Resenha: Quando uma garota entra em um bar…

De vez em quando gosto de ler um livro erótico, assim, pra divertir mesmo. É quando tento ao máximo relaxar e apenas me divertir. Acredito que esse tipo de livro é pra isso, ainda mais um livro como esse, que além de erótico é – pasmem – um livro-jogo! Eu a-do-ro livros-jogos! Então isso quer dizer que fiquei bem curiosa para ler esse livro. Era já para tê-lo lido há um tempão, mas os correios me passaram a perna e não recebemos os livros da Novo Conceito por um grande período. A editora, no entanto, foi muito atenciosa e enviou novamente os livros agora em janeiro. Ao ler esse livro, porém, tenham em mente que Quando uma garota entra em um bar… é estritamente uma leitura para relaxar e se divertir. E outras coisitas más.

“Então você se arrumou toda para uma noite de amigas, daquelas onde só as mulheres participam, mas suas amigas mudaram de planos sem avisar e, agora, você está sozinha em um bar superbacana, arrumada e perfumada, e sem saber bem para onde ir… O que você faz? Aproveita que já está por ali, pede uma tequila e dá uma boa olhada no yuppie que está na mesa ao lado? Ou pede uma cerveja e vai pra perto do palco arrebatar o baterista? Pode ser que você prefira uma paquera com o rapaz de botas de bico fino e músculos trabalhados que está encostado à parede. Ou, quem sabe, tomar um café com o bombeiro que está cuidando da segurança dos clientes e que, neste instante, está verificando o funcionamento do extintor… E isso tudo só pra começar! A escolha é sua — e você tem um mundo de possibilidades nesta noite que parecia começar mal! Só não espere que esta experiência seja como outra qualquer, porque esta noite ficará definitivamente marcada em sua memória de erotismo e paixão. Divirta-se com esta definitiva experiência sensual onde você, e só você, terá o controle de seu próprio prazer!” Fonte

Quando uma garota entra em um bar… é um livro escrito a três mãos: temos Paige Nick, Helen Moffett e Sarah Lotz que, juntas, formam o pseudônimo Helena S. Paige. Mesmo assim, o livro é bastante coeso, e você não consegue identificar quem escreveu qual parte, parece mesmo feito por uma única pessoa. As três autoras pareciam estar em harmonia quando o escreveram, o que é ótimo, porque assim o leitor não fica se batendo em diferentes narrativas.

O livro, aliás, tem uma narrativa inusitada, mas típica de um livro-jogo (se você não sabe o que é um livro-jogo, leia essa resenha): narração em segunda pessoa. Ou seja, tudo no livro é “você fez”, “você disse”, bem, vocês entenderam a ideia. Isso dá uma imersão bem legal na história. O nome da protagonista nunca é revelado porque a ideia é que você, leitora, seja a protagonista.

Algo que gostei muito nesse livro é que as decisões dele levam a várias aventuras – ou melhor, noitadas. Eu contei – e fiz todas, claro, não consigo ler um livro-jogo sem querer fazer todas as histórias – e foram sete histórias diferentes, todas elas tendo como ponto de partida uma garota que vai a um bar encontrar uma amiga, mas acaba ficando sozinha e resolve aproveitar a noite de outras maneiras. E todas são bem quentes, podem ter certeza. É claro que todo mundo elege sua história favorita: a minha foi a do Sr. Intenso, que foi completamente surpreendente. Nós vemos por aí tantos livros em que as mulheres são submissas, mas aqui a história foi outra; a trama deu uma guinada ótima que me agradou muito. Mas essa não foi a primeira que eu fiz, a primeira foi a do astro de rock. Será que isso diz algo sobre mim?! rs

“- Pare de falar. – Você vai até ele e se deixa cair lentamente sobre seu colo. Os braços dele a envolvem, e você sente o calor do corpo e as batidas do coração.” Página 190

Seja lá qual decisão você tome ao ler esse livro, saiba que todas serão excitantes. O livro é bastante sensual, algumas vezes um pouco vulgar, o que me incomodou às vezes. Acredito que o erótico mais eficiente é aquele que estimula a mente e, para isso, não é necessário encher a história com palavras vulgares. Às vezes há excesso de algumas (aquela que começa com “b” e a que começa com “p” para chamar os órgãos feminino e masculino). Sei lá, acho que há maneiras não mais leves, mas talvez mais sensuais e poéticas de se referir a eles. De qualquer maneira, engoli essas palavras e segui em frente, e você tentar esquecer o desconforto que elas causam, as cenas são realmente excitantes e criativas. Já li alguns livros eróticos que são extremamente maçantes e parece que você leu uma cena de sexo e todas as outras são iguais à primeira. E foi exatamente isso que me agradou em Quando uma garota entra em um bar…: as cenas de sexo são muito criativas. Cada história é bem diferente da outra, o que quer dizer que você lê vários livros dentro de um só. Só encontrei um furo na disposição dos jogos, o que é bastante aceitável.

“Ele finalmente afaga sua face e lhe toma novamente o queixo para beijá-la. Mas interrompe o beijo rapidamente, provocando-a, obrigando-a a inclinar-se para ele, seguindo sua boca.” Página 116

A edição é simples, mas eficiente. Há algumas letras de mão, como o lettering da capa, e as decisões tem lábios (os da boca, certo? De beijinho mesmo! rs) como marcadores. É um livro bem direcionado para o público feminino, mas se um cara ler, acho que também poderá gostar (se não se importar que seu personagem seja uma garota). É bastante pornográfico e cheio de imagens bem explícitas, o que talvez também agrade a alguns homens.

Portanto, se você procura diversão e uma bem leitura picante, pode se jogar em Quando uma garota entra em um bar…. No entanto, se quer algo com mais conteúdo, é melhor passar longe dele, ele nada mais é do que pura diversão. É como sexo de uma única noite depois de uma balada: você não vai ficar pensando no cara e nem nesse livro por muito tempo.

Livro gentilmente cedido em parceria para resenha pela Editora Novo Conceito.

Ficha Técnica

Título: Quando uma garota entra em um bar…
Autor: Helena S. Paige
Editora: Novo Conceito
Páginas: 241
Onde comprar: Livraria Cultura / Livraria Cultura (e-book)Amazon (e-book)
Minha avaliação: 

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Dâmaris Carvalho Lima disse:

    O livro não me chamou atenção, não sou fã de livros eróticos

    [Reply]

  • Jaynne Souza disse:

    Já tinha visto ele pela net, mas nunca prestei muita atenção,também nunca li um livro-jogo na verdade.
    Parece um livro bom, talvez no futuro eu intercale ele com leituras mais pesadas…

    [Reply]

  • Isa Aragão disse:

    Não gosto de livros eróticos, então, esse livro eu passo haha

    [Reply]

  • Marília Sena disse:

    Assim como você, leio livros eróticos mais como uma forma de relaxar, apesar de ter lido pouquíssimos. Mas acho que é um mercado que está crescendo, e as pessoas precisam deixar esse preconceito um pouco de lado.

    [Reply]

  • Nayara disse:

    Nunca tinha visto livro-jogo! Fui no link e descobri que é bem legal! Eu gosto de RPG e até jogo às vezes! Com certeza vou procurar livro-jogo agora! 😀
    Não gosto muito desse gênero de livro… principalmente com palavras vulgares.
    Beijos

    [Reply]

  • camila rosa disse:

    Oi, gostei muito da resenha, nunca li um livro jogo, e fiquei bem interessada em ler, acho que como você irei querer todas as historia, gosto de ler livros eróticos são ótimos passatempo na minha opinião.
    Beijos!!!

    [Reply]

  • Caroline Evans disse:

    Faz muito tempo que não vejo um livro jogo, fiquei com muita vontade de comprar agora. *-*

    [Reply]

  • Sorteio: Quando uma garota entra em um bar… « Por Essas Páginas disse:

    […] que o sorteio hoje é hot hot hot! Vamos sortear o livro Quando uma garota entra em um bar…, resenhado aqui, da Editora Novo Conceito. Então, ‘bora ler as regras e […]

  • Douglas Fernandes disse:

    Eu não curto muito esses livros eróticos não, li um que foi horrivel, olhando pelo poto de vista de ler o livro mais por diversão é melhor, sem esperar grandes coisas desses livros, vou ver se leio os livros com esse tema assim.

    [Reply]

  • Ingrid Sodré disse:

    Eu gosto bastante de livros eróticos, mas é um pouco complicado achar um que seja realmente bom, que tem uma história e etc. A maioria só foca no erotismo e acaba deixando a desejar no enredo em si. Esse livro me chamou atenção devido a proposta dele, é um livro mais interativo, me encontrei curiosa a respeito do conteúdo.

    [Reply]

  • Jakeline Lima Silva disse:

    O bom é que não fica em uma só história, e para quem gosta de eróticos terão sete histórias eróticas. Estou curiosa à respeito e vou ler.

    [Reply]

  • Fabiana Strehlow disse:

    Oi, Karen!
    Eu já tinha visto este livro, mas ainda não tinha lido nenhuma resenha sobre.
    Então, fiquei bem surpresa ao saber que é um livro erótico, escrito por três garotas que assinam por uma.
    Mas, constatei também, que as minhas surpresas não param por aí … achei muito legal o lance do livro ter uma narrativa bem diferenciada.
    Pode ser interessante …

    [Reply]

  • Katia Costa Schwanke (katiaelipe) disse:

    Para quem gosta de livros eróticos como eu, um lixo jogo nesse tema é show. JA me imagino mesmo como a protagonista. Me deu até calor. Tem muitas pessoas que tem preconceito com livro erótico, mas eu gosto, meu marido que o diga, kkkk

    [Reply]

  • Gizeli Regina Meister disse:

    Li varias resenhas sobre o livro tanto positivas como negativas, acho que vou ter que ler pra dar uma opinião mas concreta.

    [Reply]

  • Ana Claudia Medeiros disse:

    Gostei desse livro por ser diferente, e ainda mais por ser hot. Meu único porem, é que as escolhas me deixaram confusa as vezes e voltei muito querendo saber as outras opções, e isso tornou a leitura um pouco cansativa.

    [Reply]

  • Ana disse:

    Gosto de livros eróticos. A maioria que leio é assim, mas não tem um motivo especial pra ler. Gostei desse, parece um pouco diferente dos outros que já li. Mas agora estou ficando mais exigente com as histórias, então fico em dúvida se gostaria dele ou não, gosto mais do clima romântico~ sim, eu acho um pouco romântico~ e possessivo das histórias, e não acho que tenha isso no livro.

    [Reply]

  • Shadai disse:

    Desde que li pela primeira vez sobre esse livro fiquei muito a fim de lê-lo.
    Mesmo sendo voltado para o público-feminino, e que já esteja familiarizado com cenas hots.
    Acho muito divertido livro-jogo!
    Lembro que primeira vez que li algo do tipo, foi um gibi do Senninha, mas isso não vem ao caso.
    Tentando ganhar esse livro para matar curiosidade sobre as possibilidades da protagonista, e também para um dia quem sabe ler-jogando bem acompanhado hehehe

    [Reply]

  • ♥♪Jan Araújo♪♥ (@jan_araujo7) disse:

    Nunca li um livro jogo e esta ideia me parece bastante atraente já que o leitor “vive” a história, já li alguns romances eróticos e a vulgaridade que aparece ás vezes é algo que me incomoda um pouco, mas como a resenha aponta, é um livro para ler sem compromisso, estou curiosa para saber das aventuras que ele guarda…

    @jan_araujo7

    [Reply]

  • Aline Ramos Costa disse:

    Eu já queria ler esse livro a um bom tempo…mas, agora estou surpresa em saber que a personagem do livro “SOU EU”..amei essa ideia da autora, super genial..Eu sempre me imaginei sendo a moçinha dos livros e com este posso realizar isso…ebaaaaaaaa, eu preciso desse livro urgentemente.
    Amei sua resenha, ficou exelente. Meus parabéns.

    bjs

    [Reply]

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem