Posts com a tag ‘Distopias’


Resenha: Endgame – O Chamado

Confesso que, a primeira vez que vi Endgame – O Chamado em uma livraria, tive aquele pensamento “provavelmente só mais uma distopia”, mas, após ler algumas resenhas, resolvi ler. E paguei a língua: esse livro está longe de ser “apenas mais um”. Com uma trama criativa, reviravoltas, mistérios e enigmas em todas as páginas (inclusive um enigma real para o próprio leitor), Endgame me surpreendeu positivamente.

“Terra. Agora. Hoje. Amanhã.
O Endgame é real.
E vai começar.
O futuro ainda não está escrito.
O que tiver que ser será.

Doze jogadores. Jovens, mas pertencentes a linhagens ancestrais. Das quais descende toda a humanidade. Linhagens escolhidas milênios atrás. E que vê se preparando desde então. Eles não têm poderes sobrenaturais. Não podem voar, não transformam chumbo em ouro nem curam a si mesmos. Quando a morte chega, eles morrem. Eles e todos nós. São os herdeiros da Terra, e cabe a eles resolver o Grande Mistério da Salvação. Um deles precisará conseguir fazer isso, ou todos estaremos perdidos.

Só um pode ganhar.
O Endgame é real.
E vai começar.” Fonte

Porque acreditamos que uma pessoa pode fazer diferença.




A Cuca Recomenda: A Torre Acima do Véu

Hoje a Cuca vem acompanhada de uma Cuquete nessa resenha. A Torre Acima do Véu, da Giz Editorial, foi lançado durante a Bienal do Livro de São Paulo desse ano e é claro que nós fomos lá no estande conferir, adquirir e tietar a queridíssima Roberta Spindler. A Cuca aqui já conhecia o trabalho dela desde Contos de Meigan e já tinha lido também o conto que originou o livro: A Torre Árabe. Portanto, sabendo do talento da Roberta, indiquei o livro para todas as meninas aqui no blog, mas só uma delas conseguiu ler em meio à super pilha, então essa resenha vem acompanhada da opinião da Drik@. Ah, e as minhas opiniões estarão em verde. ‘Bora pra uma resenha dupla?

“Quando uma densa e venenosa névoa surge misteriosamente, pânico e morte tomam conta do planeta. Os poucos sobreviventes se refugiam no topo dos megaedifícios e arranha-céus das megalópoles. Acuados, vivem uma nova era de privações e sob o ataque constante de seres assustadores, chamados apenas de sombras. Suas vidas logo passaram a depender da proteção da Torre, aquela que controla os armamentos e a tecnologia que restaram. Cinquenta anos se passam, na megacidade Rio-Aires, Beca vive do resgate de recursos há muito abandonados nos andares inferiores, junto com seu pai e seu irmão. A profissão, perigosa por natureza, torna-se ainda mais letal quando ela participa de uma negociação traiçoeira e se vê cada vez mais envolvida em perigos e segredos que ameaçam muito mais do que sua vida ou a de sua família.” Fonte

Continue lendo…




Resenha: A 5ª Onda

quinta onda“Depois da primeira onda, só restou a escuridão. Depois da segunda onda, somente os que tiveram sorte sobreviveram. Depois da terceira onda, somente os que não tiveram sorte sobreviveram. Depois da quarta onda, só há uma regra: não confie em ninguém. Agora inicia-se A QUINTA ONDA. No alvorecer da quinta onda, em um trecho isolado da rodovia, Cassie foge deles. Os seres que parecem humanos, que andam pelo campo matando qualquer um. Que dispersaram os últimos sobreviventes da Terra. Cassie acredita que, estar sozinho é estar vivo, até que conhece Evan Walker. Sedutor e misterioso, Evan Walker pode ser a única esperança de Cassie para resgatar seu irmão — ou até a si mesma. Mas Cassie deve escolher entre a esperança e o desespero, entre a rebeldia e a entrega, entre a vida e a morte. Entre desistir ou contra atacar.”

Analisando a minha estante, eu li poucos livros sobre alienígenas e foi por isso que A 5ª Onda, de Rick Yancey, me chamou muita atenção (quando eu comprei o e-book, só tinha ainda a versão em inglês). Além disso, ele é uma distopia, e apesar de algumas pessoas já estarem cansadas desse tipo de livro… Bem, eles ainda me fascinam. Talvez esse tenha sido o meu problema: eu fui com expectativas demais. Não, ele não é um livro ruim, mas poderia ser muito melhor.

Continue lendo…




Resenha: A Formatura (O Teste #3)

Quem já leu as resenhas anteriores dessa série sabe que eu sou completamente viciada nessa trilogia. Em O TesteJoelle Charbonneau me conquistou com sua escrita vibrante e inteligente. Estudo Independente não foi tão desesperador quanto o primeiro volume; ainda assim, mesmo que mais político e denso, ele fez jus à série com uma ótima continuação. Quando A Formatura foi lançado, fiquei desesperada para colocar minhas mãos nesse volume (adorei a capa! Adoro essa cor). A Editora Única, sempre atenciosa com os parceiros, me enviou rapidinho o livro e eu comecei a ler assim que o recebi. Devorei em questão de dois ou três dias, mas só porque tinha outras coisas para fazer, como trabalhar e dormir (rs). Eletrizante e desesperador, A Formatura foi uma ótima conclusão para a série, mas poderia ter sido brilhante. Sim, faltou alguma coisa, apesar de ser um livro incrível.

Atenção! Essa resenha possui spoilers dos dois primeiros volumes da trilogia: O Teste (leia a resenha) e Estudo Independente (leia a resenha).

“O futuro nunca foi tão incerto e desesperador. Cia Vale jamais imaginaria que as coisas pudessem chegar a esse ponto. Ela tem uma importante missão: liderar as ações para a verdadeira reconstrução do mundo pós-guerra, um caminho sem volta. Agora, ela é a peça-chave para concretizar o plano de pôr fim ao Teste, para o bem das pessoas.Diante de um horizonte cheio de cicatrizes brutais, uma guerra prestes a começar e um governo cruel e corrompido, Cia não tem escolha a não ser se preparar para chegar às últimas consequências – se for preciso.Será que seus colegas a seguirão para a batalha final? O amor de Tomas será forte o suficiente para aceitar e sobreviver à prova mais difícil de suas vidas? Os riscos são maiores do que nunca, e para Cia só resta confiar nos próprios instintos.A formatura, o desfecho da distopia que nos fez perder o fôlego!” Fonte

Vou ter de decidir se fingo que ainda sou a menina de Cinco Lagos que subiu no flutuador a caminho de Tosu City, ou tirar o melhor daquela menina e permitir que isso se molde em algo novo.




Resenha: O Doador de Memórias

Olá, pequenos gafanhotos. Hoje vamos falar sobre um tipo de livro que todos gostam. Aquele livro humilde mas que conforme avançamos, ele abre sua mente, expande seus horizontes e muda sua vida. Estamos falando de O Doador de Memórias. Vamos conferir?

“Ganhadora de vários prêmios, Lois Lowry contrói um mundo aparentemente ideal onde não existe dor, desigualdade, guerra nem qualquer tipo de conflito. Por outro lado, também não existe amor, desejo ou alegria genuína.
Os habitantes da pequena comunidade, satisfeitos com suas vidas ordenadas, pacatas e estáveis, conhecem apenas o agora – o passado e todas as lembranças do antigo mundo foram apagados de suas mentes.

Uma única pessoa é encarregada de ser o guardião dessas memórias, com o objetivo de proteger o povo do sofrimento e, ao mesmo tempo, ter a sabedoria necessária para orientar os dirigentes da sociedade em momentos difíceis.

Aos 12 anos, idade em que toda criança é designada à profissão que irá seguir, Jonas recebe a honra de se tornar o próximo guardião. Ele é avisado de que precisará passar por um treinamento difícil, que exigirá coragem, disciplina e muita força, mas não faz idéia de que seu mundo nunca mais será o mesmo.

Orientado pelo velho Doador, Jonas descobre pouco a pouco o universo extraordinário que lhe fora roubado. Como uma névoa que vai se dissipando, a terrível realidade por trás daquela utopia começa a se revelar.

Premiado com a Medalha John Newbery por sua significativa contribuição à literatura juvenil, este livro tem a rara virtude de contar uma história cheia de suspense, envolver os leitores no drama de seu personagem central e provocar profundas reflexões em pessoas de todas as idades.” (Fonte: Skoob)

E se os outros – os adultos -, ao se tornarem Dozes, recebessem nas instruções deles a mesma frase apavorante? E se todos tivessem a instrução Você pode mentir?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...



Página 3 de 1212345...10...Última »