Resenha: Sobre homens e lagostas

Você já comprou um livro pela capa e só depois foi ler as resenhas? Eu já! E “Sobre homens e lagostas” foi um destes livros.

SOBRE_HOMENS_E_LAGOSTAS_1319815590BEm Sobre homens e lagostas, romance de estreia de Elizabeth Gilbert, a autora do best-seller de explora o universo das comunidades que se beneficiam da pesca lagosteira no litoral do Maine, nos Estados Unidos. Os habitantes das ilhas de Fort Niles e Courne Haven são inimigas há décadas, e os lagosteiros locais sempre estiveram em pé de guerra. É nesse mundo que habita Ruth Thomas, a jovem heroína deste livro, que poderia ter escolhido uma vida de luxo e privilégios por ser herdeira da rica família da mãe. Mas é o mundo bruto do pai e dos pescadores onde ela cresceu e escolheu viver. Principalmente depois de conhecer Owney Wishnell, jovem aspirante a pescador, de personalidade reservada e porte atlético, e um dos maiores inimigos de seu pai. (Fonte)

Nunca aprendi tanto sobre a pesca de lagostas em tão pouco tempo! rs

Fazia bastante tempo que eu havia comprado o livro e ele estava lá, na crescente pilha de livros “TBR” (do inglês to be read, a serem lidos). Como eu estava ficando meio viciada no Kindle e os livros físicos estavam meio ignorados, resolvi intercalar, um e-book, um físico. Na verdade acabei lendo 2 livros de uma vez (1 e-book e 1 físico)! rsrs

Como comprei o livro pela capa, e convenhamos que ela é muito fofa com esse monte de lagostinhas coloridas, e porque vi que era o primeiro romance da Elizabeth Gilbert (“Comer, Rezar, Amar”), eu nem sabia direito do que se tratava, tirando que era óbvio que envolvia lagostas! rsrs

E quando li algumas resenhas… surpresa!!! A maioria falava mal do livro! Pensei comigo: Que droga! Mas agora comprei e vou ler para ter minha própria opinião.

E… outra surpresa! Gostei bastante do livro! Não me identifiquei com as resenhas que li. E por isso resolvi escrever esta resenha pra vocês terem uma opinião a mais a respeito.

O começo trata da rivalidade entre as ilhas de Fort Niles e Courne Haven e é meio maçante. Aí, acompanhamos a infância de Ruth Thomas, sempre na casa da Sra. Pommeroy e cercada pelos 7 moleques Pommeroy. Sabemos que sua mãe a abandonou, mas, até mais à frente na história, não sabemos porquê.

Eu quase desisti da leitura (mentira! nunca fiz isso! mas tive vontade), quando uma amiga  me disse que ela já tinha lido e eu ia adorar. Como ela conhece bem meu gosto, eu continuei. E foi ótimo!

Ruth cresce para se tornar uma jovem obstinada e extremamente teimosa. Dá vontade de entrar no livro e dar uns tapas nela!

Descobrimos que a mãe dela faz parte de uma riquíssima família que passa o verão em Fort Niles há muitas décadas, e aí temos uma história paralela  super interessante, que eu não vou contar pra não tirar a graça de quem quiser ler! Ruth é enviada para uma escola em Delaware, mas todas as férias ela volta para Fort Niles e diz para a mãe que prefere ficar lá e trabalhar com o pai pescando lagostas (o que ela admite para si mesma que não é a verdade, mas ela não quer ficar perto da mãe e ser manipulada pela família dela). Depois de se formar, a família quer mandá-la para a universidade, mas ela não dá o braço a torcer, não aceita ser manipulada e decide ficar na ilha. Essa foi uma das partes que me deu vontade de estapeá-la! Fiquei imaginando tudo aquilo que ela poderia se tornar. Mas não! Ela preferiu voltar pra ilha sem qualquer perspectiva para o futuro. E então sua vida toma um rumo inesperado. E, voilà, ela se torna uma grande mulher e atinge feitos extraordinários!

O desenrolar da história é lento, mas depois que você é fisgado, garanto que não vai querer parar e espero, que como eu, se surpreenda com a mulher que Ruth se torna!

Apesar das muitas resenhas negativas, pra mim, valeu a leitura e a recomendo!

Ficha Técnica Título: Sobre homens e lagostas
Autor: Elizabeth Gilbert
Páginas: 344
Editora: Alfaguara
Onde comprar: Livraria CulturaKobo / Saraiva / Lev
Minha avaliação:  

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


  • Aline Santos disse:

    Oiie! Olha…se fosse pela capa eu não leria, pq não em chamou tanta atenção, qdo comecei ler a sinopse, pensei, putz não vou curtir, mas sabe qdo lá no fundinho ressurge aquele pontinho de esperança….Pois eh o que me fez interessar pelo livro, o romance q tenho ctz q irá ajudar tbm desenrolar nessa história…
    Espero em breve conseguir conferir!
    Bjs!

  • Milena Soares disse:

    Nossa a história parece bem interessante, essa é a primeira resenha que leio desse livro, me deixou bastante curiosa em conferi essa história.

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem