Resenha: Teto para dois

Ficha técnica

Título: Teto para dois

Autora: Beth O’Leary

Tradutora: Carolina Selvatici

Páginas: 400

Editora: Intrínseca

Compre aqui

Sinopse: Três meses após o término do seu relacionamento, Tiffy finalmente sai do apartamento do ex-namorado. Agora ela precisa para ontem de um lugar barato para morar. Contrariando os amigos, ela topa um acordo bastante inusitado.

Leon está enrolado com questões financeiras e tem uma ideia pouco convencional para arranjar dinheiro rápido: sublocar seu apartamento, onde fica apenas no período da manhã e da tarde nos dias úteis, já que passa os finais de semana com a namorada e trabalha como enfermeiro no turno da noite. Só que tem um detalhe importante: o lugar tem apenas uma cama.

Sem nunca terem se encontrado pessoalmente, Leon e Tiffy fecham um contrato de seis meses e passam a resolver as trivialidades do dia a dia por Post-its espalhados pela casa. Mas será que essa solução aparentemente perfeita resiste a um ex-namorado obsessivo, uma namorada ciumenta, um irmão encrencado, dois empregos exigentes e alguns amigos superprotetores?

Teto para dois tem toda aquela sinopse de um bom romance afinal… Como assim dividir uma cama sem nunca terem se conhecido? Foi nessa situação inusitada que Leon e Tiffy se encontraram. Leon estava com problemas financeiros e como ele é enfermeiro, resolve sublocar o apartamento no período da noite e nos finais de semana. Já Tiffy se separou do seu ex-namorado e resolve sair do apartamento dele só que ela também não tem muito dinheiro disponível para um aluguel. Parece uma união perfeita, se não fosse um detalhe: o lugar tem apenas uma cama e a namorada de Leon é muito ciumenta e faz com que o acordo seja fechado, porém sem os dois se encontrarem “ao vivo”…

~ Dica: acompanhe nosso Instagram e fique por dentro das resenhas e indicações em primeira mão! ~

O começo do livro é muito interessante: como Leon e Tiffy nunca se conheceram, eles ficam tentando adivinhar como é a personalidade um do outro por pequenas pistas. Eles analisam os pertences de cada um (já que Tiffy chega com uma mudança e que mudança!) e logo eles começam a deixar post-its com recados um para o outro. Primeiro, sobre questões da casa; depois sobre informações mais pessoais. E assim o relacionamento dos dois vai crescendo – até que eles finalmente se encontram pessoalmente.

Ler é algo muito pessoal. Não são só as palavras, mas os sentimentos que a leitura evoca no leitor. E conforme o enredo foi sendo desenvolvido eu fiquei sentindo que faltava alguma coisa. Mas o que é essa coisa? Os temas retratados são interessantes e importantes – inclusive a autora tratou de temas que são pesados, mas de uma forma até muito leve.  Os personagens também são bem construídos. Mesmo com todas essas características positivas (aliás, quero um livro sobre o irmão do Leon por favor), o livro não conseguia me prender e eu só conseguia ler poucos capítulos por dia. Talvez o que tenha faltado para fazer com que ele fosse mais especial seria um aprofundamento maior dos problemas da Tiffy. Eu não queria um drama pesado, porém algo que me aproximasse um pouco mais dela. É estranho porque isso aconteceu poucas vezes comigo – e pelas avaliações nos sites eu realmente pensei que fosse gostar mais.

Ou talvez a questão foi que eu achei o romance interessante, mas faltou aquela… Como explicar?  Aquele brilho que faz com que a gente se envolva e torça para o casal. Eu já comentei aqui algumas vezes que uma coisa é você dizer que duas pessoas se amam outra coisa completamente diferente é você fazer com o que o leitor sinta isso. E, em um romance, para mim essa era a questão mais importante e isso não ocorreu.

Enfim, Teto para dois tem um enredo muito bem construído e personagens que são cativantes porém, ficou faltando um pouco no quesito romance. Mas esse é aquele livro que o leitor tem que ler para tirar as suas próprias conclusões – às vezes você vai ter uma opinião completamente diferente da minha.

Este livro foi gentilmente cedido para resenha pela Intrínseca.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


  • Milena Soares disse:

    Olá! Estou doida pra ler esse livro, curto muito esse gênero e cada resenha que vejo dele me deixa ainda mais curiosa em conferi essa história e tira minhas próprias conclusões. Bjs

  • Alisson disse:

    Oi Lany,
    menina quando eu vi o título do livro eu me interessei e quando li a sinopse soube que eu precisava ler esse livro, ele tem muito a minha cara de ler e ficar esperando para ver o que vai acontecer pela frente adoro isso, li sua resenha e entendo a questão de sentir que faltou algo para brilhar os olhos, também fico chateado quando acredito que vou amar um livro e ele não bate as minhas expectativas, mas, ainda assim eu continuo ansioso para ler o livro e tirar minhas próprias conclusões sobre ele.

  • Karine Fernandes disse:

    Confesso que estou vendo tanta gente falar desse livro mas a verdade é que não sinto muita vontade de ler essa historia. Quem sabe futuramente. Mas está muito legal sua resenha parabéns.

    Bjs.

  • Vanessa Vieira disse:

    Olá! Ainda não conhecia a obra. Mas sei como você se sente. Às vezes o livro pede mais e a gente não se dá conta do que é. Penso que possa ser sobre a expectativa criada pela obra. Mas sempre fica a experiência.

    Parabéns pela resenha, está muito bem escrita e mesmo galtando algo, você conseguiu me deixar curiosa pela obra!

    Até breve!!!!

  • Ivy Montiel disse:

    Oiiieeee

    Livro é muito coisa do momento também. Comigo tb ja aconteceu de livros mega elogiados serem decepcionantes pra mim, não por serem ruins, mas porque não era o momento e parecia que faltava algo. Eu tb li Teto para dois, mas como ja fazia tempo que não lia um chick lit, acabou sendo uma delicia de leitura e desfrutei demais do livro, principalmente por ver esses temas mais duros sendo abordados de maneira tão mais leve, sem minimizar a gravidade. Uma pena que a leitura não funcionou pra ti, talvez tenha sido essa falta de aprofundamento nos conflitos da Tiffy mesmo, embora eu achei que ficou bacana a maneira como o perfil do ex foi aos poucos sendo traçado até o leitor ter o panorama completo.

    Beijos

    http://www.derepentenoultimolivro.com

  • Silviane Casemiro disse:

    Olá! Você é a primeira pessoa que eu vejo que não caiu de amores por este livro, viu?
    Gostei de ver um ponto de vista diferente.

    Silviane, blog Memento Mori• Siga no Instagram: @kzmirobooks

  • Fernanda Barroso disse:

    Olá!
    Enquanto lia apenas a sinopse, fiquei muito tentada em ler o livro, pois parecia mesmo o meu tipo de livro, mas confesso que fiquei com receio. Anotei a dica para buscar mais tarde, mas entendo o sentimento de esperar mais de um livro e sentir que não ganhou tudo, uma pena mesmo.

  • Mari disse:

    Ah, que pena que para você ele não funcionou de forma tão boa quanto a esperada. eu simplesmente amei a leitura desse livro, considero-o um dos melhores do ano e adorei a forma como a autora tratou de um assunto tão delicado de forma sensível

  • PS Amo Leitura disse:

    Olá!

    Gostei da sua sinceridade na resenha. Realmente vejo muitos comentários incríveis sobre essa obra, falando que é bem construída e tudo mais, mas uma pena que faltou um pouco mais do romance. De qualquer forma, ainda estou curiosa para ler.

    Beijos,

  • Clayci Oliveira disse:

    Gostei da sua resenha! Não li muitas sobre o livro e a sua me conquistou. Mesmo com as ressalvas, pois acredito que também sentiria falta desse aprofundamento, viu? Mesmo assim quero dar uma chance para essa leitura em breve <3

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem