse:

    Parece um livro que te emociona do começo ao fim, conheço uma menina de apenas 1 aninho que tem leucemia, é de partir o coração, Mas além de Becky passar por isso ainda tem a separação dos pais, pra ela que ainda ta entrando na adolescencia é terrivel, tbm achei incrivel esse novo mundo que o pai e ela criam pra ajudar no combate a doença, ja quero ler esse livro… 🙂

  • Raquel Moritz disse:

    Ããããin, que lindo, eu quero esse livro!!! Se faltando 150 páginas tu ainda dava 4 estrelas, tá bom até né? Hehehehe.

    Adoro quando o autor pede interação. Lembro que mandei um email uma vez pro autor de um livro que li há anos atrás e ele me respondeu todo fofo. Amei ♥

    Beijinho 🙂

  • Sâmella Raissa disse:

    Pelas resenhas que já vi desse livro até agora, a história deve ser muito bem emocionante e as lágrimas certamente acompanham a leitura do início ao fim. Apesar de não gostar de leituras assim às vezes, já que choro rios e costumo continuar pensando na história mesmo depois que ela termina – como aconteceu com O Caminho para Casa, da Kristin Hannah, que é outro livro pra lá de emocionante e incrível! <3 – ainda assim pretendo conferir A Menina que Semeava, de todas as formas, com certeza vale a pena a leitura. E que bom que tem um ebook que antecede a história, depois de lê-la, ao menos, já sei que se encontra na Amazon. =)
    Beijos…

  • Caroline Centeno disse:

    Fico curiosa com um livro sempre que vejo resenhas com opiniões diferentes e com certeza isso que faz o livro valer a pena a ler. Ser mais uma leitora para ter uma posição e poder resenhar também *-*
    Participando e ansiosa para ler <3

  • adriana medeiros disse:

    Adorei a sinopse do livro e adorei sua resenha. Muito interessante: uma mistura de sick lit com literatura fantástica e drama. Tem que ser um escritor completo para ser capaz de fazer toda essa mistura. Não sou muito fã de sick lit, mas o livro me conquistou pela forma como o pai usa a fantasia para tornar o mundo conturbada da filha em algo mais suave.

    Parabéns!!!

    Adriana Medeiros – minha Velha estante
    minhavelhaestante1.blogspot.com

  • Aline Santos disse:

    Sempre que eu vejo a capa desse livro acabo confundindo-o com Garotas de Vidro.São muito parecidas.Eu gosto dessas histórias fortes. Eu nem imagino a dor do pai de ter a filha separada dele, ainda mais com essa condição, fico com muito medo de lê esse livro poias não gosto de derramar lagrimas em cima dos meus livros.Pesquisando sobre o livro vi que o titulo original é Blue enão entendo porque na tradução colocaram esse.
    Parabéns pela resenha ficou muito boa!!!
    Beijos
    http://entreamorelivros.blogspot.com.br/

  • Nivia Fernandes disse:

    Nossa, que lindo! Se você se emocionou, não deve ter sido por pouca coisa. Concordo que associações rápidas daquele jeito causam estranhamento, mas estamos falando que uma era fruto da imaginação da outra, então talvez seja natural essa aceitação…
    A ideia é muito interessante, inclusive o pedido do autor! Não quis ler sua resposta porque pretendo de verdade ler o livro. =)

    Beijos!

  • Resultado: Promoção A menina que semeava « Por Essas Páginas disse:

    […] quem levou para casa A menina que semeava, ótima fantasia da Novo Conceito? Quem não conhece, leia minha resenha, o livro é recomendadíssimo! E o kit é uma graça, com caixa, marcador e um frasquinho com […]

  • Bruu Gonçalves disse:

    Eu quero ler logo! O que me chamou atenção foi a capa que é liiiiiiinda!!! E a resenha me fez, como sempre, querer ler agora!

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem