Resenha: Trono de Vidro

trono de vidro“Nas sombrias e sujas minas de sal de Endovier, um jovem de 18 anos está cumprindo sua sentença. Celaena é uma assassina, e a melhor de Adarlan. Aprisionada e fraca, ela está quase perdendo as esperanças quando recebe uma proposta. Terá de volta sua liberdade se representar o príncipe de Adarlan em uma competição, lutando contra os mais habilidosos assassinos e larápios do reino. Endovier é uma sentença de morte, e cada duelo em Adarlan será para viver ou morrer. Mas se o preço é ser livre, ela está disposta a tudo.”

Celaena Sardothien é a maior assassina de Adarlan – talvez até mesmo a maior assassina de toda Erilea. Apesar do título, Celaena acaba sendo capturada e se torna prisoneira das minas de sal de Endovier. Mas não é só o trabalho pesado que preocupam as pessoas que vão para lá: normalmente, ninguém sobrevive. Mas Celaena acaba tendo uma chance de ouro. O rei governa o seu povo de seu trono de vidro (sim, e é por isso que temos o título do livro) e ele pune impiedosamente os rebeldes. Ele precisava de alguém que ajudasse o império a lidar com as “pessoas difíceis”.  Para isso, ele organiza uma competição e convida 23 integrantes do conselho para que cada um patrocine um candidato. O príncipe Dorian quer que a assassina o represente. Se ela vencer, depois de seis anos, o rei devolverá a liberdade dela. Com o sonho de conseguir fugir do seu destino na prisão, ela aceita a oferta. Mas nada é tão fácil quanto parece porque vários competidores aparecem mortos e ninguém sabe quem está por trás disso…

Trono de Vidro foi lançado na Bienal do Livro do Rio de Janeiro e apesar de não conhecer a história, fiquei muito animada quando li a sinopse. Talvez eu tenha esperado um livro um pouco diferente do que realmente ele é.

“Ele [o rei] deveria ser enforcado. Tinha matado muito mais do que ela – pessoas inocentes e indefesas. Tinha destruído culturas, destruído conhecimento imensurável, destruído tanto do que um dia fora alegre e bom. O povo deveria se revoltar. Erilea deveria se revoltar- do modo como aqueles poucos rebeldes tinham ousado”

Sarah J. Maas conseguiu escrever um mundo novo com muitos detalhes. Logo no início nós já sabemos que o rei é bastante cruel e que toda a população sofre com a opressão. Vários locais são citados durante a narração de Celaena e no começo do livro nós temos o mapa de Erilea. Ele me ajudou muito! Como vocês podem perceber, os nomes são bem complicados (para escrever essa resenha eu estou com o livro do lado para não errar nada!).

DSC04940

Um dos temas centrais é exatamente o torneio que vai escolher o vencedor para o rei. Mas essa parte (com exceção do final) foi muito pouco trabalhada. A maioria das provas pareciam ser muito fáceis e muitas delas nem foram descritas.  E o que me deixou mais decepcionada é que a única prova que nós presenciamos foi muito boa. Muito mesmo. E então vocês vão me perguntar: mas o que acontece durante o livro?

Triângulo amoroso. Celaena tentando descobrir o que está acontecendo. Triângulo amoroso. Aliás, eu não esperava que o romance tivesse um foco tão grande assim!  Eu amo romances mas eu não achei que Sarah conseguiu trabalhar as emoções tão bem assim. O livro é narrado em terceira pessoa mas nós temos visões de um personagem diferente dependendo do trecho. Eu não sei se isso ajudou ou não. Eu não conseguia realmente torcer para um dos lados do triângulo amoroso. Não porque eu estivesse na dúvida, mas sim porque eu não achava que os sentimentos eram realmente verdadeiros. E não estou só falando da Celaena.

A leitura durante o meio do livro foi muito arrastada mas o final me surpreendeu completamente. Sarah mostrou que consegue sim escrever cenas de ação e eu fiquei me perguntando “Por que você não fez isso mais vezes?”. Ela deixou um gancho maravilhoso para o próximo livro que me deixou na pontinha da cadeira.

Ah e eu tenho que comentar sobre a capa! A CAPA! Estou completamente apaixonada por ela! Na frente nós temos a Caelena com uma roupa toda “assassina” e atrás? Ela está de costas e de vestido (mas continua com as armas!).

DSC04945

E essa letra brilhosa? Dá vontade de ficar brincando de jogo de luz com ela!

DSC04939

Uma novidade que eu achei muito interessante: na orelha de trás do livro, nós temos um marcador! Sim! É só cortar e tcharam! Eu só achei que tinha que ser destacável, porque cortar vai dar o maior medo de estragar o livro. Mas imaginem só se todos os livros fossem assim? A gente teria o marcador de TODOS!

DSC04942

Trono de Vidro pode não ter sido uma das melhores leituras desse ano, mas a série tem muito potencial. Por isso eu espero que a Galera Record lance logo  a continuação, Crown of Midnight!

Esse livro foi gentilmente cedido para resenha pela Editora Record!

Ficha Técnica

Título: Trono de Vidro
Autor: Sarah J. Maas
Editora: Galera Record
Páginas: 390
Onde comprar: Livraria Cultura/Livraria Cultura (e-book)
Avaliação: 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


  • Melissa de Sá disse:

    Eu juro que não esperava que fosse ter triângulo amoroso nesse livro. Na hora que você mencionou na resenha, eu até assustei. Não era o que eu esperava.

    Mas que legal esse marcador, hein? Eu adorei!

  • Franciely disse:

    Eu tava super a fim de ler esse livro, pena que não foi assim tao bom. Eu queria uma série de fantasia que fosse tão boa quanto eu achei As Crônicas do Matador do Rei… sabe, aquelas em que a gente entra na história junto com os personagens hehehehe, mas tá dificinho de achar, hein

  • Karen disse:

    Cara, curti esse negócio do marcador, hein? As editoras deveriam aderir.
    Blé, triângulo amoroso todo o tempo? Broxei. Sabe como eu sou com triângulo amoroso. Parece que tem alguns autores que não sentam a mão direito no começo do livro e só pegam o jeito depois… mas isso é erro da editora também (de lá, né, porque no caso a Galera só traduziu…) que deveria ter mexido no texto.
    Mas a capa é demais!!!! O_O

  • Caroline Centeno disse:

    O trono de vidro me chamou atenção pela capa no primeiro instante e a sinopse não me agradou tanto quanto queria. Então, procurei resenhas, assim como a sua que fala super bem do livro e me deixa com vontade de ler.
    Estou procurando aventuras, o último que li também é uma autora só que as cenas de ações não foram tão boas e ainda sim é um dos que mais gostei.
    O meu favorito até agora é Demônios não choram que é muito bom *-*

    Enfim, ótima resenha.

  • Jullyane Prado disse:

    Ótima resenha, eu amei essa capa ela é realmente muito linda, e nossa os personagens tem o nome dificil mesmo, rsrs. Então o que mais me chamou atenção foi que no começo do livro a celaena parece ser muito cruel, mas pelo que vi parece que depois ela vai se transformando. Agora nossa é realmente chato quando a autora não descreve as cenas muito bem, fica tipo faltando alguma coisa, mas ainda bem que o final surpreendeu!! Pretendo ler!!

  • Jakeline Lima Silva disse:

    Resenha show! Celaena passa por uma prova de fogo para adquirir sua liberdade…bem interessante, até triângulo amoroso tem.

  • Lidiane disse:

    Adorei a resenha, quero muito ler esse livro, ja tinha visto alguns comentarios sobre ele e achei bem interessante, so não gostei muito da idéia de colocar o marcador junto no livro, eu tenho pena cortar.

  • Jessica Lisboa disse:

    AAH EU QUERO!! Serio desde quando foi lançado ja fiquei de olho, porque a sinopse me chamou bastante atenção,, agora que li a resenha entao! ♥ Nao vejo a hora de poder ler esse livro, a diagramação é uma beleza a parte, e essa capa !! QUERO!!

    XX

  • Ana Paula Ramos disse:

    Nossa a edição do livro perfeita!!!! linda capa e contra capa.. e o marcador então!! lindoooooo
    más haaaa achei que ele fosse mais de ação… com as provas e quem é o melhor guerreiro e uma mulher ir lá e acabar com todos…. não um triangulo amoroso O.o ok adoro romances tbem… ainda bem que vc já avisou… já posso ler o livro mais preparada!!!

    bjos

  • Rossana Batista disse:

    Não sabia que esse livro tinha uma história de triângulo amoroso… Realmente a capa dele é maravilhosa e essa ideia do marcador é legal, mas eu não achei 100% porque eu mesma teria pena de arrancar kkkkk

  • Roberta Moraes disse:

    É com certeza um mundo novo o que foi criando no livro e é esse mundo que eu quero conhecer. Uma pena a leitura ser meio arrastada no começo, mas pretendo ir até o final para me surpreender.

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem