Resenha Tripla: Alameda dos Pesadelos

alameda_dos_pesadelosSinopse: “Vívian era apenas uma mulher solitária, com uma vida normal, presa em sua rotina sem graça, até a noite em que presencia um acidente. A partir daí seu pesadelo começa; ela passa a ter visões de um homem que conheceu no passado e desejava nunca mais encontrar. E o pior: ele quer vingança. Até que ponto um pesadelo é fruto da imaginação? Vívian descobre que o limite entre a alucinação e a realidade é tão pequeno que a loucura está a apenas um passo de distância e o pesadelo pode estar escondido na nossa mente, como um monstro à espreita, esperando sua chance de despertar. E para escapar do seu horror particular, Vívian precisará entender quais foram seus erros. E finalmente aceitar a própria culpa.”


Alameda dos Pesadelos é o romance de estreia de Karen Alvares (ela já participou de vários livros de contos e vocês podem conferir a resenha de alguns deles aqui). E sim, essa é a mesma Karen colunista aqui do blog! Como a Lucy e a Adriana também leram esse livro (e para termos uma visão diferente do livro), resolvemos fazer uma resenha. Meus comentários estão em laranja, os da Lucy em azul e os da Adriana em verde.

“A vida é um jogo de tabuleiro; daqueles que você joga o dado e anda uma, duas, cinco casas. Se você não aprender o que tem que ser aprendido na vida, vai ser obrigado a voltar ao início e tentar de novo até conseguir. Se você teimar nos mesmos erros, vai ter que voltar ao início do tabuleiro.

A vida é um jogo, afinal.”

Aquele dia não estava sendo fácil para Vívian. Sexta-feira,  estava chovendo e ela não havia escutado o pai e por isso estava sem guarda-chuva. Para piorar, teria que pegar um ônibus na hora do rush e enfrentar o maravilhoso trânsito de São Paulo para voltar para casa. Aaah, aqueles momentos idílicos presa no trânsito, em um ônibus lotado… Sintam a ironia aqui. Com muito trabalho, ela consegue e por sorte ainda senta na janela. Eles acabam passando por um acidente onde dois carros tinham batido e uma moto estava estraçalhada. Ao lado da moto, havia um corpo. E o povo foi todo pra janela do ônibus pra ver, como sempre acontece.

No dia seguinte, Vívian vai com o seu filho Lucas ao cinema assistir Harry Potter (em uma cena que 99% fãs dessa série vão se identificar). Quando eles estão terminando o lanche, Vívian repara em um homem com uma jaqueta de couro que tinha um corvo bordado nas costas (Interessante que o corvo geralmente é um sinal de mau agouro). Porém o mais importante era que ele era o pai de Lucas (viu?). Lucas nunca o havia conhecido e Vívian fica apavorada. Fazia muito tempo que ela não tinha mais contato com ele e por isso sai correndo do shopping. Só que essa não é a última vez em que ela vai encontrar o seu ex-namorado… Depois daquele dia, Vívian passa a ter a sensação de que Gabriel, seu ex-namorado, a estivesse perseguindo nos locais mais improváveis possíveis, principalmente sua mente.

Alameda dos Pesadelos foi uma imensa surpresa para mim. Eu não estou acostumada a ler livros de suspense/terror, porque como eu já disse várias vezes, sou muito medrosa. Esse livro possui cenas bastante fortes – mas nenhuma delas é sem um motivo. Aliás, deixa eu aproveitar pra dizer que achei o livro muito consistente. Sabe quando você assiste um filme desse gênero e percebe que ele não tem lógica nenhuma? Que ele é um recorte de cenas somente para assustar? Isso não acontece em Alameda dos Pesadelos, porque todas as cenas tem um propósito maior, como por exemplo o desenvolvimento do enredo ou dos personagens. Além disso, a Karen trabalha muito mais o terror psicológico, o que é muito mais interessante. Achei que é bem nisso que aparece a influência que gostar tanto de Stephen King teve na sua escrita. Não é simplesmente terror… existem motivos e sentimentos muito vivos por trás de todo o terror. (Quando percebi essa influência fiquei com um sorriso enorme no rosto! No nosso primeiro contato já fomos logo falando dessa paixão pelo King que temos em comum!)

Eu também não sou fã de livros de terror, mas a Karen me prometeu que o livro era mais thriller do que terror… Eu achei uma mistura dos dois e mais uma boa dose de drama – e atesto aqui que tive pesadelos com ele! Em outras palavras, serviu ao seu propósito de assustar e entreter. A narrativa flui fácil e rapidamente; o texto é muito bem construído e tem os “ganchos” certos entre um ponto e outro e não restam pontas soltas na história. A Karen está de parabéns pelos ganchos (mais tarde me explico melhor). A história de Vívian e Gabriel, os fatos que até mesmo ela desconhecia e as coisas que não queria enxergar, faz você gostar e não gostar dela ao mesmo tempo e, por causa disso, você acaba curioso com o que vai acontecer. Além do terror psicológico, também tem as pitadas de drama, fazendo com que a trama evolua de uma história de vingança pura para superação, perdão e redenção. O que me surpreendeu bastante foi essa evolução, como eu disse antes, ser tão consistente. Não acontece do nada, nem é apelativa, tem seus motivos e muito bem embasados. 

O livro é surpreendente. Alguns pontos eu descobri durante a leitura (eu também!) (eu também!) – e quase saí dançando com o livro quando percebi que estava certa (eu não fiz isso, mas tudo bem rs) (não saí dançando, mas confesso que falei sozinha). Outros eu nunca iria adivinhar e me deixaram completamente de queixo caído. E a narrativa é muito envolvente – você não consegue parar de ler! Verdade!!! A narração é em primeira pessoa, do ponto de vista da Vívian. Ela vai contando aos poucos sobre o passado dela com Gabriel e com isso o leitor vai ficando cada vez mais curioso. Verdade! Até que chega o momento BAM! no meio do livro – e dessa parte para o final, você simplesmente passa por uma montanha russa de emoções. O final é LINDO e eu chorei (e não, não foi de medo, foi de emoção mesmo).

Por um momento quase passo a não gostar da Vívian. Deixa eu explicar: No começo, ela me pareceu apática e amargurada e conformada com a vida que levava. Até aí, tudo bem. O desdém que ela tinha pela religião dos pais (uma diferente da outra) demonstra bem a sua amargura. Eu tenho tendência a não gostar de personagens que desdenham de crenças religiosas por motivos pessoais mas, conforme a história avança, você passa a torcer pela Vívian, mesmo porque ela também evolui como personagem e corre atrás do prejuízo. O final foi muito bem elaborado e eu adivinhei o que viria no epílogo – mas não tirou a graça da leitura, muito pelo contrário, foi muito bonito!

Mas o que mais me chamou atenção durante a leitura foi que Alameda dos Pesadelos me passou uma mensagem muito bonita. Não, não é aquela coisa de “moral da história” porque o ponto principal é exatamente o desenvolvimento dos personagens. Eles são muito reais: todos eles acertam e erram. A protagonista é sensacional mas infelizmente não posso dizer o motivo por causa de spoilers. O que eu posso comentar é que eu fiquei extremamente orgulhosa dela em diversos momentos. Vívian tenta sempre fazer o que acha certo, mesmo essa não sendo a escolha mais fácil. Não tem como não admirá-la. 

Mas Vívian não passa do conformismo e do desdém direto para as decisões acertadas. Ela tem que pastar um pouquinho, que é o que faz com que ela cresça como pessoa.

Eu gostei muito do desenvolvimento dos personagens e da história como um todo. A “moral” da história não está no final, está justamente no decorrer da trama. Você corre, você cai, você levanta e segue em frente. Repetidamente, sem parar. E isso vale para todos. 

Todos os que têm contato com ela têm um papel no seu desenvolvimento, seja mostrando um caminho, seja fazendo parte dele. E achei muito legal essa evolução ser mesclada por alguns pontos de um terror psicológico muito bem desenvolvido, culminando num final que me surpreendeu.

Quanto aos “ganchos” mencionados acima… há alguns flashbacks e o passado vai aparecendo aos poucos, atiçando a curiosidade. Mas tenho que ser sincera e dizer que chegou um ponto do livro em que achei que eu ficaria decepcionada, parecia que a coisa ia escorregar para um tipo específico de livro que eu não curto (não posso explicar, por causa de spoilers, de novo!), mas foi engano meu. Que escorregar que nada! Quando eu pensei nisso, em seguida veio um gancho ótimo e a história vai se desenrolando nessa mescla bem elaborada de drama e terror. 

“Era o simples fato de que quando eu cometo erros, eu quero consertá-los, ou pelo menos lidar com eles. Apagá-los não era a coisa certa a se fazer.”

Algumas pessoas podem estar pensando “Mas ela só está falando bem do livro porque conhece a escritora (bando de mau caráter promovendo o livro na cara dura! #ironia)“. Quando eu comprei o livro e quando a Karen ficou sabendo que nós iríamos fazer a resenha, ela já sabia que nós iríamos falar a verdade.  Sim, mesmo se o livro fosse ruim. E olha que eu falo mesmo! Por que? Porque de nada adianta nós falarmos bem de Alameda dos Pesadelos e depois vocês não gostarem. Isso significa que quando ela escrever o próximo livro ninguém vai se interessar. Através de resenhas os autores podem saber o que eles devem ou não mudar – e assim fazer um próximo trabalho ainda melhor, conquistando ainda mais leitores. Também não endeusamos livros nacionais. Se não gostamos do livro, nós contamos que não gostamos e o motivo. 

É um ótimo livro de estreia e acho que quanto mais a Karen amadurecer como pessoa, mulher e escritora, ainda melhor vai ser sua escrita. E nós, leitores, é que estaremos no lucro!  

Enfim, se você gosta de suspense/terror, Alameda dos Pesadelos é uma leitura mais do que indicada! E se você não é acostumado a ler esse gênero, aconselho a dar uma chance para esse livro (leia durante o dia, se você tem tendências a pesadelos, ele não é tão pesado assim, eu é que sou sensível demais). Mesmo porque ele vai além do suspense/terror. Ele é muito mais do que uma alameda escura…

Ficha Técnica

Título: Alameda dos Pesadelos
Autor: Karen Alvares
Editora: Cata-vento
Páginas: 265
Onde comprar: Livraria Cultura /Amazon / Diretamente com a autora
Avaliação da Adriana: 
Avaliação da Lany:
Avaliação da Lucy: 

Essa postagem está participando do Top Comentarista de Junho. Por favor, preencha o formulário abaixo após postar seu comentário. Basta clicar na imagem para abri-lo em nova página!

top-comentarista_junho

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Raquel Pereira disse:

    Nossa, resenha tripla e todas deram 5 estrelinha pro livro.
    Primeiro, parabéns pra Karen, por ter escrito um livro. E segundo, eu amo livro de terror. Amei a sinopse de Alameda dos pesadelos e depois da resenha fiquei morrendo de curiosidade pra ler o livro. Ainda mais sabendo que tem uma história que parece ser muito bem constuida.

    Bjok

  • Karen disse:

    Meninas, nem sei o que dizer com uma resenha tão linda, com tantas opiniões incríveis sobre meu livro, com tantas estrelas nas avaliações. O.O
    Tudo o que consigo dizer é um enorme obrigada e que fico extremamente feliz que tenham curtido a leitura e que ela tenha trazido uma boa mensagem pra vocês. Sério, isso é tudo pra mim. E obrigada por todas as palavras, Lany, Lucy e Drik@, apesar de nos conhecermos e sermos amigas, sei que elas são sinceras; vocês três são ótimas resenhistas e leitoras conscientes e exigentes e, por isso, fico ainda mais feliz com essa resenha porque sei de coração que cada palavra é sincera.
    Muito, muito obrigada, lindonas, por adquirirem o livro e escreverem essa resenha caprichadíssima. Vocês são d+!

  • Ale Gilos disse:

    Melhores comentários impossível. Esse livro realmente me surpreendeu em cada instante. A escrita da Kaka, mais uma vez diferente de tudo que já li e ainda assim brilhante e excelente. A história que começa sob uma ótima de terror e suspense e evolui para uma outra visão, mais bonita e diferente do que poderiámos prever. Adorei e só quero mais! E nada de falar que é puxação de saco por que não é não. Se fosse, não precisava de resenha, não precisava de elogio. Falava só para ela “ok” e pronto. HAHAHHAHA…
    Em breve farei vídeo resenha ;DD

  • Ana disse:

    Aaaaaa amei essa resenha tripla e esse misto de opiniões, nunca tinha lido uma assim. Eu não sou fã de terror, sou sensível demais kkkkkkkk mas já li alguns livros e gostei. O final é feliz? eu ando depressiva ultimamente, e as vezes um bom final não quer dizer que ele seja feliz. Agora fiquei curiosa pra saber como é o terror do livro, tem morte? crueldade? tortura? sei lá, não conheço tanto o gênero mas isso me deixou curiosa, vocês podiam ter soltado pelo menos um spoilerzinho HAHAHAHA agora to curiosa sobre o que acontece, e tem romance?

  • Fabiana Strehlow disse:

    Que interessante, girls! O livro parece ser ótimo!
    Parabéns à Karen!
    Adorei esse lance de resenha tripla!

    Beijos!

  • Douglas Fernandes disse:

    Adorei a capa e a sinopse tbm *-*
    e com essa resenha tripla super posivita eu só posso dizer que queria ter esse livro aqui agora, adoro suspense/terror, uma vez tava lendo um livro de terror e eu lia de noite/madrugada, tive ate uns sonhos esquisitos… hahahahahaha
    mas acho que sou meio doido, teve uma epoca que TODO dia eu via um filme de terror de madrugada.. kkkkkkkkkkkk
    enfim esse parece um livro que eu vou gostar muito.

  • Érika Rufo disse:

    Quantas estrelinhas!! Esse livro deve ser ótimo mesmo. Achei a capa bem misteriosa e gostei da sinopse também. Adoro histórias de terror, principalmente quando são bem desenvolvidas, o que parece ser o caso dessa. Fiquei muito curiosa para saber o fim da história!

    Beijos!!

  • Gustavo disse:

    Que sinopse fod# kkk *-* já quero o livro (alias, já tinha interesse bem antes de ler a sinopse, só por ser de terror, brasileiro e da Karen já tava na minha lista kkk)
    Eita, isso é que é trabalho em equipe kkk três desenhistas é muita responsa kkk *-*
    A resenha foi muito boa, o livro parece incrível, e o crescimento do personagem parece louvável, estou com muita vontade de ter o livro. E um autógrafo da autora kkkk ;-)
    O final da resenha, em que vocês explicam que não falaram bem porque ela é amiga de vocês, foi muito bom esclarecer, porque realmente não adianta nada vocês falarem tão bem e não ser tudo isso. Mais um motivo pra eu quere-lo tanto *-*

  • Top Ten Tuesday: As dez tendências de capas que eu gosto (ou não) « Por Essas Páginas disse:

    […] que tipo de autora eu seria se não curtisse o estilo de capa que eu mesma pedi para ser feita no meu livro?! Enfim, eu gosto muito de capas escuras, que dão um tom sinistro à leitura (nem é porque eu […]

  • O que estão dizendo por aí… Alameda dos Pesadelos #2 + SORTEIO! | Eu, Papel e Palavras disse:

    […] blog Por Essas Páginas, resenha tripla de Lany, Lucy e da […]

  • Lauren Alice disse:

    Nossa! Eu nunca tinha lido uma resenha tripla! Foi uma experiência bem legal!
    Alameda dos pesadelos parece ser mesmo um ótimo livro!
    Nunca li livros desse gênero, tenho uma vontade bem grande de conhecher o Stephen King, mas confesso que tenho um pouco de medo!
    Parabéns meninas! E parabéns Karen!

  • Divulgação: Chamada para a antologia Piratas da Editora Cata-vento « Por Essas Páginas disse:

    […] seus trabalhos em uma editora. A Editora Cata-vento, que publicou recentemente meu romance Alameda dos Pesadelos, acabou de abrir submissão para a antologia Piratas. Sou eu mesma (a Cuca/Karen Alvares) que […]

  • Promoção: Sorteio Alameda dos Pesadelos « Por Essas Páginas disse:

    […] O MEU! Alameda dos Pesadelos, de uma tal de Karen Alvares (não leu a resenha tripla das meninas? Clica aqui e lê!) Então, participem bastante ou a Cuca te pega, hein? Esse sorteio é em parceria com o ótimo […]

  • Promoção: Alameda dos Pesadelos | Livros de Fantasia disse:

    […] podem conferir resenhas do livro tanto lá no Por Essas Páginas (uma resenha tripla deliciosa. Clica aqui e lê!) quanto aqui no Livros de Fantasia (resenha da Liége. Clique […]

  • Gizeli Regina Meister disse:

    Por conta do nome e da capa, quase nem li a resenha, porque pensei que fosse de terror, e não queria ficar com medo. Mas ainda bem que li, porque a história parece ir por outro lado. A história parece envolver um monte de assuntos, e fiquei curiosa para saber como a autora conseguiu juntar tudo.

  • Nivia Fernandes disse:

    Eu recomendei o livro mesmo pra quem não gosta de terror, porque realmente não é só isso, e o terror não é de graça. Tudo tem uma razão para acontecer, e no final das contas o livro é muito bonito. Francamente? As meninas capricharam na resenha e têm toda a razão de recomendar e favoritar! Aliás, parabéns pela resenha tripla muito bem feita! =D
    Alameda! *-*

  • Sueli Cobbos disse:

    Depois de ver uma resenha tripla, a vontade de ler é maior ainda. Gosto muito de suspense e acho que vou gostar muito do livro. Parabéns, meninas.

  • ELIZABETH MACHADO SALLES disse:

    Sou apaixonada por esses livros cheios de suspense e terror. Me deixam bastante curiosa e afoita pra saber o final. São eletrizantes e empolgantes. preciso desse livro. Seus comentários me deixaram doida pra ler. Beijos.

  • Michely Reis disse:

    Oiiie..
    resenha triiplaa.
    gente para começar eu sou muuiito medrosa quando vi o livro eu faleii a nao tenho coragem nem de ler…mais pelo que pude perceber atraves da resenha de vcs tres eh que o livro é muito bom e consigo ler ele de maneira rapida..
    me interessei bastante..o que nao é de costume com livros de terro até mesmo filmes ..tenho pavor não consigo dormir a noite por ter PESADELOS kkksksksks…
    Beiijos adorei!

  • Michely Reis disse:

    Oiiie..
    resenha triiplaa.
    gente para começar eu sou muuiito medrosa quando vi o livro eu faleii a nao tenho coragem nem de ler…mais pelo que pude perceber atraves da resenha de vcs tres eh que o livro é muito bom e consigo ler ele de maneira rapida..
    me interessei bastante..o que nao é de costume com livros de terro até mesmo filmes ..tenho pavor não consigo dormir a noite por ter PESADELOS kkksksksks…
    Beiijos adorei!

  • Julielton Souza disse:

    Cara, sensacional essa resenha a três mãos, dava pra me ver em meio a uma conversa de verdade. Gente estou cada vez mais interessado neste livro, me parece ser sensacional. Fico muito contente com uma autora estreante faça tanto sucesso assim, e ainda mais sendo brasileira.
    Eu adoro terror/suspense e saber que a autora é fã do mestre King me faz desejar ainda mais esse livro, quero conhecer a historia de Vivian e Gabriel.

  • Resultado: Sorteio Alameda dos Pesadelos « Por Essas Páginas disse:

    […] tá curioso para ler Alameda dos Pesadelos? (Leia a resenha tripla das meninas aqui) E quem tá ainda mais curioso para saber quem foi o ganhador do #sorteio valendo o livro e que vai […]

  • Resultado Promoção Alameda dos Pesadelos | Livros de Fantasia disse:

    […] curioso para ler Alameda dos Pesadelos? (Leia a resenha tripla das meninas do Por Essas Páginas aqui e a resenha da Liége no Livros de Fantasia aqui) E quem tá ainda mais curioso para saber quem […]

  • TTT: 10 autores que eu conheci em 2014 « Por Essas Páginas disse:

    […] Alvares – Eu só tinha lido contos da Karen (mesma situação da Paula Pimenta) e esse ano eu li Alamedas dos Pesadelos. A resenha inclusive foi tripla e nós três adoramos os livro! É claro que eu continuarei […]

  • Top Ten Tuesday: As dez metas para 2015 « Por Essas Páginas disse:

    […] é meu próximo romance, depois de Alameda dos Pesadelos. Dessa vez escrevi um Young Adult, com alguns toques de sobrenatural, drama e romance. O livro já […]

  • Divulgação em dose dupla: Piratas + Dois Lados, Duas Vidas « Por Essas Páginas disse:

    […] também sou autora e tenho vários livros publicados, entre eles, o romance Alameda dos Pesadelos, que foi resenhado aqui pelas lindonas Lucy, Lany e Drika, e também no Narrativas da Cidade, pela super Leka (ou seja, o […]

  • A Cuca Recomenda: Picta Mundi « Por Essas Páginas disse:

    […] pessoal? Um marcador de Picta Mundi autografado pela Gleice Couto + um marcador do meu livro, Alameda dos Pesadelos? Basta comentar aqui (só isso!), na resenha de Picta Mundi (com conteúdo pertinente à resenha, […]

  • Divulgação: Kamaleon, da Editora Cata-vento « Por Essas Páginas disse:

    […] meu livro (e depois leu vários outros!). Aí eu ela lançou Kamaleon (e pela mesma editora de Alameda dos Pesadelos!). Resultado? Fiquei doida para ler. Quer dizer, gente, que capa linda foi essa? E toda essa […]

  • Divulgação: Baixe grátis “Ninguém” e conheça outros contos da Cuca « Por Essas Páginas disse:

    […] minhas. Aliás, a Lucy, a Lany e a Drik@ fizeram uma resenha tripla linda do meu romance, Alameda dos Pesadelos (leia a resenha) e a Leka também fez uma vídeo resenha maravilhosa dele (clique aqui para […]

  • Top Ten Tuesday: Dez citações inspiradoras de livros « Por Essas Páginas disse:

    […] “A vida é um círculo. Na verdade, acho que tenho uma definição melhor. A vida é um jogo de tabuleiro; daqueles que você joga o dado e anda uma, duas, cinco casas. Se você não aprender o que tem que ser aprendido na vida, vai ser obrigado a voltar ao início e tentar de novo até conseguir. Se você teimar nos mesmo erros, vai ter que voltar ao início do tabuleiro. A vida é só um jogo, afinal.” Leia a resenha. […]

  • Divulgação: Inverso « Por Essas Páginas disse:

    […] e uma trama sobrenatural, publicado pela Editora Draco. Diferente de Alameda dos Pesadelos (leia a resenha), que era um livro adulto, Inverso é um romance jovem, que conta a história de Megan, uma […]

  • Resenha Tripla: Inverso « Por Essas Páginas disse:

    […] livro, inclusive, é muito diferente de Alameda dos Pesadelos, que tem um tom mais sombrio desde o início. Inverso, embora tenha partes que deem um certo […]

  • A Cuca Recomenda: Kamaleon « Por Essas Páginas disse:

    […] da resenha e outros dois lá no Instagram, junto com alguns marcadores dos meus livros, Inverso e Alameda dos Pesadelos, ok? ;) Leiam as regras no final do post para […]

  • Top Ten Tuesday: Meus dez tópicos favoritos de todos os tempos « Por Essas Páginas disse:

    […] E Clube dos Herdeiros em um filme?! Mas o mais legal foi que a Lany disse que gostaria de ver Alameda dos Pesadelos nos cinemas! Muito amor! […]

  • Promoção entre blogs: Mês do Horror | Por Essas Páginas disse:

    […] – Alameda dos pesadelos (autografado) – Resenha no Blog Vida Complicada/ Resenha no Por Essas Páginas […]

  • Top Ten Tuesday: Dez hábitos literários que tenho que parar | Por Essas Páginas disse:

    […] Acho que os poucos de terror que li foram alguns clássicos como Drácula e os da Karen, como Alameda dos Pesadelos e Inverso (que não são tão terrores, mas me deram medo). Por outro lado, eu morro de curiosidade […]

  • Top Ten Tuesday: Dez resoluções literárias para 2016 « Por Essas Páginas disse:

    […] Segredo de estado! É algo que estou me dedicando desde o ano passado e ainda não consegui realizar. Mas tenho certeza que, quando eu conseguir, vocês vão logo saber. É literário, é ambicioso, tem a ver com a carreira de escritora, mas não posso contar. Fica a dica. […]

  • Top Ten Tuesday: Dez livros para ler embaixo das cobertas « Por Essas Páginas disse:

    […] Alameda dos pesadelos, Karen Alvares [Resenha] – Eu sou uma pessoa extremamente medrosa, então ler Alameda dos pesadelos embaixo das cobertas […]

  • Sexta do Sebo #189 « Por Essas Páginas disse:

    […] do coração: Alameda dos Pesadelos, meu primeiro livro resenhado aqui, está por todo o mês de outubro grátis no aplicativo Kindle para Samsung. Saiba mais clicando […]

  • Top Ten Tuesday: Dez mães favoritas « Por Essas Páginas disse:

    […] Vivian, Alameda dos Pesadelos (resenha) […]

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem