Resenha: Star Wars: antes do despertar

O nome Star Wars sempre dá peso a tudo o que lhe é atrelado, mas vez ou outra o tiro sai pela culatra. Antes do despertar é um livro que consegue o aparentemente impossível – destruir os personagens principais de O Despertar da Força com histórias que não adicionam nada a trama. Preparem seus sabres de luz.

“A jovem Rey vive em Jakku, um planeta desértico e inóspito. Ela sobrevive trocando equipamentos perdidos por ração e água, porém uma descoberta inesperada vai virar sua rotina de cabeça para baixo. Poe Dameron é um dos melhores pilotos da Nova República, mas quando as ameaças da Primeira Ordem parecem cada vez maiores, ele precisa rever se toda a sua dedicação está sendo eficaz para proteger a galáxia. FN-2187, por sua vez, é um stormtrooper dedicado e talentoso, que obedece aos comandos da capitã Phasma sem hesitação… mas aos poucos começa a questionar os métodos usados pela Primeira Ordem para alcançar o poder. Rey, Poe e Finn ainda não se conhecem e nem sentiram a Força despertar. Antes de formarem o trio de heróis que será a esperança da galáxia, precisam lidar com seus próprios dilemas e conflitos.” Fonte: Skoob

Antes do Despertar teve a consideração de ser um livro curto, apenas 200 páginas. Poderia claramente ser mais curto, pois conta com uma edição com certa generosidade no tamanho das letras. Conta apenas com três contos, um para cada personagem retratado na capa – Finn, Rey e Poe.

Começamos com a história de Finn, nosso já conhecido stormtrooper rebelde e fujão que decide abandonar a Nova Ordem e dá de cara com Poe no filme. Acredito que o filme já tenha dado motivação e explicações suficientes para os expectadores sobre Finn ter fugido da tropa, mas aparentemente Greg Rucka, Lucasfilm e a Editora Schwarcz S.A acharam interessante compartilhar essa história insípida com os fãs.

Acompanhamos Finn antes de sua fuga, em uma de suas muitas simulações de guerra na qual fica claro para seus superiores e para o leitor que não se trata de um stormtrooper comum. Finn não consegue abandonar seus companheiros, sempre tenta salvar a tropa e cumprir os objetivos, oque para seus chefes é inconcebível – um soldado de elite não pode demonstrar compaixão… essa motivação é tão furada e sem sentido! Quer dizer que um soldado não pode salvar seus companheiros de equipe se tiver a oportunidade de não fracassar a missão? Ridículo.

Em seguida temos mais algumas demonstrações de simpatia e misericórdia de Finn que servem somente para reforçar aquilo que já sabiamos: Finn é um stormtrooper diferente, que pensa por si mesmo e quer conhecer o universo. Obrigado livro por nada.

Passamos ao conto da Rey e – olha só – mais uma história que serve para reforçar o que já sabíamos. Rey é uma garota órfã num planeta deserto que sonha em voar de nave pela galáxia, mas tem de ficar catando lixo para sobreviver. Neste conto, ela encontra uma nave funcional no meio deserto e começa a repará-la com peças achadas nos destroços de outras naves, até o momento em que outros dois catadores de lixo percebem que ela está montando algo. Obviamente os catadores auxiliam Rey até o momento em que a nave consegue alçar vôo e fogem com ela, deixando Rey para trás e mantendo sua história em status quo.

Finalmente chegamos a história de Poe. Filho de pilotos de caças famosos na época da Rebelião, Poe sabe que é um excelente piloto porém, se sente preso pelas amarras burocráticas da República, acreditando que ela está perdendo a batalha contra a Nova Ordem devido a politicagem.

Poe encontra uma chance de fazer oque deseja ao ser convocado para a Resistência, que está ativamente combatendo a Nova Ordem – liderada pela nossa querida Leia. Infelizmente, nem a presença da princesa salva esta história, mais uma vez temos um conto que não adiciona em nada, não traz nenhuma nova faceta do personagem, não cativa e não aproxima o leitor.

Não suficiente em ser ruim  pelos motivos acima citados, Antes do Despertar consegue deixar a leitura ainda pior ao adicionar termos tecnológicos e nomes de planetas como um Yoda bêbado disparando palavrões. Ibaar, Adarlon, Balamak, X’us’R’iia, Gthroc e tantos mais termos técnicos e motores kataploti -não sei o quê. Olha, a gente sabe que mundos de ficção tem seus termos, localizações e nomes inventados em idiomas impronunciáveis, mas não precisa metralhar o leitor com isso não é mesmo?

Talvez Antes do Despertar dê certo na mão de um pai/mãe habilidoso(a) que o utilize para contar histórias sobre Star Wars para seus filhos… para despertar o interesse deles? É o único cenário em que posso considerar a compra/existência desse livro.

Livro gentilmente cedido para leitura e resenha pela Editora Seguinte!

logo_seguinte

Ficha Técnica

Título: Star Wars: Antes do Despertar
Autor: Greg Rucka
Editora: Seguinte
Páginas: 200
Onde comprar: Americanas/ SubmarinoSaraiva
Avaliação: 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


  • Aline Santos disse:

    Olá Felipe!
    Eu não consigo ler nd de SW acredita? Nunca li nd e nunca vi aos filmes tbm…Infelizmente essa dica eu passo pra quem curte a série e o gênero…
    Bjs!

  • Thais Lima disse:

    Oi!
    Não me interesso muito por livros com esse tipo de assunto abordado. E pela sua resenha me parece não ser um livro muito bom para quem é fã dessa serie. Já vi alguns filmes e gosto muito, mas nunca li nada.
    Parabéns pela resenha e beijos!!!

  • Elidiane Lima disse:

    Assisti todos os filmes de Star Wars, vezes sem conta, mas confesso que nunca me interessei em ler os livros, mas claro que se a oportunidade surgir os lerei, exceto Antes do Despertar, pela sua resenha tive a impressão de que é um livro descartável com informações que já conhecemos… como você mesmo disse, Antes do Despertar é uma história insípida com os fãs de Star Wars…
    Abraços!

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem