Resenha: Um olhar de amor

Comprei esse livro logo no lançamento e confesso que foi uma leitura bem rápida. Não é simplesmente um livro erótico, é um romance. Então, não esperem uma comparação dessa história com o famoso 50 tons de cinza, mesmo porque eu não li esse livro.

Sinopse: Chloe Peterson está tendo uma noite ruim. Uma noite realmente ruim. O machucado grande em sua bochecha pode provar isso. E quando seu carro patina para fora da estrada molhada em direção a uma vala, ela está convencida de que até o cara maravilhoso que a salvou do meio da tempestade deve ser muito bom para ser verdade. Ou ele é mesmo? Por ser um fotógrafo de sucesso que viaja frequentemente pelo mundo, Chase Sullivan tem seu jeito com mulheres bonitas, e quando ele está em casa, em São Francisco, um de seus sete irmãos normalmente está acordado para começar um pouco de diversão. Chase acha que sua vida é ótima do jeito que está — até a noite que encontra Chloe e seu carro destruído na rodovia Napa Valley. Não apenas nunca tinha conhecido alguém tão adorável, por dentro e por fora, mas como também percebe que ela tem problemas maiores do que seu carro batido. Logo, ele será capaz de mover montanhas por amor — e proteção — a ela, mas ela deixará? Chloe prometeu nunca cometer o erro de confiar em um homem novamente. Mas a cada olhar que Chase lança a ela — e a cada carinho doce e pecaminoso — conforme a atração entre eles sai faísca e esquenta, ela não pode fazer nada a não ser se perguntar se encontrou a única exceção. E apesar de Chase não perceber que sua vida mudaria para sempre em um instante, para melhor, ele não é o único a querer lutar por essa mudança. Ao contrário, ele está se preparando para uma luta… pelo coração de Chloe. (Fonte)

Então, a sinopse já revela boa parte da história. Chloe é acolhida por Chase Sullivan em uma noite de chuva em que tudo estava errado. O início meio que me irritou um pouco, simplesmente pela atração instantânea que Chase sentiu por Chloe – e foi correspondido, mesmo que não no exato minuto (uma meia hora depois, digamos, se levarmos em consideração o final da cena do primeiro capítulo), além da beleza natural de ambos, praticamente uma beleza estonteantemente natural.

Mas a história não se resumiu simplesmente na atração que ambos sentiam. A autora conseguiu  desenvolver a trama de forma simples, porém eficaz,  e o que era uma atração à  primeira vista (afinal, os dois eram realmente bonitos) acabou se transformando em um sentimento mais terno e daí para os dois descobrirem que se amam foi apenas um pulo.

Sobre o período em que a trama ocorreu, até entendo que eles tenham se envolvido e tudo o mais, mas as declarações de ambos em apenas três dias me pareceu um pouco precoce e infelizmente nessa parte o livro não conseguiu me convencer.

Embora o livro tenha uma história clichê e com um final previsível, ele consegue entreter. O alto do livro foi Chase, que ao mesmo tempo queria Chloe, mas não queria que ela se sentisse intimidada, portanto, ele deu oportunidade para que ela se sentisse à vontade com ele, respeitando seu espaço, até que ela tivesse certeza de seus próprios sentimentos e de que não tinha o que temer com Chase ao seu lado. Eu gostei disso, apesar de não ter tanta certeza se um homem desses existe de verdade (uma pena).

Sim, é um romance erótico (crianças, não leiam), com direito a cenas explícitas e envolventes, e que não me pareceram fora de contexto ou forçadas. Como eu disse, não é uma trama mega original, mas conseguimos nos envolver com a história de Chloe e Chase.

A Novo Conceito acompanhou essa nova tendência de mercado de romance erótico e quando adquiri esse romance erótico, descobri que era uma série de oito livros, cada um deles narrando as histórias dos irmãos Sullivan (sim, são oito irmãos) e o segundo livro, Por um momento apenas  já foi lançado. Um dos protagonistas será Marcus, o primogênito dos Sullivan.

Sinceramente, não espero em nenhum desses romances uma trama mega original, mas estou pensando seriamente em acompanhar a série. É um tipo de romance que agrada e consegue entreter e o fato de ser um romance erótico bem escrito ajuda muito.

Ficha técnica:

Nome: Um olhar de amor
Autora: Bella Andre
Páginas: 256
Editora: Novo Conceito
Onde comprar: Livraria Cultura (e-book)
Minha avaliação: 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


  • Karen disse:

    Parece ser um erótico bem água com açúcar. Realmente, era o que eu esperava da Novo Conceito nesse lançamento, eles costumam lançar livros mais para o romance do que para outro gênero.
    Como um passatempo parece ser legal, mas me desanima saber que tem tantos livros! ¬¬

  • Lucy disse:

    hahah! Desanima um pouco, por isso vou esperar um pouco para adquirir o segundo. Mas gostei da premissa, a mocinha não chega a ser Mary Sue (pelo menos não no intelecto, eu achei exagerada a descrição dela – e dele) e acho que prefiro mais esse romance ameno mesmo, não ia gostar mto do estilo do 50 shades, por exemplo. rsrs

  • Lany disse:

    Enquanto eu lia a resenha, eu até voltei para reler o nome da autora, porque eu pensei “Realmente, esse não é um livro da Nora Roberts?” Hahaha! Vou anotar o nome aqui na minha lista de “futuras leituras”. Eu gosto de romances assim, que envolvem o leitor, mesmo que a trama seja previsivel…
    Tudo em que série de 8 livros, é bem grandinha, mas pra quem esta lendo a série Mortal, isso é facil hahaha!

  • Lucy disse:

    Realmente, Lany! Da série Mortal são trinta e quantos? rsrs
    bjos!

  • Carolina disse:

    Bom dia Lucy, tudo bem? O que eu percebi pelas resenhas é que essa série é uma série de livros de banca transformados… Achei engraçado ao ler muitas resenhas, onde a maioria das pessoas fala mal de livros de banca e elogia esse livro. A receita básica rapaz encontra mocinha sofredora e tem umas cenas hots com final feliz já está aí no mercado há muito tempo rs.
    Parabéns pela resenha!
    Beijos

  • Lucy disse:

    Ah, eu vou dizer uma coisa, até um tempo atrás eu era mto encanada com livros de banca, justamente por mtos terem situações bem forçadas e que vc tem vontade de jogar o livro na parede. Hoje em dia eu meio que aprendi que tem histórias e histórias, algumas a gente acaba gostando (eu costumo dizer que se enquadra no meu “guilty pleasure literário” – a gente sabe que tem coisa melhor, mas tem horas que quer desencanar e acaba encarando um romance beeeem açucarado mesmo rs). Esse aqui acho que se encaixa no que vc mencionou sobre livros de banca transformados. A edição pelo menos é bonita e a receita realmente é antiga, acho que foi por isso que muita gente aprovou. rsrs
    Bjos!

  • Melissa de Sá disse:

    Eu tenho preguiça de livros eróticos assim. Sério. Eles não me convencem e eu não me interesso por leituras assim. Como a Carolina disse, é tipo um livro de banca reciclado. Talvez eu tenha que dar uma chance ao gênero, mas por enquanto vou ficar com outras listas de leitura futura. rs

  • Lucy disse:

    Ah, eu diria que é o típico livro que se enquadra no “guilty pleasure literário”. rsrs A gente sabe que tem outros livros que são melhores, mas num momento de ressaca literária (ou tédio), a gente acaba lendo e gostando mesmo assim, Mel. Eu diria que não é uma história que se possa ser muito exigente quanto ao enredo. hehehe
    Bjos!

  • Resenha: Romeu Imortal « Por Essas Páginas disse:

    […] Conceito lançou, eu o comprei. Tá, na verdade comprei dois e este ficou para ler em seguida a Um olhar de amor, da mesma editora. Acabei lendo, mas só consegui resenhar […]

  • Vania disse:

    Leitura é entretenimento também né haha. Eu não acho que é o tipo de livro que eu compraria (erótico por erótico, fico com fanfics), mas quem nunca teve um guilty pleasure que atire a primeira pedra.

    Faz assim, você me empresta quando eu voltar pro Brasil hahaha

  • Lucy disse:

    Hahahah! Então tá bom! 😉
    Quem sabe eu também não vá te visitar! 😀

  • Resenha: Por um momento apenas « Por Essas Páginas disse:

    […] tem bastante coisa. E cuidado, pois talvez eu solte alguns spoilers, mas se você leu Um olhar de amor, já deve saber de alguma ou outra […]

  • Top Ten Tuesday: Dez livros que pensei que gostaria mais do que gostei « Por Essas Páginas disse:

    […] 1. Um olhar de amor, Bella Andre – Dos dois livros da família Sullivan que li, esse foi o que menos gostei. Na verdade, o amor à primeira vista e paixão avassaladora que acompanhou os protagonistas não me convenceu, mas a história é bem escrita, assim como o livro seguinte. Em breve lerei o terceiro livro e veremos se temos alguma mudança na fórmula de Bella Andre. (resenha) […]

  • Resenha: Só tenho olhos para você « Por Essas Páginas disse:

    […] jeito delicado e meigo, inclusive Jake. Então, no casamento de Chase e Rachel (os protagonistas do primeiro livro!) ela resolve arrasar com o figurino e logo atrai olhares de admiração dos homens presentes […]

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem