Posts com a tag ‘Doenças’


Resenha: Uma vida no escuro

Quando li a sinopse desse livro pela primeira vez, achei que se tratava de ficção, e das mais fantasiosas. Como assim uma pessoa não consegue viver na luz, nenhuma luz? Infelizmente, estava muito enganada. A história de Anna Lyndsey é real. Uma vida no escuro é uma das auto-biografias mais interessantes, angustiantes e belas que já li. Daquelas histórias que fazem com que você valorize cada pequena bênção em sua vida.

Uma_Vida_Escuro“Com uma carreira consolidada e um apartamento recém-comprado em Londres, parecia que a única preocupação de Anna Lyndsey seria a manutenção de seu padrão de vida. No entanto, o que começou como um desconforto diante da tela do computador revelou-se uma grave sensibilidade a qualquer fonte de luz. Em pouco tempo, trabalhar tornou-se inviável, e mesmo atividades corriqueiras passaram a causar dores lancinantes. Conforme os sintomas foram se agravando, ela precisou abrir mão da casa, da independência e de qualquer possibilidade de planos futuros.
Diante do relato de Anna sobre seus dias na escuridão, é impossível para o leitor não se perguntar o que de fato é fundamental. Se quase todas as opções fossem retiradas, das mais corriqueiras às mais preciosas, o que faria a vida continuar valendo a pena? Em uma situação em que as luzes e telas que deveriam significar segurança e comodidade são um perigo iminente, não seria de se admirar que Anna entrasse em depressão ou até mesmo cometesse suicídio.
No entanto, ela nos revela uma existência com mais nuances do que se poderia esperar de alguém mergulhado no mais profundo breu. Entre audiolivros, jogos de palavras e formas inusitadas de banir os raios de luz, Anna descobre meios de afastar os pensamentos deprimentes e perseverar mesmo com a incerteza de sua condição. Com seu contato com o mundo externo restrito à família, ao marido e às raras visitas, ela aprende a valorizar cada segundo de remissão da sua sensibilidade, admirando a natureza, a rotina e até as tarefas domésticas de uma perspectiva completamente nova.” Fonte

Chorar me traz alívio.




A Cuca Recomenda: Quem, Eu? – Uma avó, um neto, uma lição de vida

Quem, Eu? – Uma avó, um neto, uma lição de vida não é apenas uma leitura, é uma experiência, especialmente para quem já viveu ou está vivendo o Alzheimer na família. Junto com FernandoDona Nilva e a família Aguzzoli, é impossível não rir, refletir e, principalmente, se emocionar.

quemeu“Em 2013, Fernando Aguzzoli abriu mão do emprego e dos estudos para cuidar de sua avó Nilva, diagnosticada com Alzheimer. Da convivência dos dois surgiram momentos divertidíssimos, histórias e confidências que o neto resolveu compartilhar em uma página criada no Facebook. Alimentada diariamente por Fernando com posts, fotos e vídeos, a página comoveu centenas de pessoas e conquistou milhares de fãs. Assim surgiu o livro Quem, eu?, que chega agora em nova edição revista e ampliada, com uma reunião de todos os momentos vividos entre os dois, além de entrevistas com profissionais para ajudar outras famílias que enfrentam esse mesmo obstáculo. As memórias de Fernando são uma verdadeira lição de vida, e prometem muitas risadas e momentos emocionantes.” Fonte

Capaz!




Resenha + Sorteio: A Playlist de Hayden

A playlist“Depois da morte de seu amigo, Sam parece um fantasma vagando pelos corredores da escola, o que não é muito diferente de antes. Ele sabe que tem que aceitar o que Hayden fez, mas se culpa pelo que aconteceu e não consegue mudar o que sente. Enquanto ouve música por música da lista deixada por Hayden, Sam tenta descobrir o que exatamente aconteceu naquela noite. E, quanto mais ele ouve e reflete sobre o passado, mais segredos descobre sobre seu amigo e sobre a vida que ele levava. A PLAYLIST DE HAYDEN é uma história inquietante sobre perda, raiva, superação e bullying. Acima de tudo, sobre encontrar esperança quando essa parte parece ser a mais difícil.”

Sam sabe de três coisas: houve uma briga na festa que ele e seu melhor amigo Hayden estavam e, no dia seguinte, ele estava morto. Uma garrafa de bebida e um vidro de Valium com o nome da mãe de Hayden vazio eram as provas de que ele havia cometido suicídio. Além disso, no chão, havia um pendrive e uma folha arrancada de caderno onde era possível ler a seguinte mensagem:

“Para Sam. Ouça. Você vai entender.”

Continue lendo…




Resenha: Uma História de Amor e TOC

Quando recebi esse livro da Galera Record, pensei em passá-lo pra outra das meninas aqui do blog ler, afinal, de longe eu não sou a pessoa mais romântica do Por Essas Páginas. Mas alguma coisa nele me atraiu… Só sei que olhei para ele, ele olhou para mim, rolou uma química e, pronto, lá estava eu lendo. Um romance. Sobre TOC.

“Bea foi diagnosticada com transtorno obsessivo-compulsivo. De uns tempos pra cá, desenvolveu algumas manias que podem se tornar bem graves quando se trata de… garotos! Ela jura que está melhorando, que está tudo sob controle. Até começar a se apaixonar por Beck, um menino que também tem TOC. Enquanto ele lava as mãos oito vezes depois de beijá-la, ela persegue outro cara nos intervalos dos encontros. Mas eles sabem que são a única esperança um do outro. Afinal, se existem tantos casais complicados por aí, por que as coisas não dariam certo para um casal obsessivo-compulsivo? No fundo, esta é só mais uma história de amor… e TOC.” Fonte

Sentimentos são como cobertores, cobrindo você para que não consiga ver com clareza.




Resenha: A Mais Pura Verdade

Recebemos da Novo Conceito uma pequena prova do livro – uma amostra – e depois o livro completo. Eu queria ter lido já antes a provinha, mas por falta de tempo, acabei pegando o livro já finalizado para ler. A Mais Pura Verdade é o tipo de livro que eu adoro: um drama, uma doença, amor e amizade, enfim, um sick-lit. Não tem jeito, sempre sou atraída para esses livros, eles (quase sempre) me emocionam profundamente. E era essa sensação que eu esperava com esse livro. Um menino doente e confuso, um cachorro amigo e fiel. Encontrei emoção? Encontrei. Mas talvez não como esperava.

“Em todos os sentidos que interessam, Mark é uma criança normal. Ele tem um cachorro chamado Beau e uma grande amiga, Jessie. Ele gosta de fotografar e de escrever haicais em seu caderno. Seu sonho é um dia escalar uma montanha.
Mas, em certo sentido um sentido muito importante, Mark não tem nada a ver com as outras crianças.
Mark está doente. O tipo de doença que tem a ver com hospital. Tratamento. O tipo de doença da qual algumas pessoas nunca melhoram.
Então, Mark foge. Ele sai de casa com sua máquina fotográfica, seu caderno, seu cachorro e um plano. Um plano para alcançar o topo do Monte Rainier. Nem que seja a última coisa que ele faça.
A Mais Pura Verdade é uma história preciosa e surpreendente sobre grandes questões, pequenos momentos e uma jornada inacreditável.” Fonte

Viver com medo não é jeito de se viver.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...



Página 1 de 512345