Posts com a tag ‘adaptação’


Adaptação: Harry Potter e a Câmara Secreta

Ontem a Lany fez uma introdução incrível da série de filmes com a resenha de Harry Potter e a Pedra Filosofal (se não leu ainda, leia!). Diferente dela, eu acompanhei toda a seleção de elenco, as primeiras fotos, os primeiros trailers e lembro com nostalgia de tudo isso. Eu já falei há algum tempo de Harry Potter e a Câmara Secreta – o livro – aqui. Como eu disse naquela resenha, esse é um dos meus títulos preferidos; nada mais justo que eu fosse bastante exigente com o filme da história. Ah, sim, e eu fui. Porém, apesar de alguns problemas, para mim a adaptação de A Câmara Secreta é um dos melhores filmes de toda série.

Câmara Secreta_Filme“Carros voadores, árvores que lutam e um misterioso elfo, com um aviso ainda mais misterioso…

Harry Potter está pronto para dar início ao segundo ano de sua maravilhosa jornada no mundo da bruxaria. Em Hogwarts nesse ano, aranhas falam, cartas dão bronca e a habilidade de Harry para falar com cobras se voltará contra ele. De clubes de duelo a jogadores de quadribol desonestos, esse será um ano de aventura e perigo para todos. Quando a mensagem sangrenta na parede anuncia que a Câmara Secreta foi aberta, Harry, Rony e Hermione percebem que para salvar Hogwarts será preciso muita mágica e coragem. Confira essa enfeitiçante adaptação do segundo livro da obra da escritora J.K. Rowling e prepare-se para ficar petrificado quando Harry Potter demonstrar que, mais do que um bruxo, é um verdadeiro herói.”

Harry Potter must NOT go back to Hogwarts School of Witchcraft and Wizardry this year!




Adaptação: Harry Potter e a Pedra Filosofal

E o nosso Especial Harry Potter continua! Sim, depois de analisarmos todos os livros da série (vocês podem ler os posts aqui), agora vamos para uma parte bem mais polêmica: os filmes. Tem pessoas que amam os filmes, tem pessoas que acham que eles são regulares e tem outras que preferem acreditar que os filmes (ou certas cenas) não existem.

HP1“Harry Potter é um garoto órfão que vive infeliz com seus tios, os Dursley. Em seu aniversário de 11 anos ele recebe uma carta que mudará sua vida: um convite para ingressar em Hogwarts – famosa escola especializada em formar jovens bruxos. Seus tios não querem nem ouvir falar no assunto, mas a visita de Hagrid, o guarda-caça de Hogwarts, transforma a vida de Harry para sempre. A partir de então o pequeno bruxo conhece um mundo mágico que jamais sonhara, e vive as mais incríveis aventuras ao lado dos novos amigos, Rony Weasley e Hermione Granger” (Fonte).

 

Infelizmente, eu não acompanhei toda a seleção de atores e nem as filmagens de Harry Potter e a Pedra Filosofal. Quando eu terminei de ler Harry Potter e o Cálice de Fogo e fui procurar na internet informações sobre a série, descobri que o filme estava em cartaz. Sim, eu não sou muito de ir ao cinema mas é claro que eu fui correndo assistir! Tem uma cena desse dia que até hoje eu me lembro muito bem. Quando eu cheguei no cinema e reparei mais de perto no poster, eu simplesmente não podia acreditar que os olhos do Harry eram azuis. Tão azuis que chegavam a doer! Muitas pessoas falavam que isso era um pequeno detalhe, mas eu só tinha lido cada livro uma vez e me lembrava muito bem disso (e depois esse fato mostrou ter a sua importância).

You’re a wizard, Harry!




Resenha: O lado bom da vida

Assim que a Intrínseca lançou esse livro e vi que teve uma adaptação (argh!) cinematográfica que está até concorrendo ao Oscar, eu resolvi me arriscar e o comprei.

Não me arrependo de forma alguma! A história de Pat é emocionante e já digo que é uma das histórias mais bonitas que já li. Vai ser complicado falar de um livro que eu gostei tanto, ainda mais sem soltar spoilers, mas ultimamente eu tenho tido sucesso nisso, então…

o lado bom da vidaSinopse: Pat Peoples, um ex-professor na casa dos 30 anos, acaba de sair de uma instituição psiquiátrica. Convencido de que passou apenas alguns meses naquele ‘lugar ruim’, Pat não se lembra do que o fez ir para lá. O que sabe é que Nikki, sua esposa, quis que ficassem um ‘tempo separados’. Tentando recompor o quebra-cabeça de sua memória, agora repleta de lapsos, ele ainda precisa enfrentar uma realidade que não parece muito promissora. Com o pai se recusando a falar com ele, a esposa negando-se a aceitar revê-lo e os amigos evitando comentar o que aconteceu antes de sua internação, Pat, agora viciado em exercícios físicos, está determinado a reorganizar as coisas e reconquistar sua mulher, porque acredita em finais felizes e no lado bom da vida. Fonte

Estou praticando ser gentil em vez de ter razão.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...