Posts com a tag ‘Contos’


Resenha: Ninguém

Ninguém“Um jovem hacker passa seus dias à procura de horrores na Deep Web, até que o próprio Horror finalmente o encontra. E as consequências são piores que a morte.”

Eu sempre fico na dúvida sobre como fazer resenha de contos, porque bem… Qualquer informação a mais pode ser spoiler né? E essa sinopse já resumo bem o que é o conto, e como ele é curtinho, não posso falar muito mais sobre o enredo dele. Mas eu posso sim comentar que eu pesquisei sobre o que era a Deep Web, já que eu não conhecia o termo. Deep Web se refere ao conteúdo da internet que não faz parte do index que é alcançado pelos mecanismos de busca padrão. O que nós conseguimos encontrar é apenas a pontinha do iceberg: o resto, que é muito maior, está completamente escondido, somente visível para aquelas pessoas que sabem procurar. Imaginem só o que não poderia ser encontrado lá… O enredo é tão interessante que teria como ele ser transformado em um livro – mas se eu teria coragem de ler (já que sou muito medrosa) é outra história…

Continue lendo…




A Cuca Recomenda: Contos do Dragão #2

Lembram-se da minha promessa de vir aqui e indicar para vocês três contos em e-book baratíssimos ou até mesmo gratuitos aqui na coluna Contos do Dragão ou na Contos da Amazon? Pois é, demorei um pouco, mas estou de volta com a indicação de três contos a menos de 3 reais, e um deles gratuito, todos publicados pela Editora Draco. Vamos conhecer?

“A Torre e o Dragão – Conto fantástico de Melissa de Sá, autora de “O Silêncio do Mundo”. A princesa na torre. O cavaleiro errante. O dragão invencível. Mas será tudo tão simples quanto aparenta ser? A princesa está na torre, o cavaleiro chega a seu destino. A salvação é realmente a única possibilidade de final para essa história?” Fonte

A Melissa de Sá é figurinha carimbada aqui no blog, mas o que posso fazer se adoro tudo o que ela escreve? Isso porque vocês ainda não leram o livro dela (que ainda não saiu, mas eu, privilegiada, já li. Apenas aguardem!).

Eu e ela costumamos dizer que A Torre e o Dragão é o irmão gêmeo de A Dama das Ameixas, outro conto publicado pela Draco, pois escrevemos os dois ao mesmo tempo, e uma revisou o conto da outra. E o tema é o mesmo em ambos: dragões, apesar de abordado de maneira completamente diferente.

A vida seria aquele eterno intervalo de paz.




Divulgação: Baixe grátis “Ninguém” e conheça outros contos da Cuca

Sempre falo aqui na coluna dos livros brasucas queridos que leio aqui e acolá, mas vem cá, vocês sabiam que eu também sou escritora? ♥

As meninas lindas aqui no blog já resenharam algumas publicações minhas. Aliás, a Lucy, a Lany e a Drik@ fizeram uma resenha tripla linda do meu romance, Alameda dos Pesadelos (leia a resenha) e a Leka também fez uma vídeo resenha maravilhosa dele (clique aqui para assistir). Mas, nesse link, também há resenha de alguns outros livros e contos meus.

E hoje trouxe vim dividir com vocês uma novidade incrível: a Editora Draco lançou três e-books de contos meus, para vários gostos e gêneros. E um deles é totalmente grátis, pessoal. Imperdível!

ninguemAutora revelação no gênero de terror e do elogiado thriller Alameda dos Pesadelos

“Um jovem hacker passa seus dias à procura de horrores na Deep Web, até que o próprio Horror finalmente o encontra. E as consequências são piores que a morte.”

Sobre a história: bem curtinho, esse conto fala sobre um dos muitos horrores lendários (ou seriam verdadeiros?) da tão temida e misteriosa Deep Web. Um nerd vai longe demais em sua navegação pela deep… E aí as coisas se tornam perigosas e muito, muito sombrias.

Baixe grátis agora mesmo na Amazon! Clique aqui para garantir o seu.

Baixe o seu! :)




A Cuca Recomenda: Especial Natalino

“Justin está voltando para casa, afinal é Natal. Ele e suas irmãs, Cheryl e Brooke, nasceram e cresceram em Amberline, de onde cada um partiu por seus motivos, pretendendo não retornar. Mas agora estão ali para o feriado, uma data que todos tentavam evitar, e entre mágoas antigas e novas, algo mais grotesco e perigoso se insinua pela pequena cidade, ameaçando a pouca estabilidade que resta à família.” Fonte

A primeira vez que li (e comentei) a autora Clara Madrigano foi no Contos do Dragão #1, no qual fiz resenhas de três contos da Editora Draco publicados em e-book. Depois disso, a autora gentilmente nos cedeu o e-book de Especial Natalino para leitura e resenha. E, dessa vez, a resenha será só dela, afinal, Especial Natalino não é apenas um conto, mas sim uma novela… e de terror.

Odiava o Natal.




Top Ten Tuesday: Dez livros para quem gosta de contos

ttt2013

Muitas vezes vejo por aí pessoas dizendo que não gostam de contos. Sempre fico tremendamente assustada quando ouço isso. O conto é um dos gêneros mais prósperos e tradicionais no Brasil; temos contos de alta qualidade, desde os nossos escritores clássicos (como Machado de Assis, Clarice Lispector, Carlos Drummond de Andrade, só para citar alguns), passando pelos escritores contemporâneos (Moacyr Scliar, Luis Fernando Veríssimo) e chegando aos novos contemporâneos que, com a ajuda da organização de antologias por editoras e usando a Amazon como ferramenta, aumentam ainda mais a produção de contos nesse país. Isso sem falar que é um dos gêneros que mais se premia em concursos literários nacionais. O conto é um gênero conciso, que contém uma história completa, várias vezes muito mais instigante por não conter nenhum tipo de “enrolação” devido ao seu tamanho reduzido, com finais muito mais carregados de tensão e reflexão na maior parte do tempo. Muito se engana quem pensa que ele perde o que quer que seja comparado ao romance. Citando o próprio Moacyr Scliar:

“Eu valorizo mais o conto como forma literária. Em termos de criação, o conto exige muito mais do que o romance… Eu me lembro de vários romances em que pulei pedaços, trechos muito chatos. Já o conto não tem meio termo, ou é bom ou é ruim. É um desafio fantástico. As limitações do conto estão associadas ao fato de ser um gênero curto, que as pessoas ligam a uma ideia de facilidade; é por isso que todo escritor começa contista” (In Folha de S. Paulo, 4 fev. 1996, p. 5-11).

Percebem? Dificilmente um escritor já começa derrubando forninhos com um romance. Mesmo que ele publique primeiro um romance, ele certamente escreveu, em algum momento, contos, histórias mais curtas. E a gente pode até sair do Brasil atrás de exemplos: Edgar Alan Poe foi consagrado por seus contos e não pelos (poucos) romances; Stephen King, ao meu ver, é um grande romancista, mas nunca para de escrever contos e, para mim, seu melhor terror, o mais assustador, está justamente neles. E os contos de fada? Eles não têm esse nome por acaso. A história da Cinderela, por exemplo, começou com um… conto!

Vamos abrir o coração, gente e parar de preconceito literário com esse gênero? Deem a si mesmos uma chance. Experimentem! E a lista de hoje é composta exatamente por algumas recomendações do gênero, focando especialmente na produção nacional recente, que reafirma nossa tradição de contistas no país.

Lembrando que o Top Ten Tuesday é uma iniciativa do blog The Broke and the Bookish!

Quem conta um conto, aumenta um ponto!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...



Página 4 de 8« Primeira...23456...Última »