Semana especial “Tartarugas até lá embaixo”: Outros livros do autor

Oi gente! E aí, estão acompanhando essa semana especial? Temos posts super legais com a resenha de “Tartarugas até lá embaixo”, suas personagens, falamos um pouquinho sobre TOC e outras questões, e hoje vamos falar sobre os outros livros do Sr. Verde. hehe

Bom, nem preciso dizer que o nome de John Green ficou mesmo conhecido com “A Culpa é das Estrelas” (resenha aqui). Quem nunca leu, já assistiu o filme. E quem nunca leu nem assistiu o filme, nem nunca ouviu falar… sei lá… é meio alienado. :-p Como é uma história que mexe com o sentimento das pessoas todo mundo tem algo pra contar. Tipo: “Nossa, usei um pacote de lenços inteiro no cinema”, ou então, “Nossa, não consegui parar de ler e li tudo em uma noite”, que foi meu caso. “A Culpa é das Estrelas” é na verdade o sexto livro do autor, lançado em janeiro de 2012. Em 2009 ele anunciou que estava escrevendo um livro cujo título seria The Sequel, mas o projeto foi abandonado. E segundo o próprio autor muitas partes de The Sequel foram reescritas e ajustadas para fazerem parte de “A Culpa é das Estrelas”. O livro, assim como o filme fizeram um mega sucesso. O que por um lado é ótimo! Por outro, isso gerou uma tremenda insegurança em John Green que achava que nunca mais conseguiria escrever nada à altura.

Seu primeiro livro na verdade foi “Quem é você, Alasca?” (resenha aqui). John Green diz que usou suas experiências em sua escola, durante o ensino médio, para escrever este livro. O livro foi lançado em 2005 e recebeu o prêmio da American Library Association como melhor livro para adolescentes, baseado em seu mérito literário. Muito bem, Sr. Verde!
O livro fala sobre Miles, um garoto que recentemente se mudou para o Alabama e que não tem amigos. Isso não o afeta. Ele não é nada coitadinho. Até é um cara legal! Só não é popular. Uma das características dele é gostar de ler biografias e colecionar a última frase dita por personalidades famosas antes da morte. Ele conhece Alasca, eles se tornam amigos, ele se apaixona por ela, mas ela não se apaixona por ela. Coisas acontecem. Ela se apaixona por ele. Ela perdeu a mãe aos 8 anos devido a um aneurisma. Se sente culpada por não ter ligado pra emergência. Se tornou uma adolescente impulsiva e inconsequente. Acho que esta descrição sucinta é perfeita: “Miles Halter tem fascinação pelas últimas palavras que grandes pessoas disseram antes de morrer. Vive de devorar biografias. Mas está cansado de ter só isso para livrá-lo do tédio que é a vida com os pais, na Flórida. Em busca do que o poeta François Rabelais chamou em suas últimas palavras de o “Grande Talvez”, Miles sai de casa para ingressar na Escola Culver Creek, um internato no Alabama. Muitas coisas o esperam lá; entre elas, Alasca Young. Inteligente, engraçada, louca e incrivelmente sexy, Alasca vai arrastar Miles para seu labirinto e catapultá-lo sem misericórdia na direção do Grande Talvez.” (fonte)

O segundo livro foi “O Teorema Katherine”, lançado em 2006. (resenha aqui) “Após seu mais recente e traumático pé na bunda – o décimo nono de sua ainda jovem vida, todos perpetrados por namoradas de nome Katherine – Colin Singleton resolve cair na estrada. Dirigindo o Rabecão de Satã, com seu caderninho de anotações no bolso e o melhor amigo no carona, o ex-criança prodígio, viciado em anagramas e PhD em levar o fora, descobre sua verdadeira missão: elaborar e comprovar o Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, que tornará possível antever, através da linguagem universal da matemática, o desfecho de qualquer relacionamento antes mesmo que as duas pessoas se conheçam.
Uma descoberta que vai entrar para a história, vai vingar séculos de injusta vantagem entre Terminantes e Terminados e, enfim, elevará Colin Singleton diretamente ao distinto posto de gênio da humanidade. Também, é claro, vai ajudá-lo a reconquistar sua garota. Ou, pelo menos, é isso o que ele espera.” (Fonte)
É um livro legal para passar o tempo. É divertido. Quem curte Young Adult vai gostar!

Em seguida, em 2008 foi lançado um livro de contos, “Deixe a Neve Cair” (resenha aqui), em parceria com outros dois autores de Young Adult, Maureen Johnson e Lauren Myracle. Este eu não li. Mas tem o link da resenha aí em cima e segue a sinopse pra quem quiser saber mais: “Na noite de natal, uma inesperada tempestade de neve transforma uma pequena cidade num inusitado refúgio romântico, do tipo que se vê apenas em filmes. Bem , mais ou menos. Porque ficar presa à noite dentro de um trem retido pela nevasca no meio do nada, apostar corrida com os amigos no frio congelante até a lanchonete mais próxima ou lidar sozinha com a tristeza da perda do namorado ideal não seriam momentos considerados românticos para quem espera encontrar o verdadeiro amor.
Mas os autores bestsellers John Green , Maureen Johnson e Lauren Myracle revelam a surpreendente magia do Natal nestes três hilários e encantadores contos de amor , interligados, com direito a romances, aventuras e beijos de tirar o fôlego.” (Fonte)

Ainda em 2008 foi lançado “Cidades de Papel” (resenha aqui), que ganhou prêmios em 2009 e 2010. Em 2015 virou filme. Não foi tão aclamado quando “A Culpa é das Estrelas”, mas quem curtiu o livro, tenho certeza que quis ver o filme (ou não! rsrs Me contem!). A sinopse é a seguinte: “Quentin Jacobsen tem uma paixão platônica pela magnífica vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman. Até que em um cinco de maio que poderia ter sido outro dia qualquer, ela invade sua vida pela janela de seu quarto, com a cara pintada e vestida de ninja, convocando-o a fazer parte de um engenhoso plano de vingança. E ele, é claro, aceita.
Assim que a noite de aventuras acaba e um novo dia se inicia, Q vai para a escola e então descobre que o paradeiro da sempre enigmática Margo é agora um mistério. No entanto, ele logo encontra pistas e começa a segui-las. Impelido em direção a um caminho tortuoso, quanto mais Q se aproxima de Margo, mais se distancia da imagem da garota que ele achava que conhecia.” (Fonte)
Para mim, apesar da Margo parecer a garota super descolada e segura de si, na verdade ela não sabe seu lugar no mundo. E o livro, em linhas gerais, é isso. Margo tentando encontrar seu lugar no mundo e Quentin tentando encontrar Margo. Mas acho que vale a pena ler, porque é o tipo de leitura que cada um pode tirar suas conclusões, simpatizar com um ou outro personagem. E a caçada a Margo é bem legal. Você vai tentando decifrar as pistas junto com Quentin.

Will e Will – Um nome, Um destino (resenha aqui) foi escrito em parceria com David Levithan e lançado em 2010. O livro aborda as dificuldades de se descobrir e de ser gay no ensino médio. As piadinhas, a exclusão por parte dos colegas, mas também a amizade e apoio de amigos que se importam. E uma amizade improvável nasce a partir de uma coincidência incrível!
Sinopse: “Em uma noite fria, numa improvável esquina de Chicago, Will Grayson encontra… Will Grayson. Os dois adolescentes dividem o mesmo nome.
E, aparentemente, apenas isso os une. Mas mesmo circulando em ambientes completamente diferentes, os dois estão prestes a embarcar em um aventura de épicas proporções.
O mais fabuloso musical a jamais ser apresentado nos palcos politicamente corretos do ensino médio.” (Fonte)
O livro se chama Will e Will, mas quem rouba a cena é Tiny Cooper, que é a personagem de quem mais me lembro. Tiny (“pequenino” se traduzido para o português) não tem nada de pequeno. É um jogador de futebol americano grande, gay e extravagante. Will Grayson 1 e Will Grayson 2 vêm de bases, lugares e famílias completamente diferentes, mas um vai transformando a vida do outro, de certa forma.

 

 

E, finalmente, este ano, fomos presenteados com “Tartarugas até lá embaixo” (resenha e sinopse aqui) com um envolvimento tão pessoal de John Green com sua obra. Ele não só criou a obra, mas colocou muito de si e suas experiências pessoais nele e deu aos leitores uma forma de ver e entender um assunto tão delicado quanto a ansiedade e o TOC.

 

 

 

É isso, gente! Chega! Sei que ninguém tem paciência pra textão!

Fica a dica pra vocês dos livros do Sr. Verde.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Milena Soares disse:

    Olá! Desses livros só não tenho esse novo “Tartarugas até lá embaixo” curto muito a escrita de John Green.
    Bjs

  • Debyh disse:

    Olá,
    De todos li ‘A culpa é das Estrelas’ e ‘Cidade de Papel’. Não sou fã do autor, mas uma coisa e outra até gosto. E eu sou do tipo que detesta assistir em filme o livro, se eu vi o filme e não li tudo bem, mas se eu já li raramente terei vontade de ver o filme, então não vi nenhum dos filmes huahuaha

    Debyh
    Eu Insisto

  • Driely Meira Almeida disse:

    Oiee ^^
    O primeiro livro do JG que eu li foi ACEDE, e foi um dos primeiros livros que me fez chorar para valer.Mexeu muito comigo. Eu até que gostei de “Quem é você, Alasca?”, mas “Cidades de papel” e “O teorema Katherine” não me conquistaram muito. Já de “Will&Will”, confesso que preferi muuuito mais as partes escritas pelo David Levithan, e foi nesse livro que eu me tornei fãzaça dele…haha’ Até que gostei de “Deixe a neve cair”, mas dos três contos, o que eu menos gostei foi justo o do John Green :/
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

  • rudynalva disse:

    Drika!
    Já conhecia os livros do autor, porém li apenas Cidades de papel e assisti o filme A culpa é das estrelas, mas pretendo ler todos os livros dele.
    Desejo um final de semana carregadinho de luz e paz!
    “ Inteligência não é não cometer erros, mas saber resolvê-los rapidamente.” (Bertolt Brecht)
    cheirinhos
    Rudy

  • Leonora Oliveira disse:

    Drika, destes livros do autor, li somente Quem é você, Alasca? e A Culpa é das Estrelas. Gostei de ambos os livros, achei a leitura muito agradável e fluida. Quero muito conhecer os demais livros do autor, pois estou certa de que irei amar suas histórias.
    Beijos!

  • Gabriela de Jesus disse:

    De todos os livros que li do autor, posso destacar que a história que mais gostei e me emocionei foi A Culpa é das Estrelas. O livro é simplesmente lindo!!! E o filme perfeito. Este lançamento também promete abalar as estruturas, hein?!
    Beijos!!

  • Alessandra Fernandes disse:

    Os únicos livros que não li do autor, John Green, foram Will e Will e o mais recente lançamento. Gosto muito de como o autor traz histórias tão simples e reais para seus leitores, e como cada história fica guardada em nós. Cada livro nos traz grande e belas reflexões. Amo demais!!!
    Bjos!

  • Carla disse:

    Oie!
    Confesso que os livros do autor não funcionam comigo. Já li alguns títulos, mas até agora, nenhum me conquistou de jeito. Sempre fico a tentar entender o que ele está tentando passar em suas histórias.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

  • Nay disse:

    Eu já li praticamente todos os livros do autor (com excessão do último) e posso dizer que a culpa das estrelas foi ótimo e o que menos me agradou foi cidade de papel,O teorema de Katherine fica entre um meio termo. Que post completo.

  • Cabine de leitura disse:

    Eu li A Culpa é das Estrelas, e claro que gostei muito, mas o mesmo não aconteceu com O Teorema Katherine, achei o livro meio parado e isso me deixou desanimada para ler Cidades de Papel e
    Will e Will, que estão na minha estante a tempos. Vamos ver se me animo e quem sabe eu leia o das tartarugas rsrs.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

  • Anelise Besson disse:

    Oi.
    Não tive uma boa experiência com o autor, li três livros dele e foram péssimos. Mas Tartarugas até lá embaixo me parece ser um livro diferente, vou dar uma chance novamente para o autor.

    bjs.

  • Maria Luíza Lelis disse:

    Oi, tudo bem?
    Dos livros do John Green, eu só não li ainda Deixe a neve cair e Will & Will. Confesso que achei A culpa é das estrelas superestimado, apesar de ter gostado e chorado horrores. Aliás, gostei de todos os livros dele (até de O Teorema Katherine, que é o mais fraco). Mas o meu favorito era Cidades de Papel, mas agora Tartarugas até lá embaixo ocupa o primeiro lugar disparado haha.
    Adorei o post e quero conferir os outros livros dele que ainda não li.
    Beijos!

  • Delmara Silva disse:

    Oi,
    do John li apenas “A culpa é das estrelas” e embora tenha curtido a história achei bem super estimado, me emocionei e tals, mas não me acabei de chorar não e olha que sou bem chorona, mas cada um com seu cada qual não é mesmo? Tenho outros dois livros dele (o Teorema e Cidades de papel), mas meio que desanimei de lê-los, até quero conhecer a história desse ultimo mas não é nada para agora, talvez eu o pegue em um futuro próximo.

    Abraços!

  • Amanda Caldas disse:

    Hey!

    Esse último livro dele deu marketing, ein? Vi em tudo qual é canto. De todas as suas obras, só li ACEDE, não me senti atraída por nenhuma outra. Particularmente não curto a escrita dele, mas o das tartarugas me atraiu muito, preciso ver mais sobre depois,

    Beijos.

  • Júlia disse:

    Olá, tudo bem?

    Conheço “A Culpa é das Estrelas” e “Will & Will”, onde o segundo livro, com toda a certeza, me agradou mais. John Green não é um dos meus autores favoritos, mas suspeito que muito disso se deva a uma implicância minha. De qualquer modo, espero ler esse lançamento, que tem chamado tanta atenção.

    Beijos,
    http://livro-apaixonado.blogspot.com.br

  • Shadai disse:

    só li Alasca e Cidades de Papel, e assisti A Culpa é das Estrelas.
    não sou público-alvo, nem fã do Sr. Verde, mas reconheço ele ter ótima escrita, apesar de não achá-lo criativo.

  • Diana Brito disse:

    Oiee, tudo bem? Particularmente eu acho esse autor incrível! Ganhei quem é você Alaska e cidades de papel (que ainda não li), mas quem encheu naldes de lágrima mesmo foi a culpa é das estrelas. Esse “tartarugas até lá embaixo” eu não conhecia, mas o tema T.O.C me atrai. Eu não tenho mas acho super importante que as pessoas conheçam mais sobre e entendam quem tem. Bjossss

    http://www.porredelivros.com

  • Cristiane de oliveira disse:

    Eu tenho todos os livros do John mas não gostei muito da A culpa é das estrelas, mas geralmente não gosto dos livros que todo mundo ama rsrsrs Quero muito esse novo, gostei do tema, me interessa muito o assunto.

  • Garotas Devorando Livros disse:

    Olá!

    Eu só li A culpa e das Estrela e na real gostei bastante, mas parei ai e nunca mais tive vontade de ler algo do autor, ainda estou estudando a possibilidade de ler esse novo, mas eu não estou confiante que vai rolar.

    Beijos e Sucesso
    Garotas Devorando Livros

  • Sabrina Piano disse:

    Tenho que confessar que o único livro do autor que li foi A Culpa é das estrelas, quando correu aquele boom. Assim que lançou os outros todo mundo comentou muito, muita gente com a expectativa alta, e bastante gente gostou mas também tem os que se decepcionaram, eu não tive o interesse, nenhum dos outros livros chamou minha atenção pra ler, nem o filme que lançou, Quem é você Alasca? eu tive interesse em assistir, nenhum outro tive curiosidade nem vontade de ler. O único que quero ler é o Tartarugas… porque gostei muito da temática.

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem