Resenha: Sorrisos Quebrados

Sorrisos QuebradosSorrisos Quebrados gira em torno de três personagens: a jovem Paola, a pequena Sol e seu pai, André. Os três são vítimas de violências distintas, que deixaram marcas profundas em cada um. Trata-se de uma história de superação de dores, magia, estrelas e de como importantes laços humanos podem se formar a partir da autoaceitação, da arte e da tolerância no cotidiano. fonte

Esse livro chegou aqui pra mim já tem um tempo – e eu confesso que já li há um tempinho… Mas nunca conseguia encontrar palavras sobre como eu me senti com ele. Vou tentar mais uma vez…

Não vou me estender sobre a história, porque tenho medo de soltar spoilers – e isso acontece com certa frequência. Por isso acho que essa resenha será um pouco mais curta que de costume.

Sorrisos Quebrados fala de traumas e superações. Dores profundas e mal cicatrizadas – e algumas que dificilmente serão cicatrizadas – e também esperança e amor.

É difícil não ficar com o coração na mão, principalmente com Paola, que sofreu com seu antigo relacionamento – tanto física quanto psicologicamente. André e Sol também tiveram seus traumas e dores. Mas pelo menos André teve Sol desde o início, o confortando. Paola conhece Sol em sua clínica de reabilitação, onde se internou por vontade própria, encontrando na pintura seu refúgio. As duas se tornam amigas e, aos poucos, Paola também permite a aproximação de André.

É uma leitura que prende o leitor. A narrativa vibrante e poética. Além disso, mostra as consequências e de um relacionamento nocivo e a recuperação como algo bem realista, que não cicatriza de uma hora pra outra.

Embora a narrativa nos prenda, houve momentos mais lentos que dificultaram um pouco minha leitura. As cenas mais quentes deixaram a desejar, se tornando até desnecessárias. Para mim, um livro pode ser romântico sem necessariamente mostrar a cena de sexo em si, por mais que seja algo tocante, ainda mais quando se trata de duas pessoas que ergueram um muro para o amor. Mas nesse ponto, infelizmente não me convenceu.

Tirando isso, a leitura vale muito a pena. Como falei, é uma história de superação e amor e acho que todos deveriam ler.

Esse livro foi gentilmente cedido para resenha pela Editora Valentina.

Ficha Técnica:

Nome: Sorrisos Quebrados
Autor: Sofia Silva
Páginas: 232
Editora: Valentina
Onde comprar:  Amazon
Minha avaliação:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  • 2
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Priscila disse:

    Olá! Parece ser uma história muito interessante, envolvendo pintura deve ser gostoso de ler.

    Beijos!

  • Beatriz Andrade disse:

    Olá, achei a sua resenha bem sincera e gostei de ver a sua opinião. Eu li esse livro recentemente e amei a leitura. Mas concordo que romances não precisam de cenas de sexo, mas nesse caso eu gostei. Gosto de livros eróticos e estou sempre lendo algum, mas sinto falta de romances que tenham uma linda história de amor, intensa e arrebatadora e que não mostre o sexo entre o casal.

  • Morgana Brunner disse:

    Que dica maravilhosa, fiquei extremamente interessada em ler diante dos livro que trouxeste, ainda mais que aborda assuntos sobre superações e uma realidade que nos pertence, ótima dica e fiquei feliz de ver que tem um romancezinho.
    Bjs

  • Cabine de Leitura disse:

    A algum tempo anotei essa dica de leitura e a cada nova resenha sei que preciso fazer isso logo. Acredito que a carga dramática dele seja forte, afinal não é muito fácil falarmos sobre traumas e superações sem tocar em alguma ferida. Uma peninha que a leitura não mantenha a fluidez, sem dizer nas cenas desnecessárias , mas ainda quero ler.

    Beijos.

  • Nina Spim disse:

    Oi, tudo bem? Cada vez que leio resenhas desse livro, sei que é uma leitura que quero fazer. Espero fazê-la em breve. Num tempo em que as mulheres ainda são culpabilizadas pelas violências e opressões que sofrem, acredito que a literatura pode representar mais essas temáticas, porque o mundo, infelizmente, não é bonito como as histórias fictícias nos fazem acreditar. Fico muito feliz por existir esse livro, sabe. Acho importantíssimo.
    Quanto às cenas de sexo, a menos que elas tenham um propósito no enredo, também acho-as desnecessárias.

    Love, Nina.
    http://www.ninaeuma.blogspot.com

  • Clayci disse:

    Eu li e gostei da proposta, mas não da história.
    A personagem principal é forte e merecia mais do que o André.
    Não consegui sentir empatia nenhuma por ele e analisando sua personalidade, tbm achei ele abusador.. Ver a forma com que ele tratava a mãe… a comparação com a ex.ENFIM. Mas achei a capa linda e o assunto abordado necessário

    Beijos <3

  • Raquel disse:

    Oi
    Já ouvi falar muito desse livro e sobre os ensinamentos que ele traz. Infelizmente confesso não tenho tanta vontade assim de conhecer talvez por já estar atolada de leituras. Uma pena que não gostou tanto assim do romance realmente cenas de sexo nem sempre precisam ser descritas principalmente em livros como esse que não tem isso como objetivo principal.
    Beijo
    Raquel Machado
    Leitura kriativa
    http://leiturakriativa.blogspot.com

  • Cris disse:

    Oi tudo bem?
    Já tinha ouvido falar desse livro, gosto muito de drama com uma pitada de romance, já tenho anotado a dica, parabéns pela resenha e pela sua sinceridade em relação a leitura. Obrigado, bjs!

  • Maria Luíza Lelis disse:

    Oi, tudo bem?
    Sempre vejo esse livro sendo muito elogiado e tenho curiosidade de ler. Ele traz uma temática importante e acho que deve ser muito tocante acompanhar a trajetória dos protagonistas para superarem seus traumas.
    Fico feliz que, apesar de algumas ressalvas, você tenha gostado do livro. Atualmente, eu ando fugindo um pouco de livros com uma carga emocional maior, como esse, mas tenho ele na minha lista de desejados para ler futuramente.
    Beijos!

  • Ana Paula Medeiros disse:

    Oi! Apesar da capa linda e da premissa tocante, não consigo sentir vontade de ler esse livro. Não consigo mais gostar de dramas, ou romance construído após uma (ou várias) tragédias, sei lá, não rola comigo.
    Achei interessante na parte sobre as cenas “hot”, em que você cita que não combinou muito bem. Realmente, lendo a resenha e as descrições do enredo, é totalmente desnecessário descrever cenas assim.
    Enfim, passo a dica dessa vez…
    Beijos!

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem