Posts com a tag ‘Clássicos’


Meu autor de cabeceira: Alexandre Dumas

Hoje quero falar de um autor que entrou para o hall da minha cabeceira por acaso: Alexandre Dumas. Quando eu estava no segundo ano do colegial (atual Ensino Médio), uma amiga me emprestou ‘O conde de Monte Cristo’, da coleção ‘Clássicos da Literatura Juvenil’, Editora Abril Cultural. Eu adorei o livro e fiquei anos procurando por essa edição, até que o encontrei em uma banca de jornal, acredito que em 2005, 2006.

Continue lendo…




Adaptação: Jane Eyre

Jane Eyre, romance de Charlotte Brontë, foi publicado em 1846. O enredo conta a história de Jane Eyre, uma órfã passional que é detestada pela família de seu tio. Quando criança, sua tia a manda para uma escola de caridade, onde Jane aprende o suficiente para se tornar uma governanta. Cansada da vida na escola, ela decide procurar um emprego, e acaba indo trabalhar em Thornfield Hall – residência de Mr. Rochester, por quem ela se apaixona. Mas coisas estranhas acontecem em Thornfield Hall: risadas misteriosas, um incêndio e um hóspede sendo atacado no meio da noite.

Jane Eyre foi adaptado para a TV e o cinema diversas vezes, sendo a mais antiga em 1934 e a mais recente em 2011. Hoje eu fui ao cinema assistir à versão de Cary Fugunaka, e não sendo uma grande fã de Charlotte Brontë (Emma, de Jane Austen, não tem nada profundo, eh?) posso afirmar para aqueles que precisam ler a obra que suas agonias acabaram: assistir ao filme é suficiente.

Continue lendo




Sugestões de romances para o Valentine’s Day

Como hoje é Valentine’s Day, acho válido recomendar alguns livros românticos em geral. Não que dê pra ler tudo em um dia, mas tudo bem. rsrs

Continue lendo…




Resenha: Persuasão, Jane Austen

Capa da Editora Martin Claret

Este é o terceiro livro de Jane Austen que eu leio. Orgulho e Preconceito foi o primeiro e eu o li em inglês (depois consegui reler em português, o que sempre ajuda na hora daquelas palavrinhas mais difícieis no original rsrs), seguido por Razão e Sensibilidade.

Sobre os dois primeiros, preferi Orgulho e Preconceito, achei Razão e Sensibilidade mais lento e extenso nos acontecimentos e fiquei com medo de que os outros fossem assim, então peguei Persuasão.

Sinopse: O enredo deste empolgante livro gira em torno dos amores de Anne Elliot que se apaixonara pelo pobre, mas ambicioso jovem oficial da marinha, capitão Frederick Wentworth. A família de Anne não concorda com essa relação e a convence romper seu relacionamento amoroso. Anos após Anne reencontra Frederick, agora cortejando sua amiga e vizinha, Louisa Musgrove. (…).  (Fonte: Skoob)

Quando comecei a ler Persuasão, eu logo simpatizei com a história. Não sei se porque me identifiquei com a Anne, ou se porque odiei o descaso que a família lhe dá.

Continue lendo…




Resenha: Razão & Sensibilidade

Olhando para diversas metas literárias de 2011 (a quantas anda a lista de vocês, falando nisso?) não pude deixar de reparar que 90% delas contém pelo menos um livro de Jane Austen. Uma de minhas autoras preferidas, minha história com Miss Austen começou em 2005, último ano da faculdade de Letras e único em que tive Literatura Inglesa. O livro escolhido foi Orgulho & Preconceito, obra mais famosa da autora, e que recomendo a todos os não iniciados em Austen como a primeira a ser lida. Foi somente em 2009 no entanto que continuei a meta de ler todas as obras de Miss Austen, e a segunda foi Razão & Sensibilidade, primeira obra da autora a ser publicada.

Importante: Eu li o livro em inglês, então vou usar nomes de pessoas e lugares em inglês, visto que não sei se eles foram traduzidos ou não nas versões em português.

I can feel no sentiment of approbation inferior to love!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...