Sobre o PEP, sobre leituras e… sobre ser feliz!

Oi gente! Aqui é a Drika.

A Lucy já comentou lá no IG que passamos por algumas mudanças e eu queria falar um pouquinho sobre isso… e outras coisas relacionadas. Nem preciso dizer que 2020 foi um ano muito louco, né! Muita gente, infelizmente, perdeu seus empregos e está passando um perrengue. Por outro lado, com o tal home office, muita gente ficou sobrecarregada (pena que isso não significa aumento de renda, só de trabalho!). Enfim… a Karen e a Lany seguiram com seus trabalhos e correrias e leituras, mas não vão mais compartilhar suas resenhas por aqui.

A Lucy e eu também estamos trabalhando bastante e com isso nos resta menos tempo para as leituras e postagens. Infelizmente neste mundo regido por redes sociais, nem sempre as editoras nos acham “relevantes”, pois não temos 5000 curtidas, 10.000 seguidores e postagens diárias cheias de fotos mega elaboradas.

Entendo que há muitos influencers por aí, que se dedicam 24h por dia e investem na divulgação de seus canais e na promoção de materiais. Mas algumas pessoas, como a Lucy e eu, adoram ler, adoram compartilhar suas experiências de leitura, adoram suas parcerias com as editoras, mas têm que gerenciar seus trabalhos e suas casas, e ainda encontrar tempo para si, para manter a sanidade mental no mundo louco em que vivemos. Por isso, temos conversado bastante sobre o blog e o IG e essa frustração de não sermos “relevantes”.

Sabem, ler é uma das coisas que fazem parte da minha vida, de quem eu sou, há muuuuuitos anos (deslanchei aos 10 e hoje tenho 43! Haja livros!). E me dá muito prazer. Mesmo quando o livro é ruim e quero jogá-lo pela janela, isso faz parte da experiência. Tenho tido experiências maravilhosas com o blog. Conheci autores que eu não teria conhecido, li coisas fora dos meus estilos preferidos e me aprofundei nos que mais gosto. E, colocar a cabeça pra funcionar para passar pra vocês como foi minha experiência com aquela determinada obra, é muito legal!

Mas com as parcerias e os prazos para as resenhas, às vezes, aqueles livros que escolhemos a dedo na livraria — seja pela capa, pela sinopse, pelo autor (e por aquele cheirinho maravilhoso de livro) — que ganhamos ou que chamaram nossa atenção e compramos no Kindle, vão ficando para depois. E vai dando uma tristezinha vê-los sempre deixados “para depois”.

Considerando tudo isso, optamos por menos estresse e mais prazer! Vamos continuar com algumas parcerias, mas vamos finalmente dar uma chance às nossas listas de TBR!

Olha parte da minha aí (o restante está no Kindle… e olha que não é pouca coisa):

A minha, por exemplo, conta com 2 livros de autores que amo! Ken Follett e Stephen King. O King, por ser muito prolífico, eu não consigo mesmo acompanhar. Mas o Follett, desde que li o primeiro livro dele (meu primeiro foi Pilares da Terra), coloquei minhas mãos em tudo o que veio antes e tudo o que veio depois e, geralmente, assim que eram lançados, eu os devorava. Agora já estou “atrasada”! :-p
Três irmãs é parceria, mas estava já na minha lista antes de eu receber, então está junto com os TBR do coração!

Continuando com as reflexões… acho que ler deve dar prazer e alegria. Deve te levar pra outros lugares, outros mundos, outros universos. Deve ocupar seu tempo e seus pensamentos de forma positiva, mesmo que seja pra sentir um ódio profundo de determinada personagem. A leitura deve ser catártica, uma válvula de escape, um espelho pra sentimentos que às vezes você nem sabia que estavam guardados lá dentro. Não quero nunca associar a leitura a estresses e prazos, pois isso já tenho de sobra no trabalho.

Mais do que nunca, quero ler por P R A Z E R! E quero muito continuar a compartilhar essas minhas experiências com vocês, mesmo que não seja falando do mais recente lançamento, mesmo que seja falando de um livro que foi lançado há 10 anos, mas que ainda não li e não compartilhei com vocês.

Enfim, era esse meu desabafo! Sou grata por poder dividir isso com vocês!

E #ficaadica: não importa o gênero ou autor que mais te atrai, não importa se você só consegue ler pouquinhas páginas ou um livro inteiro por dia, não importa se você tem uma estante linda ou a maioria dos livros que lê é emprestada de um amigo ou uma biblioteca (não, elas não são mitos! Elas existem! E são ótimos lugares para se encontrar livros!), LEIA! Leia para ser feliz! Leia para adquirir conhecimento! Leia para se esconder e também para se encontrar! Simplesmente LEIA!

Bjs da Drika!

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  


  • Elidiane Lima disse:

    Oi, Drika!
    Concordo com você, ler deve dar prazer e alegria, e que bom que você e Lucy decidiram continuar por aqui!
    Nunca li nada do Stephen King, mas tenho curiosidade em conhecer a sua escrita.
    Bjos!

    [Reply]

PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO PARA DEIXAR SEU COMENTÁRIO




Mensagem