Resenha: Sombra e Ossos

Quando o blog foi convidado a ler e resenhar Sombra e Ossos antes do lançamento pela Editora Gutenberg fiquei bastante empolgada. Confesso que não conhecia a série, mas a sinopse chamou minha atenção e alguns dados sobre o livro, como o fato de ele ter sido elencado como um dos melhores do ano e ser altamente recomendado por Rick Riordan, foram suficientes para despertar minha curiosidade. Logo que recebi a prova do livro aqui em casa (me sentindo super importante – hohoho), comecei a ler imediatamente e a história me prendeu do início ao fim. Envolvente e cativante, Sombra e Ossos entrou para a minha lista de favoritos e estou enlouquecida para ler os próximos livros. Quer saber o porquê?

“Alina Starkov nunca esperou muito da vida. Órfã de guerra, ela tem uma única certeza: o apoio de seu melhor amigo, Maly, e sua inconveniente paixão por ele. Cartógrafa de seu regimento militar, em uma das expedições que precisa fazer à Dobra das Sombras – uma faixa anômala de escuridão repleta dos temíveis predadores volcras –, Alina vê Maly ser atacado pelos monstros e ficar brutalmente ferido. Seu instinto a leva a protegê-lo, quando inesperadamente ela vê revelado um poder latente que nunca suspeitou ter.

A partir disso, é arrancada de seu mundo conhecido e levada da corte real para ser treinada como um dos Grishas, a elite mágica liderada pelo misterioso Darkling. Com o extraordinário poder de Alina em seu arsenal, ele acredita que poderá finalmente destruir a Dobra das Sombras.

Agora, ela terá de dominar e aprimorar seu dom especial e de algum modo adaptar-se à sua nova vida sem Maly. Mas nesse extravagante mundo nada é o que parece. As sombrias ameaças ao reino crescem cada vez mais, assim como a atração de Alina pelo Darkling, e ela acabará descobrindo um segredo que poderá dividir seu coração – e seu mundo – em dois. E isso pode determinar sua ruína ou seu triunfo.” Fonte

Para começar já fiquei bem feliz com a honestidade da editora logo na capa: acima do título está escrito “Trilogia Grisha”, portanto nenhum trauma ou surpresa por aqui ao descobrir que se trata de uma série, nada de descobrir esse fato lá no final, muito pelo contrário. Logo de cara eu já sabia que o livro teria continuação e, por isso, não fiquei irritada como de costume. Sinceridade com o leitor faz a diferença. E, realmente, esse livro precisa de continuações. Eu quero lê-las agora. Preciso! Leigh Bardugo, em seu livro de estréia, conseguiu a façanha de criar um mundo enorme, complexo e cheio de intrigas, com personagens cativantes e muitíssimo bem escritos, além de uma trama incrível de tirar o fôlego.

sombra_ossos3

Vamos começar pelos personagens. Leigh nos apresenta a eles já no centro dos acontecimentos, o que é ousado e apaixonante; não temos longas descrições monótonas, mas sim muita ação logo de cara e somos introduzidos aos personagens de maneira natural, acompanhando suas atitudes e seus sentimentos pelos olhos de Alina, a protagonista da história. Esse tipo de abordagem, além de fluir com maior naturalidade, também nos deixa na dúvida sobre quem podemos confiar – e isso inclui Alina, mesmo sendo ela a heroína e narradora. Aliás, Alina é um caso à parte e preciso falar dela em separado.

Alina Starkov é uma órfã de guerra, cartógrafa, que descobre inesperadamente um enorme poder e tem sua vida revirada do avesso. Ela realmente nunca foi uma garota atraente e vive à sombra dos outros, principalmente de Maly, seu talentoso, bonito e popular melhor amigo de infância. Como se isso tudo já não fosse o bastante, ela ainda nutre uma paixão incômoda por ele. Mas Alina não fica se lamentando ou reclamando da vida (nada de mimimi por aqui, o que é sensacional – ODEIO mimimi). A protagonista é forte, bem-humorada, irônica e independente, mas ao mesmo tempo também tem suas inseguranças e medos, o que a torna humanamente possível e, portanto, extremamente cativante – tornou-se uma das minhas heroínas preferidas, ao lado de grandes nomes como Katniss Everdeen. Acho que é isso que a define, na verdade: ela é humana, equilibrada entre o bem e o mal, e nem todas suas atitudes poderiam ser vistas como boas. No final, não vou contar tudo, claro, mas bem… ela literalmente toca o terror, o que eu achei sensacional e me fez gostar ainda mais dela.  E ela é uma narradora incrível, jamais é cansativa, sempre aparece com seus comentários sarcásticos e suas dúvidas, deixando o livro ainda mais dinâmico e envolvente.

Eu fiquei na defensiva na mesma hora. “Olha, se você não quer ficar para jantar, prometo não chorar dentro da sopa.”

Além de Alina temos outros personagens incríveis como, claro, o Darkling, intrigante, inteligente, misterioso e sensual; Maly, o melhor amigo dela, que eu não gostava a princípio, mas me conquistou aos poucos; Genya, que podemos descrever como uma boa amiga de Alina, mas que também reserva algumas surpresas. Há vários e vários personagens intrigantes e que chamam a atenção, mas o que eu mais gostei é que todos eles têm personalidade e brilho próprios, você não os confunde na leitura, e a autora não fica se preocupando em descrevê-los em parágrafos e mais parágrafos longos ou cansativos, mas sim, como eu disse lá em cima, ela vai inserindo-os naturalmente e é dessa forma que nós os conhecemos. Incrível.

sombra_ossos2

O livro já começa empolgante com uma expedição do grupo de Alina à Dobra das Sombras, uma extensão de terra árida, criada por magia, repleta de escuridão e monstros. Esse lugar é importante na história, pois é nele que descobrimos o poder de Alina e também é ele que pode destruir ou salvar o reino de Ravka. Muito da história gira em torno disso e há algumas coisas bem sinistras a respeito do lugar. Logo no começo do livro temos um mapa que é bem útil para o leitor se orientar nesse mundo (e, além disso, só a visão dos monstros no mapa já me intrigou).

Sempre supus que os camponeses famintos e soldados mal supridos de Ravka eram o resultado da Dobra das Sombras. Mas enquanto caminhávamos ao lado de uma árvore de jade embelezada com folhas de diamantes, não tive mais tanta certeza.

Quando o poder de Alina é descoberto, ela é levada à capital – onde convivem a família real em um grande palácio e todos os Grishas, liderados pelo Darkling, em um palácio menor. Cada Grisha tem sua habilidade e cor próprias, mas Alina é única. É nesse lugar que ela aprende a controlar suas habilidades e sua magia, bem como começa a conviver com seus iguais. É uma parte incrível do livro, mas que nos prepara para algo muito maior depois. E, sério, pessoal, esse livro não tem partes maçantes nem monótonas, nenhumaTudo é interessante, você devora o livro sem perder a empolgação por um único minuto. Fiquei surpresa com o quanto eu gostei do ritmo, da história e dos personagens, já que muitas vezes caminho a passos lentos em livros de fantasia, mas esse é simplesmente incrível. Não conseguia parar de ler. O melhor é que não há descrições infinitas e enjoativas, mas sim muita ação e a narração incrível da autora – e da Alina. Toda essa agitação, no entanto, não compromete o entendimento da história e, bem cedo, você se encontra envolvido por aquele mundo e entendendo com naturalidade todas as suas partes, descobrindo todas suas particularidades.

sombra_ossos1

Há romance, sim, mas há um romance natural e envolvente. Nada de melação, nada de o livro se resumir ao romance, nada de protagonista que só pensa nesse assunto. Há o romance sensual, sedutor e misterioso, e há também o romance puro, quase inocente e muito honesto. Esse sim é o tipo de romance que me fascina e que eu adoro ver em livros, é o romance que adiciona, mas não rouba a cena, muito menos reduz os personagens a relacionamentos amorosos. Tudo é planejado e muito bem encaixado, faz sentido e, portanto, eu adorei. E vocês sabem como eu sou chata com essas coisas, mas aqui o romance é perfeito.

Sombra e Ossos é um livro incrível e fascinante. Leigh Bardugo arrebentou em seu livro de estréia, exibindo uma escrita envolvente, natural e instigante. Se o seu primeiro livro foi tão bom, fico imaginando como ela vai evoluir nos próximos. Esse é o tipo de história que você quer mais e mais e mais, e já estou roendo as unhas pelo próximo volume – o que é incomum para mim em séries, vocês sabem. Com um livro notável como esse, as expectativas para os próximos estão altíssimas e mal posso esperar para colocar minhas mãos e devorar os outros livros da Trilogia Grisha.

Prova de livro cedida gentilmente pela Editora Gutenberg! 

gutenberg

Ficha Técnica

Título: Sombra e Ossos
Autor: Leigh Bardugo
Editora: Gutenberg
Páginas: 288
Onde comprar: Livraria Cultura
Avaliação: 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  • 3
  •  
  •  
  •  
  •  


PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem