Posts com a tag ‘e-books’


Resenha: Fragmenta-me (Estilhaça-me #2.5)

A série distópica de Tahereh Mafi, para mim, é uma série de altos e baixos (mais baixos que altos). Em Estilhaça-me, um livro que eu tinha grandes expectativas, a autora trouxe uma personagem excessivamente dramática e transformou uma distopia de potencial em nada mais um romance meloso e a história de um triângulo amoroso. No conto Destrua-me, narrado por Warner, a série deu um salto de qualidade em uma narrativa surpreendentemente madura e interessante – é, de longe, o ponto mais alto da série para mim. Em Liberta-me, segundo livro da série, a história melhorou consideravelmente, porém ele não chegou a ser tão bom quanto o conto de Warner. Agora, em Fragmenta-me, eu não tinha muitas expectativas, afinal, o narrador é o Adam. E ele se confirmou como um péssimo narrador e um personagem que eu já detestava e agora simplesmente odeio. E nada disso não ajudou para que minha leitura fosse agradável…

“Neste eletrizante conto da trilogia Estilhaça-me, descubra o que aconteceu com os rebeldes do Ponto Ômega após lutarem contra o Reestabelecimento. Fragmenta-me é contado do ponto de vista de Adam, respondendo as principais dúvidas dos leitores após grande final de Liberta-me. Enquanto o Ponto Ômega prepara para lançar um ataque-surpresa contra os soldados do Reestabelecimento a postos no Setor 45, o foco de Adam está bem longe do campo de batalha. Ele está se recuperando do rompimento com Juliette, apavorado pela vida do seu melhor amigo e preocupado como sempre com a segurança do seu irmão James. E justo quando Adam começa a pensar se aquela vida é mesmo para ele, o alarme soa. É hora de começar a guerra. No campo de batalha, é como se tudo estivesse a seu favor – mas derrubar Warner, que Adam descobriu recentemente ser seu meio-irmão, não é fácil. O Reestabelecimento não tolera rebeliões, e por isso fará qualquer coisa para massacrar a resistência… inclusive matar a todos que são importantes para Adam. Fragmenta-me prepara o leitor para as emoções de Incendeia-me, o explosivo final da série distópica de Tahereh Mafi.” Fonte

É como se o medo tivesse se transformado em mim; ele veste meu corpo como um terno velho.




A Cuca Recomenda: Levanta, Princesa, a abóbora virou carruagem

Josy Stoque é autora de vários livros independentes de sucesso, à venda na Amazon, uma escritora que acompanho a trajetória através das redes sociais e que admiro por sua persistência em busca dos seus sonhos e por ser uma grande incentivadora da literatura nacional. Ainda não tinha lido seus textos e comecei por Levanta, Princesa, a abóbora virou carruagem, um conto que baixei quando estava gratuito na Amazon, mas custa módicos R$ 1,99 em seu preço normal. Infelizmente, acho que não comecei pelo texto certo ou, talvez, esse conto não seja meu tipo de leitura, pois ele não me agradou em nenhum momento. Um pequeno aviso: é possível que essa resenha contenha alguns spoilers; é um conto tão curto que é praticamente impossível fazer uma resenha sem soltar algum.

“Está de saco cheio de sua vida pacata e com vontade de chutar o pau da barraca? O que você faria se tivesse a oportunidade de esquecer as responsabilidades por um dia e se deixar levar? Às vezes, uma escolha precipitada te proporciona uma experiência inesquecível. O grito de libertação da mulher moderna sobre sua individualidade, seus sonhos e seu corpo.” Fonte

A história é sobre uma protagonista sem nome que cansa de sua vida e resolve ter um dia de princesa, só para ela. Ela tem marido e filhos, e vive inteiramente dedicada a eles, que não fazem nada sem ela. Um belo dia ela surta e resolve que vai – quase literalmente – “chutar o pau da barraca”, como diz a sinopse. Ela larga a casa, a família, vai malhar e encontra seu “príncipe” saradão. E tudo o que ela agora deseja é prazer.

É assim que o sexo deve ser. Infinito.




A Cuca Recomenda: Senhor do Amanhã

Depois de ler A Aposta, da Vanessa Bosso, eu fechei o livro com uma sensação amarga, mas também um pouco doce. Apesar de não ter gostado do livro o quanto eu esperava, talvez por causa do tema, eu ainda assim apreciei a escrita da autora, que é ágil e envolvente. A autora então, super fofa e atenciosa, me indicou a leitura de outros de seus livros, mais a ver com meu gosto. Ela enviou pra gente um exemplar de Senhor do Amanhã, um romance conspiratório e cheio de intrigas. E ela estava certa: definitivamente, gostei muito mais desse livro, o tema é intrigante e a forma como o livro se desenvolve é instigante, mas os personagens não me convenceram. Ainda assim, é um livro que você deve ler. Entenda ao ler essa resenha.

“Cuidado! Enquanto lê essa sinopse, eles estão de olho em você. Seus e-mails, telefonemas e até os seus pensamentos estão sendo cuidadosamente vigiados. E arquivados. A Nova Ordem Mundial é uma realidade e a agenda global segue no intuito de eliminar 70% da população terrestre. No mundo atual, nada é o que parece ser. Não acredita? Então leia e descubra o que ninguém quer que você saiba. Descubra quem será o Senhor do Amanhã.” Fonte

Ela acreditava que esse era o ponto de partida. Jack sabia que era o ponto final.




A Cuca Recomenda: Um Estranho Equinócio

No ano passado, li o ótimo e encantador O Castelo das Águias, da autora Ana Lúcia Merege (conheça mais sobre ela na nossa página de autores parceiros). Esse ano, a Editora Draco já anunciou o lançamento da sequência da série: A Ilha dos Ossos. Mas, entre esses dois livros, há um conto da Ana muito especial que tive a oportunidade de ler recentemente: Um Estranho Equinócio. Para quem ainda não leu o primeiro livro, esse post pode ter alguns spoilers do mesmo, ok? Então adquira logo O Castelo das Águias e depois leia esse conto! ‘Bora lá conhecê-lo?

“Conto de Ana Lúcia Merege que se passa entre o final de O Castelo das Águias e o começo de A Ilha dos Ossos, segundo romance da série. Na véspera do equinócio de outono, Urien, mestre de música do Castelo das Águias, se depara com uma situação perturbadora. Quem desejaria assassinar Kieran de Scyllix em seu próprio casamento?” Fonte

Um Estranho Equinócio tem como plano de fundo um evento que certamente os leitores de O Castelo das Águias vão adorar (eu, pelo menos, fiquei super feliz de ler mais sobre isso): o casamento entre Anna de Bryke e Kieran de Scyllix. Tá certo que eu não gosto muito do Kieran (e não sei o que a Anna viu nele), mas eu acho a Anna uma personagem tão adorável que, ah, não tem como não torcer para ela ser feliz. Mas, o casamento é mais um plano de fundo mesmo para o conto: todo ele é narrado na visão de outro personagem, Urien, mestre de música do Castelo, e devo dizer que ele é um personagem muito divertido e um ótimo narrador.

Continue lendo…




A Cuca Recomenda: O Clube dos Herdeiros

Semana passada eu e a Cuquete resenhamos Aristocracia Perdida, o prólogo desse livro, que conta a história dos pais da geração retratada em O Clube dos Herdeiros, de Fabiana Madruga (curiosos? Leia a resenha aqui!). Nós demos uma discreta surtada naquela resenha e esperamos tê-los deixado bem curiosos para o livro! Porque, se eu e a Lany adoramos o conto, imagina o livro! Por isso, segurem-se em seus fusquinhas Porsches ou qualquer outro carrão, porque essa resenha vai ser ainda mais surtada! E como eu achei o livro fofo… bem, pode ser que um meteoro caia sobre nossas cabeças em breve. Corram para as colinas e leiam essa resenha! Vocês já leram em alguma resenha a Karen chamar algum livro de fofo? Não? Nem eu! Então realmente, preparem-se porque o mundo vai acabar. O fim está próximo, queridos. Aproveitem para pegar o próximo avião para Paris!

“Hoje deve ser seu dia de sorte. Sim, é com você que estou falando! Ao virar a próxima página, será como se tivesse ganhado um passe livre, uma tão cobiçada credencial, um passaporte com visto para um mundo que mal se vê pela fechadura. Você poderá conhecer cada um dos membros da nova aristocracia do Rio de Janeiro e saber o que realmente se passa na vida, na cabeça e no coração deles (e eu aposto como você jurou que isso nem existia!). Só me sinto na obrigação de te alertar a respeito do principal perigo que ameaça aqueles que se julgam sortudos por cruzar essa linha: você vai descobrir que as coisas podem não ser como você imaginava, e ter vontade de correr de volta para o seu mundo seguro, que antes pareci a tão medíocre. Mas não precisa correr tanto. No meio do caminho eu sei que você vai dar meia-volta e perceber que não vai mais a lugar nenhum. O Clube dos Herdeiros pode não ser nada parecido com um conto de fadas… mas não há como não se apaixonar perdidamente por ele! Pense bem antes de aceitar o convite: existem festas que duram a vida inteira…” Fonte

Leia, leia, leia!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...



Página 5 de 8« Primeira...34567...Última »