Resenha: Tudo Junto e Misturado

Tudo Junto e MisturadoSasha e Ray sempre passam o verão na velha casa de férias da família. Desde pequenos, os dois dividiram muitas coisas — leram os mesmos livros, correram pela mesma praia, comeram pêssegos colhidos na mesma fazenda, tomaram café da manhã sentados à mesma mesa. Até dormiram na mesma cama, mas nunca ao mesmo tempo. Afinal, eles jamais se encontraram. O pai de Sasha um dia foi casado com a mãe de Ray, e juntos tiveram três filhas: Emma, Quinn e Mattie. Mas o casamento acabou, deixando para trás apenas rancor e ressentimentos. Os dois casaram de novo e formaram novas famílias, mas nenhuma delas pretende desistir da casa de praia, muito menos compartilhá-la. Até este verão. As vidas de Sasha e Ray estão prestes a se cruzar — e, com tudo junto e misturado, as famílias vão mudar para sempre. Fonte

Essa é minha primeira experiência com a autora Ann Brashares. Inclusive, nem sabia que ela era a autora de A Irmandada das Calças Viajantes, que é um grande sucesso. Simplesmente peguei o livro porque o título e a sinopse me chamaram a atenção, mas não esperava pelo que encontrei.

Temos aqui Lila e Robert, que juntos tiveram 3 filhas: Emma, Quinn e Mattie. O casal se separou e cada um teve um filho, Ray e Sasha. O problema é que a separação não foi nem um pouco amigável, o que ocasiona que as meninas se dividem em duas famílias e que Ray e Sasha nunca se encontraram. Para piorar, existe a casa de praia que era do pai de Lila, mas que Robert acabou comprando quando eles eram casados. Como nenhum dos dois quer abrir mão do patrimônio, eles se revesam nas férias: Lila fica durante 15 dias com Ray e o marido e Robert fica 15 dias com Sasha e a esposa. As únicas que têm direito de permanecer tempo integral são as três filhas do casal.

Esse é o plot principal do livro. O que acontece é que a sinopse parece centrar muito em Ray e Sasha e uma relação meio que platônica, primeiramente voltada a uma amizade silenciosa e praticamente secreta e até mesmo um leve interesse amoroso, mas a história é muito mais enriquecedora, porque conhecemos toda a família de Ray e Sasha.

Cada personagem, mais centrado nos filhos do ex-casal , tanto as filhas em comum quanto os demais, tem sua parcela na narrativa, que é em terceira pessoa. É muito interessante você se embrenhar nos sentimentos das irmãs mais velhas de Ray e Sasha, principalmente porque a separação dos pais deixou marcas que perduram até hoje, seja em pequenos TOCs, seja em crises existenciais.

Inclusive, acredito que o maior destaque na história seja para as filhas de Lila e Robert. Ray e Sasha são ótimos também, mas às vezes eles parecem apenas unir os fios da história das três garotas, ao mesmo tempo que eles constroem sua própria história, formando uma dupla e tanto.

Sobre Robert e Lila, os dois são personagens bastante complexos e amargurados. Dificilmente poderiam se encontrar de forma amigável. Mesmo quando um acontecimento trágico acontece, é difícil apagar certas lembranças e darem trégua um para o outro.

É uma história tocante, com drama familiar e que retrata como uma família pode ser afetada por uma separação traumática e cheia de ódio e amargura, feridas que duram a vida toda. Também é uma história de amizade à distância e como duas pessoas podem se completar, mesmo mal se conhecendo.

Recomendo muito a leitura ♥.

Este livro foi gentilmente cedido para resenha pela Editora Seguinte, selo do Grupo Companhia das Letras.

Ficha técnica:

Nome: Tudo Junto e Misturado
Autor: Ann Brashares
Páginas: 336
Editora: Seguinte
Minha avaliação:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Larissa Dutra disse:

    Olá, tudo bem? Eu adoro estas histórias que tratam de dramas familiares e amizade, então fiquei bem curiosa pra ler o livro. Adorei tua dica e a resenha ficou ótima!

    Beijos,
    http://duaslivreiras.blogspot.com.br

  • Karem disse:

    Pela resenha vemos que temos muitos elementos que acontecem em grande parte das famílias, a separação não amigável que acabam por impactar os filhos de diferentes maneiras não muito boas. Não é meu estilo de leitura mas fiquei bem curiosa a respeito do livro.

    Bjus*
    http://imagine-livros.blogspot.com.br/

  • Camila Vieira disse:

    Olá, tudo bem?
    Esse parece ser um bom drama familiar, uma história para pensar. Já vou colocar na minha listinha de próximas leituras.

    Beijinhos,
    https://livroseimaginacoes.blogspot.com.br

  • Clayci disse:

    Faz tempo que não leio um drama familiar, viu?
    Eles geralmente são reflexivos e sempre conseguimos nos identificar com algum personagem, né? rs
    Não conhecia o livro e já me interessei <3

    Beijos

  • rudynalva disse:

    Lucy!
    Pelo jeito o título tem tudo haver com o enredo, cheio de dualidades e sentimentos contraditórios, uma protagosnista como contra ponto para o caos familiar que vivem, enfim, acredito que seja uma leitura de fácil identificação, talvez por isso os leitores se comovam profundamente.
    Gosto dos livros com dramas familiares.
    Novo Ano repleto de realizações!!
    “Que a paz, a saúde e o amor estejam presentes em todos os dias deste novo ano que se inicia. Feliz Ano Novo!” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    1º TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!

  • Fernanda Barroso disse:

    Confesso que desde a sinopse também já fiquei interessada. Ao ler sua resenha e saber que a trama é bem mais profunda do que aparenta, fiquei ainda mais ansiosa por conhecer o livro. Adorei a sua resenha e amei a dica também!

    Abraços,
    https://literaleitura2013.blogspot.com.br/

  • Morgana Brunner disse:

    Fiquei bem interessada em realizar a leitura desse livro garota, é de nos deixar atentos aos dramas familiares, amizades e tudo mais! Além de, fazermos refletir sobre certas atitudes, essa capa ficou fantástica.
    Beijinhos

  • Cabine de Leitura disse:

    Já tinha visto este livro a algum tempo atrás e me chamou bastante atenção, ainda mais agora sabendo que a história é um tanto quanto enriquecedoura. Dramas familiares sempre nos trazem boas reflexões, então é uma leitura muito válida, espero ter a oportunidade de ler.

    Beijos.

  • Beatriz Andrade disse:

    Eu ainda não conhecia esse livro e achei a premissa muito interessante. Gostei bastante de poder conferir a resenha e ver um pouco sobre a obra. Dica anotada!

  • Juliana disse:

    Oieee
    Faz muito tempo que não leio dramas familiares assim. Gostei muito é uma obra com toques de realidade, uma leitura que chama muito atenção e acho que prende o leitor. Dica anotada com certeza

  • Alice disse:

    Oiieee

    Eu estava com o pé atrás em quanto à esta leitura. Li a outra série da Ann e amei, curti cada momento dos jeans viajantes….hehe. Mas pelo Goodreads havia lido resenhas bem negativas sobre esse novo livor e ja tinha riscaod ele da minha lista por conta disso. Lendo a tua resenha começo a repensar e já começo a sentir um pouco mais de curiosidade. Vamos ver se futuramente me arrisco.

    Beijos

    http://www.derepentenoultimolivro.com

  • Rebecca disse:

    Oie!
    O livro parecr ser incrivel! Sou apaixonada com historias que possuem dramas familiares. Vai para minha listinha. Obrigada pela dica ❤

  • Angélica disse:

    Oi, tudo bem?
    Tenho curtido cada vez mais dramas familiares, e não conhecia a autora, mas gostei da premissa do livro.
    Bjs

  • Saga Literária disse:

    Olá, tudo bem?
    Eu acho super interessante livros com essa abordagem de dramas familiares, achei interessante a premissa e a sua resenha ficou bem legal. Gostei da capa, vou anotar a sua dica!
    Abraço!

  • Marijleite disse:

    Olá, estava super curiosa para ler uma resenha desse livro. Achei interessante termos tantos irmãos na trama, gosto de obras que abordem relacionamentos familiares e acho que iria gostar desse livro.

  • Milena Soares disse:

    Olá! Essa é a primeira resenha que leio desse livro, curto muito um drama familiar, parece uma história bem emocionante, fiquei bastante interessada em conferi isso tudo que foi dito aqui.

  • Fábrica dos Convites disse:

    Parece uma história que poderia ser de qualquer um. Enredos familiares sempre me chamam atenção. Este livro em especial eu não tinha visto ainda.
    Anotando a dica.
    Bjs, Rose

  • Camila de Moraes disse:

    Olá!
    Essa parece ser uma daquelas histórias repletas de envolvimento e nuances familiares para fazer o leitor refletir.
    Vou anotar porque me chamou atenção e me agradaria a leitura.
    Beijos!

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem